A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

AVALIAÇÃO SITUACIONAL DAS UNIDADES QUE FORMAM A ATUAL REDE DE NEUROCIRURGIA DO ESTADO DA BAHIA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "AVALIAÇÃO SITUACIONAL DAS UNIDADES QUE FORMAM A ATUAL REDE DE NEUROCIRURGIA DO ESTADO DA BAHIA."— Transcrição da apresentação:

1

2 AVALIAÇÃO SITUACIONAL DAS UNIDADES QUE FORMAM A ATUAL REDE DE NEUROCIRURGIA DO ESTADO DA BAHIA

3 Portaria SAS./MS nº. 756 de 27 de dezembro de 2005; Portaria SAS./MS nº. 756 de 27 de dezembro de 2005; Resolução CIB nº. 023 / 2008; Resolução CIB nº. 023 / 2008; Portaria SAS. / MS / nº. 144 publicada em 12 de março de 2008 Portaria SAS. / MS / nº. 144 publicada em 12 de março de BASE LEGAL

4 Responsável técnico médico com título de especialista em neurocirurgia, comprovado por certificado de Residência Médica reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), título de especialista da Associação Médica Brasileira (AMB) ou registro no cadastro de especialistas dos respectivos Conselhos Federal e Regionais de Medicina; Responsável técnico médico com título de especialista em neurocirurgia, comprovado por certificado de Residência Médica reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), título de especialista da Associação Médica Brasileira (AMB) ou registro no cadastro de especialistas dos respectivos Conselhos Federal e Regionais de Medicina; No mínimo, mais dois médicos neurocirurgiões com título de especialista, comprovado por certificado de Residência Médica reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC), título de especialista da Associação Médica Brasileira (AMB) ou registro no cadastro de especialistas dos respectivos Conselhos Federal e Regionais de Medicina; No mínimo, mais dois médicos neurocirurgiões com título de especialista, comprovado por certificado de Residência Médica reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC), título de especialista da Associação Médica Brasileira (AMB) ou registro no cadastro de especialistas dos respectivos Conselhos Federal e Regionais de Medicina; RECURSOS HUMANOS: EXIGÊNCIAS PARA HABILITAÇÃO EM NEUROCIRURGIA DE ALTA COMPLEXIDADE

5 Neurologista Clínico, médico com título de especialista em Neurologia, comprovado por certificado de Residência Médica reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC), título de especialista da Associação Médica Brasileira (AMB) ou registro no cadastro de especialistas dos respectivos Conselhos Federal e Regionais de Medicina, para atendimento diário e em regime de plantão; Neurologista Clínico, médico com título de especialista em Neurologia, comprovado por certificado de Residência Médica reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC), título de especialista da Associação Médica Brasileira (AMB) ou registro no cadastro de especialistas dos respectivos Conselhos Federal e Regionais de Medicina, para atendimento diário e em regime de plantão; Enfermeiro coordenador, com experiência mínima de um ano em serviço de neurocirurgia; Enfermeiro coordenador, com experiência mínima de um ano em serviço de neurocirurgia; RECURSOS HUMANOS: EXIGÊNCIAS PARA HABILITAÇÃO EM NEUROCIRURGIA DE ALTA COMPLEXIDADE

6 Enfermeiros, técnicos de enfermagem e auxiliares de enfermagem em quantitativo suficiente para o atendimento de enfermaria; Enfermeiros, técnicos de enfermagem e auxiliares de enfermagem em quantitativo suficiente para o atendimento de enfermaria; Clinico Geral; Clinico Geral; Cirurgião Geral. Cirurgião Geral. RECURSOS HUMANOS: EXIGÊNCIAS PARA HABILITAÇÃO EM NEUROCIRURGIA DE ALTA COMPLEXIDADE

7 Serviço Social; Serviço Social; Nutrição; Nutrição; Farmácia; Farmácia; Anatomia Patalógica; Anatomia Patalógica; Medicina Física e Reabilitação; Medicina Física e Reabilitação; Hemoterapia. Hemoterapia. OUTROS SERVIÇOS: EXIGÊNCIAS PARA HABILITAÇÃO EM NEUROCIRURGIA DE ALTA COMPLEXIDADE

8 RECURSOS DIAGNÓSTICOS E TERAPÊUTICOS: DENTRO DA ESTRUTURA HOSPITALAR: Hemoterapia; Laboratório de Análises Clínicas; Radiologia; Ultra-sonografia; Tomografia.

