A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

REVOLUÇÃO MEXICANA História Prof. Lisiane. CONTEXTO MÉXICO DO SÉC. XIX-XX expansão imperialista EUA e ING: perde cerca de 2/3 do território original.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "REVOLUÇÃO MEXICANA História Prof. Lisiane. CONTEXTO MÉXICO DO SÉC. XIX-XX expansão imperialista EUA e ING: perde cerca de 2/3 do território original."— Transcrição da apresentação:

1 REVOLUÇÃO MEXICANA História Prof. Lisiane

2 CONTEXTO MÉXICO DO SÉC. XIX-XX expansão imperialista EUA e ING: perde cerca de 2/3 do território original a 1911 = governo Porfírio Diaz (porfiriato) = ditadura modernização da economia = exploração do Petróleo (por multinacionais dos EUA)

3 CONTEXTO MÉXICO DO SÉC. XIX-XX governo centralizado e autoritário predomínio da elite agrária apropriação das terras camponesas pelos latifundiários Igreja Católica = encomienda camponeses = peões marginalização indígena crescimento urbano

4 CONTEXTO MÉXICO DO SÉC. XIX-XX crescem as revoltas e insatisfações repressão = opositores presos, exilados, mortos 1909 = eleição – Francisco Madero (liberal, filho de latifundiários) ganha popularidade, é acusado de rebelião e preso = organiza um levante popular com apoio de líderes camponeses

5 MOVIMENTO REVOLUCIONÁRIO aliança entre camponeses e liberais: Madero (cidades), Pancho Villa (norte), Emiliano Zapata (sul) renúncia de Porfírio Diaz = 1911 Madero assume = equilíbrio Zapata = Plano Ayala – críticas ao governo e divulgação de ideias de coletivização

6 MOVIMENTO REVOLUCIONÁRIO 1913 = golpe derruba Madero (apoio dos EUA), assume Victoriano Huerta (militar de descendência indígena) = Venustiano Carranza (governador nomeado por Madero) nega novo governo e inicia luta armada = EUA interferem apoiando Carranza, que assume o poder

7 MOVIMENTO REVOLUCIONÁRIO Zapata e Pancho Villa = oposição força da rev. camponesa, tomada da capital = derrotas e retorno de Carranza Constituição = legitimação do governo, benefícios camponeses 1919 = assassinato de Carranza, Obregón (líder do exército) assume

8 MOVIMENTO REVOLUCIONÁRIO Zapata e Pancho Villa = oposição força da rev. camponesa, tomada da capital = derrotas e retorno de Carranza Constituição = legitimação do governo, benefícios camponeses 1919 = assassinato de Carranza, Obregón (líder do exército) eleito

9 MOVIMENTO REVOLUCIONÁRIO após anos de luta em prol dos camponeses, Zapata foi assassinado em 1919 e Villa em 1923 ejidos = propriedade rural de uso coletivo dos camponeses, servia também como instrumento de controle político

10 CONSEQUÊNCIAS Apesar da significativa reforma agrária implementada pela Revolução, com o tempo os camponeses perderam muitas terras que haviam conquistado. As dificuldades em conseguir uma produção em larga escala e a baixo custo, as dívidas bancárias, a concorrência dos produtos agrícolas norte-americanos e a maior mecanização das propriedades mais modernas acabaram por inviabilizar a pequena propriedade.

11 CONSEQUÊNCIAS A luta dos camponeses mexicanos pela terra se estende até os dias atuais, como acontece, aliás, em outros países da América latina, inclusive no Brasil. No México, na última década do século XX, essa luta foi a retomada de forma mais intensa com a criação do Exército Zapatista de Libertação Nacional, na província de Chiapas. O nome desse movimento é uma homenagem a Emiliano Zapata, um dos líderes mais expressivos da Revolução de 1910.

12 ATIVIDADES (FUVEST) A Revolução Mexicana de 1910, do ponto de vista social, caracterizou-se: a) pela intensa participação camponesa; b) pela aliança entre operários e camponeses; c) pela liderança de grupos socialistas; d) pelo apoio da Igreja aos sublevados; e) pela forte presença de combatentes estrangeiros.

13 ATIVIDADES A eclosão da Revolução Mexicana pode ser explicada pelos seguintes motivos: a) a influência do ideário positivista e a atuação dos "científicos" nos movimentos camponeses b) a luta do campesinato pela propriedade da terra e as reivindicações de setores burgueses por um maior espaço na política c) a necessidade de uma modernização capitalista e o desejo da burguesia pela ampliação da influência do capital francês no país d) a união dos liberais e dos comunistas mexicanos contra o porfiriato e o interesse dos grandes proprietários na aliança com o capital inglês e) pelo seu processo de independência no século XIX, onde o México se endividou e a revolução era uma possibilidade para alterar tal situação de dependência.


Carregar ppt "REVOLUÇÃO MEXICANA História Prof. Lisiane. CONTEXTO MÉXICO DO SÉC. XIX-XX expansão imperialista EUA e ING: perde cerca de 2/3 do território original."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google