A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Dr Arthur Alexandre Pretto - Presidente Dra Dilma Tonolli Tessari - Vice Presidente Dr Raul Kochenborger Filho - Diretor de Mercado Dr Iraklis Ney Stephanou.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Dr Arthur Alexandre Pretto - Presidente Dra Dilma Tonolli Tessari - Vice Presidente Dr Raul Kochenborger Filho - Diretor de Mercado Dr Iraklis Ney Stephanou."— Transcrição da apresentação:

1 Dr Arthur Alexandre Pretto - Presidente Dra Dilma Tonolli Tessari - Vice Presidente Dr Raul Kochenborger Filho - Diretor de Mercado Dr Iraklis Ney Stephanou Filho - Coordenador Médico da Saúde Ocupacional - Palestrante

2 O SISTEMA UNIMED - BRASIL 100 mil médicos cooperados 386 cooperativas 11,7 milhões de clientes hospitais recursos credenciados

3 12 mil médicos cooperados 30 cooperativas municípios 1,2 milhão de clientes O SISTEMA UNIMED RIO GRANDE DO SUL

4 UNIMED NORDESTE - RS POPULAÇÃO ESTIMADA REGIÃO NORDESTE DO RS ,5% 17 NR. DE MUNICÍPIOS USUÁRIOS UNIMED NORDESTE RS % USUÁRIOS UNIMED NORDESTE RS NR. DE MÉDICOS COOPERADOS Área de abrangência - REGIÃO NORDESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

5 PLANOS ASSISTENCIAIS PompéiaMed Unimed Básico Unimed Executivo Unimed Master

6 SAÚDE OCUPACIONAL Com uma equipe multidisciplinar, atua nas atividades de Medicina do Trabalho em sua sede ou através de sua unidade móvel. Atua também na prevenção e reabilitação na saúde do trabalho, com serviços exclusivos na região, como o futuro Centro de Reabilitação do Trabalhador.

7 SAÚDE OCUPACIONAL SAÚDE OCUPACIONAL UNIMED NORDESTE O Departamento de Saúde Ocupacional (DSO) da UNIMED NORDESTE-RS – Sociedade Cooperativa de Serviços Médicos Ltda - é um serviço que congrega os médicos cooperados que possuem especialização em Medicina do Trabalho e foi criado para oportunizar trabalho médico aos seus cooperados, respeitadas as diretrizes estabelecidas pelo Estatuto.

8 SAÚDE OCUPACIONAL UNIMED NORDESTE VISÃO ESTRATÉGICA Ser líder e referencial em serviços de saúde ocupacional através de uma estrutura qualificada de recursos humanos, técnicos e gerencial das informações

9 SAÚDE OCUPACIONAL UNIMED NORDESTE ESTRUTURA OPERACIONAL 03 Engenheiros de Segurança 01 Técnico de Segurança 01 Enfermeira do Trabalho 01 Fisioterapeuta e ergonomista 05 Fonoaudiólogas 03 Técnicos de enfermagem 19 Assistentes de SO 01 Coordenador Médico 01 Coordenadora 04 Auditores médicos e 02 examinadores 34 Médicos do Trabalho

10 ÁREA PROTEGIDA Segurança, agilidade e rapidez no atendimento em casos de urgência, emergência e acidentes de trabalho dentro das dependências da empresa.

11 UNIAIR Transporte aeromédico (aviões e helicópteros) garantindo segurança nos translados entre hospitais em casos de urgência.

12 PROGRAMA DE BENEFÍCIOS DE MEDICAMENTOS Descontos para incentivar adesão ao tratamento, monitoramento pela compra em farmácias credenciadas.

13 SOS EMERGÊNCIA Novo serviço de urgências médicas. Ampla infra-estrutura, médicos especializados em urgência e atendimento 24 Horas. As mais equipadas ambulâncias UTI’s da região.

