A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

I Congreso Latinoamericano de Educación Financiera FELABAN

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "I Congreso Latinoamericano de Educación Financiera FELABAN"— Transcrição da apresentação:

1 I Congreso Latinoamericano de Educación Financiera FELABAN
Educação e Cultura Financeira, Desejos do Consumidor e Consumo Consciente OPÇÃO DE CAPA/SUBCAPA The Saturday Evening Post, 15 August 1959 (The american dream) Fonte:

2 O QUE É CONSUMO? como comprar porque comprar como usar de quem comprar
“Conjunto de processos socioculturais nos quais se realizam a apropriação e os usos dos produtos.” (CANCLINI apud MANCEBO, 2002, p. 327) Consumir implica em um processo de seis etapas que, normalmente, realizamos de modo automático e, mais ainda, muitas vezes impulsivo. (INSTITUTO AKATU) porque comprar o que comprar como comprar de quem comprar como usar como descartar O consumo, segundo Canclini citado por Mancebo (2002) pode ser definido como o conjunto de processos socioculturais nos quais se realizam a apropriação e os usos dos produtos. (CANCLINI apud MANCEBO, 2002, p. 327) para atender as necessidades de sobrevivência humana. Contudo, a atividade de consumir passou a ser o ponto central da existência [...] quando nossa capacidade de 'querer', 'desejar', 'ansiar por' e particularmente de experimentar tais emoções repetidas vezes de fato passou a sustentar a economia do convívio humano. (BAUMAN, 2008, p. 38-9). É a partir dessa capacidade experimentada repetidas vezes que o consumo adquiriu o status de consumismo. Dessa forma, compreendemos que o consumo diz respeito ao indivíduo, enquanto o consumismo é um atributo da sociedade. Pense rápido: o que é consumo? A palavra é bem conhecida de todos e, seguramente, tem algum significado para você. Consumir implica em um processo de seis etapas que, normalmente, realizamos de modo automático e, mais ainda, muitas vezes impulsivo. O mais comum é as pessoas associarem consumo a compras, o que está correto, mas incompleto, pois não engloba todo o sentido do verbo. A compra é apenas uma etapa do consumo. Antes dela, temos que decidir o que consumir, por que consumir, como consumir e de quem consumir. Depois de refletir a respeito desses pontos é que partimos para a compra. E após a compra, existe o uso e o descarte do que foi adquirido. CONSUMO CONSCIENTE: Impactos do consumo: social,ambiental,econômico,individual consumidor consciente aquele que busca o equilíbrio entre sua satisfação pessoal e o impacto do seu consumo na preservação do meio ambiente e no bem-estar social.  O consumidor consciente busca o equilíbrio entre a sua satisfação pessoal e a  sustentabilidade do planeta, lembrando que a sustentabilidade implica em um modelo ambientalmente correto, socialmente justo e economicamente viável. É consumir diferente: tendo no consumo um instrumento de bem estar e não fim em si mesmo./ É consumir solidariamente: buscando os impactos positivos do consumo para o bem estar da sociedade e do meio ambiente. / É consumir sustentavelmente: deixando um mundo melhor para as próximas gerações.

3 Necessidades X Desejos
CONSUMO Necessidades X Desejos A diferença entre uma necessidade e um desejo é que o surgimento da necessidade é guiado pelo desconforto nas condições físicas e psicológicas da pessoa enquanto que o desejo acontece quando as pessoas querem levar suas condições físicas e psicológicas além do estado de conforto mínimo. Assim, o alimento satisfaz uma necessidade, e a gastronomia satisfaz um desejo. Um bom exemplo, qualquer carro satisfaz a necessidade de transportar pessoas de um ponto a outro, ao passo que um sofisticado carro de luxo, satisfaz um desejo de obter a excitação do desempenho, além de ganhar prestígio entre os semelhantes da pessoa ou projetar a auto-imagem correta para seus pares.. Somente quando as necessidades são satisfeitas é que emergem os desejos. Consumo= indivíduo Consumismo = atributo da sociedade. O consumo, segundo Canclini citado por Mancebo (2002) pode ser definido como o conjunto de processos socioculturais nos quais se realizam a apropriação e os usos dos produtos. (CANCLINI apud MANCEBO, 2002, p. 327) para atender as necessidades de sobrevivência humana. Contudo, a atividade de consumir passou a ser o ponto central da existência [...] quando nossa capacidade de 'querer', 'desejar', 'ansiar por' e particularmente de experimentar tais emoções repetidas vezes de fato passou a sustentar a economia do convívio humano. (BAUMAN, 2008, p. 38-9). É a partir dessa capacidade experimentada repetidas vezes que o consumo adquiriu o status de consumismo. Dessa forma, compreendemos que o consumo diz respeito ao indivíduo, enquanto o consumismo é um atributo da sociedade.

