A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

UCP – Departamento de Ciências da Saúde Mestrado Integrado em Medicina Dentária Licenciatura em ciências bomedicas 2012-2013 Docente: Maria Teresa Dias.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "UCP – Departamento de Ciências da Saúde Mestrado Integrado em Medicina Dentária Licenciatura em ciências bomedicas 2012-2013 Docente: Maria Teresa Dias."— Transcrição da apresentação:

1 UCP – Departamento de Ciências da Saúde Mestrado Integrado em Medicina Dentária Licenciatura em ciências bomedicas Docente: Maria Teresa Dias de Carvalho Histologia e Embriologia – UBM I Biologia Funcional de Órgãos e Sistemas Histologia e Embriologia – UBM I Biologia Funcional de Órgãos e Sistemas 1 - A segunda divisão meiótica é semelhante à mitose exceto que as células resultantes são haploides. Quiz 1 – uma é falsa 3 - Na profase, observa-se o cross-over entre dois cromossomas, com troca de segmentos de cromátides. 2 - Na profase, primeiro passo da divisão meiótica, cromossomas homólogos aproximam-se e emparelham; cada cromossoma tem dois cromátides. 4 – A meiose é um processo de divisão celular em que de uma célula diploide resulta uma ou mais células haploides.

2 UCP – Departamento de Ciências da Saúde Mestrado Integrado em Medicina Dentária Licenciatura em ciências bomedicas Docente: Maria Teresa Dias de Carvalho Histologia e Embriologia – UBM I Biologia Funcional de Órgãos e Sistemas Histologia e Embriologia – UBM I Biologia Funcional de Órgãos e Sistemas Quiz 2 – uma é falsa 1 – Objetivo da gametogénese: conversão das células germinativas em gâmetas (células sexuais). 2 - Um espermatócito dá origem a quatro espermatozoides, enquanto que um oócito primário dá origem a um oócito maduro (mais três corpos polares). 3 - A não disjunção é uma perturbação da gametogénese típica dos cromossomas sexuais, resultando um genótipo alterado 23 XX ou 23 XY. 4 - No final das duas divisões meióticas, o número diploide de cromossomas, 46, é reduzido para número haploide, 23.

3 UCP – Departamento de Ciências da Saúde Mestrado Integrado em Medicina Dentária Licenciatura em ciências bomedicas Docente: Maria Teresa Dias de Carvalho Histologia e Embriologia – UBM I Biologia Funcional de Órgãos e Sistemas Histologia e Embriologia – UBM I Biologia Funcional de Órgãos e Sistemas Quis 3 – uma verdadeira 1 – O oócito primário sofreu a 1ª divisão meiótica e fica em profase em repouso, até à puberdade; a este período de repouso chama-se estadio de diplóteno. 2 – O estadio de diplóteno ou doctióteno acontece por ação de um fator indutor da maturação do oócito produzido pela próprias células de revestimento do oócito. 3 -Na puberdade reinicia-se a maturação dos folículos; em cada mês um folículo amadurece, formando-se um oócito e três corpos globares; de forma semelhante, na puberdade, acontece a maturação final na espermiogénese, formando-se os quatro espermatozoides que derivam da célula inicial. 4 – No gâmeta feminino a meiose termina antes da fecundação, dando origem ao pró-núcleo feminino.

4 UCP – Departamento de Ciências da Saúde Mestrado Integrado em Medicina Dentária Licenciatura em ciências bomedicas Docente: Maria Teresa Dias de Carvalho Histologia e Embriologia – UBM I Biologia Funcional de Órgãos e Sistemas Histologia e Embriologia – UBM I Biologia Funcional de Órgãos e Sistemas Quis 4 – uma verdadeira 1 - As hormonas produzidas ciclicamente no eixo hipófise-hipotálamo promovem diretamente, as alterações cíclicas na estrutura e função do endométrio, o ciclo menstrual. 2 - O ciclo ovárico é induzido pelas hormonas gonadotróficas (hormonas estimulantes dos folículos - FSH) e hormona luteinizante (LH) FSH estimula os folículos ováricos a produzir estrogénios e progesterona, que atuando no endométrio de forma cíclica e alternada, contribuem para o seu amadurecimento ao longo do ciclo menstrual. 4 – A baixa de nível sanguíneo de hormonas, exclusivamente os estrogénios, causa a atrofia do endométrio e causa o fluxo menstrual por altura do 28º dia. 5 - Um pico de FSH causa a ovulação pelo 14º dia do ciclo menstrual.

5 UCP – Departamento de Ciências da Saúde Mestrado Integrado em Medicina Dentária Licenciatura em ciências bomedicas Docente: Maria Teresa Dias de Carvalho Histologia e Embriologia – UBM I Biologia Funcional de Órgãos e Sistemas Histologia e Embriologia – UBM I Biologia Funcional de Órgãos e Sistemas Quis 5 – uma falsa 1 - O Blastocisto termina pelo 5º dia, já no útero, a partir das 12 a 16 células de divisão do zigoto. 2 – O Blastocisto é caracterizado pela formação da cavidade blastocística na anterior estrutura (Mórula) 4 -O epiblasto e o hipoblasto, fazem parte do disco bilaminar no 9 º dia de gestação. 5 – A implantação dá-se pelo 6º dia de fecundação, através da aderência do trofoblasto ao endométrio no polo embriónico do Blastocisto.

6 UCP – Departamento de Ciências da Saúde Mestrado Integrado em Medicina Dentária Licenciatura em ciências bomedicas Docente: Maria Teresa Dias de Carvalho Histologia e Embriologia – UBM I Biologia Funcional de Órgãos e Sistemas Histologia e Embriologia – UBM I Biologia Funcional de Órgãos e Sistemas Quis 6 - uma falsa 2 - Do disco trilaminar migram as células para formar o mesoblasto que se vai organizar em mesoderme intraembrionário. 3 - O desenvolvimento do notocórdio, relaciona-se com a indução da fenda neural (futuro sistema nervoso central. 1 - Do disco bilaminar derivam todos os tecidos embrionários mesodérmicos, endodérmicos e ectodérmicos. 4 – Um teratoma é um conjunto de tecidos imaturos, que surge da involução de tecidos maduros.


Carregar ppt "UCP – Departamento de Ciências da Saúde Mestrado Integrado em Medicina Dentária Licenciatura em ciências bomedicas 2012-2013 Docente: Maria Teresa Dias."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google