A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ellen Ferraz Ingrid Lacerda Larissa Arruda Estereótipos de Publicidade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ellen Ferraz Ingrid Lacerda Larissa Arruda Estereótipos de Publicidade."— Transcrição da apresentação:

1 Ellen Ferraz Ingrid Lacerda Larissa Arruda Estereótipos de Publicidade

2 Escolha do tema

3 Contexto As pessoas tem a tendência de rotular indivíduos, grupos, segmentos sociais, ideologias. Rótulos são formados por marcas. Estas, por sua vez, são a definição do produto, formado pelo destaque dele. Em geral, opta-se por escolher o diferencial como argumento para vender um produto. Interessante é que quando se trata de julgar ou reconhecer um grupo, é muito comum utilizar a marca ou diferencial deste como verdade absoluta, na maioria das vezes distorcida ou mal compreendida, às vezes como qualidade admirada e outras de modo pejorativo.

4 Objetivo Identificar se existe um estereótipo entre os alunos dos outros cursos de Ensino Superior do Unasp sobre os alunos de Publicidade e Propaganda e definir os reais perfis dos alunos. Isso permitirá que seja criada uma identidade para o curso e fortalecerá a sua imagem, além de esclarecer os tabus pré-determinados.

5 Problemática Os alunos de outros cursos identificam os alunos de Publicidade e Propaganda por um perfil baseado em suas experiências e observações com indivíduos ou eventos. Os alunos do curso costumam discordar de boa parte do que é dito sobre eles. Há, de fato, um perfil traçado e pré- determinado sobre os alunos de Publicidade e Propaganda? Se houver, qual é esse perfil?

6 Público Alvo HM ABC 18/25 anos Alunos do Unasp-ec (área de humanas, em sua maioria, do curso de Direito [rápidos em julgar, observadores e pouco dispostas a ceder sua opinião]; Teologia [julgamentos estabelecidos superficialmente e perfil mais tradicional]; Música e História [cursos teóricos e de pouca observação individual]).

7 Grupo de foco 2 grupos de foco: 1. Alunos de diversos cursos do Unasp 2. Alunos do curso de Publicidade e Propaganda

8 Metodologia Grupo 1: - 5 integrantes de cursos diversos; - 10 perguntas, algumas elaboradas para analisar a relação que eles tem com o curso de Publicidade e outras que os colocavam em situações para analisar suas reações. Grupo 2: - 3 integrantes do curso de PP; - 10 perguntas, algumas para analisar como eles se viam no curso escolhido e outras trazendo as mesmas situações retratadas no grupo 1.

9 Análise do comportamento – Grupo 1 Intimidação pela câmera; Falta de informação sobre o curso, suas funções ou argumentos sobre suas opiniões; Um dos elementos demonstrou total indisposição a mudar de opinião sobre suas crenças a respeito dos alunos de PP; Apesar do desconforto, falaram com sinceridade, sem se preocupar com o impacto que a resposta causaria.

10 Análise das respostas Afinidade com as estudantes de PP, porém rejeitam a opção do curso por terem uma barreira com o estereótipo do curso ou por não se identificar com ele; Admiração pelas habilidades criativas; Restringem a área de atuação do publicitário apenas à criação, fotografia, edição de vídeo; Consideram o curso fácil, apesar de reconhecerem sua importância para o mercado (inserir as novidades no mercado); Acreditam que a imagem e o cartão de visita do profissional, portanto o publicitário deve, sim, ser identificado pelo seu estilo.

11 "eles são essenciais para o mercado e para o andamento da sociedade que a gente vive, mas apenas os acho legal, não seria um deles Daniel Moreno

12 Análise do comportamento – grupo 2 Aqueles que estavam seguros dos motivos pelos quais escolheram o curso, respondiam às perguntas assertivamente, enquanto aqueles que não tinham uma razão definida para a escolha estavam inseguros para responder, demonstrando desconforto ao confrontar a situação que deixaria claro sua falta de segurança. Alguns falaram sobre sua personalidade de maneira duvidosa; Ao serem colocados nas situações apresentadas, alguns optaram por responder a resposta profissionalmente certa em detrimento ás suas vontades.

