A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prevenir A gravidez precoce e os Resultados Reprodutivos Adversos em adolescentes nos países em desenvolvimento.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prevenir A gravidez precoce e os Resultados Reprodutivos Adversos em adolescentes nos países em desenvolvimento."— Transcrição da apresentação:

1 Prevenir A gravidez precoce e os Resultados Reprodutivos Adversos em adolescentes nos países em desenvolvimento

2 16 milhões de adolescentes entre 15 e 19 anos se tonam mães cada ano A gravidez na adolescência é mais comum em meninas pobres e com menos estudos e aquelas que vivem em áreas rurais Apesar do progresso, a gravidez na adolescência continua aumentando em algumas regiões em desenvolvimento A simple vista OMS

3 A gravidez na adolescência e o parto se associam com maiores riscos para a saúde da mãe: As complicações da gravidez e o parto são a principal causa de morte em adolescentes mulheres entre anos em países em desenvolvimento. A gravidez na adolescência é prejudicial para a saúde dos bebês: Os bebês de mães adolescentes têm mais probabilidades de morrer, de ter baixo peso ao nascer e sofrer efeitos de doenças a longo prazo. A gravidez na adolescência reforça o círculo vicioso da pobreza e a doença: as mães adolescentes em muitos lugares abandonam ou são obrigadas a abandonarem a escola, e são menos propensas que seus parceiros para desenvolver competências vocacionais. Consequências OMS

4 Com base a: Revisão exaustiva da evidência A experiência prática dos responsáveis políticos, administradores de programas e trabalhadores de primeira linha procedentes de países de todo o mundo Desenvolvido de uma maneira sistemática e transparente Em associação com: Guttmacher Institute International Center for Research on Women FHI 360 Population Council Centro Rosarino de Estudios Perinatales (Argentina) Com o apoio financeiro de: O Fundo da População das Nações Unidas (UNFPA) A Agência de Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) A Federação Internacional de Planejamento Familiar (IPPF) Recomendaçãos da OMS para a prevenção de gravidez precoce e os resultados reprodutivos adversos nas adolescentes nos países em desenvolvimento UN

5 A gravidez precoce e os resultados reprodutivos adversos nas adolescentes estão determinados por uma rede de fatores a um micro e macro nível: Os indivíduos tomam decisões de participar em comportamentos específicos As normas familiares e comunitárias, as tradições e a circunstancias econômicas influem nestas eleições Os âmbitos normativos e regulamentários facilitam ou dificultam as opções E necessário adotar medidas em cada um destes níveis pelos setores distintos Os adolescentes também têm um papel chave a desempenhar. ONU Níveis dos Determinantes da Gravidez Precoce JOEY O’LOUGHLIN

6 RESULTADO 1 AÇÕES EM NÍVEL DE INDIVÍDUOS, FAMÍLIAS E COMUNIDADES Informar e fortalecer as meninas Manter as meninas na escola Influenciar sobre as normas culturais que respaldam o matrimônio precoce AÇÕES EM NÍVEL DE INDIVÍDUOS, FAMÍLIAS E COMUNIDADES Informar e fortalecer as meninas Manter as meninas na escola Influenciar sobre as normas culturais que respaldam o matrimônio precoce AÇÕÕES EN NÍVEL DE POLÍTICAS Proibir o matrimônio precoce AÇÕÕES EN NÍVEL DE POLÍTICAS Proibir o matrimônio precoce UNFPA Limitar o matrimônio antes dos 18 anos

7 RESULTADO 1 EVIDÊNCIA 21 estudos sem o método GRADE e relatórios de projetos e recomendações de um painel de especialistas Evidência de Afeganistão, Bangladesh, Egito, Etiópia, Índia, Quênia, Nepal, Senegal & Iêmen Intervenções incluíram comunicação dirigida aos adolescentes, membros de comunidades e outros tomadores de decisões políticas EVIDÊNCIA 21 estudos sem o método GRADE e relatórios de projetos e recomendações de um painel de especialistas Evidência de Afeganistão, Bangladesh, Egito, Etiópia, Índia, Quênia, Nepal, Senegal & Iêmen Intervenções incluíram comunicação dirigida aos adolescentes, membros de comunidades e outros tomadores de decisões políticas UNFPA Limitar o matrimônio antes dos 18 anos

8 Criação de compreensão e apoio para reduzir a gravidez antes dos 20 anos RESULTADO 2 AÇÕES EM NÍVEL DE INDIVÍDUOS, FAMILIAS E COMUNIDADES Educar aos meninos meninas sobre sexualidade Conseguir o apoio da comunidade para evitar a gravidez precoce AÇÕES EM NÍVEL DE INDIVÍDUOS, FAMILIAS E COMUNIDADES Educar aos meninos meninas sobre sexualidade Conseguir o apoio da comunidade para evitar a gravidez precoce AÇÕES EM NÍVEL DE POLÍTICAS Apoiar os programas de prevenção da gravidez em adolecentes AÇÕES EM NÍVEL DE POLÍTICAS Apoiar os programas de prevenção da gravidez em adolecentes JOEY O’LOUGHLIN

