A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

2º ENCONTRO INTERNACIONAL DE GRUPOS DE PESQUISA: CONVERGÊNCIAS ENTRE ARTE CIÊNCIA E TECNOLOGIA & REALIDADES MISTAS Apresentação Juvenal Lopes Filho Graduando.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "2º ENCONTRO INTERNACIONAL DE GRUPOS DE PESQUISA: CONVERGÊNCIAS ENTRE ARTE CIÊNCIA E TECNOLOGIA & REALIDADES MISTAS Apresentação Juvenal Lopes Filho Graduando."— Transcrição da apresentação:

1 2º ENCONTRO INTERNACIONAL DE GRUPOS DE PESQUISA: CONVERGÊNCIAS ENTRE ARTE CIÊNCIA E TECNOLOGIA & REALIDADES MISTAS Apresentação Juvenal Lopes Filho Graduando em Artes Plásticas pela ECA – USP Bolsista de Iniciação Científica pelo Cnpq Linhas de pesquisa:  Arte Ciência e Tecnologia

2 2º ENCONTRO INTERNACIONAL DE GRUPOS DE PESQUISA: CONVERGÊNCIAS ENTRE ARTE CIÊNCIA E TECNOLOGIA & REALIDADES MISTAS - Realidades Mistas - Da realidade tangível (extramentis) à realidade ontológica (intramentis) Dos ambientes de realidade virtual aos de realidades mistas e aumentadas; das mobilidades cíbridas à computação ubíqua; das representações às simulações e emulações, podemos encontrar um amplo espectro de manifestações, que desafiam e redirecionam o termo ‘realidade’. O presente trabalho propõe uma reflexão sobre como a tecnologia interfere no modo como acessamos o ‘semioticamente real’ e também relacionar teoria e prática como forma de exercício estético e crítico. Palavras-chave: “Arte e Tecnologia”, “realidades mistas”, “realidade aumentada”.

3 2º ENCONTRO INTERNACIONAL DE GRUPOS DE PESQUISA: CONVERGÊNCIAS ENTRE ARTE CIÊNCIA E TECNOLOGIA & REALIDADES MISTAS Justificativa Há uma relação entre arte e ciência que vem se apresentando cada vez mais em trabalhos artísticos, e que não conta ainda com produção interpretativa sistemática, principalmente por não possuir uma tradição na arte capaz de arcar com este viés.

4 2º ENCONTRO INTERNACIONAL DE GRUPOS DE PESQUISA: CONVERGÊNCIAS ENTRE ARTE CIÊNCIA E TECNOLOGIA & REALIDADES MISTAS Objetivos I. Abordar os aspectos teóricos e conceituais dos processos interativos de imagens pertencentes a realidades de diferentes naturezas (chamaremos Mistas); II. Promover um cruzamento entre uma produção teórica e artística, possibilitando que novos trabalhos de criação sejam desenvolvidos; III. Reunir pesquisas sobre realidades mistas (mixed reality) realizadas atualmente nas áreas de artes, comunicação e computação; IV. Produzir fontes primárias de pesquisa (entrevistas e tomadas de depoimentos de artistas e agentes ligados ao meio artístico e cultural, cuja trajetória se demonstre relevante ao estudo da arte e tecnologia e que justifique questões sobre Realidades Mistas).

5 2º ENCONTRO INTERNACIONAL DE GRUPOS DE PESQUISA: CONVERGÊNCIAS ENTRE ARTE CIÊNCIA E TECNOLOGIA & REALIDADES MISTAS Metodologia I. Fazer inicialmente um levantamento da bibliografia já existente sobre o assunto; II. Localizar e identificar trabalhos de arte referentes ao tema, para futura catalogação e analise;

6 2º ENCONTRO INTERNACIONAL DE GRUPOS DE PESQUISA: CONVERGÊNCIAS ENTRE ARTE CIÊNCIA E TECNOLOGIA & REALIDADES MISTAS Percurso do objeto de pesquisa 1. Definição de Realidades Mistas O termo Realidades Mistas, comumente chamado de Realidade Aumentada, sugere interpretações diversas, possui problemas de tradução e também diferentes definições. Para melhor definir o objeto de estudo, cunhou-se uma nova definição a partir dos preceitos apresentados por: Paul Milgran (Reality-Virtuality Continuum, realidade, imersão e contato); Azuma (interação em tempo real e alinhamento tridimensional); Tori e Kirner (síntese dos conceitos de Milgran e Azuma de um ponto de vista tecnológico).

