A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A articulação dos Agentes de Pesquisa e Desenvolvimento com os Órgãos, Entidades e Instituições de Ensino para a Ampliação da Base de Recursos Humanos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A articulação dos Agentes de Pesquisa e Desenvolvimento com os Órgãos, Entidades e Instituições de Ensino para a Ampliação da Base de Recursos Humanos."— Transcrição da apresentação:

1 A articulação dos Agentes de Pesquisa e Desenvolvimento com os Órgãos, Entidades e Instituições de Ensino para a Ampliação da Base de Recursos Humanos Qualificados Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES

2 Capítulos PNPG Introdução 2.Antecedentes: Os planos anteriores 3.Situação Atual da Pós Graduação 4.Perspectivas de Crescimento da Pós Graduação 5.Sistema de Avaliação da Pós Graduação Brasileira 6.A importância da Inter(Multi)disciplinaridade na PG 7.Assimetrias: Distribuição da PG no Território Nacional 8.Educação Básica: Um Novo Desafio para o SNPG 9.Recursos Humanos para Empresas 10.Recursos Humanos e Programas Nacionais 11.Internacionalização da PG e a Cooperação Internacional 12.Financiamento da Pós Graduação 13.Indução : Um Novo Papel para as Agencias 14.Diretrizes e Conclusões

3 Documentos Setoriais-Programas Nacionais Ciências Agrárias A formação de recursos humanos em recursos hídricos no Brasil: estratégias e perspectivas de avanços Amazônia A Amazônia Azul na perspectiva da pós-graduação A pós-graduação em criminologia e segurança pública no Brasil Cultura Desenvolvimento Tecnológico e Inovação Energia O novo padrão demográfico brasileiro: Oportunidades e desafios Espaço Educação Profissional em nível de Pós-Graduação

4 Documentos Setoriais – Programas Nacionais Financiamento da Pós-Graduação Geopolítica/Defesa A importância das Fundações de Amparo à Pesquisa e das Secretarias de Ciência e Tecnologia no PNPG Saúde Soberania Nacional: Aspectos Geopolíticos e Econômicos Procedimentos e tecnologias para o desenvolvimento social Necessidade de técnicos de nível superior para o setor de petróleo e gás natural O desequilíbrio regional brasileiro e as redes de pesquisa e pós–graduação Agenda de Ciência, Tecnologia e Inovação para o Brasil Avançar na Pós-Graduação e formar RH para o Desenvolvimento do País

5 PNPG : TEMAS RELACIONADOS Aumento do percentual do PIB investido pelo governo em C,T&I e aumento do investimento privado em C,T&I. Integração entre órgãos de Governo para que componham uma agenda estratégica nacional; Reforma do arcabouço legal pátrio, para que as agencias de fomento federais e estaduais tenham maior flexibilidade no uso dos recursos destinados a C,T&I; Racionalizar os rígidos mecanismos adotados pelos órgãos de controle externo (TCU, CGU, AGU e MPU e correspondentes órgãos na esfera estadual).

6 GARANTIR GANHOS RECENTES

7 1. Financiamento da Pós-Graduação *2011: Lei Orçamentária Anual Gráfico Orçamento executado total da CAPES no período de 2003 a 2010 e Lei Orçamentária Anual 2011 Investimentos feitos pela CAPES

8 Orçamento da CAPES Menu

9 1. Financiamento da Pós-Graduação Gráfico Investimentos da CAPES em fomento para melhoria dos programas de pós-graduação (custeio e capital não vinculados às bolsas) no período de 2003 a 2010 Investimentos feitos pela CAPES - Fomento

10 1. Financiamento da Pós-Graduação Gráfico Histórico do investimento da CAPES em bolsas de pós-graduação no exterior no período de 2004 a 2010 e LOA 2011 Investimentos feitos pela CAPES – Bolsas no Exterior

11 Orçamento da CAPES Orçamento executado em 2010: R$ 2,01 bilhões Orçamento aprovado para 2011: R$ 2,63 bilhões Orçamento previsto para 2012: R$ 3,2 bilhões

12 1. PNPG - Financiamento da Pós-Graduação Panorama do alunado da pós-graduação Gráfico Cenário da concessão de bolsas para a pós-graduação de mestrado, mestrado profissionalizante e doutorado pelas agências governamentais CAPES, CNPq e FAPs em 2009 no Brasil

13 DESAFIOS E METAS

14 PNPG - Assimetrias Indução de programas de pós-graduação em áreas de interesse nacional e regional, em especial a Amazônia e o Mar. As unidades da federação possuem mesorregiões com significativas assimetrias nos mesmos indicadores, sugerindo que as políticas de indução à redução dessas assimetrias devem contemplar a análise dos indicadores nacionais por mesorregiões brasileiras.

