A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Maria à Luz dos Escritos Patrísticos Através dos primeiros escritos históricos, perceba como desde o princípio a mãe de Deus foi honrada como tal. Maria.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Maria à Luz dos Escritos Patrísticos Através dos primeiros escritos históricos, perceba como desde o princípio a mãe de Deus foi honrada como tal. Maria."— Transcrição da apresentação:

1

2 Maria à Luz dos Escritos Patrísticos

3 Através dos primeiros escritos históricos, perceba como desde o princípio a mãe de Deus foi honrada como tal. Maria foi respeitada e honrada pelos cristãos que foram compreendendo e aprofundando os títulos encontrados no Evangelho. Que estes textos façam aumentar seu amor a Nossa Senhora.

4 Considerado como o último dos Padres da Igreja no Oriente, São João Damasceno, irradia com seus escritos uma luz especial. A doutrina Mariana de São João é ampla, clara e a ele se deve a elaboração dos dogmas da Assunção da Virgem Maria e da Imaculada Conceição. Ele fala sobre os pais de Maria, testemunhando o culto dos santos e o respeito que sempre a Igreja tributou à Virgem Maria e à Sant'Ana e a São Joaquim.

5 Pregando no santuário, situado junto aos restos da piscina Probática, que foi construído no século V, na casa de Joaquim e Ana, pais de Nossa Senhora. Eis alguns trechos seus: "Posto que, a Virgem Mãe de Deus nasceria de Ana, a natureza não se atreveu a se antecipar ao germe da Graça, mas permaneceu sem fruto, até que a Graça produzisse o seu.

6 Era conveniente, pois, que nascesse como primogênita aquela da qual havia de nascer o Primogênito de toda a criatura, em quem subsistem todas as coisas (Col 1, 15-17). Oh! Venturosa companheira, a vós está sujeita toda a criação! Por meio de vós, com efeito, ofereceu o Criador o melhor de todos os dons, ou seja: aquela augusta Mãe, a única que foi digna do Criador.

7 Oh! felizes entranhas de Joaquim, da qual saiu uma descendência absolutamente sem mancha! Oh! seio glorioso de Ana, no qual pouco a pouco foi crescendo e se desenvolvendo uma criança completamente pura, e, depois de formada, foi dada à luz!" (Homilia I da Natividade de Maria, 2).

8 "Oh! casto casal, Joaquim e Ana! Vós, observando a castidade que prescreve a lei natural, fostes agraciados com dons que estão muito acima da natureza, já que colocastes no mundo aquela que, sem obra de varão, foi a Mãe de Deus." "Vós, levando uma vida humana, piedosa e santa, tivestes uma filha superior aos anjos e que é agora Senhora dos anjos.

9 Oh! Criança preciosa e cheia de doçura! Oh! Lírio entre espinhos, gerado da nobre e régia estirpe de Davi! Por meio de ti a dignidade real se uniu a do sacerdócio. Por ti a lei foi transformada e se manifestou o espírito que antes estava oculto debaixo da letra, passando a dignidade sacerdotal da tribo de Levi para a de Davi... Bem-aventurados sejam as entranhas e o ventre de onde saíste;

10 Bem-aventurados os braços que te sustentaram e os lábios que se alegraram dando-te castos beijos, ou seja, os de teus pais unicamente, de modo que sempre guardarás a perfeita virgindade! Hoje, se iniciou a salvação do mundo. Enaltece o Senhor toda a terra. Cantando, alegrai-vos e entoai salmos. Levantai vossa voz. Levantai vossa voz, exultai de júbilo, não temais, porque hoje nos nasceu, na santa Probática a Mãe de Deus, da qual quis nascer o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo" (Homilia I da Natividade de Maria, 6).

11 "Maria não conheceu os tenebrosos caminhos que levam ao inferno, mas disposto para ela um caminho reto, plano e seguro em direção ao céu. Com efeito, se Cristo, que é a verdade e a vida, disse: Onde eu estou, ali estará também meu servidor (Jo 12,26), com muito mais razão, não devia morar com Ele sua própria Mãe? Assim como ela Lhe deu à luz sem dor, assim também sua morte esteve isenta de dores.

12 Funesta é a morte dos pecadores (Sal 34, 22); daquela, ao contrário, em quem foi vencido o pecado, que é o aguilhão da morte, não teremos de dizer que a morte é princípio de uma vida superior e indefectível? Se em verdade é preciosa a morte dos santos do Senhor Deus dos Exércitos, muito mais é o glorioso translado da mãe de Deus" (Homilia da Natividade de Maria, 3).

13 "É aqui que o Criador de todas as coisas recebe em suas mãos a alma sacrossanta que emigra daquele corpo, que é o receptáculo em que habitou o Senhor! Com razão quis Ele prestar esta honra àquela que, embora por natureza fosse sua escrava, por uma altíssima e inefável decisão de sua bondade, ao assumir verdadeiramente nossa carne, a fez sua mãe... Os coros dos anjos, segundo cremos, contemplaram, oh! virgem, tua saída deste mundo, por eles ansiada..."

14 "Os anjos e arcanjos te transladaram. Ante teu traslado os espíritos imundos, que voam pelos ares, se estremeceram de espanto. Com tua passagem o ar ficou abençoado e tudo foi santificado. O céu, com gozo recebeu tua alma. As potestades celestiais saíram ao teu encontro, cantando hinos sagrados com festiva alegria e expressando-se com estas ou parecidas palavras: quem é esta que sobe toda pura, surgindo como a aurora, formosa como a lua e brilhante como o sol?

15 Oh! Que formosa és e toda cheia de suavidade! O Rei te introduziu em sua câmara, onde as potestades te escoltam, os principados te abençoam, os tronos entoam cânticos em tua honra, os querubins se maravilham e os serafins proclamam teus louvores, já que, por divina disposição, foste constituída verdadeira Mãe do Senhor" (Homilia I Da Assunção de Maria, 1.11).

16 Texto - São João Damasceno- Ano – Música Magnificat Gregoriano – Imagens – Google – Formatação – Altair Castro 09/11/2013


Carregar ppt "Maria à Luz dos Escritos Patrísticos Através dos primeiros escritos históricos, perceba como desde o princípio a mãe de Deus foi honrada como tal. Maria."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google