9 EXIGÊNCIAS PARA HABILITAÇÃO EM NEUROCIRURGIA DE ALTA COMPLEXIDADE RECURSOS DIAGNÓSTICOS E TERAPÊUTICOS: SERVIÇOS QUE PODEM SER REFERÊNCIADOS: Angiografia digital; Ressonância Magnética; Eletroencefalograma; Eletroneuromiografia; Anatomia Patológica; Serviço de Radioterapia.

10 EXIGÊNCIAS PARA HABILITAÇÃO EM NEUROCIRURGIA DE ALTA COMPLEXIDADE CENTRO CIRÚRGICO DEVIDAMENTE EQUIPADO: 01 foco cirúrgico; 01 mesa cirúrgica articulada; 01 mesa auxiliar com rodízios (40x60x90 cm); 01 gerador mono e bipolar; 01 microscópio cirúrgico; 01 suporte de crânio, tipo ferradura, três pontos (pinos); Instrumental neurocirúrgico para procedimentos de coluna e crânio;

11 EXIGÊNCIAS PARA HABILITAÇÃO EM NEUROCIRURGIA DE ALTA COMPLEXIDADE CENTRO CIRÚRGICO DEVIDAMENTE EQUIPADO: Aparelhagem para brocagem neurocirúrgia de alta rotação (DRILL); Halo para tração cervical; Instrumental neurocirúrgico para microcirurgia (brocas automáticas, saca-bocados retos e curvos, Kerringson, pinças de disco retas e curvas, afastador e distrator cervical tipo Caspar e lombar tipo Taylor, espéculos nasais e curetas para cirurgia de hipófise transesfenoidal, micro-dissectores e micro-tesouras, afastador auto-estáticos tipo Leyla, Cushing); Material de anestesia adequado, monitores, 01 capnógrafo e 01 aspirador elétrico a vácuo portátil; Intensificador de Imagem.

12 EXIGÊNCIAS PARA HABILITAÇÃO EM NEUROCIRURGIA DE ALTA COMPLEXIDADE UTI COM ITENS ESPECÍFICOS DE NEUROLOGIA E NEUROCIRURGIA : 02 bombas de infusão por leito; Oxímetro de pulso a cada leito; 01 sistema de ventilação não invasiva (BIPAP); 01 ventilador com blender para cada leito; 01 ventilador volumérico para cada dois leitos; 01 monitor de pressão não-invasivo para cada leito – com no mínimo três canais; 01 monitor para leitura pressão intracraniana; 01 capnógrafo.

13 EXIGÊNCIAS PARA HABILITAÇÃO EM NEUROCIRURGIA DE ALTA COMPLEXIDADE DA DOR E FUNCIONAL OUTROS EQUIPAMENTOS: Equipamento de Esteriotaxia; Equipamento de radiofreqüência e/ou criocoagulação; Equipamento de estimulação elétrica trans-operátória.

