A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Estilo e Eficácia na Comunicação Empresarial. - COMUNICAÇÃO - O MOVIMENTO DAS COISAS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Estilo e Eficácia na Comunicação Empresarial. - COMUNICAÇÃO - O MOVIMENTO DAS COISAS."— Transcrição da apresentação:

1 Estilo e Eficácia na Comunicação Empresarial

2 - COMUNICAÇÃO - O MOVIMENTO DAS COISAS

3 Para que uma mensagem se torne efetiva, são necessários alguns requisitos: estar ao alcance e ser compreendida pelo receptor; poder ser por ele comprovada; ser de alguma utilidade.

4 Entre duas palavras, escolha sempre a mais simples. Entre duas palavras simples, escolha sempre a mais curta. (Paul Valéry)

5 FUNÇÃO REFERENCIAL Significação básica. Objetividade.

6 MASS MEDIA Impõe símbolos e mitos de fácil universalidade.

7 PARA HAVER EFICÁCIA Com quem você vai comunicar-se? O que você quer dizer? Como você está transmitindo as informações?

8 PROBLEMAS NA COMUNICAÇÃO DAS EMPRESAS Incapacidade verbal, oral ou escrita Falta de coerência Imprecisão vocabular Pormenores irrelevantes Excessos de toda ordem

9 INTERFERÊNCIA NA COMUNICAÇÃO Maria encontrou José e falou dos seus exames. Pegamos o táxi correndo. João quer participar do concurso, mas ela não quer. Laio conversou com Tina quando se formou.

10 ADEQUAÇÃO VOCABULAR Vamos restartar? Inputar? Paper? Abajur. Futebol. Espaguete. Leiaute? Fidebeque?

11 ADEQUAÇÃO VOCABULAR Houve reação diante do preço CARO / ALTO das mercadorias. A CERCA DE / ACERCA DE / HÁ CERCA DE dois meses, a Auditoria recebeu o relatório. O equipamento é usado para COMBATER / REVERTER problemas de rede.

12 O TEXTO E O CONTEXTO Ponha três colheres de sopa de açúcar. Mamãe está cozinhando. Menino 1: Eu nasci em Pelotas, e você? Menino 2: Ih, tô fora! Eu nasci inteirinho!

13 MODALIDADES / CARACTERÍSTICAS DO DISCURSO Formal: Livros; leis; redação oficial e comercial Informal >< popular: Cheguei em casa. // E aí, mermão, beleza?

14 Me disseram que em geral fala-se duas línguas nas lojas da zona sul do Rio de Janeiro, em virtude do número de turista crescer ano após ano. Na realidade, tem poucos lugares que isto ocorre; via de regra, o carioca recorre à sua criatividade, se fazendo entender por meio de muita mímica e boa-vontade.

15 Disseram-me que, em geral, se falam duas línguas nas lojas da Zona Sul do Rio de Janeiro, em virtude de o número de turista aumentar ano após ano. Na realidade, há poucos lugares em que isto ocorre. Via de regra, o carioca recorre a sua criatividade, fazendo-se entender por meio de muita mímica e boa vontade.

16 Sr. Santos, participo que eu consegui um serviço de carteira assinada, o qual já comecei na terça-feira. Se o senhor quizer que eu vou, eu irei ai trabalhar então eu lhe explicarei melhor para o senhor.

17 Sr. Santos, Participo-lhe que consegui um serviço de carteira assinada, no qual já comecei na terça-feira. Se o Senhor quiser, irei aí trabalhar. Então, eu lhe explicarei melhor.

18 VÍRGULA & POR QUE(s) O que se diz. O que se escreve. O que se entende.

19 ESSAS VÍRGULAS... As secretárias, que falam francês, foram contratadas. As secretárias que falam francês foram contratadas.

20 Se os homens soubessem o valor que têm, as mulheres ficariam de joelhos a seus pés. ESSAS VÍRGULAS... Se os homens soubessem o valor que têm as mulheres, ficariam de joelhos a seus pés.

