A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Definição Um polímero é um material orgânico ou inorgânico, natural ou sintético, de alto peso molecular, cuja estrutura molecular consiste na repetição.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Definição Um polímero é um material orgânico ou inorgânico, natural ou sintético, de alto peso molecular, cuja estrutura molecular consiste na repetição."— Transcrição da apresentação:

1

2 Definição Um polímero é um material orgânico ou inorgânico, natural ou sintético, de alto peso molecular, cuja estrutura molecular consiste na repetição de pequenas unidades, chamadas monómeros. São macromoléculas constituídas por varias moléculas simples (monómeros), que se unem através de ligações covalentes (há a partilha de electrões) formando uma cadeia polimérica.

3 EXEMPLOS Os polímeros estão em toda a parte. O DNA é um polímero, assim como as proteínas e o amido que ingerimos nos alimentos. Todos os dias usamos roupas feitas de polímeros, naturais ou sintéticos, além de inúmeros objectos, que acabamos por nem nos aperceber! As borrachas sintéticas (como os pneus) são polímeros assim como a celulose das plantas.

4 EXEMPLOS Os polímeros são essenciais em toda a actividade humana. Para além de nos alimentarmos deles e de sermos constituídos por eles, utilizamo- los em tudo que fazemos. São utilizados em todo o tipo de indústria, desde o calçado até á informática ou á construção civil. A variedade de polímeros é tão diversa como as suas características. Encontramos polímeros maleáveis, polímeros rijos ou moles, comestíveis ou incomestíveis, doces ou amargos, saudáveis ou tóxicos, naturais ou sintéticos, termoendurecíveis ou termoplásticos, raros ou banais.

5 COMO SE FORMAM Os polímeros são formados a partir de monómeros que reagem entre si formando grandes moléculas as quais se dá o nome de polímeros. Podemos dividir os polímeros em dois grupos: os polímeros de adição e os polímeros de condensação. Ambos se formam através de ligações covalentes, a principal diferença reside no facto de nos primeiros se ligarem monómeros idênticos entre si, e nos últimos ligarem-se monómeros diferentes.

6 POLIMERIZAÇÃO Polimerização é a reacção química através da qual os monómeros dão origem a polímeros. Embora todas as reacções que dão origem a polímeros se designem de polímerização, estas dividem-se em dois grupos: as reacções de adição que dão origem a polímeros de adição e as reacções de condensação que dão origem a polímeros de condensação.

7 Reacções de Adição As reacções de adição dão-se normalmente com alcenos, os quais possuem ligações duplas. Assim, rompe-se a ligação dupla entre os átomos de carbono, ficando apenas uma ligação simples, e ficando espaço para mais uma ligação onde se vai ligar a outro monómero igual. H H n C C C C H H H H n A expressão traduz uma reacção de adição, sendo n o número de monómeros que intervêm na reacção igual ao número de vezes que o monómero se repete na cadeia.

8

9

10 POLÍMEROS de CONDENSAÇÃO Como exemplo de polímeros de condensação temos: POLÍMEROMONÓMERO(S)APLICAÇÃO AmidoGlicosealimentos, fabricação de etanol Celuloseglicosepapel, algodão, explosivos

11 BIBLIOGRAFIA Pinto, Helena; Carvalho, Maria; Fialho, Maria; in Técnicas Laboratoriais de Química II, Lisboa, meros.htmhttp://www.geocites.com/vienna/choir/9201/polí meros.htm tmhttp://www.colband.com.br/ativ/nete/poli/apre.h tm


Carregar ppt "Definição Um polímero é um material orgânico ou inorgânico, natural ou sintético, de alto peso molecular, cuja estrutura molecular consiste na repetição."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google