4 DESEJOS DO CONSUMIDOR EU ETIQUETA Em minha calça está grudado um nome Que não é meu de batismo ou de cartório Um nome... estranho. Meu blusão traz lembrete de bebida Que jamais pus na boca, nessa vida, Em minha camiseta, a marca de cigarro Que não fumo, até hoje não fumei. Minhas meias falam de produtos Que nunca experimentei ... (Carlos Drummond de Andrade) Fonte da foto: Instituto Akatu

5 BRASIL EM FOCO Estabilidade Econômica (16 anos)
Aumento da classe média – Aumento de 30% no consumo em 2010 (fonte:IPC e IBGE). Bancarização – Em 10 anos a população bancarizada aumentou 100%. (fonte: Febraban) Crescimento do Crédito – volume do crédito pessoa física subiu de 3,7% para 15% do PIB em 10 anos . Dívidas já comprometem quase 35% da renda do brasileiro, diz BC (Folha.com - 26/06/2009) Renda de 85% das famílias brasileiras não chega ao fim do mês (Administradores.com) Especialista do banco: Hugo Penteado (da área de Asset e estudioso deste tema) Sobre superendividamento – avaliar se deve ou não mencionar o ante projeto de Lei Aumento da classe média: Expectativa de incorporar até 36 milhões de pessoas a mais. Somados aos 32 milhões incorporados antes da crise, equivale a população da França. Aumento da classe média: Após o boom de consumo da classe C, o Brasil vive uma forte expansão das compras da classe B, que apresentou crescimento de 30% entre 2009 e Os dados são de um estudo da consultoria IPC Marketing, feita a partir de dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). IBGE: expectativa de vida no Brasil chega aos 72,8 anos (Estadão - 01/12/2009)

6 Dívida é sinônimo de contas atrasadas, prazos vencidos
ALGUNS RISCOS NESTE CENÁRIO A renda das famílias e o acesso ao crédito se expandiram em ritmo mais rápido do que a consciência das pessoas para lidar com isso. O Consumo é sinônimo de inclusão social para a classe média brasileira. Vivenciam principalmente o dia de hoje, sem Planejamento para garantir o amanhã. Descompasso na compreensão e entendimento de alguns produtos e conceitos financeiros. Alguns públicos são considerados mais vulneráveis: idosos e jovens. Os desejos dos consumidores de hoje têm várias facetas A ansiedade pelo consumo pode levar o consumidor a não se atentar sobre seus direitos ao CDC. Dívida é sinônimo de contas atrasadas, prazos vencidos “Quem está endividado, está com contas atrasadas, mas está tentando pagar. Já o inadimplente é aquele que desistiu de pagar a dívida.” A renda das famílias e o acesso ao crédito se expandiram em ritmo mais rápido do que a consciência das pessoas para lidar com isso. Descompasso na compreensão e entendimento de alguns produtos e conceitos financeiros: o crédito é percebido de forma diferente de acordo com o grau de endividamento – como vilão ou como propulsor de sonhos; prestações a pagar não são encaradas como dívida. - Vivenciam principalmente o dia de hoje, sem Planejamento para garantir o amanhã – imprevistos como desemprego, doença, até mesmo pequenos problemas domésticos se tornam os grandes vilões do endividamento (passivo). Vivemos uma importante mudança cultural e o consumo tem grande foco neste movimento (ex: visitas à Loja da Apple x visitas à Estátua da Liberdade) Os desejos dos consumidores de hoje têm várias facetas: hora faço academia e estou de dieta, hora me dou o direito de devorar uma caixa de chocolates A ansiedade pelo “consumo” pode levar a alguns desrespeitos ao CDC: na pressa de adquirir alguns bens o consumidor tem foco apenas na aquisição e nem sempre na forma e meios que estão sendo utilizados para conquistá-lo (ex: Buscapé – alto índice de pessoas que contratam pelo maior número de parcelas); Alguns públicos são considerados mais vulneráveis: idosos e jovens; “NY vem em primeiro lugar, sendo a cidade mais fotografada no globo. Mas o mais curioso para nós é que, de todos os pontos de NYC, a Apple Retail Store da Fifth Avenue (no meio de Manhattan) é o quinto lugar mais popular de toda a megalópole, mesmo diante de todos os seus marcos turísticos e históricos, como a Estátua da Liberdade, o Empire State Building, o Central Park, entre outros. É, a Apple é tendência até mesmo em arquitetura. A localização que os caras conseguiram pra loja também é simplesmente sensacional. (projeto — da Universidade de Cornell, em Ithaca (no estado de Nova York, Estados Unidos) —, liderada por David Crandall, já analisou mais de 35 milhões de imagens enviadas para o Flickr, todas taggeadas com as coordenadas exatas do lugar onde foram registradas.) Leia mais: Apple Retail Store da Fifth Avenue é hoje o quinto lugar mais fotografado de Nova York | MacMagazine Vivemos uma importante mudança cultural  consumo em foco