21 POR QUÊ? A Gerência não soube por que a Diretoria não quis contar. A Gerência não soube porque Diretoria não quis contar.

22 POR QUÊ? A Gerência não soube o porquê de a Diretoria não querer contar. A Gerência não soube e a Diretoria não quis contar. Por quê?

23 ESTÉTICA Compreensão pelos sentidos

24 Rio de Janeiro, 26 de janeiro de 2004 Sempre & Sempre Editora Ltda Dr. Flávio de Castro Padrão Datilográfico Prezado Senhor, Esta carta ilustra o preenchimento das novas correspondências das empresas. As instruções que se seguem devem ser repassadas a todos os funcionários, responsáveis pela manutenção da imagem de modernidade da Empresa. A única margem aceita, a partir dos anos 90, é a da esquerda, começando-se com a data e só terminando com a assinatura. Não deve haver nenhum elemento do lado direito, à exceção da padronização recomendada para o Ofício e para o Memorando das repartições públicas (hoje discutível). Observe-se que não se usa mais colocar o endereço do destinatário no corpo da carta, a menos que o envelope seja janelado. Entretanto, pode ser discriminado o setor ao qual a carta está sendo enviada. Em relação à margem direita, ela pode, conforme Instrução de 1982, não estar alinhada. Porém, com o uso do computador cada vez mais disseminado, a tendência é manter o alinhamento, clicando-se o ícone justificar". A pontuação aberta é um recurso americano que consiste em não se colocar nenhum sinal de pontuação em três elementos: data, vocativo e fecho. No Brasil, costuma-se não usar o ponto depois da data, mas a vírgula é mantida após o vocativo e o fecho. Registre-se que a entrada de cada parágrafo já deixou de existir e a separação entre parágrafos é feita por uma linha em branco. Essa orientação é válida inclusive para o último parágrafo, cuja tendência é resumir-se em palavras como cordialmente ou "atenciosamente". Esperando que as novas normas reflitam o espírito de modernidade da Empresa, desejamos sucesso. Atenciosamente, J.doNascimento João do Nascimento

25 Rio de Janeiro, 26 de janeiro de 2004 Sempre & Sempre Editora Ltda Dr. Flávio de Castro Padrão Datilográfico Prezado Senhor, Esta carta ilustra o preenchimento das novas correspondências empresariais. As instruções que se seguem devem ser repassadas a todos os funcionários, responsáveis pela manutenção da imagem de modernidade da Empresa.

26 A única margem aceita, a partir dos anos 90, é a da esquerda, começando-se com a data e só terminando com a assinatura. Não deve haver nenhum elemento do lado direito, à exceção da padronização recomendada para o Ofício e para o Memorando das repartições públicas (hoje discutível). Em relação à margem direita, ela pode, conforme Instrução de 1982, não estar alinhada. Porém, com o uso do computador cada vez mais disseminado, a tendência é manter o alinhamento, clicando-se o ícone justificar". Observe-se que não se usa mais colocar o endereço do destinatário no corpo da carta, a menos que o envelope seja janelado. Entretanto, pode ser discriminado o setor ao qual a carta está sendo enviada. A pontuação aberta é um recurso americano que consiste em não se colocar nenhum sinal de pontuação em três elementos: data, vocativo e fecho. No Brasil, costuma-se não usar o ponto depois da data, mas a vírgula é mantida após o vocativo e o fecho.

27 Atenciosamente, J. do N ascimento João do Nascimento Registre-se que a entrada de cada parágrafo já deixou de existir e a separação entre parágrafos é feita por uma linha em branco. Essa orientação é válida inclusive para o último parágrafo, cuja tendência é resumir-se em palavras como: cordialmente ou atenciosamente". Esperando que as novas normas reflitam o espírito de modernidade da Empresa, desejamos sucesso.


Carregar ppt "Estilo e Eficácia na Comunicação Empresarial. - COMUNICAÇÃO - O MOVIMENTO DAS COISAS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google