7 2º ENCONTRO INTERNACIONAL DE GRUPOS DE PESQUISA: CONVERGÊNCIAS ENTRE ARTE CIÊNCIA E TECNOLOGIA & REALIDADES MISTAS Percurso do objeto de pesquisa 1. Definição de Realidades Mistas Realidades Mistas são aquelas em que objetos reais e virtuais apresentam-se imiscuídos e igualmente ajustados ao ambiente predominante (seja real ou virtual), apresentando possibilidades de interação com o usuário em tempo real, em condições diversas de imersão e contato (direto ou indireto).

8 2º ENCONTRO INTERNACIONAL DE GRUPOS DE PESQUISA: CONVERGÊNCIAS ENTRE ARTE CIÊNCIA E TECNOLOGIA & REALIDADES MISTAS Percurso do objeto de pesquisa 2. Listagem da bibliografia, grupos de pesquisa e trabalhos Listagem de material sobre o assunto para posterior analise (a ser realizada pelo grupo de pesquisa Realidades). Consistente de: Bibliografia geral; Grupos de pesquisa; Resumos das pesquisas apresentadas no “1º Encontro de Realidades Mistas – Realidade Aumentada, Games e Outras Imagens”; Trabalhos de arte que utilizam Realidade Aumentada.

9 2º ENCONTRO INTERNACIONAL DE GRUPOS DE PESQUISA: CONVERGÊNCIAS ENTRE ARTE CIÊNCIA E TECNOLOGIA & REALIDADES MISTAS Percurso do objeto de pesquisa 3. Entrevistas Foram realizadas entrevistas com os pesquisadores: Prof.ª Dr ª Rosangella Leotte, Prof. Dr. Milton Sogabe, Prof. Dr. Romero Tori e uma palestra com o Prof. Dr. Paulo Bernardino (esta aguardando liberação do uso de imagem), a fim de pontuar algumas das questões de interesse sobre o tema para esta pesquisa. Estas entrevista estão disponíveis em vídeo através do site do grupo de pesquisa Realidades:

10 2º ENCONTRO INTERNACIONAL DE GRUPOS DE PESQUISA: CONVERGÊNCIAS ENTRE ARTE CIÊNCIA E TECNOLOGIA & REALIDADES MISTAS Resultados Foi possível criar uma definição mais precisa do que vem a ser as Realidades Mistas, através da discussão das definições propostas por Paul Milgram, Romero Tori e Ronald T. Azuma; Listagem de diversos materiais pertinentes ao tema: Bibliografia, estudos em curso, grupos de pesquisa relacionados ao assunto e obras de arte para posterior analise pelo grupo de pesquisa Realidades; Produção de fontes primárias de pesquisa: entrevistas.

11 2º ENCONTRO INTERNACIONAL DE GRUPOS DE PESQUISA: CONVERGÊNCIAS ENTRE ARTE CIÊNCIA E TECNOLOGIA & REALIDADES MISTAS Considerações finais Cabe notar que os termos “realidades mistas” e “realidade aumentada” não se referem a um aumento em tamanho, número, complexidade ou quaisquer outras variações da realidade em si. A realidade constitui um todo ao qual experienciamos através de nossas percepções. O que podemos notar é que, estas tecnologias operam uma modificação de nossas percepções sobre as coisas tais quais elas são, de modo a alterar a forma como experimentamos a realidade. De maneira geral, constituem uma modificação das possibilidades e/ou informações do indivíduo.

12 2º ENCONTRO INTERNACIONAL DE GRUPOS DE PESQUISA: CONVERGÊNCIAS ENTRE ARTE CIÊNCIA E TECNOLOGIA & REALIDADES MISTAS Referências Bibliográficas AZUMA, R. “A Survey of Augmented Reality” in: Presence: Teleoperators and Virtual Environments, p. 355–385. FLUSSER, Vilém. Filosofia da Caixa Preta – Ensaios para uma Futura Filosofia da Fotografia, coleção Conexões, Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2002, (1ª ed. Alemã 1983). FOSTER, Hal. The Return of the Real, Londres: MIT Press, LÉVY, Pierre. O que é o virtual. São Paulo: Editora 34, MILGRAM, P. “et. al. Augmented Reality: A Class of Displays on the Reality- Virtuality Continuum.” In: Telemanipulator and Telepresence Technologies, SPIE, V.2351, TORI, Romero, KIRNER, C. Fundamentos e Tecnologia de Realidade Virtual e Aumentada. Porto Alegre : SBC, p VIEIRA, J. A. Complexidade e Conhecimento Científico, Oecologia Brasiliensis, Vol. 10, n. 1. Rio de Janeiro: PPGE/UFRJ, p


Carregar ppt "2º ENCONTRO INTERNACIONAL DE GRUPOS DE PESQUISA: CONVERGÊNCIAS ENTRE ARTE CIÊNCIA E TECNOLOGIA & REALIDADES MISTAS Apresentação Juvenal Lopes Filho Graduando."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google