A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Juarez de Sousa e Silva Roberta Martins Nogueira Consuelo Diomenici Roberto Processamento do Café com Higiene Boas Práticas – Determinação do Teor de Umidade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Juarez de Sousa e Silva Roberta Martins Nogueira Consuelo Diomenici Roberto Processamento do Café com Higiene Boas Práticas – Determinação do Teor de Umidade."— Transcrição da apresentação:

1 Juarez de Sousa e Silva Roberta Martins Nogueira Consuelo Diomenici Roberto Processamento do Café com Higiene Boas Práticas – Determinação do Teor de Umidade – Avançar

2 Determinação do Teor de Umidade Definição: O teor de umidade representa a quantidade de água por unidade de massa do grão. Pode ser expresso pela relação entre a quantidade de água e a massa seca (base seca) ou entre a quantidade de água e a massa total de grãos (base úmida). U(% b.s.)= (massa de água / massa de matéria seca) x 100 U(% b.u.) = (massa de água / massa total de grãos) x 100

3 b.u. (%) b.s. (decimal) b.u. (%) b.s. (decimal) b.u. (%) b.s. (decimal) 80,087150,176220,282 90,099160,190230, ,111170,200240, ,123180,220250, ,136190,234260, ,150200,250270, ,163210,265280,389 Conversão do Teor de Umidade Base Úmida em Base Seca

4 ProdutoColheitaIdeal Armazenamento seguro máximoótimo Após secagem 1 ano5 anos Café Milho Arroz Soja Sorgo Trigo Teor de Umidade para Colheita e Armazenamento Seguro, % b.u.

5 Teor de umidade comercial Teor de umidade real do produto (% b.u.) ,12,23,34,45,66,77,88,9 11-1,1*01,12,33,44,55,66,77,7 12-2,3-1,101,12,33,44,55,76,8 13-3,5-2,3-1,101,12,33,44,55,8 14-4,7-3,5-2,3-1,101,12,33,54,7 (*) Os valores negativos representam o prêmio que deveria ser pago para produtos comercializados com teores de umidade mais baixos Desconto e Prêmio (%) para Grãos Comercializados Fora do Teor de Umidade Padrão

6 Métodos de Determinação do Teor de Umidade Métodos de Determinação: a) Direto ou Básico Estufa (Figura), Destilação(Figura) e Evaporação(Figura) b) Indireto Elétrico (Figura) e Eletrônico (Figura)(Figura) Nota: Um método simples de evaporação usado no Brasil é o EDABO (Evaporação Direta da Água em Banho de Óleo) (Figura)(Figura)

7 Como Usar o Método EDABO a) Coletar amostra representativas do lote; b) Pesar 100g do produto (± 0,5 g) c) Colocar a amostra em recipiente apropriado (± 1,0 L) e inserir o termômetro d) Adicionar óleo vegetal em quantidade suficiente para cobrir os 100 g of the produto e) Pesar o sistema (recipiente + produto + óleo + termômetro) e registrar o peso inicial (Pi )

8 Como Usar o Método EDABO f) Aquecer o sistema (recipiente + produto + óleo + termômetro) de acordo com a Tabela 1 g) Pesar o sistema novamente e registrar o peso final (Pf) h) Subtrair (Pf ) de (Pi ) e registrar o teor de umidade diretamente em % base úmida Exemplo: Se, Pi = 458,9 g e Pf = 445,4 g; Pi - Pf = 13,5 g ou 13,5% b.u.

9 PRODUTOTEMP. ( o C) Arroz200 Arroz Beneficiado195 Café Natural200 Café beneficiado190 Feijão175 Milho195 Soja135 Sorgo195 Trigo190 Tabela 1: Temperatura Requerida para Utilização do Método EDABO

10 Sistema Caseiro do EDABO Vídeo

11 Sistema Caseiro do EDABO Voltar para o Menu Texto original

12 Escala laboratorial Recipientes para pesagem Método Padrão de Estufa (Equipamentos Necessários) Avançar

13 Estufa ventiladaDessecador Voltar Método Padrão de Estufa (Equipamentos Necessários)

14 Modelo para laboratório Modelo usado em fazendas Método de Destilação ou Brown-Duvel Voltar

15 Medidor Eletrônico – Medidor Universal de Umidade Voltar

16 Medidor Comercial de Umidade Modelo Analógico Modelo Digital Voltar

17 Componentes Básicos do Método EDABO Voltar


Carregar ppt "Juarez de Sousa e Silva Roberta Martins Nogueira Consuelo Diomenici Roberto Processamento do Café com Higiene Boas Práticas – Determinação do Teor de Umidade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google