A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O Processo PRAXIS Análise de Sistemas de Software Prof. Rodrigo Ribeiro.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O Processo PRAXIS Análise de Sistemas de Software Prof. Rodrigo Ribeiro."— Transcrição da apresentação:

1 O Processo PRAXIS Análise de Sistemas de Software Prof. Rodrigo Ribeiro.

2 Praxis Projetado para Ensino de processos de software Desenvolvimento individual e pequenos times Assim como U.P. Composto por fases Cada fase produz determinados artefatos Auxiliado por material de apoio

3 Arquitetura do Praxis Baseado em... U.P. Padrões do IEEE Cobrem todas as KPA´s do SW-CMM 1.1 Processo concreto Material fornecido no site possui exemplos de todos documentos.

4 Arquitetura do Praxis Nomenclatura Passo Divisão formal do processo Possui pré-requisitos, entradas, critérios de aprovação e resultados Fase Divisão maior utilizada para fins gerenciais Demarcada por pontos de aceitação do cliente Iteração Etapa de uma fase na qual se atinge objetivos definidos de um projeto Script Receita de bolo de como realizar uma iteração

5 Arquitetura do Praxis Nomenclatura Fluxo Sub-processo técnico ou gerencial Sub-fluxo Conjunto de atividades correlatas de um fluxo Atividade Passo de um fluxo Técnica Método ou prática aplicável a execução de atividades

6 Arquitetura Praxis

7 Arquitetura do Praxis Scripts Descrevem iterações Recebem artefatos como entrada (insumos). Critério de entrada – pré-requisitos. Produzem artefatos como resultado. Saída – critérios de aprovação. Compostos por um conjunto de atividades Atividades não possuem ordem específica Atividades comuns para uma iteração

8 Arquitetura Praxis

9 Arquitetura do Praxis Artefatos Papel central no processo Início e fim de iterações especificadas por artefatos Material de suporte Gabaritos Exemplos Devem seguir padrões estabelecidos Padrões devem estar de acordo com técnicas Padrões são conferidos Listas de conferência

10 Arquitetura do Praxis

11 Fases Assim como U.P... Concepção Elaboração Construção Transição Fluxos Divididos em dois tipos Fluxos técnicos Fluxos gerenciais

12 Arquitetura do Praxis Fluxos técnicos Requisitos Obter requisitos do cliente Análise Detalhar, validar requisitos Desenho Formular um modelo estrutural de alto nível Implementação Detalhar o desenho, implementar, testes de unidade Testes Planejamento e execução de testes Engenharia de sistemas Modelagem de processo de negócio, implantação, usabilidade.

13

14 Arquitetura do Praxis Fluxos Gerenciais Gestão de Projetos Planejamento e controle de projetos de software Gestão de Qualidade Verificar e assegurar qualidade de artefatos Engenharia de Processos Manter, dar suporte e melhorar processos de software Fluxos definem papéis Papéis não detalhados formalmente. Critério das organizações que adotam o processo. Cada um destes é formado por sub-fluxos...

15 Arquitetura do Praxis Sub-fluxos gerenciais Gestão de Projetos Gestão de requisitos Controle das alterações e rastreamento de requisitos Planejamento de projetos Elaboração de planos de projeto, custos e prazos Controle de projetos Avaliação de riscos Determinar correções para estes riscos

16 Arquitetura do Praxis Sub-fluxo gerenciais Gestão da qualidade Garantia da qualidade Ações necessárias para obter qualidade no processo. Gestão de configurações Procedimentos para catalogar artefatos Gestão de manutenção Procedimentos para manutenção de produtos Gestão de revisões Técnicas para realizar revisões de software

17 Arquitetura do Praxis Sub-fluxos gerenciais Engenharia de Processos Gestão de processos Cuidados com documentação de processos da empresa Gestão de treinamento Plano para treinamento em processo de software Melhoria de tecnologia Evolução tecnológica Melhoria de processos Controle quantitativo Evolução de processos

18 Arquitetura do Praxis

19 Iterações Concepção Ativação (AT) Elaboração Levantamento de requisitos (LR) Análise de requisitos (AR) Construção Desenho implementável (DI) Liberação 1 (L2)... Testes alfa (TA)

20 Arquitetura do Praxis Iterações Transição Testes Beta (TB) Operação Piloto (OP) Produção Elementos das iterações Cada iteração possui um script Atividades normalmente executadas Linha de base Nome dos artefatos Critérios de aprovação

21 Arquitetura do Praxis Nesta disciplina veremos as fases de... Concepção Iteração: Ativação Elaboração Iterações Levantamento de requisitos Análise dos requisitos. Demais atividades... Outras disciplinas... (Projeto, etc...)

22 Arquitetura do Praxis Artefatos Constituem resultados ou entradas de etapas Atualizados a cada iteração Gestão de configurações Três tipos de artefatos Modelo Ferramenta técnica específica Diagramas, código, etc... Documento HTML,.doc... Relatório

23 Arquitetura do Praxis PESwERSwPDSwPQSwDDSw AtivaçãoC Levantamento de requisitos PP Análise de requisitos CCCP PESw: Proposta de especificação ERSw: Especificação dos requisitos PDSw: Plano de desenvolvimento PQSw: Plano de qualidade DDSw: Descrição do desenho

24 Arquitetura do Praxis CRSw: Cadastro dos requisitos MASw: Modelo de Análise MPPSw: Memória de planejamento de projeto MDSw: Modelo de Desenho CRSwMASwMPPSwMDSw Ativação Levantamento de requisitos PPP Análise de requisitos CCCP

25 Arquitetura do Praxis

26 Considerações... Processo Conjunto de Fases.... Conjunto de iterações Conjunto de fluxos associados... Iterações não implementam todos os fluxos Atividades sugeridas por scripts Próxima aula: Melhoria de Processos de Software


Carregar ppt "O Processo PRAXIS Análise de Sistemas de Software Prof. Rodrigo Ribeiro."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google