A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Cristiane Andrade Kuroda. É definida como a cessação dos movimentos respiratórios e falência cardíaca, ocorrendo um bloqueio do sangue oxigenado para.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Cristiane Andrade Kuroda. É definida como a cessação dos movimentos respiratórios e falência cardíaca, ocorrendo um bloqueio do sangue oxigenado para."— Transcrição da apresentação:

1 Cristiane Andrade Kuroda

2 É definida como a cessação dos movimentos respiratórios e falência cardíaca, ocorrendo um bloqueio do sangue oxigenado para os tecidos e órgãos vitais. São sinais indicativos de PCR: Ausência de expansão pulmonar ou apnéia, palidez ou cianose súbita, pele fria e úmida, ausência de pulso nas grandes arteriais, pressão arterial ausente, midríase, diminuição da perfusão periférica, assistolia, bradicardia ou arritmias.

3 RCP - REANIMAÇÃO CARDIO-PULMONAR RCPC - REANIMAÇÃO CARDIO-PULMONAR CEREBRAL

4 Circulation November 2, 2010

5 A sequencia de ABC foi modificada para CAB A= Abrir as vias aéreas B= Ventilar C= Compressões D= Desfibrilação (DEA) Atual C: Compressões A: Abrir vias aéreas B: Ventilação D: Desfibrilação.

6 1° avaliação da segurança do socorrista; 2°Confirmação da inconsciência; 3°Chamar socorro caso diagnostique PCR e iniciar compressões simultaneamente. 192 SAMU- caso não consiga ligue193/191 4° Posicionar a vítima; Continuar o atendimento. OBS: Os socorristas pediátricos fornecem 5 ciclos de suporte básico de vida, antes de chamar o SAMU.

7 Neonatos: Mantido a sequência ABC: Manobras compressões - ventilações: 3:1 por 20 ciclos; Lactentes: Manobras compressões-ventilações: 30:2 na proporção comp/mim – 5 ciclos Local: Dois dedo abaixo da linha Intermamilar. Comprimir: 4 cm

8 Massagem Cardiaca

9 Crianças de 1 a 8 anos: compressões – ventilações 30:2 – 1 socorrista / 15: 2 com – 2 socorrista. 100/min. Local de compressão torácica: Metade inferior do esterno, 1 dedo acima da apêndice xifoide. 1 mão para crianças de 1 a 8 anos e duas mãos para crianças maiores de 8 anos,

10 4 cm profundidade das polegadas em neonatos Crianças maiores : 5 cm.

11 São coadjuvantes na correção da PCR, utilizados durante e após a ressuscitação em crianças. Objetivo: Corrigir hipoxemia; Aumentar a pressão de perfusão durante a compressão torácica; Estimular a contração miocárdica; Acelerar a frequência cardíaca; Corrigir a acidose metabólica.

12 Adrenalina (cloridrato de epinefrina) Ampola: 1mg/1ml (1:1000) Via de adm.: IV/IO: 0,01mg / kg (1:10 000) TOT: 0.1 mg / kg (1: 1 000) Broncodilatador, vasoconstritor, estimulante cardíaco, coadjuvante de anestésico local, anti-hemorrágico tópico. Cuidados na administração em crianças: Sempre diluir na proporção: 1 mg + 9 ml de S.F 0.9% = 10 ml da solução ou 0,1ml + 0,9 ml de S.F 0.9%. Identificar a seringa. Aplicar solução salina antes e depois da administração. Registrar doses, horários e via de administração.

13 Bicarbonato de sódio Sulfato de atropina Cloreto de calcio Cloridrato de lidocaína Amiodarona. Cuidados gerais: Infundir lentamente; Aplicar solução salina antes e depois da administração. Identificar a seringa. Registrar doses, horários e via de administração.

14 Field JM, Hazinski MF, Sayre M, et al. Part 1 Executive Summary: 2010 American Heart Association Guidelines for cardiopulmonary Resuscitation and Emergency Cardiovascular Care. Circulation 2010;122(18 Suppl 3). WONG, fundamentos de enfermagem pediátrica /{editado por} Marylin J. Hockenberry ; {coedição David Wilson}; tradução Maria Inês Correa Nascimento...[et al.].- Rio de Janeiro: Elsevier, 2011.


Carregar ppt "Cristiane Andrade Kuroda. É definida como a cessação dos movimentos respiratórios e falência cardíaca, ocorrendo um bloqueio do sangue oxigenado para."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google