14 Atendimento Nacional Mais de 1000 Médicos Hospital Unimed Laboratórios Especializados Pronto-Atendimento 24 Horas Os Melhores Hospitais Convênios com Odontologia, Psicologia e Farmácia Assistência Domiciliar

15 ATENDIMENTO NACIONAL Os colaboradores da sua empresa têm a disposição serviços de qualidade em todas as Unimeds distribuídas pelo Brasil, através do Sistema Cooperativo Unimed de Intercâmbio.

16 MAIS DE 1000 MÉDICOS A maior rede de médicos cooperados da região em todas as especialidades. Garantindo a qualidade do atendimento personalizado no consultório do médico de preferência.

17 HOSPITAL UNIMED CAXIAS DO SUL Referência no Estado

18 DEFINIÇÕES GERAIS DO HOSPITAL Área total m2 Área construída m2 Investimento Cerca de R$ 40 milhões Empregos 350 funcionários diretos indiretos: terceirizações e desenvolvimento região

19 LABORATÓRIOS ESPECIALIZADOS Estrutura completa para análises clínicas em diversos serviços de laboratórios, clínicas e centros de diagnóstico da região, próprios e conveniados.

20 ASSISTÊNCIA DOMICILIAR Atendimento médico na residência do paciente evitando a internação hospitalar e a perda do vínculo familiar.

21 PRONTO-ATENDIMENTO 24 HORAS Em local moderno e equipado por profissionais qualificados. A Unimed Nordeste possui unidades de Pronto-Atendimento 24 Horas próprias nas cidades de Caxias do Sul, Bento Gonçalves e Farroupilha e serviços conveniados em hospitais atendendo todas as cidades da área de atuação.

22 MELHORES HOSPITAIS DA REGIÃO Atendimento diferenciado e de qualidade podendo optar pelo hospital de sua preferência e conveniência.

23 CONVÊNIOS Odontologia e Psicologia Atendimento para seus colaboradores com preços diferenciados, no consultório do próprio profissional conveniado. Farmácia Medicamentos e itens de perfumaria com descontos especiais na rede de farmácias conveniadas.

24 ACIDENTE DO TRABALHO

25 O que é acidente do trabalho? O acidente do trabalho é qualquer evento exclusivo produzido por agente diretamente externo, súbito e violento, causador de lesão corporal que, em si, produza como conseqüência direta à morte, a invalidez ou a incapacidade parcial ou total, temporária ou permanente, necessitando tratamento médico.

26 Acidente de Trabalho Realidade Brasileira No Brasil ainda prevalece a concepção dicotômica de que os acidentes de trabalho decorrem da prática de atos inseguros pelos trabalhadores, o que constitui dificuldade adicional à tarefa de identificar a rede de fatores causais que deram origem ao acidente investigado

27 Acidente de Trabalho Realidade Brasileira Na verdade, os acidentes de trabalho indicam que as capacidades de controle do sistema foram excedidas e que eles eram previsíveis muito tempo antes destas capacidades terem sido excedidas.

28 Acidente de Trabalho Realidade Brasileira Concepção Multicausal Empresas como sistemas sociotécnicos abertos, com finalidade de produção de bens ou serviços, em cujo interior podem ocorrer perturbações capazes de desencadear efeitos indesejáveis, dentre os quais, os acidentes de trabalho

29 Acidente de Trabalho Realidade Brasileira social (objetivos e cultura da empresa, relações pessoais e hierárquicas) Subsistemas Técnico (ambiente, máquinas, produtos) INTERAÇÕES VARIABILIDADE POSITIVAS NEGATIVAS PRODUÇÃO PERTURBAÇÕES (ATRASOS, PANES, ACIDENTES)

30 Acidente de Trabalho Realidade Brasileira Ergonomia - enfatiza a variabilidade presente nas situações reais de trabalho

31 Acidente de Trabalho Realidade Brasileira A evolução da concepção de acidentes tem como conseqüência a crescente compreensão da inutilidade de recomendações de prevenção como “prestar mais atenção”. Quando a prevenção e a segurança depende exclusivamente do desempenho do indivíduo na tarefa, exigindo grau de vigília incompatível com as capacidades humanas, configura-se a inaceitável situação de “acidente esperando para acontecer”.

