A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2) AS PUBLICAÇÕES PERIÓDICAS Referências: 1) Carrizo G; Irureta-Goyena P e López de Quintana, E. (2000), Manual de fuentes.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2) AS PUBLICAÇÕES PERIÓDICAS Referências: 1) Carrizo G; Irureta-Goyena P e López de Quintana, E. (2000), Manual de fuentes."— Transcrição da apresentação:

1 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2) AS PUBLICAÇÕES PERIÓDICAS Referências: 1) Carrizo G; Irureta-Goyena P e López de Quintana, E. (2000), Manual de fuentes de información. Madrid: CEGAL. 2) Zurián, Juan Carlos Valderrama (s.d.), Guia Académica. Pesquisado em 20 de Maio de 2002,

2 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA PUBLICAÇÕES EM SÉRIE PUBLICAÇÕES, IMPRESSAS OU NÃO, EDITADAS EM FASCÍCULOS OU VOLUMES SUCESSIVOS, NUMERADOS SEQUENCIALMENTE (COM NÚMEROS OU INDICAÇÕES CRONOLÓGICAS) DESTINADOS A CONTINUAR INDEFINIDAMENTE, QUALQUER QUE SEJA A SUA PERIODICIDADE

3 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2.1) TIPOS DE PUBLICAÇÕES PERIÓDICAS SEGUNDO A SUA PERIODICIDADE: PERIÓDICOS REVISTAS SÉRIES SEGUNDO A CLASSE DE FONTE DE INFORMAÇÃO: PRIMÁRIA SECUNDÁRIA

4 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2.2) PERIÓDICOS (Norma UNE /2). PUBLICAÇÕES EM SÉRIE QUE APARECEM COM INTERVALOS MUITO FREQUENTES E CONTÊM A ÚLTIMA INFORMAÇÃO SOBRE A ACTUALIDADE, ACOMPANHADA FREQUENTEMENTE POR COMENTÁRIOS (Norma UNE /2). A PUBLICAÇÃO PERIÓDICA SAI PELO MENOS 4 VEZES POR SEMANA (UNESCO).

5 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2.2) PERIÓDICOS TRATA-SE GERALMENTE DE DIÁRIOS E SEMANÁRIOS ESCRITOS NUMA LINGUAGEM COLOQUIAL DE MODO A ALCANÇAR UM PÚBLICO O MAIS NUMEROSO POSSÍVEL. AS INFORMAÇÕES ASSUMEM UM CARÁCTER DE DIVULGAÇÃO REVESTINDO, OCASIONALMENTE, CERTOS TENDENCIALISMOS (IMPOSTOS POR CONDICIONANTES POLÍTICAS, IDEOLÓGICAS E ECONÓMICAS).

6 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2.3) REVISTAS PUBLICAÇÕES EM SÉRIE QUE TÊM UMA PERIODICIDADE IGUAL OU MAIOR A UMA SEMANA E INFERIOR A UM ANO.

7 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2.3) REVISTAS CONSTITUEM O TIPO DOCUMENTAL MAIS NUMEROSO E SÃO A PRINCIPAL FONTE DE COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA. TIPOS ESPECIAIS DE REVISTAS: BOLETINS E NOTICIÁRIOS. PODEM SER i) CIENTÍFICAS OU ESPECIALIZADAS E ii) DE DIVULGAÇÃO OU IMPRENSA. EXISTEM NÚMEROS OU FASCÍCULOS DE APARIÇÃO SEMANAL, QUINZENAL, MENSUAL, QUE FORMAM VOLUMES, GERALMENTE SEMESTRAIS OU ANUAIS.

8 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA PUBLICAÇÕES EM SÉRIE EDITADAS POR UM ORGANISMO OU ASSOCIAÇÃO QUE INFORMA SOBRE AS SUAS ACTIVIDADES OU CONTÉM INFORMAÇÃO DE CARÁCTER OFICIAL. 2.4) BOLETIM Exemplo: Boletim da APS (http://www.aps.pt/boletim.htm)http://www.aps.pt/boletim.htm

9 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2.5) NOTICIÁRIO PUBLICAÇÃO EM SÉRIE EDITADA POR UMA ORGANIZAÇÃO OU EMPRESA DIRIGIDA AOS SEUS MEMBROS, QUE CONTEM INFORMAÇÃO ACTUALIZADA SOBRE A SUA ESFERA DE ACTUAÇÃO.

