A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Estratégias do agronegócio. Macroambiente A partir dos anos 50 e 60 as organizações começam a ser vistas como sistemas abertos. Elas trocam recursos com.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Estratégias do agronegócio. Macroambiente A partir dos anos 50 e 60 as organizações começam a ser vistas como sistemas abertos. Elas trocam recursos com."— Transcrição da apresentação:

1 Estratégias do agronegócio

2 Macroambiente A partir dos anos 50 e 60 as organizações começam a ser vistas como sistemas abertos. Elas trocam recursos com o ambiente externo. A preocupação dos administradores passou também para fatores externos à organização e com as alterações no ambiente. O enfoque sistêmico supõe que as organizações não são independentes nem auto-suficientes.

3 Macroambiente É preciso avaliar as transformações que ocorrem na variáveis macroambientais: – econômicas – políticas – sociais – legais – demográficas – ecológicas

4 Macroambiente As estratégias devem buscar adaptar a organização ao ambiente Para isso, é necessário que a empresa incorpore inovações constantemente. Kotler (1998) analisa o macroambiente a partir das forças que representam oportunidades e ameaças à empresa A empresa precisa ter um planejamento estratégico e projeto organizacional A estratégia deve estar direcionada ao controle das variáveis organizacionais.

5 Planejamento estratégico A empresa precisa de planos que possam reduzir a incerteza nos negócios. Planejamento estratégico é um processo gerencial que possibilita determinar o caminho a ser seguido pela empresa. Os planos serão desenvolvidos considerando as condições externas e internas à empresa.

6 Planejamento estratégico A empresa procura usufruir as oportunidades e evitar as ameaças Definição clara de objetivos e políticas para todo o pessoal da empresa

7 Planejamento estratégico a) Formulação de objetivos (missão) b) Identificação de metas e estratégias atuais b) Análise macroambiental c) Análise interna (recursos, forças e fraquezas) d) Identificação de oportunidades estratégicas e ameaças e) Determinação do grau de mudança estratégica necessária

8 Administração estratégica A administração estratégica é um processo contínuo e interativo que visa manter uma organização como um conjunto apropriadamente relacionado a seu ambiente (CERTO, 1993). O modo reativo é aplicado quando as medidas operacionais são incapazes de melhorar o desempenho da organização Na modalidade pró-ativa as mudanças são propostas de modo não planejado O modo planejado consiste em decisões que são tomadas de acordo com as mudanças no ambiente no longo prazo

9 Administração estratégica A estratégia sempre está associada ao fator competição A estratégia está relacionada à arte de utilizar de forma adequada os recursos materiais, financeiros e humanos, objetivando a minimização dos problemas e maximização das oportunidades, através de caminho da ação para a organização

10 Administração estratégica Ansof (1990) diz que a estratégia oferece ajuda para lidar com a turbulência enfrentada por empresas e organizações sociais Porter (1999): criação de compatibilidade entre as atividades da empresa que permitam criar uma posição exclusiva e valiosa, diferente da dos rivais

11 Administração estratégica As vantagens podem se fundamentar na oferta eficiente de um subconjunto de produtos ou serviços, em atender às necessidades específicas de um grupo de consumidores (segmentação do mercado) ou facilitando o acesso a clientes

12 Administração estratégica As estratégias são formuladas levando em consideração os objetivos globais da empresa: o que pode ser feito para alcançar os objetivos organizacionais de forma mais efetiva no futuro? Deve se considerar que tanto o produto como a indústria tem um ciclo de vida (introdução /crescimento/maturidade/declínio)

13 Administração estratégica A estratégia evolui e muda com o tempo A estratégia pode resultar da resolução de entraves e/ou da busca de novas oportunidades O administrador tem que lidar com a complexidade do ambiente

14 Modelos de estratégia Diferenciação: diferenciar o produto ou serviço oferecido, criando algo único ao âmbito de toda a indústria (marca, serviços sob encomenda, rede de fornecedores, etc) Esta estratégia não deve ignorar os custos, mas não são o alvo principal. O alvo principal é fidelizar o cliente

15 Modelos de estratégia A empresa pode escolher diversos tipos de estratégia de acordo a seus objetivos, capacitações e linha gerencial

16 Modelo Porter A análise estrutural da indústria é o ponto essencial para a formulação da estratégia competitiva, pois a estrutura oferece forte influência na determinação das estratégias disponíveis para a empresa Forças competitivas: ameaças de novos entrantes, poder de negociação dos compradores, ameaça de produtos ou serviços substitutos, poder de negociação de fornecedores e rivalidade entre os concorrentes existentes

17 Estratégias genéricas Liderança no custo total: o custo baixo em relação aos concorrentes (enfrenta concorrentes, cria barriras à entrada, diminui concorrência de produtos substitutos)

18 Modelos de estratégia Enfoque: enfocar determinado grupo de compradores, um segmento da linha de produtos, ou um mercado geográfico, visando atender muito bem ao alvo determinado Pode atingir uma posição de baixo custo, ou de diferenciação, ou ambas

19 Cadeia de valor A cadeia de valor desagrega a empresa nas suas atividades relevantes O valor que cada atividade cria deve ser superior ao custo necessários para desenvolver essa atividade (PORTER, 1999) Cada atividade pode contribuir para a redução de custo e criar base para a diferenciação

20 Estratégias de integração vertical Compreende a realização de várias etapas do processo produtivo dentro de uma mesma empresa (produção de matérias primas, agroindustrialização, vendas, distribuição, etc.) A integração vertical busca reduzir riscos e/ou custos Este processo tem custos e benefícios que precisam ser considerados

21 Estratégia de Ansoff A estratégia de carteiras implica analisar as várias combinações possíveis de produtos para substituir as atuais A sinergia é um dos principais componentes da estratégia em termos de produtos e mercados Cada combinação de produtos e mercados traz sua contribuição para a rentabilidade da empresa Procura flexibilidade estratégica

22 Estratégia de Ansoff A estratégia competitiva analisa diferentes posicionamentos da empresa Para ter vantagem competitiva é necessário ter habilidades na previsão de mercado e tecnologia

23 Estratégias de marketing O processo de direcionar a organização para que ocorra a distribuição do produto para seu mercado chama-se de marketing O objetivo da organização é determinar as necessidades, desejos e valores de um mercado, visando adaptar a organização de forma mais eficiente que seus concorrentes

24 Estratégias de marketing Estratégia do produto consiste em procurar um produto ampliado (serviços e benefícios ao consumidor) Estratégia de preço Estratégia de promoção Estratégia do canal de distibuição


Carregar ppt "Estratégias do agronegócio. Macroambiente A partir dos anos 50 e 60 as organizações começam a ser vistas como sistemas abertos. Elas trocam recursos com."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google