A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Desafios para o Desenvolvimento Sustentável Novos limites para a atividade humana 1. Mudanças climáticas 2. Insustentabilidade dos padrões globais de consumo,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Desafios para o Desenvolvimento Sustentável Novos limites para a atividade humana 1. Mudanças climáticas 2. Insustentabilidade dos padrões globais de consumo,"— Transcrição da apresentação:

1 Desafios para o Desenvolvimento Sustentável Novos limites para a atividade humana 1. Mudanças climáticas 2. Insustentabilidade dos padrões globais de consumo, além da capacidade de reposição da biosfera terrestre

2 Mudanças do clima em São Paulo 140 mm de chuva em 17 horas = 140 litros por metro quadrado de solo

3 Mudanças do clima em São Paulo Em fevereiro, 10% da média habitual de chuvas Em março, o dobro da média

4 Mudanças do clima em Campinas De 1890 a 2000, a média das temperaturas mínimas subiu 2.7 graus A média das máximas subiu 0.8 grau A cultura do café está-se inviabilizando em São Paulo e no Paraná

5 Mudanças do clima no Brasil Secas no Sul e no Centro-Oeste no verão geraram perdas de 18 milhões de toneladas de grãos, no valor de R$10 bilhões Rio Grande do Sul sofreu a maior perda de safra desde que há registro Em Goiás, perdas superiores a R$2,8 bilhões Porto Alegre: racionamento de água para um milhão de pessoas

6 Padrões de produção e consumo Já estamos consumindo mais de 20% além da capacidade de reposição da biosfera Quase 80% da produção e do consumo estão nos países industrializados, que têm menos de 20% da população global Se todos os habitantes do planeta consumissem como norte-americanos, europeus ou japoneses, precisaríamos de mais 2 ou 3 planetas

7 Padrões de produção e consumo 840 milhões de pessoas passam fome Quase metade da humanidade vive abaixo da linha da pobreza Até 2050 a população terá mais 2,5 a 3 bilhões

8 Renda no Brasil 1% mais ricos (1,8 milhão de pessoas) têm tanto (13% do total) quanto os 50% mais pobres (mais de 90 milhões de pessoas) Temos 53,9 milhões de pessoas com menos de meio salário mínimo mensal É a segunda pior distribuição de renda do mundo

9 Novos formatos É preciso considerar os dois limites em todos os empreendimentos públicos e privados Todas as ações humanas têm impacto sobre o solo, a água, o ar, os seres vivos A avaliação dos impactos precisa estar no centro e no início de todas as políticas públicas e empreendimentos privados Eles precisam ser avaliados, minimizados, eliminados, se possível. E seus custos atribuídos a quem os gera.

10 Desenvolvimento em Goiás Sustentabilidade do bioma Cerrado Fragmentos com possibilidade de sobrevivência (mais de 2 mil hectares contínuos): menos de 5% do bioma Goiás já perdeu mais de 73% da cobertura vegetal (2002)

11 Perda da biodiversidade Altos índices de erosão do solo (até 10 kg por kg de grãos produzidos) Desperdício de água na irrigação Poluição das bacias hidrográficas Mais de 60% dos mananciais de abastecimento comprometidos Degradação de pastagens

12 Modelo agropecuário Em Goiás, representa mais de 60% do produto estadual bruto Tem problemas com o modelo de exportação

13 Problemas da agropecuária Soja só no ano passado retornou às cotações de Mas já está quase 50% abaixo, hoje. Carnes brasileiras perderam 17% do valor real em uma década. Algodão está em crise.

14 Agenda 21: diagnósticos Gestão dos recursos naturais Agricultura sustentável Cidades sustentáveis Redução das desigualdades sociais Ciência e tecnologia Infra-estrutura e desenvolvimento regional Economia

15 Caminhos para o desenvolvimento Moratória no desmatamento Implantação do ICMS ecológico Criação de unidades de conservação nos fragmentos de Cerrado com possibilidade de sobrevivência. Tornar efetivas as reservas legais de 20% em cada propriedade.

16 Caminhos para o desenvolvimento Recuperação de bacias com plantio de matas ciliares Financiamentos do MDL para pequenos projetos de reflorestamento, com possibilidade de consórcios até 400 hectares Renda anual de R$300 por hectare.

17 Caminhos para o desenvolvimento Conservar a água. Irrigação consome 83% da água. É preciso implantar planos de gerenciamento em todas as bacias, com participação de governos e da sociedade. Cobrar pelo uso da água e aplicar na bacia. Não abrir exceções. Não contingenciar os recursos. Não financiar equipamentos de irrigação desperdiçadores. Dar preferência a equipamentos que reduzam as perdas.

18 Consumo de água Para produzir um quilo de carne bovina: 15 mil litros de água. Carne suína: 6 mil litros. Cereais: a litros

19 Caminhos para a agricultura Plantio direto, para reduzir a erosão (o Brasil perde por erosão 1 bilhão de toneladas por ano). Rotação de culturas, inclusive em pastagens degradadas (70% em Goiás).

20 Caminhos para o desenvolvimento Ignacy Sachs: o campo não é só lavoura, lavoura não é só de grãos. Outras possibilidades: industrialização de matérias-primas; biomassas para energia; turismo rural; assistência a idosos; turismo rural. Apoio á agricultura familiar. Tecnificar o ensino rural.

21 Caminhos para o desenvolvimento Forte investimento em ciência. Criação da Fundação de Apoio à Pesquisa. Prioridades: rede científica de informações sobre o clima; conhecimento e aplicações da biodiversidade,

22 Caminhos para o desenvolvimento Prioridade para a geração de postos de trabalho. Temos 10 milhões de desempregados. 60% dos que trabalham estão na informalidade. Renda do trabalhador continua em declínio. Prioridade em Goiás: Banco do Povo.

23 Caminhos para o desenvolvimento Outras possibilidades: Conservação de frotas. Conservação de energia. Conservação de água.

24 Conclusão Temos de reformular o pensamento, os caminhos para governar, legislar, viver. Proposta da Agenda 21 brasileira: construir a sustentabilidade progressiva.


Carregar ppt "Desafios para o Desenvolvimento Sustentável Novos limites para a atividade humana 1. Mudanças climáticas 2. Insustentabilidade dos padrões globais de consumo,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google