A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A origem da Estratégia remonta à Pré- História, e invariavelmente, nas origens de estratégias diplomática e militar. Vários são os testemunhos das estratégias.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A origem da Estratégia remonta à Pré- História, e invariavelmente, nas origens de estratégias diplomática e militar. Vários são os testemunhos das estratégias."— Transcrição da apresentação:

1

2 A origem da Estratégia remonta à Pré- História, e invariavelmente, nas origens de estratégias diplomática e militar. Vários são os testemunhos das estratégias utilizadas ao longo da história da humanidade: Sun Tzu, Xenofonte, Machiavelli, Napoleão, Clausewitz, Vegécio, Frederico II, Jomini, Moltke.

3 As pessoas oferecem as mais diversas definições à palavra Estratégia, e mesmo os estudiosos da área não tem um consenso de conceitos sobre o que é Estratégia. Mintzberg compilou através dos "5 Ps da Estratégia as várias definições e sentidos com que se entende o conceito de Estratégia.

4 Mintzberg define Estratégia através de cinco diferentes óticas: Estratégia como Plano ; Estratégia como Pretexto ; Estratégia como Padrão ; Estratégia como Posição ; Estratégia como Perspectiva.

5 A Estratégia como plano, significa que se planeja conscientemente uma direção para as ações a serem tomadas. Desta forma, são elaboradas antes das ações que se pretendem realizar. E são desenvolvidas com uma intenção, consciente e propositalmente.

6 Essa é a definição de estratégia mais comum, com aplicação em diversos campos como o militar, na teoria dos jogos ou na administração. Para a maioria dos gestores a estratégia constitui uma espécie de plano de ação para uma empresa atuar em dado mercado e conquistar e manter vantagem competitiva.

7 Como uma variante ou derivação da definição de estratégia como plano, Mintzberg destaca que a estratégia também pode ser um pretexto ou manobra com o qual a empresa busca induzir seus competidores a uma percepção equivocada de seus movimentos competitivos e, com isso, conquistar vantagens competitivas. Ex: o anúncio de expansão da capacidade de produção de uma fábrica como forma de desencorajar seu concorrente a construir uma nova fábrica, constituindo o plano apenas a ameaça e não a intenção real de expansão em si. A estratégia pode ser aplicada com a finalidade de confundir, iludir ou comunicar uma mensagem falsa ou não, aos concorrentes;

8 Nesta definição, a estratégia é a consistência no comportamento, o conjunto efetivo de ações que caracterizam um comportamento resultante da organização, como por exemplo, o modelo T de Henry Ford oferecido apenas na cor preta. Embora nem sempre comum, muitas organizações utilizam-se desta forma de estratégia às vezes, já que a consistência no comportamento gera confiabilidade, um atributo valioso para o mercado. Mintzberg diferencia as estratégias deliberadas (intenções realizadas) das estratégias emergentes, nas quais os modelos se desenvolveram sem intenções, ou apesar delas (que se tornaram não- realizadas).

9 Quando um determinado curso de ação traz resultados positivos, a tendência natural é incorporá-lo ao comportamento. Se como plano as estratégias são propositais ou deliberadas, como padrão as estratégias são emergentes, surgindo sem intenção;

10 Aqui a definição trata da forma de localizar a organização no ambiente competitivo. Por essa definição, estratégia torna-se força mediadora – ou a combinação, segundo Hofer e Schendel (1978:4) – entre organizações e ambiente, ou seja, entre o contexto interno e externo (MINTBERG, 2003, p.26). Para Mintzberg, essa estratégia é compatível com todas as outras anteriores e ajuda a definir a posição de uma empresa perante seus competidores ou mesmo a encontrar uma posição única, evitando a competição direta. Astley e Fombrun (1983), [...],dão o próximo passo lógico para apresentar a noção de estratégia coletiva, ou seja, estratégia que visa promover cooperação entre organizações, mesmo supostos concorrentes.

11 Neste P Estratégico, a organização busca no nicho, ou indústria, em que atua, um posicionamento que lhe permita sustentar-se e defender sua posição dentro desta indústria. Refere-se a como a empresa é percebida externamente, pelo mercado.

12 É definida por Mintzberg como conceito, como uma forma de se olhar o mundo e a escolha de como competir nos mercados escolhidos. Neste caso, a estratégia surge da concepção pessoal dos estrategistas coletivos e de sua visão mais ampla sobre o futuro, o que muitas organizações denominam como a nossa maneira de atuar ou o padrão [empresa] de qualidade.

13 Minztberg destaca que neste aspecto, estratégia é para a organização aquilo que a personalidade é para o indivíduo. [...] Diversos conceitos de outros campos também capturam essa noção; os antropólogos referem-se à cultura de uma sociedade, e os sociólogos à sua ideologia; os teóricos militares escrevem sobre a grande estratégia dos exércitos; teóricos da administração usaram termos como teoria dos negócios e sua força motriz (Drucker, 1974; Tregoe e Zimmerman, 1980); e os alemães talvez capturem melhor o sentido com sua palavra weltanschauung, literalmente visão de mundo, significando como a intuição coletiva funciona (MINZTBERG, 2003, p.27).

14 As perspectivas sistematizadas por Mintzberg, podem ser complementares umas das outras, consoante a situação em análise. Não se considera que sejam incompatíveis entre si. Por isso, normalmente utilizam-se em simultâneo, algumas das perspectivas analisadas, quando se define um conceito de Estratégia. Refere-se ao modo como a organização se percebe frente ao mercado. Tem relação com a cultura, a ideologia e percepção interna da organização.

15 Mintzberg sugere que, assim como as pessoas desenvolvem personalidades através da interação de suas características, também a organização desenvolve um caráter a partir da interação com o mundo através de suas habilidades e propensões naturais. O autor defende a necessidade da definição mais completa de estratégia, baseado na complementaridade das cinco definições. O autor conclui que a confusão em torno da estratégia dá-se, em grande parte, devido ao uso contraditório e incorretamente definido do termo estratégia, acreditando que o uso de várias definições poderia ajudar a debelar este problema.

16 É difícil estabelecer um consenso sobre o significado de Estratégia. Mintzberg procurou compilar todos os conceitos na definição dos 5 Ps da Estratégia, mas há muito mais a ser dito e visto em estratégia, se levarmos em conta a visão holística necessária para definí-la.

17 As empresas devem estabelecer o que pretendem através das Estratégias, para estabelecer as definições dos rumos a seguir. Conhecer sua organização é fundamental para definir a estratégia que melhor se aplica a sua realidade. A busca da visão sistêmica e da gestão do conhecimento leva as organizações ao sucesso estratégico.


Carregar ppt "A origem da Estratégia remonta à Pré- História, e invariavelmente, nas origens de estratégias diplomática e militar. Vários são os testemunhos das estratégias."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google