A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Economia Brasileira_19/03/2007 1 O MILAGRE ECONÔMICO Períodos: 1967 – 1969 = Costa e Silva. 1967 – 1969 = Costa e Silva. 1969 – 1973 = Médice. 1969 – 1973.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Economia Brasileira_19/03/2007 1 O MILAGRE ECONÔMICO Períodos: 1967 – 1969 = Costa e Silva. 1967 – 1969 = Costa e Silva. 1969 – 1973 = Médice. 1969 – 1973."— Transcrição da apresentação:

1 Economia Brasileira_19/03/ O MILAGRE ECONÔMICO Períodos: 1967 – 1969 = Costa e Silva – 1969 = Costa e Silva – 1973 = Médice – 1973 = Médice. Porque Milagre? PIB cresceu a uma taxa média de 11% a.a. PIB cresceu a uma taxa média de 11% a.a. Indústria que influenciaram: bens-duráveis e bens de capital (menor escala). Indústria que influenciaram: bens-duráveis e bens de capital (menor escala). Taxa de investimento passou de 15% do PIB para 20%. Taxa de investimento passou de 15% do PIB para 20%. Crescimento foi acompanhado de queda moderada da infalção. Crescimento foi acompanhado de queda moderada da infalção.

2 Economia Brasileira_19/03/ O MILAGRE ECONÔMICO Delfin Neto OBJETIVOS ECONÔMICOS: CONTINUAR COM O CONTROLE DA INFLAÇÃO CONTINUAR COM O CONTROLE DA INFLAÇÃO - Interpretação: custos e capacidade ociosa RETOMAR NÍVEIS DE CRESCIMENTO DE CERCA DE 6% AO ANO RETOMAR NÍVEIS DE CRESCIMENTO DE CERCA DE 6% AO ANO - Incentivar investimentos e crédito OBJETIVO POLÍTICO: PERÍODO MILITAR PRECISAVA APRESENTAR CONTROLE E RESULTADOS PERÍODO MILITAR PRECISAVA APRESENTAR CONTROLE E RESULTADOS

3 Economia Brasileira_19/03/ O MILAGRE ECONÔMICO MOVIMENTOS ECONÔMICOS INICIAIS: Política fiscal do PAEG foi mantida (redução de gastos e arrecadação maior); Política fiscal do PAEG foi mantida (redução de gastos e arrecadação maior); Instituiu-se um controle dos preços através de um órgão criado (CIP – Comissão Interministerial de Preços), com o seguinte objetivo: Instituiu-se um controle dos preços através de um órgão criado (CIP – Comissão Interministerial de Preços), com o seguinte objetivo: Tabelar preços públicos (tarifas, juros do crédito); Tabelar preços públicos (tarifas, juros do crédito); Tabelar preços privados – insumos industriais; Tabelar preços privados – insumos industriais; Controle pelo banco Central dos juros cobrados pelos bancos comerciais. Controle pelo banco Central dos juros cobrados pelos bancos comerciais. Política de minidesvalorização cambial a partir de 68, evitando que a inflação (ainda com 2 dígitos) causasse defasagem cambial e prejudicasse a balança comercial. Política de minidesvalorização cambial a partir de 68, evitando que a inflação (ainda com 2 dígitos) causasse defasagem cambial e prejudicasse a balança comercial. FOCO DA POLÍTICA DO PERÍODO: Inflação; Inflação; Dinamismo ao setor produtivo; Dinamismo ao setor produtivo; Política de crédito. Política de crédito.

4 Economia Brasileira_19/03/ COMBATE À INFLAÇÃO: Focar nos estrangulamentos que causam a inflação de custos: Focar nos estrangulamentos que causam a inflação de custos: - Possibilitar expansão do crédito ao consumidor reduzindo capacidade ociosa da economia; - Subsidiar o setor agrícola através de isenção fiscal e juros baixos para assegurar a oferta suficiente de alimentos sem pressionar custos e atendendo a demanda; - Incentivo ao setor imobiliário através do SFH permitindo utilização da capacidade ociosa dos setores de construção; O MILAGRE ECONÔMICO

5 Economia Brasileira_19/03/ DINAMISMO AO SETOR PRODUTIVO: Incentivar setores capazes de exportar alto valor agregado Incentivar setores capazes de exportar alto valor agregado - Incentivo à entrada de capitais sob forma de empréstimo; - Benefício utilizado principalmente pelas empresas estrangeiras; - Forte participação do BNDES como fomentador do investimento produtivo; - Segmento carro-chefe do desenvolvimento: bens duráveis; - Incentivo ao setor exportador: de subsídios a políticas de minidesvalorizações cambiais O MILAGRE ECONÔMICO

6 Economia Brasileira_19/03/ POLÍTICA MONETÁRIA E CREDITÍCIA: Incentivar expansão do crédito: Incentivar expansão do crédito: - Interpretação sobre o setor bancário: INEFICIENTE - Passou a controlar diretamente as taxas de juros, estabelecendo tetos para aplicações e captações; - Aumentou o incentivo aos bancos emprestarem através de políticas de remuneração do compulsório e redução do redesconto; Empréstimos Externos via Res. 63; Empréstimos Externos via Res. 63; Depósitos Compulsórios: Depósitos Compulsórios: Redução do recolhimento como incentivo à contenção dos juros Redução do recolhimento como incentivo à contenção dos juros (Reduziu de 70% em 1967 para 36% em 1973). *Expansão da liquidez podia ser controlada pela emissão de títulos - Taxa de juros de instituições oficiais para alguns setores chegavam a ser negativas; O MILAGRE ECONÔMICO