14 REALIZAÇÃO DE VISITAS ÀS UNIDADES QUE COMPÕEM ATUAL REDE DE NEUROCIRURGIA: Foram realizadas visitas in loco, por técnicos da SESAB/DICON, acompanhados de técnicos da área de Controle e Avaliação dos municípios que encontram-se em Gestão Plena. METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO

15 Das 21 unidades que compõem a Rede, Das 21 unidades que compõem a Rede, 02 unidades encontram-se aptas à habilitação: 02 unidades encontram-se aptas à habilitação: HUPES e Hospital Espanhol; 01 unidade da rede própria em Salvador, não possui no momento, estrutura para atendimento em neurocirurgia: 01 unidade da rede própria em Salvador, não possui no momento, estrutura para atendimento em neurocirurgia: Hospital Ernesto Simões Hospital Ernesto Simões SITUAÇÃO IDENTIFICADA NAS UNIDADES VISITADAS

16 04 Unidades informou não ter interesse na 04 Unidades informou não ter interesse na habilitação em Neurocirurgia: Hospital São Rafael, Hospital Santo Antônio, Hospital São Rafael, Hospital Santo Antônio, Hospital Calixto Midlej e Hospital Manoel Novaes. Hospital Calixto Midlej e Hospital Manoel Novaes. 14 Unidades apresentam pendências variadas. 14 Unidades apresentam pendências variadas.

17 Falta de estrutura para prestar assistência ambulatorial e de internação; Inexistência de recursos diagnósticos e terapêuticos dentro da estrutura hospitalar e ou referenciados; Insuficiência de leitos de UTI; Inexistência da equipe básica exigida. PRINCIPAIS PENDÊNCIAS:

18 Alvará Sanitário com validade vencida; Ausência de equipamentos e materiais exigidos, principalmente microscópio cirúrgico e intensificador de imagem; Inexistência de normas, rotinas e protocolos escritos. PRINCIPAIS PENDÊNCIAS:

19 CONCLUSÃO O prazo para encaminhamento da Rede Estadual à Coordenação Geral da Alta Complexidade/DAE /SAS/ MS, poderá estar comprometido, caso não ocorra com celeridade as correções das pendências identificadas; Do total de unidades previstas para compor a Rede de Neurocirurgia do Estado da Bahia, 90.5% apresentam no momento, inviabilidade de habilitação;

20 CONCLUSÃO A atual Rede de Neurocirurgia composta por 21 Unidades de Saúde, sendo 20 como Unidade de Alta Complexidade e 01 como Centro de Referência, estão distribuidas nas esferas administrativas a seguir: 09 são de Natureza Púbica Estadual; 02 Natureza Pública Municipal; 01 Natureza Pública Federal ; 09 Natureza Privada sem fins lucrativos.

21 CONCLUSÃO Apenas duas unidades encontram-se dentro dos padrões exigidos pela portaria, para habilitação. Uma delas já encontra-se no Ministério da Saúde para avaliação. Apenas duas unidades encontram-se dentro dos padrões exigidos pela portaria, para habilitação. Uma delas já encontra-se no Ministério da Saúde para avaliação. As unidades que pleiteiam a habilitação em defenitivo, deverão apresentar produção para os procedimentos os quais encontram-se habilitados temporariamente: As unidades que pleiteiam a habilitação em defenitivo, deverão apresentar produção para os procedimentos os quais encontram-se habilitados temporariamente:

22 CONCLUSÃO Necessidade de envolvimento dos Secretários Municipais de Saúde no acompanhamento das pendências identificadas, nas unidades localizadas em seus municípios; Necessidade de envolvimento dos Secretários Municipais de Saúde no acompanhamento das pendências identificadas, nas unidades localizadas em seus municípios;. Rede Própria intensificar o acompanhamento junto às Unidades do Estado.

23 ANEXO BarreirasHospital do Oeste Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Neurocirurgia – – CamaçariHospital Geral de Camaçari Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Neurocirurgia – – Ilhéus Santa Casa de Misericórdia de Ilhéus - Hospital São José Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Neurocirurgia – – IlhéusHospital Geral Luis Viana Filho Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Neurocirurgia – – Itabuna Santa Casa de Misericórdia de Itabuna - Hospital Manoel Novaes Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Neurocirurgia – – Itabuna Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Neurocirurgia – – Itabuna Santa Casa de Misericórdia de Itabuna - Hospital Calixto Midlej Filho Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Neurocirurgia – – Salvador Associação das Pioneiras Sociais - Sarah Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Neurocirurgia – – SalvadorHospital Geral Roberto Santos Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Neurocirurgia – – Salvador Hospital Santa Isabel da Santa Casa de Misericórdia da Bahia Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Neurocirurgia – – SalvadorHospital Geral do Estado Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Neurocirurgia – – Portaria nº 144