10 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2.6) SÉRIES SÃO PUBLICAÇÕES EM SÉRIE QUE TÊM PERIODICIDADE IGUAL OU SUPERIOR A UM ANO E QUE APARECM COM INTERVALOS IRREGULARES DE TEMPO. MUITAS SÉRIES LEVAM ISSN E ISBN. QUASE TODAS AS SÉRIES TÊM UM CERTO CARÁCTER MONOGRÁFICO. CADA VOLUME PODE TER O SEU TÍTULO, MAS SEMPRE PRECEDIDO DO TÍTULO COMUM DA SÉRIE. OS RESPECTIVOS VOLUMES SÃO NUMERADOS.

11 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2.6) SÉRIES TIPOS: ANUÁRIOS, MEMÓRIAS, SÉRIES DE INFORMES. SÉRIES DE ACTAS DE CONGRESSOS. SÉRIES DE REVISÕES (PANORÂMICA DE CONJUNTO OU CARÁCTER MONOGRÁFICO). Advances in... Advances in... Annual Reviews of... Annual Reviews of... Annual Reviews of Information Science and Technology. Annual Reviews of Information Science and Technology. Current Topics in...; Methods of...; Progress in...; Research in...; Year Book. Current Topics in...; Methods of...; Progress in...; Research in...; Year Book.

12 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2.7) SEGUNDO A CLASSE DE FONTE DE INFORMAÇÃO PRIMÁRIA INFORMAÇÃO ORIGINAL: REVISTAS, BOLETINS, IMPRENSA (PERIÓDICOS, DIÁRIOS E SEMANÁRIOS) E PUBLICAÇÕES OFICIAIS PERIÓDICAS. NOTA: EM REVISTA OU EM CDROM PODEM COEXISTIR INFORMAÇÃO PRIMÁRIA COM INFORMAÇÃO SECUNDÁRIA. SECUNDÁRIA BOLETINS DE SUMÁRIOS, ÍNDICES E BOLETINS DE RESUMOS.

13 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2.8) CARACTERÍSTICAS (PUBLICAÇÕES PERIÓDICAS) TRATA-SE DE PUBLICAÇÕES EM CURSO. A SUA ALTA PERIODICIDADE PERMITE QUE A DISSEMINAÇÃO DA INFORMAÇÃO SEJA RÁPIDA. A TEMÁTICA É VARIADA DENTRO DE UM TÍTULO COMUM. COSTUMAM TER UM COMITÉ EDITORIAL. AUTORIA COLECTIVA E INDETERMINADA. DURAÇÃO INDEFINIDA.

14 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2.8) CARACTERÍSTICAS (PUBLICAÇÕES PERIÓDICAS) INFORMAÇÃO MAIS ACTUALIZADA QUE AS MONOGRAFIAS (MAIS FREQUENTE). OS NOVOS CONTRIBUTOS SÃO ACUMULATIVOS, NÃO VÊM NECESSARIAMENTE SUBSTITUIR OS ANTERIORES. A DESACTUALIZAÇÃO OU OBSOLÊNCIA É MAIS RÁPIDA. NEM SEMPRE ESTÃO SUJEITAS AOS DEVIDOS MECANISMOS DE CONTROLO.

15 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2.8) CARACTERÍSTICAS (PUBLICAÇÕES PERIÓDICAS) IDENTIFICAM-SE A PARTIR DO ISSN (INTERNATIONAL STANDART SERIAL NUMBER).

16 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2.9) A LITERATURA CINZENTA O SEU VOLUME CRESCENTE E A SUA IMPORTÂNCIA QUALITATIVA, BEM COMO O PRÓPRIO INTERESSE DA INFORMAÇÃO QUE CONTÉM, JUSTIFICAM OS ESFORÇOS DESENVOLVIDOS POR TODOS AQUELES QUE SE DEDICAM À CHAMADA LITERATURA CINZENTA OU NÃO CONVENCIONAL, NO SENTIDO DE ASSEGURAR A SUA COMPILAÇÃO, DESCRIÇÃO, CONTROLO BIBIOGRÁFICO E RESPECTIVO ACESSO. Jacques Keriguy (1983)