15 Distribuição dos programas de pós-graduação pelas Unidades da Federação do Brasil no ano de 2009.

16 Distribuição dos programas de pós-graduação pelas Mesorregiões Geográficas do Brasil no ano de 2009

17 EDUCAÇÃO BÁSICA Maior Desafio

18

19 1. Financiamento da Pós-Graduação – Desafios e Metas Tabela Número de doutores por mil habitantes em alguns países em 2008

20 1. Financiamento da Pós-Graduação As Metas Gráfico Projeção do número de titulados em doutorado por ano, evolução do número de doutores por mil habitantes no Brasil e comparação com os índices de 2008 de outros países.

21 METAS – PNPD/PNE Titulação de doutores, mestres e mestres profissionais por ano a partir de Aumento do número de doutores por mil habitantes (faixa de anos), dos atuais 1,4 para 4,5 em No período ter titulado 150 mil doutores e 450 mil mestres. Posicionar o Brasil entre os dez países maiores produtores de conhecimentos novos.

22 A CAPES HOJE

23 Número de Cursos de Pós-Graduação reconhecidos pela CAPES, em 2011* Totalizando cursos de Pós-Graduação** * Atualizado em 25/08/2011 (Fonte: site da CAPES) ** Não estão incluídos os 358 cursos de mestrado profissional Nível MestradoDoutorado

24 Distribuição Regional dos Cursos de Pós- Graduação reconhecidos pela CAPES, em 2011* Região Geográfica Totais de Cursos de Pós-Graduação MestradoDoutoradoTotal Sudeste Sul Nordeste Centro-Oeste Norte Total * Atualizado em 25/08/2011 (Fonte: site da CAPES) ** Não estão incluídos os 358 cursos de mestrado profissional

25 Número de Bolsas no País concedidas pela CAPES em 2011 * Totalizando aproximadamente bolsas no país ** * Previsão 2011 ** Estão sendo contabilizadas as bolsas do REUNI MestradoDoutoradoPós-Doutorado

26 Fonte:GeoCapes * Previsão 2011: estão sendo contabilizadas as bolsas do REUNI. Crescimento entre 2004 e 2011* = 136,3% Bolsas de Estudo no País Evolução do número de bolsas em todos os níveis 2004 a 2011*

27 Crescimento entre 2004 e 2011* = 135,7% Fonte:GeoCapes * Previsão 2011: estão sendo contabilizadas as bolsas do REUNI. Bolsas de Estudo no País Evolução do número de bolsas de Mestrado 2004 a 2011*

28 Crescimento entre 2004 e 2011* = 116,0% Fonte:GeoCapes * Previsão 2011: estão sendo contabilizadas as bolsas do REUNI. Bolsas de Estudo no País Evolução do número de bolsas de Doutorado 2004 a 2011*

29 Bolsas de Estudo no País Evolução do número de bolsas de Pós-Doutorado 2004 a 2011* Crescimento entre 2004 e 2011* = 926,5% Fonte:GeoCapes * Previsão 2011; estão sendo contabilizadas as bolsas do REUNI

30 Bolsas de Pós-Graduação no País: Investimento em milhões de reais, 2004 a 2011* Fonte:SIMEC/SIAFI * Previsão: LOA 2011 (ações orçamentárias: 0487; 09GK; 0B95 e 009H) Crescimento entre 2004 e 2011* = 274,5%

31 Programa de Apoio a Eventos no País – PAEP Fonte: CEX/CGSI/DPB/CAPES Evolução dos Recursos e do Número de Eventos 2003 a 2010

32 Eventos Apoiados: 2009: : Recursos Concedidos: 2009: R$ 15,9 milhões 2010: R$ 20,9 milhões PAEP Aumento: 24,7% Aumento: 31,4%

33 Pró-Equipamentos Fonte:CPE/CGEP/DPB/CAPES * Previsão para 2011 ** Em 2009 foram aprovados R$ 12,8 milhões referentes a propostas re-encaminhadas do Edital 2008, totalizando um investimento de 73,5 milhões de reais. ** Crescimento entre 2007 e 2011* = 241,9%

34 Portal de Periódicos

35 Portal de Periódicos: Investimentos em US$ milhões 2001 a 2011* Crescimento entre 2010 e 2011* = 29,6% * Previsão: LOA 2011 (Cotação dólar: 1,68 – 13/06/2011)

36 Número de Instituições com acesso ao Portal de Periódicos – 2001 a 2011* Crescimento entre 2001 e 2010 = 4,8 vezes * Dados atualizados em junho de 2011

37 Portal de Periódicos: Crescimento do Acervo em Número de Títulos a 2011* Crescimento entre 2001 e 2011 = 16 vezes * Dados atualizados em junho de 2011

