A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. TAXA NATURAL DE DESEMPREGO Capítulo 28.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. TAXA NATURAL DE DESEMPREGO Capítulo 28."— Transcrição da apresentação:

1 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. TAXA NATURAL DE DESEMPREGO Capítulo 28

2 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Categorias de Desemprego u O problema de desemprego é usualmente dividido em duas categorias. A taxa natural de desemprego O desemprego cíclico

3 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. A Taxa Natural de Desemprego u A taxa natural de desemprego é o desemprego que não desaparece, mesmo no longo prazo. u É o nível de desemprego que a economia registra normalmente.

4 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Taxa Desemprego Brasil-IBGE u Dados Fornecidos PME-IBGE u Pesquisa domiciliar, periodicidade mensal. u Investiga características população residente em área urbana (Recife, SP, BH, RJ, Salvador, POA). u Relativamente ao emprego:

5 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Taxa Desemprego Brasil-IBGE u Pessoa em idade ativa: 10 anos ou mais. u Pessoa Economicamente Ativa: Em idade Ativa que se classifiquem como Ocupadas e como Desocupadas. u Pessoa ocupada: pessoas que exerceram trabalho remunerado ou não durante pelo menos uma hora na semana de referência ou que tinham trabalho remunerado e estavam afastados por motivo de doença.

6 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Taxa Desemprego Brasil - IBGE u Pessoa Desocupada: pessoas sem trabalho na semana de referência que estavam disponíveis para assumir trabalho e que tomaram providência para encontrar trabalho nos últimos 30 dias sem terem tido qualquer trabalho. u Tx Desemprego: Pessoas Desocupadas/Pop. Econ. Ativa

7 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Dados Desemprego em Milhares Julho 2010 u PIA u PEA u OCUPADOS u DESOCUPADOS u Tx DESEMPREGO: 1.664/ = OU APROX. 7%

8 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Taxa de Desemprego – Zona do Euro (15 a 74 anos)

9 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Taxa Desemprego Países Emergentes

10 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Desemprego Cíclico u O desemprego cíclico se refere às flutuações que se verificam de ano para ano em torno da taxa natural. u Está estreitamente relacionado com os altos e baixos da atividade econômica no curto prazo.

11 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Por que Existe Desemprego? u Num mercado de trabalho ideal, os salários se ajustariam a fim de equilibrar a oferta e a demanda de trabalho, garantindo que todos os trabalhadores estariam completamente empregados.

12 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Por Que não se Consegue o Ideal u Legislação do Salário Mínimo u Sindicatos u Salários de Eficiência u Busca de Emprego

13 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Legislação do Salário Mínimo u Quando o salário mínimo é fixado acima do nível que equilibra oferta e demanda, ele cria desemprego.

14 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Legislação do Salário Mínimo Quantidade de Trabalho 0 Salário

15 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Legislação do Salário Mínimo Quantidade de Trabalho 0 Trabalho demanda Salário Trabalho oferta

16 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Legislação do Salário Mínimo WEWE Quantidade de Trabalho LELE 0 Trabalho demanda Salário Trabalho oferta

17 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Legislação do Salário Mínimo WEWE Quantidade de Trabalho LELE 0 Trabalho demanda Salário Salário mínimo Trabalho oferta

18 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Legislação do Salário Mínimo WEWE Quantidade de Trabalho LELE 0 Trabalho demanda Salário Salário mínimo LDLD LSLS Trabalho oferta

19 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Legislação do Salário Mínimo WEWE Quantidade de Trabalho LELE 0 Excesso de mão-de-obra = desemprego Trabalho demanda Salário Salário mínimo LDLD LSLS Trabalho oferta

20 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Sindicatos e Negociação Coletiva u Um sindicato é uma associação de trabalhadores que negocia com as empresas salários e condições de trabalho. u Um sindicato é um tipo de cartel.

21 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Sindicatos e Negociação Coletiva u O processo pelo qual sindicatos e empresas chegam a um acordo quanto às condições de emprego é chamado de negociação coletiva.

22 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Sindicatos e Negociação Coletiva u Uma greve é uma parada organizada pelo sindicato dos trabalhadores de uma empresa quando sindicato e empresa não chegam a um acordo.

23 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Sindicatos e Negociação Coletiva u Uma greve faz com que alguns trabalhadores melhorem e outros piorem. u Os trabalhadores sindicalizados se beneficiam da barganha coletiva, enquanto que os trabalhadores não sindicalizados arcam com parte dos custos.

24 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Sindicatos e Negociação Coletiva u Agindo como cartel com a habilidade de greve e de impor custos mais altos aos empregadores, os sindicatos conseguem salários acima dos de equilíbrio para seus membros. u Trabalhadores sindicalizados ganham de 10 a 20% mais do que trabalhadores não sindicalizados.

25 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. A Teoria dos Salários de Eficiência u Salários de eficiência são salários superiores ao nível de equilíbrio pagos pelas empresas para aumentar a produtividade dos trabalhadores. u A teoria dos salários de eficiência argumenta que as firmas operam de uma forma mais eficiente se os salários estão acima do nível de equilíbrio.

26 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. A Teoria dos Salários de Eficiência u A firma pode preferir salários acima dos de equilíbrio pelas seguintes razões: Saúde do Trabalhador: Trabalhadores mais bem pagos se alimentam melhor e portanto são mais produtivos. Rotatividade do Trabalhador: Um trabalhador bem pago possui uma probabilidade menor de procurar por outro emprego.

27 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. A Teoria dos Salários de Eficiência u A firma pode preferir salários acima dos de equilíbrio pelas seguintes razões: Esforço do Trabalhador: Salários altos motivam os trabalhadores a darem o melhor de si. Qualidade do Trabalhador: Salários altos atraem melhores trabalhadores.

28 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Busca de Emprego u Busca de emprego é o processo pelo qual os trabalhadores encontram empregos adequados a seus gostos e qualificações. u O desemprego pela busca de trabalho resulta do fato que leva algum tempo para indivíduos qualificados encontrarem os postos de trabalho mais adequados para eles.

29 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. A Inevitabilidade do Desemprego Temporário u O desemprego temporário é inevitável porque a economia está sempre em mudança. u Mudanças na composição da demanda entre setores e regiões são chamadas de deslocamentos setoriais. u Leva algum tempo para trabalhadores procurarem e encontrarem empregos em novos setores.

30 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Políticas Públicas e Desemprego Temporário u Programas do governo podem afetar o tempo que os trabalhadores desempregados levam para encontrar novos empregos. u Estes programas incluem o seguinte: Agências de emprego públicas Programas públicos de treinamento Seguro desemprego

31 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Conclusão u A taxa de desemprego é o percentual dos que gostariam de trabalhar mas não têm emprego. u A maioria do desemprego observado nos países é atribuído às poucas pessoas que ficam desempregadas por longo período.

32 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Conclusão u Uma das razões pelas quais há sempre algum nível de desemprego é a legislação do salário mínimo. u Uma segunda razão para o desemprego é o poder de mercado dos sindicatos.

33 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Conclusão u A terceira razão para o desemprego é sugerida pela teoria dos salários de eficiência. u A quarta razão do desemprego é o tempo que leva para os trabalhadores encontrarem empregos mais adequados a suas qualificações e gostos.


Carregar ppt "Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. TAXA NATURAL DE DESEMPREGO Capítulo 28."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google