A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA TRF - SMED CENINTER – Gestão de Sistemas Produtivos Industriais - Administração da Produção.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA TRF - SMED CENINTER – Gestão de Sistemas Produtivos Industriais - Administração da Produção."— Transcrição da apresentação:

1 TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA TRF - SMED CENINTER – Gestão de Sistemas Produtivos Industriais - Administração da Produção

2 TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA SMED Single Minute Exchange of Die Troca da ferramenta em um tempo em minutos de um dígito, ou seja: em menos de 10 minutos

3 TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA Tempo de Setup Setup: Tempo entre a última boa produção de um produto e a primeira boa produção de um próximo produto.

4 TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA VANTAGENS Diversificação da produção para atender a demanda. Produção de pequenos lotes. Redução dos custos de fabricação. Redução custos e áreas de estoque. Flexibilidade de produção. Lead time menor. Identificação de problemas.

5 TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA Etapas do processo de Setup 1.Parada do equipamento (início da contagem do tempo) 2.Retirada da ferramenta 3.Colocação da nova ferramenta 4.Substituição de matéria-prima 5.Alteração do processo (regulagens, desenhos, folhas de processo, dispositivos, calibradores, etc.) 6.Partida – Início de produção do novo produto 7.Avaliação – aprovação do produto 8.Regime normal de produção (fim da contagem do tempo) TEMPO IMPRODUTIVO

6 TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA Tipos de Setup SETUP INTERNO Deve ser efetuado com o equipamento PARADO. Soltar a ferramenta Retirar a ferramenta Recolocar a nova ferramenta Fixar a ferramenta

7 TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA Tipos de Setup SETUP EXTERNO Pode ser feito com o equipamento LIGADO. Buscar a ferramenta Buscar ferramentas e acessórios Buscar ou preparar materiais Limpar, lubrificar, etc.

8 TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA ESTÁGIO TEÓRICO DE IMPLANTAÇÃO 1.Setup INTERNO e EXTERNO NÃO DIFERENCIADOS. 2.Setup INTERNO e EXTERNO DIFERENCIADOS. 3.Converter SETUP INTERNO em SETUP EXTERNO. 4.Melhorar todas OPERAÇÕES ELEMENTARES.

9 TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA BENEFÍCIOS Redução do tempo setup. Eliminação dos erros de setup. Maior padronização das atividades. Maior liberdade na escolha dos operadores. Aumento do índice de utilização das das máquinas. Maior simplicidade no armazenamento das ferramentas. Aumento da segurança.

10 TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA BENEFÍCIOS Fabricar lotes menores. Reduz perda de produção Reduz tarefas improdutivas. Proporciona capacidade adicional de produção. Aumenta o faturamento. Reduz investimento em novas máquinas. Proporciona investimento em estoque baixo.

11 TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA DIFICULDADES Falta de conhecimento. Falta de método. Falta de disponibilidade de técnicos. Falta de alocação de tempo. Ataque a efeitos e não a causas. Preferir comprar novas máquinas e não melhorar as antigas.

12 TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA ATIVIDADES DE SETUP Preparação, ajustes e verificação. Fixação e remoção de partes. Centralização, medição, calibração, aferição e condições de montagem. Processamento de amostra e novas ajustagens.

13 TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA TÉCNICAS DE MELHORIA DO SETUP EXTERNO Utilização de procedimento padronizado de Setup. Utilização de Check list Verificação das condições de funcionamento dos componentes e ferramentas a serem utilizados no Setup. Armazenagem e identificação clara dos componentes. Utilização de Kits de ferramentas.

14 TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA TÉCNICAS DE MELHORIA DO SETUP EXTERNO Limpeza e lubrificação dos componentes. Preparação antecipada (pré-aquecimentos, conexões, etc.). Melhorias no transporte dos ferramentais e instrumentos utilizados. Reduzir a distância até o equipamento. Reduzir o esforço de transporte. Reduzir o esforço de encaixe (elementos padronizados).

15 TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA PROCEDIMENTO PADRÃO Eliminar os procedimentos de tentativa e erro. Não depender da memória para realizar o setup. Não depender da criatividade dos operadores. E, acima de tudo: PLANEJAR O SETUP.

16 TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA ESTUDO DE CASO Troca de Molde de Injeção. Equipamento de Movimentação

17 TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA ESTUDO DE CASO Sistema de Alimentação de matéria prima. Sistema de Sucção

18 TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA ESTUDO DE CASO Sistema de Alimentação de matéria prima. Reservatório de Matéria prima

19 TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA ESTUDO DE CASO Sistema de Fixação da Ferramenta

20 TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA ESTUDO DE CASO Sistema de Fixação da Ferramenta

21 TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA ESTUDO DE CASO Sistema de Fixação da Ferramenta

22 TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA ESTUDO DE CASO Sistema de Fixação da Ferramenta

23 TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA ESTUDO DE CASO Conexões

24 TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA ESTUDO DE CASO Conexões

25 TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA ESTUDO DE CASO Depósito de Moldes

26 TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA ESTUDO DE CASO Depósito de Moldes

27 TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA TRABALHO REALIZADO POR : EDSON Luiz Grubba e Luiz César TORRES EDSON Luiz Grubba e Luiz César TORRES


Carregar ppt "TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTA TRF - SMED CENINTER – Gestão de Sistemas Produtivos Industriais - Administração da Produção."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google