17 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2.9.1) DEFINIÇÃO NÃO PERMITE UMA DEFINIÇÃO EXAUSTIVA. A LITERATURA CINZENTA TAMBÉM É CONHECIDA COMO LITERATUTA SEMIPUBLICADA, FUGITIVA, INFORMAL, INVISÍVEL, SUBTERRÂNEA, EFÉMERA, NÃO PERMANENTE E NÃO CONVENCIONAL. ESTÁ INTEGRADA POR UMA EXTENSA GAMA DE DOCUMENTOS CUJAS CARACTERÍSTICAS NÃO ESTÃO DE TODO DEFINIDAS E CUJO VALOR INFORMATIVO É BASTANTE DÍSPAR. O CONCEITO DE LITERATURA CINZENTA É RELATIVO E INCLUI QUALQUER TIPO DE DOCUMENTO QUE, POR DETERMINADAS CIRCUNSTÂNCIAIS, NÃO SE DIFUNDE PELOS CANAIS NORMAIS E, CONSEQUENTEMENTE, ACARRETA PROBLEMAS DE CONSULTA.

18 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2.9.1) DEFINIÇÕES WOOD: LITERATURA QUE NÃO SE ADQUIRE FACILMENTE ATRAVÉS DOS CANAIS HABITUAIS DE VENDA DE LIVROS E QUE, POR ISSO, É DIFÍCIL IDENTIFICAR E OBTER. WOOD: LITERATURA QUE NÃO SE ADQUIRE FACILMENTE ATRAVÉS DOS CANAIS HABITUAIS DE VENDA DE LIVROS E QUE, POR ISSO, É DIFÍCIL IDENTIFICAR E OBTER. A DIFERENÇA ENTRE A LITERATURA CONVENCIONAL E A LITERATURA CINZENTA PODE AFERIR-SE ATRAVÉS DO CUMPRIMENTO OU INCUMPRIMENTO DAS NORMAS DE EDIÇÃO MAIS COMUNS: O DEPÓSITO LEGAL E O Nº DE IDENTIFICAÇÃO (ISBN OU ISSN). A DIFERENÇA ENTRE A LITERATURA CONVENCIONAL E A LITERATURA CINZENTA PODE AFERIR-SE ATRAVÉS DO CUMPRIMENTO OU INCUMPRIMENTO DAS NORMAS DE EDIÇÃO MAIS COMUNS: O DEPÓSITO LEGAL E O Nº DE IDENTIFICAÇÃO (ISBN OU ISSN). AFNOR: DOCUMENTO DE QUE SE REPRODUZEM E DISTRIBUEM UM NÚMERO DE EXEMPLARES INFERIOR AO MILHAR, FORA DOS CIRCUITOS COMERCIAIS DE DISTRIBUIÇÃO E DE EDIÇÃO. AFNOR: DOCUMENTO DE QUE SE REPRODUZEM E DISTRIBUEM UM NÚMERO DE EXEMPLARES INFERIOR AO MILHAR, FORA DOS CIRCUITOS COMERCIAIS DE DISTRIBUIÇÃO E DE EDIÇÃO. ARTUS: LITERATURA CIENTÍFICA DIRIGIDA INICIALMENTE A UM GRUPO CIENTÍFICO MUITO RESTRITO. ARTUS: LITERATURA CIENTÍFICA DIRIGIDA INICIALMENTE A UM GRUPO CIENTÍFICO MUITO RESTRITO.

19 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2.9.1) CARACTERÍSTICAS PUBLICAÇÃO RÁPIDA. NÃO É EMITIDA DENTRO DOS CIRCUITOS CONVENCIONAIS DE COMERCIALIZAÇÃO. NÃO EXISTE UMA INTENÇÃO DE PUBLICAR, AINDA QUE A PUBLICAÇÃO POSSA VIR A SER PUBLICADA E DIFUNDIDA. OS DOCUMENTOS QUE CONSTITUEM A LITERATURA CINZENTA COSTUMAM SER EDITADOS IRREGULARMENTE POR ORGANIZAÇÕES OU ENTIDADES DIFERENTES DAQUELAS QUE A ORIGINARAM. O FORMATO E A APRESENTAÇÃO COSTUMAM SER POUCO PROFISSIONAIS. BAIXA QUALIDADE DE SUPORTE E IMPRESSÃO.

