A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prof. Dr. Silvio Bertoncello. O Mercado e a Comunicação Inteligência Competitiva A Inteligência e o Planejamento Pesquisa e Comunicação A Ética da Inteligência.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prof. Dr. Silvio Bertoncello. O Mercado e a Comunicação Inteligência Competitiva A Inteligência e o Planejamento Pesquisa e Comunicação A Ética da Inteligência."— Transcrição da apresentação:

1 Prof. Dr. Silvio Bertoncello

2 O Mercado e a Comunicação Inteligência Competitiva A Inteligência e o Planejamento Pesquisa e Comunicação A Ética da Inteligência Conclusão

3 A globalização impacta fortemente em todas as instâncias de produção e comercialização, onde os novos modelos de gestão revolucionam o mundo do trabalho e dos negócios...

4 Comunicação online = novos desafios (cauda longa) Crescimento na oferta de produtos e informações na web, como Google, iTunes, Amazon.com entre outros. Há 3 forças que induzem o surgimento da cauda longa: Democratização das ferramentas de produção Redução de custos de consumo pela democratização da distribuição Ligação entre oferta e demanda

5 Inteligência competitiva: Sistematização de dados e informações, tornados em conhecimentos; Gestão que monitora concorrência, pontos fortes e fracos da organização; Construção de cenários com estratégias e ações; Utilização de métodos e técnicas avançadas.

6 A comunicação empresarial não se define como uma atividade estratégica nas organizações, porque o staff de comunicação não participa do processo de tomada de decisões ele apenas executa trabalhos operacionais definidos pelos superiores. A expressão comunicação estratégica, pode ser traduzida por comunicação importante ou relevante.

7 Estratégia: Definir e aplicar recursos com o objetivo de atingir metas previamente estabelecidas, considerando: Estratégia Clássica; Estratégia Evolucionista; Estratégia Processualista; Estratégia Sistêmica. A administração estratégica requer pesquisa, conhecimentos adquiridos por meio de sistematização permanente, montagem de bancos de dados inteligentes sobre mercados e concorrentes, gestão de conhecimento etc.

8 O mundo dos negócios se caracteriza pela convergência de um grande número de fatores, pela mudança acelerada e pela intensidade das relações. A Comunicação como inteligência se inicia com um planejamento adequado. O Planejamento além de ser a definição do que fazer, de que modo e com que recurso, exige conhecimentos, criatividade, análises conjunturais e ambientais.

9 Planejamento em comunicação: deve estar em sinergia com a cultura organizacional, considerar o perfil da concorrência e da sua área específica de atuação, o contexto econômico, sociocultural, ambiental e legal em que a organização se insere e inclusive estar sintonizado com a própria estrutura de quem planeja(RH, Financ...) Comunicação como Inteligência Empresarial: para esta comunicação precisa entender as variações e tendências do micro e do macroambientes, construindo cenários.

10 Construção de Cenários: tem como objetivo reduzir o nível de incerteza e promover a adaptação a uma realidade em permanente mudança.

11 A pesquisa contribui para qualificar as informações e os conhecimentos de que as organizações dispõem sobre os: Comportamentos de seus públicos; Eficácia de seus produtos; Ações; Estratégias; Aspectos críticos....se a comunicação é mesmo insumo estratégico, será necessário qualificá-lo para que possa, efetivamente, contribuir para o processo de inteligência empresarial.

12 A comunicação como processo da inteligência deve prover informações, conhecimentos para instaurar um novo capitalismo social, reconciliando, a dimensão humana,afetiva. As organizações devem sempre cultivar o diálogo e a transparência com todo o seu público de interesse. Ética da Inteligência = as organizações terão que superar a velha perspectiva que considera homens e mulheres como recursos e assumi-los como parceiros de sua história.

13 Visão equivocada de empresários e executivos da área de comunicação que a enxerga como despesa e não como investimento. Se a comunicação deve ser um insumo estratégico, é necessário qualificá-la para que possa contribuir para o processo de inteligência empresarial. O papel do RH é mostrar porque o investimento de comunicação deve ser feito e contribuir para o funcionamento do negócio onde os indivíduos devem ser valorizados e parceiros das organizações, de maneira a integrar a empresa de forma inteligente e com técnicas avançadas e bem definidas.

14 KUNSCH, Margarida M.K. Comunicação Organizacional: Históricos Fundamentos e Processos. Cap. 17. Ed. Saraiva.


Carregar ppt "Prof. Dr. Silvio Bertoncello. O Mercado e a Comunicação Inteligência Competitiva A Inteligência e o Planejamento Pesquisa e Comunicação A Ética da Inteligência."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google