9 RESULTADO 2 EVIDÊNCIA 2 revisões sistemáticas usando o método GRADE, 3 sem o método GRADE e as conclusões de um painel de especialistas Evidência de México, Nigéria e populações de baixo nível socioeconômico em países desenvolvidos As intervenções incluíram educação sexual, esquemas de transferência de dinheiro em efetivo, educação inicial cedo e desenvolvimento juvenil, assim como desenvolvimento de habilidades para a vida. EVIDÊNCIA 2 revisões sistemáticas usando o método GRADE, 3 sem o método GRADE e as conclusões de um painel de especialistas Evidência de México, Nigéria e populações de baixo nível socioeconômico em países desenvolvidos As intervenções incluíram educação sexual, esquemas de transferência de dinheiro em efetivo, educação inicial cedo e desenvolvimento juvenil, assim como desenvolvimento de habilidades para a vida. JOEY O’LOUGHLIN Criação da compreensão e apoio para reduzir a gravides antes dos 20 anos

10 Aumentar o uso de anticoncepcional AÇÕES EM NÍVEL DE POLÍTICAS Legislar o acesso à informação e aos serviços de anticoncepção Reduzir o custo de anticonceptivos para as adolescentes (recomendação condicional) AÇÕES EM NÍVEL DE POLÍTICAS Legislar o acesso à informação e aos serviços de anticoncepção Reduzir o custo de anticonceptivos para as adolescentes (recomendação condicional) AÇÕES EM NÍVEL DE INDIFÍDUOS, FAMÍLIAS E COMUNIDADES Ensinar aos e às adolescentes sobre o uso de anticonceptivos Criar respaldo comunitário para a entrega de anticonceptivos aos e às adolescentes Possibilitar aos e às adolescentes p acesso aos serviços de anticoncepção AÇÕES EM NÍVEL DE INDIFÍDUOS, FAMÍLIAS E COMUNIDADES Ensinar aos e às adolescentes sobre o uso de anticonceptivos Criar respaldo comunitário para a entrega de anticonceptivos aos e às adolescentes Possibilitar aos e às adolescentes p acesso aos serviços de anticoncepção WHO RESULTADO 3

11 Aumentar o uso de anticoncepcional EVIDÊNCIA 7 estudos usando o método GRADE, 26 sem usar o método GRADE e as conclusões elaboradas por um painel de especialistas Evidência de Bahamas, Belize, Brasil, Cameron, Chile, China, Índia, Quênia, Madagascar, Mali, México, Nepal, Nicarágua, Ruanda, Serra Leoa, África do Sul, Tanzânia y Tailândia As intervenciones incluíram melhoras dentro do sistema de saúde e compromisso da comunidade e os interessados diretos com o aumento do uso de anticoncepcional EVIDÊNCIA 7 estudos usando o método GRADE, 26 sem usar o método GRADE e as conclusões elaboradas por um painel de especialistas Evidência de Bahamas, Belize, Brasil, Cameron, Chile, China, Índia, Quênia, Madagascar, Mali, México, Nepal, Nicarágua, Ruanda, Serra Leoa, África do Sul, Tanzânia y Tailândia As intervenciones incluíram melhoras dentro do sistema de saúde e compromisso da comunidade e os interessados diretos com o aumento do uso de anticoncepcional RESULTADO 3 WHO

12 Reduzir o sexo forçado AÇÕES EM NÍVEL DE INDIVÍDUOS, FAMÍLIAS E COMUNIDADES Capacitar meninas de resistir à coerção sexual Influir sobre las normas sociales que condonan las relaciones sexuales bajo coacción convidar os homens a questionar as normas de gênero AÇÕES EM NÍVEL DE INDIVÍDUOS, FAMÍLIAS E COMUNIDADES Capacitar meninas de resistir à coerção sexual Influir sobre las normas sociales que condonan las relaciones sexuales bajo coacción convidar os homens a questionar as normas de gênero AÇÕES EM NÍVEL DE POLÍTICAS Proibir as relaciones sexuais sob coação AÇÕES EM NÍVEL DE POLÍTICAS Proibir as relaciones sexuais sob coação RESULTADO 4 UN

13 Reduzir o sexo forçado EVIDÊNCIA 2 estudos usando o método GRADE, 6 estudos sem o método GRADE ou revisões da legislação, e as recomendações de um painel de especialistas Evidência de Botsuana, Índia, Quênia, África do Sul, Tanzânia y Zimbábue As intervenções incluíram comunicação dirigida às meninas, meninos e homens e membros da comunidade para influenciar no conhecimento, compreensão e atitudes frente ao sexo forçado EVIDÊNCIA 2 estudos usando o método GRADE, 6 estudos sem o método GRADE ou revisões da legislação, e as recomendações de um painel de especialistas Evidência de Botsuana, Índia, Quênia, África do Sul, Tanzânia y Zimbábue As intervenções incluíram comunicação dirigida às meninas, meninos e homens e membros da comunidade para influenciar no conhecimento, compreensão e atitudes frente ao sexo forçado UN RESULTADO 4