7 Alguns Riscos neste cenário
Globalização da sociedade série de facilidades para os consumidores maior oferta de produtos/ serviços e acesso direto a compras facilidade de crédito. Na maioria das vezes, o consumidor começa com os empréstimos para cumprir responsabilidades, mas as compras compulsivas, a falta de controle sobre a relação renda e gastos também são fatores que levam a esta situação. Espiral A situação aperta quando existem situações como: Imprevistos Desemprego Perda da renda Gastos inesperados Presentes Lazer Desejo Consumo Fonte: Data Popular, Pesquisa Febraban A renda das famílias e o acesso ao crédito se expandiram em ritmo mais rápido do que a consciência das pessoas para lidar com isso. Descompasso na compreensão e entendimento de alguns produtos e conceitos financeiros: o crédito é percebido de forma diferente de acordo com o grau de endividamento – como vilão ou como propulsor de sonhos; prestações a pagar não são encaradas como dívida. - Vivenciam principalmente o dia de hoje, sem Planejamento para garantir o amanhã – imprevistos como desemprego, doença, até mesmo pequenos problemas domésticos se tornam os grandes vilões do endividamento (passivo). Vivemos uma importante mudança cultural e o consumo tem grande foco neste movimento (ex: visitas à Loja da Apple x visitas à Estátua da Liberdade) Os desejos dos consumidores de hoje têm várias facetas: hora faço academia e estou de dieta, hora me dou o direito de devorar uma caixa de chocolates A ansiedade pelo “consumo” pode levar a alguns desrespeitos ao CDC: na pressa de adquirir alguns bens o consumidor tem foco apenas na aquisição e nem sempre na forma e meios que estão sendo utilizados para conquistá-lo (ex: Buscapé – alto índice de pessoas que contratam pelo maior número de parcelas); Alguns públicos são considerados mais vulneráveis: idosos e jovens;

8 O Consumo é sinônimo de inclusão social para a classe média brasileira
Desejos e comportamentos do Consumidor O Consumo é sinônimo de inclusão social para a classe média brasileira Comprar um tênis de marca e um aparelho celular de última geração significa ser aceito socialmente. É importante compreender a diferença de valores desta classe TV de LCD pode parecer um excesso ? Mas qual é seu real significado? Para a baixa renda é um investimento no bem estar familiar:lazer dentro de casa = filhos fora da rua ambiente propício para família e amigos = menos gastos em passeios externos Comprar um tênis de marca e um aparelho celular de última geração significa ser aceito socialmente. Principalmente para os jovens que tiveram uma infância de privações, entraram cedo no mercado de trabalho e são responsáveis por uma parte importante do orçamento financeiro familiar. ...Mas estamos lidando com um público constantemente alvo do discurso moral acusatório da elite:Se compra produto pirata, não possui noção de propriedade intelectual; Se investe todo o seu salário em um produto de marca original, é uma pessoa alienada e fútil que gasta todo o dinheiro que possuí em um único objeto; Se não gasta todo o salário e compra o produto desejado em diversas prestações mensais, é ignorante, pois não consegue poupar e comprar à vista, submetendo-se a uma compra com juros abusivos. TV de LCD pode parecer um excesso ? Mas qual é seu real significado? Para a baixa renda é um investimento no bem estar familiar:lazer dentro de casa = filhos fora da rua ambiente propício para família e amigos = menos gastos em passeios externos Fonte: Data Popular, Pesquisa Febraban

9 Consumo consciente do dinheiro e do crédito
O crédito é o percebido de forma diferente de acordo com o grau de endividamento “Sem parcela a maioria das pessoas não compraria!” “Depende do caso, da necessidade vale a pena comprar e parcelar, porque você usufrui do bem na hora...” “Quem te dá crédito quer mais que você entre na bola de neve e se enforque!” “O cartão de crédito é o vilão!” Prestações a pagar não são encaradas como dívida pela classe média Dívida é sinônimo de contas atrasadas, prazos vencidos “Quem está endividado, está com contas atrasadas, mas está tentando pagar. Já o inadimplente é aquele que desistiu de pagar a dívida.” Além disso, as pessoas não se consideram responsáveis pela sua inadimplência. Para quem sabe conduzir bem os parcelamentos, o crédito possibilita atingir determinadas metas, antes mais difíceis de serem alcançadas Os que já perderam o controle dos parcelamentos o enxergam como uma grande armadilha, o que leva a atitudes extremas, como quebrar os cartões de crédito São fatores externos ou as fatalidades que causam o descontrole financeiro das pessoas e não a forma como administram seu orçamento.