32 Acidente de Trabalho Realidade Brasileira ESTATÍSTICAS Existe no Brasil um sub-registro de acidentes de trabalho, bem como registros de má qualidade, o que prejudica muito as estatísticas oficiais de acidentes de trabalho, as quais desta forma tornam-se pouco confiáveis, e não refletem a real situação do país. Estima-se que para cada acidente de trabalho notificado existam pelo menos quatro não notificados.

33 ESTATÍSTICA acidentes e doenças ocorridos no Brasil

34 ESTATÍSTICA Acidentes por estado - ano 2002

35 acidentes de trabalho por estado ocorridos nos últimos treze anos

36 acidentes de trabalho ocorridos em 2002

37 Documentação Todos os funcionários inscritos no contrato de acidente do trabalho poderão usufruir das coberturas. A documentação necessária em caso de acidente do trabalho é: carteira específica e individual de acidente do trabalho e cartão de consulta do acidentado., A empresa é a responsável pelo encaminhamento da CAT (Comunicação do Acidente do Trabalho) junto ao INSS.

38 LOCAIS DE ATENDIMENTO Nas cidades da área de abrangência geográfica da Unimed Nordeste – RS em que existir serviços próprios ou credenciados, nos prontos- socorros e prontos-atendimentos, em caso de urgência ou emergência, 24 horas por dia, mediante apresentação da CAT assinada e acompanhada de documento de identidade do beneficiário.

39 Coberturas Assistência médica por acidente do trabalho que ocorrer pelo exercício do trabalho e a serviço da empresa; Cobertura para consultas Procedimentos clínico-cirúrgicos, ambulatoriais e hospitalares; Exames laboratoriais, radiológicos, ecografias, tomografias, ressonância magnética de acordo com a tabela da AMB/92 (Associação Médica Brasileira);

40 Coberturas Atendimento hospitalar em acomodação semiprivativa; Fisioterapias, após autorização da Unimed; Materiais: órteses, próteses e materiais de síntese de procedência nacional necessários ao pronto restabelecimento do acidentado; Para atendimentos fora da área de abrangência geográfica da Unimed Nordeste – RS o atendimento será reembolsado de acordo com a tabela praticada pela Unimed na área de abrangência geográfica.

41 Carência e Co-participações Não há período de carência a ser cumprido pelo beneficiário; O porte de consulta é isento A participação nos exames é isenta.

42 Dos Serviços Não Cobertos Diagnóstico e assistência médica não decorrentes de acidente do trabalho; Reabilitação para qualquer tipo de doença, seja ela aguda ou crônica, decorrentes ou não de acidente do trabalho; Cobertura de doenças profissionais e doenças do trabalho;

43 Dos Serviços Não Cobertos Implante de membros mecânicos ou equipamentos; Medicina hiperbárica; Vídeo nas cirurgias; Remoção do beneficiário; Atendimento de qualquer espécie na área da Saúde Ocupacional.

44 O que você ganha quando escolhe o Acidente de Trabalho da UNIMED? Médicos Cooperados Mais de médicos cooperados, em diversas especialidades, garantindo a qualidade de um atendimento personalizado e seguro. Laboratórios Especializados Análises clínicas realizadas diretamente através do Laboratório próprio UNIMED ou através de uma rede de mais de 170 prestadores de serviços qualificados na região. Laboratório

45 O que você ganha quando escolhe o Acidente de Trabalho da UNIMED? UNIMED 24 HORAS Pronto-atendimento 24 horas em local moderno e equipado por profissionais qualificados. Centro Clínico Ambulatorial para realização de pequenas e médias cirurgias, evitando hospitalização. HOSPITAIS CREDENCIADOS EM TODAS AS CIDADES Atendimento diferenciado e de qualidade podendo optar pelo hospital de sua preferência ou conveniência. A Unimed Nordeste – RS oferece a maior rede de hospitais conveniados da região. PA Bento PA Caxias

46 PROJETO – UNIMED NORDESTE COBERTURA DE ACIDENTE DE TRABALHO E DOENÇA OCUPACIONAL

47 JUSTIFICATIVA Legislação Previdenciária: artigo 20 da Lei 8213 equipara acidente de trabalho à doença do trabalho e doença profissional, para fins de benefício.