7 Economia Brasileira_19/03/ Políticas Creditícias BACEN vendia ORTN aos bancos e garantia recomprar em 30 dias. Bancos monitoravam sua liquidez através desta política; BACEN vendia ORTN aos bancos e garantia recomprar em 30 dias. Bancos monitoravam sua liquidez através desta política; A partir de 70 -> Criação das LTNs -> 1 ano -> mais adequado ao financiamento e operações de mercado aberto; A partir de 70 -> Criação das LTNs -> 1 ano -> mais adequado ao financiamento e operações de mercado aberto; Crédito de Longo Prazo -> Ag,públicas e bcs oficiais (BNDE, FINAME, BNB, BRDE, BB, BNH). Posteriormente -> criação de fundos de investimento com ações e debêntures (resgate após 5 anos); Crédito de Longo Prazo -> Ag,públicas e bcs oficiais (BNDE, FINAME, BNB, BRDE, BB, BNH). Posteriormente -> criação de fundos de investimento com ações e debêntures (resgate após 5 anos); Taxas de juros negativas para o crédito rural Taxas de juros negativas para o crédito rural - Reforma bancária: incentivo à concentração bancária O MILAGRE ECONÔMICO

8 Economia Brasileira_19/03/ REFORMA BANCÁRIA E CAP. OCIOSA - DADOS DO PERÍODO: REFORMA BANCÁRIA: REFORMA BANCÁRIA: -Entre 67 e 73 haviam 190 bancos comerciais -Final de 73 haviam 115 bancos comerciais OCUPAÇÃO DA CAPACIDADE OCIOSA: OCUPAÇÃO DA CAPACIDADE OCIOSA: = 76% = 76% = 93% = 93% /73 = 100% /73 = 100% O MILAGRE ECONÔMICO

9 Economia Brasileira_19/03/ Política Fiscal Eficiência da máquina governamental: Eficiência da máquina governamental: Arrecadação crescente; Arrecadação crescente; Redução do gasto de custeio (redução de gasto c/ pessoal = 1964 = 32% contra 8% em 1971); Redução do gasto de custeio (redução de gasto c/ pessoal = 1964 = 32% contra 8% em 1971); = déficit de 4,2% = déficit de 1,1% = super. 0,06% Impostos: Impostos: Criado o IOF (1972) = 3,8% da receita em 1973; Criado o IOF (1972) = 3,8% da receita em 1973; IPI = mais importante = 36,2% em 1973; IPI = mais importante = 36,2% em 1973; IR = 24,3% em 1973; IR = 24,3% em 1973; I.Imp. = apenas 7,2% (incentivo às import. de máq. e equip.) I.Imp. = apenas 7,2% (incentivo às import. de máq. e equip.) PERMITE EXPANSÃO DOS INVESTIMENTOS E SURGIMENTO DE NOVAS EMPRESAS ESTATAIS. PERMITE EXPANSÃO DOS INVESTIMENTOS E SURGIMENTO DE NOVAS EMPRESAS ESTATAIS. O MILAGRE ECONÔMICO

10 Economia Brasileira_19/03/ Crescimento das Estatais Foram criadas entre : Foram criadas entre : 231 novas empresas públicas: 231 novas empresas públicas: 175 na área de serviços; 175 na área de serviços; 42 na indústria de transformação; 42 na indústria de transformação; 12 em mineração; 12 em mineração; 2 na agricultura. 2 na agricultura. Consolidação do monopólio estatal de eletricidade, telecomunicações (criação à época da Eletrobrás, Telebrás e Embratel). Consolidação do monopólio estatal de eletricidade, telecomunicações (criação à época da Eletrobrás, Telebrás e Embratel). Ideologia desta expansão: Ideologia desta expansão: Prioridade ao crescimento e desenvolvimento de setores que não eram interesse do setor privado. Prioridade ao crescimento e desenvolvimento de setores que não eram interesse do setor privado. Financiamento: Financiamento: BNDE e empréstimos externos (BcMundial e BID) BNDE e empréstimos externos (BcMundial e BID) O MILAGRE ECONÔMICO

11 Economia Brasileira_19/03/ SÍNTESE DOS FATORES QUE CONTRIBUÍRAM PARA O MILAGRE 1) Existência de capacidade ociosa na economia: > Fruto da debilidade econômica da fase anterior; 2) Forte liquidez no mercado internacional: > Eurodólares e posteriormente petro-dólares; 3) Regime autoritário; 4) Adoção de controle dos preços; 5) Tabelamento das taxas de juros; 6) Política de minidesvalorizações cambiais de acordo com a inflação, evitando perda de competitividade das exportações. perda de competitividade das exportações. O MILAGRE ECONÔMICO


Carregar ppt "Economia Brasileira_19/03/2007 1 O MILAGRE ECONÔMICO Períodos: 1967 – 1969 = Costa e Silva. 1967 – 1969 = Costa e Silva. 1969 – 1973 = Médice. 1969 – 1973."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google