10 EDUCAÇÃO FINANCEIRA “Prevenir não é o bastante, mas reduzir ou eliminar ao máximo os riscos potenciais do superendividamento é o problema do século XXI.” Maria da Glória Villaça Borin “O desafio para os consumidores, o Estado e para os agentes financeiros é entender este ambiente e aprender a lidar com todos estes componentes para gerenciar adequadamente as equações de endividamento e formação de poupança.” Planejamento Financeiro Familiar Valor do hoje x Valor do amanhã

11 EDUCAÇÃO FINANCEIRA “O desafio para os consumidores, o Estado e para os agentes financeiros é entender este ambiente e aprender a lidar com todos estes componentes para gerenciar adequadamente as equações de endividamento e formação de poupança.” Maria da Glória Villaça Borin: Promotora de Justiça

12 PAPEL DOS BANCOS NESTE CENÁRIO
Os bancos participam ativamente para a ampliação de crédito visando impulsionar o desenvolvimento, ao mesmo tempo, não têm interesse em fomentar o não pagamento. Desafios para o sistema financeiro e algumas iniciativas que já existem: Utilizar a Publicidade como meio de informação e conscientização. Informações transparentes ao público, se antecipando e esclarecendo dúvidas sobre: tarifas, juros, linhas de financiamento, etc. Orientações amplas nas agências, call centers, internet e caixas automáticos, sobre orçamento doméstico, modalidades de crédito e como utilizá-las corretamente, e um glossário com os termos técnicos mais utilizados. Desafios para o sistema financeiro e algumas iniciativas que já existem (trazer algumas manchetes – jornais): Utilizar a Publicidade como meio de informação e conscientização. Informações transparentes ao público, se antecipando e esclarecendo dúvidas sobre: tarifas, juros, linhas de financiamento,... Orientações amplas nas agências, call centers, internet e caixas automáticos, sobre orçamento doméstico, modalidades de crédito e como utilizá-las corretamente, e um glossário com os termos técnicos mais utilizados. -Iniciativas do Santander: Programa para Universitários, “Brincando na Rede”, Treinamentos e workshops para orientação dos funcionários (ex: Diálogo Aberto, Palestra Akatu), Cartilhas de Orientação Financeira, Programas de Qualidade para desenvolver gerentes com papel de consultores e não com foco exclusivo em vendas. Aumento do relacionamento e melhoria contínua por meio dos SACs e Ouvidorias. FEBRABAN – STAR (transparência e alinhamento nos valores de tarifas), MEU BOLSO EM DIA (orientação financeira), filme Compras a prazo x compras e vista (http://www.meubolsoemdia.com.br/cc_compras_a_prazo_ou_a_vista.aspx), Pesquisa Data Popular para entendimento do consumo da classe C, fóruns e encontros com DPDC (ex: fórum sobre Superendividamento). Aumento do relacionamento e melhoria contínua por meio das Ouvidorias e FEBRABAN.

13 INICIATIVAS SANTANDER
Portal de Investimentos Brincando na Rede Crédito Certo Cartilha Crédito Consciente Programas para universitários

14 EDUCAÇÃO FINANCEIRA PROTAGONISMO X TUTELA
...papel e responsabilidade de todos. PROTAGONISMO X TUTELA “O objetivo da sociedade deve sempre ser o de educar, garantir a veracidade das informações e deixar que cada um exerça o seu livre arbítrio. Educar, sim, mas sem jamais nos apoiarmos na tutela. Não é apenas criar um mundo melhor para nossos filhos, mas criar filhos melhores para o próximo mundo.” Fabio Barbosa “A educação sozinha não faz mudanças, mas nenhuma grande mudança se faz sem educação”. (Bernardo Toro - educador colombiano)

15 Serviço de Apoio ao Consumidor- SAC e Ouvidoria
Obrigado! Marcelo Linardi Serviço de Apoio ao Consumidor- SAC e Ouvidoria


Carregar ppt "I Congreso Latinoamericano de Educación Financiera FELABAN"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google