13 Análise das respostas Acabaram por fazer uso dos mesmos clichês – criatividade, ousadia, chamar atenção; Ressaltaram que há outras áreas menos reconhecidas pelas pessoas e que os preconceitos (preguiça, ócio, facilidades e conveniências) não são reais. Sentiram prazer em falar sobre seu curso e defendê-lo. Atentando-se para as respostas sobre as situações, nota-se que elas são muito semelhantes aos alunos de outros cursos, porém são cercadas da mesma dúvida sobre a tomada da atitude.

14 Pesquisa de profundidade - 6 alunos de cursos diversos - 6 alunos de Publicidade e Propaganda

15 Metodologia Os entrevistados foram abordados surpreendidamente, sem conhecimento prévio do tema, para que respondessem mais espontaneamente, sem procurar a resposta certa. Na primeira questão, foi pedido que eles descrevessem um publicitário (ou eles mesmos, no caso dos alunos do curso) como um quadro. Depois, foram abordadas questões sobre a personalidade do publicitário ser revelada através de seu estilo – aparência, atitudes e forma de falar.

16 A descrição dos alunos diversos A maioria deles descreveu um quadro abstrato, de cores fortes, formas indefinidas,chamativo e ousado, não sendo colocado, porém, como um fator negativo. Ao invés disso, associaram essa desordem com o caos criativo necessário na profissão e com a habilidade de se expressar. Um dos entrevistados descreveu um desenho simplista e infantil, alegando que os alunos de publicidade costumam não ter conteúdo, gostar muito de curtir e pouco de estudar, escapam de eventuais dificuldades.

17 Penso que seria muito bagunçado, muitas cores, tudo misturado Jessica Rossi Um quadro com diversas cores, sem formas definidas Jessica Frontella Pessoas informadas, que lidam com um publico exigente Lucas Alves

18 Os alunos de PP se descrevem... Alguns optaram por se retratar como um quadro abstrato. Contudo, diferente do que se viu com os alunos de outros cursos, a abstração, caos, ousadia, força das cores e formas estava rodeada de certa negatividade, parecendo estar acompanhada de uma falta de autoconhecimento e segurança. Alguns fizeram referência a um artista específico para se retratar, demonstrando conhecimento de arte e capacidade de encontrar seu conceito e aplicá-lo também ao seu próprio conhecimento. Um número pequeno preferiu se retratar como uma paisagem bem definida, explicando que possuía uma personalidade bem organizada e com medo de se arriscar.

19 Conclusão

20 Perfil traçado - estereótipo Extremamente criativos; Grande capacidade de comunicação; Bom domínio das tecnologias e das novidades; Procuram se vestir bem e estar na moda; Tendem a ser ociosos e a buscar coisas fáceis; Ousados, gostam de chamar atenção, costumam se diferenciar dos outros alunos pelo seu estilo (naturalmente ou propositalmente). Os alunos de Publicidade parecem ter mais facilidade de lidar com as novidades na tecnologia Victor Herodek

21 Perfis identificados Pré-profissionais: tiveram contato com alguma área da profissão antes de entrar na faculdade. Imersos: sentem-se encantados com o brilho da publicidade, sentem prazer ao dizer que cursam Publicidade e Propaganda. Encontrados: se identificaram com o curso como um todo, conseguiram definir as áreas de preferência e procuram traçar o caminho para alcançar seu objetivo. Perdidos: não sabem ao certo porque escolheram o curso, ainda tentam descobrir sua afinidade ou habilidade em alguma área, porém se agradam com o curso. Desconfortáveis: não sabem porque escolheram o curso, ou se decepcionaram, portanto não se agradam dele.


Carregar ppt "Ellen Ferraz Ingrid Lacerda Larissa Arruda Estereótipos de Publicidade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google