24 SalvadorHospital São Rafael Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Neurocirurgia – – Salvador Real Soc. Esp. de Benef.- Hospital Espanhol Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Neurocirurgia – – Salvador Hospital Univ. Professor Edgard Santos. Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Neurocirurgia – – SalvadorHospital Santo Antonio Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Neurocirurgia – – SalvadorHospital Ernesto Simões Filho Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Neurocirurgia – – SalvadorHospital Martagão Gesteira Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Neurocirurgia – – Feira de Santana Hospital Geral Cleriston Andrade Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Neurocirurgia – – Porto Seguro Hospital Reg. Luis Eduardo Magalhães Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Neurocirurgia – – Teixeira de Freitas Hospital Municipal de Teixeira de Freitas Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Neurocirurgia – – Vitória da Conquista Hospital Geral de Vitória da Conquista Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Neurocirurgia – – ANEXO Portaria nº 144

25 EXPLICATIVO DA CLASSIFICAÇÃO ATUAL - PT/SAS/144/ NEUROLOGIA Código/serviço Descrição do serviço Código da classificação Descrição da classificação Código de habilitação 529 Serviço de assistência de alta complexidade em neurologia 001 Trauma e Anomalia do Desenvolvimento 16.03 002 Coluna e Nervos Periféricos. 16.04 003 Tumores do Sistema Nervoso. 16.05 004 Neurocirurgia Vascular. 16.06 005 Neurocirurgia da Dor Funcional. 16.07 Centro de Referência de Neurocirurgia 006 Investigação e Cirurgia de Epilepsia. 16.08 007 Tratamento Endovascular. 16.09 008 Neurocirurgia Funcional Estereotáxica. 16.10 ANEXO

26 Portaria nº 144 Considerando a avaliação das Redes Estaduais no âmbito da Coordenação Geral de Alta Complexidade/DAE/SAS/MS, resolve: Art. 1º – Habilitar, nos respectivos Estados com Redes de Assistência ao Paciente Neurológico constituída, os estabelecimentos de saúde listados nesta Portaria. Art. 2º - Manter, até a competência novembro de 2008, as habilitações atuais, nos estados com Redes de Assistência ao Paciente Neurológico em fase de conclusão, os estabelecimentos de saúde relacionados. Parágrafo Único – Os serviços habilitados serão monitorados durante a vigência de sua habilitação. Art. 3º - As Secretarias de Estado da Saúde serão informadas sobre as pendências dos estabelecimentos ora habilitados, e serão responsáveis pela comunicação das mesmas e dos prazos estabelecidos para solução aos estabelecimentos de saúde, bem como informar à Coordenação-Geral da Alta Complexidade/DAE/SAS o cumprimento deste quesito. Art. 4º - Determinar que as Secretarias de Estado da Saúde devam encaminhar à Coordenação-Geral de Alta Complexidade/DAE/SAS/MS a sua Rede no máximo um mês antes do prazo estipulado no artigo 2º desta Portaria. Parágrafo Único - O não encaminhamento das Redes de Assistência ao Paciente Neurológico na Alta Complexidade dentro do prazo fixado para tal implicará na desabilitação dos respectivos estabelecimentos de saúde. ANEXO

27 “ VIVER EM SOCIEDADE É UM AVANÇO DO HOMEM EM SUA TRAJETÓRIA EVOLUTIVA E UMA DAS LIÇÕES DA VIDA A NOS MOSTRAR QUE NECESSITAMOS UM DOS OUTROS ”.


Carregar ppt "AVALIAÇÃO SITUACIONAL DAS UNIDADES QUE FORMAM A ATUAL REDE DE NEUROCIRURGIA DO ESTADO DA BAHIA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google