20 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2.9.1) CARACTERÍSTICAS O SEU ACESSO É DIFÍCIL DEVIDO À SUA ESCASSA DISPONIBILIDADE E ÀS DIFICULDADES DE IDENTIFICAÇÃO, LOCALIZAÇÃO E AQUISIÇÃO. ESTES DOCUMENTOS NÃO SÃO, GERALMENTE, CONSIDERADOS PELAS FONTES SECUNDÁRIAS: CONTACTOS COM OS PRODUTORES. CONTACTOS COM CENTROS ESPECIALIZADOS DE DOCUMENTAÇÃO, UNIVERSIDADES E INSTITUTOS DE INVESTIGAÇÃO. VISITAS A EXPOSIÇÕES ESPECIAIS E CONGRESSOS. CONTACTOS PESSOAIS. BAIXOS CUSTOS DE EDIÇÃO.

21 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2.9.2) TIPOS DE LITERATURA CINZENTA BROCHURAS PÚBLICAS E PRIVADAS COM INFORMAÇÃO CIENTÍFICA, TÉCNICA, ECONÓMICA, SOCIAL, ETC. TESES NÃO PUBLICADAS NO MERCADO EDITORIAL. COMUNICAÇÕES EM CONGRESSOS NÃO PUBLICADAS EM ACTAS DISPONÍVEIS NO MERCADO EDITORIAL. NORMAS E RECOMENDAÇÕES DE CARÁCTER TÉCNICO. TRADUÇÕES INÉDITAS. ALGUMAS PUBLICAÇÕES PERIÓDICAS NÃO PUBLICADAS COMERCIALMENTE (POR EX: DE SOCIEDADES, PERIÓDICOS LOCAIS, ETC.)

22 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2.9.2) TIPOS DE LITERATURA CINZENTA ALGUNS DOCUMENTOS OFICIAIS DE ÂMBITO RESTRITO E MUITO LIMITADO. DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA PUBLICITÁRIA. BROCHURAS DE LABORATÓRIOS, ESTUDOS DE MERCADO. PROGRAMAS DE COMPUTADOR DE CIRCULAÇÃO RESTRITA ENTRE GRUPOS DE PESSOAS. OUTROS DOCUMENTOS QUE SE AJUSTEM ÀS CARACTERÍSTICAS INDICADAS (PANFLETOS E BROCHURAS TURÍSTICAS, POR EX:) ALGUNS AUTORES INCLUEM PASQUINS, FOLHETOS, PROPAGANDA COMERCIAL OU POLÍTICA, PLANOS, ALMANAQUES, AGENDAS, ETC.)

23 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2.10) ACTAS DE CONGRESSOS AS APRESENTAÇÕES EM CONGRESSOS SÃO DOCUMENTOS IMPRESCINDÍVEIS PARA O CONHECIMENTO DO ESTADO DE UMA CIÊNCIA E DOS PROJECTOS DE INVESTIGAÇÃO. SÃO COMPILAÇÕES DE CONFERÊNCIAS, COLÓQUIOS, SEMINÁRIOS, REUNIÕES OU ACTIVIDADES SIMILARES, RECOLHIDAS EM QUALQUER TIPO DE SUPORTE HABITUALMENTE EM LIVRO OU COMO NÚMERO ESPECIAL DE ALGUMA PUBLICAÇÃO PERIÓDICA.

24 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2.10) ACTAS DE CONGRESSOS A SUA DISPONIBILIDADE COSTUMA SER INSUFICIENTE, JÁ QUE COSTUMA APENAS RESTRINGIR-SE AO GRUPO DE ESPECIALISTAS QUE ASSISTE AO CONGRESSO (Por ex: Congressos da APS). AINDA QUE POSSAM SER PUBLICADAS EM PUBLICAÇÕES PERIÓDICAS, ÀS VEZES, SÓ É POSSÍVEL ENCONTRÁ-LAS NAS ACTAS DOS CONGRESSOS. NEM TODAS AS ACTAS DE CONGRESSOS SE PUBLICAM. EM CERTAS OCASIÕES APENAS SÃO EMITIDAS EM PAPEL OU FORMATO ELECTRÓNICO SEM DEPÓSITO LEGAL. ESTAS ACTAS NÃO PUBLICADAS CONSTITUEM LITERATURA CINZENTA.