14 AÇÕES EM NÍVEL DE POLÍTICAS Habilitar o acesso a serviços de aborto seguro e pos aborto das adolescentes AÇÕES EM NÍVEL DE POLÍTICAS Habilitar o acesso a serviços de aborto seguro e pos aborto das adolescentes Reduzir os abortos inseguros AÇÕES EM NÍVEL DE INDIVÍDUOS, FAMÍLIAS E COMUNIDADES Informar as adolescentes acerca dos perigos de abortos inseguros Informar as adolescentes sobre lugares onde possam acessar os serviços de aborto seguro, onde seja legalizado Aumentar a compreensão da comunidade sobre os perigos do aborto inseguro AÇÕES EM NÍVEL DE INDIVÍDUOS, FAMÍLIAS E COMUNIDADES Informar as adolescentes acerca dos perigos de abortos inseguros Informar as adolescentes sobre lugares onde possam acessar os serviços de aborto seguro, onde seja legalizado Aumentar a compreensão da comunidade sobre os perigos do aborto inseguro AÇÕES EM NÍVEL DOS SISTEMAS DE SAÚDE Identificar e eliminar as barreiras aos serviços de aborto seguro AÇÕES EM NÍVEL DOS SISTEMAS DE SAÚDE Identificar e eliminar as barreiras aos serviços de aborto seguro UN RESULTADO 5

15 Reducir os abortos inseguros EVIDÊNCIA Não existem estudos disponíveis Um painel de especialistas baseou em sua experiência e bom critério para informar as recomendações EVIDÊNCIA Não existem estudos disponíveis Um painel de especialistas baseou em sua experiência e bom critério para informar as recomendações UN RESULTADO 5

16 Aumentar o uso de atenção qualificada na atenção pré-natal, do parto e pós- parto AÇÕES EM NÍVEL DE INDIVÍDUOS, FAMÍLIAS E COMUNIDADES Informar as adolescentes e aos membros da comunidade sobre a importância de obter atenção qualificada antes, durante e depois do parto AÇÕES EM NÍVEL DE INDIVÍDUOS, FAMÍLIAS E COMUNIDADES Informar as adolescentes e aos membros da comunidade sobre a importância de obter atenção qualificada antes, durante e depois do parto AÇÕES EM NÍVEL DE SISTEMAS DE SAÚDE Assegurar que as adolescentes, famílias, comunidades estejam bem preparadas para o parto e possíveis emergências Ser sensível e responder às necessidades das mães e futuras jovens mães AÇÕES EM NÍVEL DE SISTEMAS DE SAÚDE Assegurar que as adolescentes, famílias, comunidades estejam bem preparadas para o parto e possíveis emergências Ser sensível e responder às necessidades das mães e futuras jovens mães WHO RESULTADO 6 AÇÕES EM NÍVEL DE POLÍTICAS Ampliar o acesso à atenção qualificada antes durante e depois do parto Ampliar o acesso da atenção de emergência obstétrica básica e integral AÇÕES EM NÍVEL DE POLÍTICAS Ampliar o acesso à atenção qualificada antes durante e depois do parto Ampliar o acesso da atenção de emergência obstétrica básica e integral

17 EVIDÊNCIA 1 estudo usando O método GRADE, outro sem o método GRADE, as diretrizes existentes da OMS e as recomendações de um painel de expertos Estudos de Chile e Índia As intervenciones incluíram visitas domiciliarias a mães adolescentes e um plano de transferência de dinheiro em efetivo condicional para atender-se o parto na dependência de saúde EVIDÊNCIA 1 estudo usando O método GRADE, outro sem o método GRADE, as diretrizes existentes da OMS e as recomendações de um painel de expertos Estudos de Chile e Índia As intervenciones incluíram visitas domiciliarias a mães adolescentes e um plano de transferência de dinheiro em efetivo condicional para atender-se o parto na dependência de saúde WHO RESULTADO 6 Aumentar o uso de atenção qualificada na atenção pré-natal, do parto e pós-parto

18 “Mulheres e meninas educadas e fortalecidas podem tomar decisões sobre sua própria saúde.” — DR. MARGARET CHAN, DIRETORA-GERAL, OMS “Quando as meninas são educadas, saudáveis e podem evitar a gravidez precoce, a gravidez não desejada e o HIV, podem contribuir plenamente as batalhas contra a pobreza em suas sociedades.” — DR. BABATUNDE OSOTIMEHIN, DIRETORA EJECUTIVA, UNFPA


Carregar ppt "Prevenir A gravidez precoce e os Resultados Reprodutivos Adversos em adolescentes nos países em desenvolvimento."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google