48 JUSTIFICATIVA Utilização de plano assistencial para investigação e tratamento de doenças relacionadas ao trabalho, o que vem onerando de modo excessivo a cooperativa.

49 JUSTIFICATIVA Empresas muitas vezes optam por não emitir CAT para poder utilizar o plano assistencial para doenças que, se notificadas, não estariam cobertas.

50 JUSTIFICATIVA Vantagem de reunir em um só contrato um plano de assitência médica para dois tipos de infortúnio que, pela legislação, são equiparados.

51 JUSTIFICATIVA Diferencial que será utilizado como forte argumento de vendas

52 CRESCIMENTO DE VENDAS

53 SAÚDE OCUPACIONAL PROJETO NÚCLEO DE ATENDIMENTO A PACIENTES PORTADORES DE “DORT” – Doenças Osteomusculares Relacionadas aoTrabalho – NAS EMPRESAS Dr. Iraklis N. Stephanou Filho Coordenador Médico Marcia Regina Calcagnotto Coordenadora

54 INTRODUÇÃO As afecções músculoesqueléticas relacionadas com o trabalho, que no Brasil tornaram-se conhecidas como Lesões por Esforços Repetitivos (LER), representam o principal grupo de agravos a saúde, entre as doenças ocupacionais em nosso país. Tratam-se de afecções de importância crescente em vários países do mundo, com dimensões epidêmicas em diversas categorias profissionais, apresentando-se sob diferentes formas clínicas de difícil manejo por parte de equipes de saúde e de instituições previdenciárias. Por essas características geram inquietações e, por vezes questionamentos sobre os limites do papel do médico e de outros profissionais dentro da equipe de assistência.

55 PÚBLICO ALVO  Funcionários das Empresas Contratantes da Saúde Ocupacional da Unimed;  Funcionários da Unimed;  Funcionários de Consultórios de Médicos Cooperados.

56 JUSTIFICATIVA - 1 A LER/DORT causa grandes prejuízos para: Os Trabalhadores  Sentimentos de culpa, de revolta, de incapacidade física e psicológica perante a vida;  Desvalorização e o abalo do auto-conceito;  Sentimentos de desconfiança que as chefias, os colegas, a família e a sociedade;  Demonstram, aumentam a depressão;  Diminuição da capacidade funcional, temporária ou permanente, ou até sua perda.

57 JUSTIFICATIVA - 1 A LER/DORT causa grandes prejuízos para: As Empresas  Diminuição da produtividade;  Perda de mão-de-obra especializada;  Aumento dos custos com treinamento de novos funcionários;  Tentativas de readaptação aos novos postos de trabalho;  Aumento do índice de absenteísmo;  Comprometimento do resultado financeiro da organização.

58 JUSTIFICATIVA – 2  Diferencial da Unimed em relação à concorrência;  Reforçar o vínculo Unimed x Responsabilidade Social;  Reforçar a imagem de Parceria Unimed x Empresa na resolução de problemas.

59 DADOS QUANTITATIVOS Dados colhidos em 1985, no Brasil, demonstram que as despesas da companhias de saúde com cada funcionário, incluindo os custos com LER, eram de US$ 412 anualmente. Em 1995 este custo aumentou para US$ 936 e a expectativa para o ano 2000 é que se gastem US$ por funcionário (Capital Humano, 1995). Dados da Previdência Social mostram também que no Brasil se gasta mais de US$ 4 bilhões em acidentes de trabalho e doenças ocupacionais (Pereira, 1997).