38 Portal de Periódicos: Crescimento do Acervo de Bases Referenciais – 2001 a 2011* * Dados atualizados em junho de 2011

39 Portal de Periódicos: Número de Acessos e Downloads 2001 a 2010

40 Portal de Periódicos: Custo do acesso ao Texto Completo a 2010

41 Portal de Periódicos: Custo do acesso às Bases Referenciais a 2010

42 Políticas Indutivas Apoio financeiro para o desenvolvimento de projetos e cursos de pós-graduação em áreas estratégicas, como: Engenharia, TV Digital, Defesa Nacional, Nanobiotecnologia, Botânica, Oceanografia e Ciências do Mar, Administração e Gestão, Parasitologia, Pesquisa Médica, Morfologia, Estudos de Gênero, Educação Especial, Toxinologia, Bioenergia e Biocombustíveis, Agricultura Tropical e outros. Áreas Estratégicas Número e percentual de bolsas concedidas em 2010 O número de bolsas desses programas estão incluídos no total de bolsas de pós-graduação no país

43 Internacional Cooperação

44 Scholarships abroad (individual fellowships) Bi-National Doctoral Colleges Joint research projects and University Partnerships Visiting Professorships Outstanding Visiting Professorships General International Cooperation Program New Program: CSF - Expansion of International Cooperation – 75,000 Fellowships International Cooperation Programs

45 Bolsistas no exterior Parceiras África: 10 América do Norte: 1174 América do Sul: 95 Europa: 3551 Ásia: 57 Oceania: 54 América Central: 17 Cuba: MES Argentina: MINCyT e SPU Uruguai: UDELAR EUA: Fullbright, FIPSE Alemanha: DAAD Espanha: MECD França: COFECUB Holanda: Nuffic Portugal: FCT Timor Leste: Ministério da Educação Uni-CV e Governo de Cabo Verde Fullbright: Program for Educational Exchange between the United States of America and foreign ountries FIPSE: Fund for the Improvement of Post Secondary Education MINCyT: Ministerio de Ciencia, Tecnología e Inovacion Productiva SPU: Secretaría de Politicas Universitarias UDELAR: Universidad de la República Uruguay SRE: Secretaría de Relaciones Exteriores MES: Ministerio de Educación Superior DAAD: Deutsche Akademische Austauschdienst (German Academic Exchange Service) COFECUB: Comité Français d´Evaluation de la Coopération Universitaire avec le Brésil FCT: Fundação para a Ciência e a Tecnologia MECD: Ministerio de Educación NUFFIC: Netherlands Organization for International Cooperation in Higher Education

46 Internacionalização e Cooperação Internacional Envio de mais estudantes ao estrangeiro para fazer PhD, em áreas defasadas em vista da dinamização do sistema e da captação do conhecimento novo. Expandir os programas de graduação e doutorado sanduíche. Estimulo à atração de mais alunos e pesquisadores visitantes do estrangeiro. Apoiar avanços na produção científica qualitativa. Aumento do número de publicações com instituições estrangeiras.

47 Programa de Apoio ao Ensino e à Pesquisa Científica e Tecnológica em Defesa Nacional – PRÓ-DEFESA

48 Parceria entre o Ministério da Defesa e a CAPES Objetivo: Estimular a realização de projetos conjuntos entre instituições civis e militares de pesquisa utilizando-se de recursos humanos e de infra-estrutura, possibilitando a produção de pesquisas científicas e tecnológicas e a formação de recursos humanos pós- graduados em Defesa Nacional.

49 PRÓ-DEFESA 1 - Políticas públicas e Defesa Nacional; 2 - Orçamento e gestão de recursos de Defesa; 3 - Desenvolvimento social e ações subsidiárias das Forças Armadas, cenários internacionais de Segurança e Defesa; 4 - Ciência, tecnologia e inovação em Defesa Nacional; 5 - Logística e mobilização voltadas para a Defesa Nacional; Áreas Temáticas:

50 PRÓ-DEFESA 6 - Sociologia das Forças Armadas; 7 - Estudos estratégicos em Defesa Nacional; 8 - Educação nacional e Ensino Militar. Áreas Temáticas: Edital 2005: em 07 de outubro de 2005 Edital 2008: em 02 de maio de 2008 Foram lançados dois Editais:

51 Edital (Ano) Nº IES Nº de ProjetosBolsas Concedidas PropostoAprovadoMEDOPD Fonte: CII/CGPE/DPB/CAPES PRÓ-DEFESA Projetos Aprovados e Bolsas Concedidas

52 Fonte: CII/CGPE/DPB/CAPES PRÓ-DEFESA Recursos Financeiros * Valores iniciais aprovados (concedidos) pela CAPES Edital (Ano) Recursos financeiros (em R$)* CusteioCapitalTotal , , , , , , , , ,45

53 MUITO OBRIGADO


Carregar ppt "A articulação dos Agentes de Pesquisa e Desenvolvimento com os Órgãos, Entidades e Instituições de Ensino para a Ampliação da Base de Recursos Humanos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google