25 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2.11) TESES DE DOUTORAMENTO SÃO TRABALHOS DE INVESTIGAÇÃO ORIGINAIS. CONSTITUEM DOCUMENTOS EM PRIMEIRA MÃO PARA DAR CONTA DOS AVANÇOS DA INVESTIGAÇÃO E DAS HIPÓTESES DE TRABALHO. OS RESULTADOS COSTUMA PUBLICAR-SE TAMBÉM SOB A FORMA DE ARTIGOS EM REVISTAS DE CARÁCTER CIENTÍFICO, MAS APENAS DE FORMA PARCIAL E, ÀS VEZES, NÃO SÃO DE TODO PUBLICADOS. O SEU ACESSO COMPORTA DIFICULDADES PORQUE ESTÃO BIBLIOGRAFICAMENTE POUCO CONTROLADAS.

26 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2.11 TESES DE DOUTORAMENTO AS EDITORAS COMERCIAIS NÃO ESTÃO MUITO INTERESSADAS EM PUBLICÁ-LAS POIS, GERALMENTE, NÃO SÃO ECONOMICAMENTE RENTÁVEIS. A SUA PUBLICAÇÃO, QUANDO OCORRE, OBRIGA A CORTES SIGNIFICATIVOS NO TEXTO ORIGINAL. A POLÍTICA DE DIFUSÃO DE TESES É MUITO VARIÁVEL. ALGUMAS UNIVERSIDADES PUBLICAM AS TESES EM MICROFICHAS, EDITANDO-A EM PAPEL SE SOLICITADO. A FALTA DE CONTROLO BIBLIOGRÁFICO DIFICULTA O SEU CONHECIMENTO E IMPEDE QUE SEJAM UTILIZADAS PELA COMUNIDADE CIENTÍFICA E DEMAIS UTENTES.

27 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2.12) PROJECTOS, MEMÓRIAS E RELATÓRIOS DE INVESTIGAÇÃO DOCUMENTOS QUE DÃO CONTA DOS PROGRESSOS DE UMA DETERMINADA INVESTIGAÇÃO, NORMALMENTE DURANTE O DECURSO DA MESMA. OS RELATÓRIOS COMPORTAM OS RESULTADOS FINAIS DA INVESTIGAÇÃO UMA VEZ CONCLUÍDA.

28 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2.12) PROJECTOS, MEMÓRIAS E RELATÓRIOS DE INVESTIGAÇÃO TIPOLOGIA DE RELATÓRIOS: RASCUNHOS (PREPRINTS OU VERSÃO DRAFT). SÃO DOCUMENTOS DE TRABALHO QUE SE DIFUNDEM NORMALMENTE ENTRE OS DIFERENTES ELEMENTOS DE UM GRUPO QUE PREPARA UM ARTIGO DE REVISTA OU UMA COMUNICAÇÃO EM CONGRESSO. PROJECTOS DE INVESTIGAÇÃO. ELEMENTOS PRÉVIOS À INVESTIGAÇÃO ONDE SE EXPÕEM AS CARACTERÍSTICAS E OS OBJECTIVOS IMPLICADOS NA REALIZAÇÃO DO PROJECTO. RELATÓRIOS TÉCNICOS. SÃO RELATÓRIOS ENCOMENDADOS A PERITOS PARA ASSEGURAR UMA PARTE DO PROJECTO.

29 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2.13) PRODUTORES DE LITERATURA CINZENTA UNIVERSIDADES TESES, MEMÓRIAS E CONFERÊNCIAS. CENTROS DE INVESTIGAÇÃO RELATÓRIOS E PROJECTOS. EMPRESAS RELATÓRIOS E RESULTADOS DE GESTÃO. ADMINISTRAÇÕES PÚBLICAS INFORMAÇÕES OFICIAIS, ESTUDOS INTERNOS E REGULAMENTOS.


Carregar ppt "FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2) AS PUBLICAÇÕES PERIÓDICAS Referências: 1) Carrizo G; Irureta-Goyena P e López de Quintana, E. (2000), Manual de fuentes."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google