60 Tabela 1: Freqüência de trabalhadores com LER/DORT e sua proporção em relação a trabalhadores com doenças ocupacionais em geral. Fonte:Anuário estatístico 2002 da Previdência Social A literatura mostra que 61,4% dos pacientes com LER desenvolvem incapacidade parcial permanente, enquanto que 38,6% apresentam incapacidade temporária (Hoefel, 1995). Nº ACIDENTES DE TRABALHO ANO N°DOENÇAS OCUPACIONAIS %%Nº LER/DORT %% ,5, ,63

61 Tabela 2: Sessões de Fisioterapia autorizadas pelo plano. PERÍODO DE APURAÇÃO QUANTIDADE DE SESSÕES DE FISIOTERAPIA VALOR GASTO PELO PLANO Nº SESSÕES USUÁRIOS EM IDADE PRODUTIVA (20-45 anos) apuração por amostragem VALOR JAN/AGO R$ , R$ ,60

62 DADOS QUALITATIVOS Quem é atingido? Pessoas jovens, em idade produtiva (20-45 anos), com mais freqüência em operadores manuais, digitadores e funcionários da indústria que realizam gestos repetitivos e com postura inadequada. O sexo também tem grande influência no aparecimento da doença. Algumas pesquisas têm mostrado que mais de 70% das mulheres examinadas são atingidas, enquanto que os homens apresentam resultados entre 24% e 29%. Fonte: Grupo médico pericial do trabalho MG – 1989

63 OBJETIVO GERAL Propor medidas eficazes para o diagnóstico, tratamento, reabilitação e prevenção dos distúrbios de LER/DORT junto às empresas.

64 OBJETIVOS ESPECÍFICOS  Eliminar ou reduzir os Fatores Orgânicos ligados à estrutura do corpo humano;  Eliminar ou reduzir os Fatores Psicológicos ligados à saúde mental;  Eliminar ou reduzir os Fatores Mecânicos e de Ambiente de Trabalho que influenciam os hábitos e posturas;

65 OBJETIVOS ESPECÍFICOS  Eliminar ou reduzir os Fatores originados pela Administração e Organização do Trabalho;  Redimensionar as Atividades Extraprofissionais;  Tratar a dor e as disfunções do membro superior;  Criar condições adequadas de volta ao trabalho.

66 AÇÕES PROGRAMADAS Há a necessidade de uma abordagem que investigue as dimensões biomecânicas, cognitivas, sensoriais e afetivas da atividade de trabalho. A adequada condução do processo de cura de um trabalhador com DORT (fala-se em processo e não apenas tratamento) implica no comprometimento de uma equipe interdisciplinar formada por:  Médicos;  Psicólogo;  Assistente social;  Fisioterapeuta;  Terapeuta ocupacional;  Ergonomista. Que insiram o processo em um contexto mais complexo que aquele proporcionado pela visão unicamente médica.

67 ESTRUTURA DO LOCAL DE ATENDIMENTO O Núcleo de Atendimento será estruturado junto ao local onde se encontra o Departamento de Saúde Ocupacional, na Rua Bento Gonçalves, 2302, em Caxias do Sul.

68 MÉTODOS DE ACOMPANHAMENTO  Relatório de Doenças Ocupacionais identificadas;  Relatório de Acompanhamento da Equipe interdisciplinar;  Relatório de uso do plano assistencial;  Pesquisa nas Empresas;  Pesquisa com Pacientes.

69 RESULTADOS ESPERADOS  Liderar e ser referencial em Serviços de Saúde Ocupacional;  Proporcionar melhoria contínua nas condições dos ambientes de trabalho, segurança e qualidade de vida dos colaboradores da Unimed e usuários;  Estabelecer um diferencial no mercado, por ser um produto que trata da reabilitação da saúde ocupacional do trabalhador;

70 RESULTADOS ESPERADOS  Estabelecer um novo paradigma na área médica, no sentido de incentivar a medicina preventiva em Saúde Ocupacional;  Redução de custos para a Cooperativa com procedimentos complexos.


Carregar ppt "Dr Arthur Alexandre Pretto - Presidente Dra Dilma Tonolli Tessari - Vice Presidente Dr Raul Kochenborger Filho - Diretor de Mercado Dr Iraklis Ney Stephanou."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google