A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Trabalho sobre Biotecnologia Sementes do poder - a história obscura da Monsanto.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Trabalho sobre Biotecnologia Sementes do poder - a história obscura da Monsanto."— Transcrição da apresentação:

1 Trabalho sobre Biotecnologia Sementes do poder - a história obscura da Monsanto

2 Só 10 companhias controlam quase um terço do mercado mundial de sementes. DuPont, Monsanto, Syngenta e Advanta, são alguns destes gigantes que estão a pôr em risco a segurança alimentar. Estas poucas companhias controlam cerca de duas terças partes do mercado global de pesticidas, a quarta parte do mercado das sementes e praticamente a totalidade do mercado de sementes manipuladas geneticamente.

3 O que é a empresa Monsanto: Criada em 1946 e implantada hoje em 46 países, é uma das maiores empresas no sector de sementes e pioneira em biotecnologia. A Monsanto produz 90% dos transgénicos plantados no mundo e é uma das empresas mais polémicas da era industrial.

4 A jornalista francesa Marie-Monique Robin, renomada jornalista com 25 anos de experiência, após três anos de investigação, lançou o livro e documentário sobre a história obscura da Monsanto e a sua ligação íntima com governos, cientistas e imprensa pelo mundo.

5 « Eu descobri, por exemplo que a regulamentação norte-americana sobre os transgénicos, publicada pela FDA em 1992, foi na verdade redigida por um ex- advogado da Monsanto, que acabou por ser recrutado como número dois da FDA. Depois, quando este terminou sua missão, voltou para a Monsanto para ocupar o cargo de vice-presidente da multinacional. É impressionante ver como esta firma tem uma capacidade incrível de infiltrar todos os poderes de decisão. (…) O mundo segundo Monsanto é um mundo onde os agricultores deixam de ter o direito de guardar as suas sementes, um mundo onde há uma polícia de genes, um mundo de delação. Nos Estados Unidos, Monsanto criou um número de telefone para que os agricultores denunciem os seus vizinhos. Não é esse mundo que eu quero, nem para mim, nem para meus filhos ». By Marie-Monique Robin

6 Na década de 80 criou uma planta de soja transgénica denominada de Soja Round-Up Ready. Como é que foi modificada a soja Roundup Ready? Foram inseridos na soja Roundup Ready da Monsanto genes de várias espécies diferentes, a fim de que a planta adquirisse resistência a um herbicida (agrotóxico glifosato). Esse agrotóxico tem a função de eliminar as ervas daninhas da lavoura da soja. Entre os genes inseridos na soja RR estão o de um vírus, o de duas bactérias e o de uma flor, além de três genes inseridos acidentalmente.

7

8 Em 2002, cientistas descobriram que um dos genes desconhecido codifica RNA, pode portanto estar a produzir proteínas desconhecidas. A soja Round-Up Ready faz então parte das plantas transgénicas resistentes a um herbicida. Esse tal herbicida, Round-Up, é igualmente e unicamente comercializado pela Monsanto.

9 Patentear sementes O agricultor que sonha com uma boa colheita sabe que pode recorrer à Monsanto. Com a ajuda da engenharia genética, a Monsanto tornou a soja altamente produtiva e resistente a pragas. Os agricultores pagam uma fortuna pelas sementes da Monsanto e são obrigados pela empresa a assinar um contrato que os impede de plantar sementes provenientes das suas colheitas. Isso quer dizer que, se quiserem repetir o sucesso da safra no ano que vem, têm de recorrer mais uma vez à companhia para conseguir um novo carregamento de sementes. E como se isso não bastasse os agricultores são obrigados a comprar o herbicida Round-Up Ready igualmente criado pela Monsanto, para tratar a soja Round-Up. Durante séculos os agricultores semearam os seus campos com sementes guardadas da última safra. Agora vêm-se às voltas com a compra de sementes, adubos e pesticidas, e entram no círculo vicioso da Monsanto.

10 Assim, a Monsanto criou uma “polìcia” de sementes e um número de telefone especial para que agricultores vizinhos se denunciem. Em 1999, a Monsanto já tinha denunciado mais de 475 agricultores sob suspeita de terem replantado as sementes.

11 Os impactos mais graves causados pelas experiencias genéticas já observados são: Em relação ao meio ambiente: - Diminuição da biodiversidade: o que pode interferir negativamente no equilíbrio ecológico e na segurança alimentar. - Aumento da utilização de herbicidas: pode levar ao desequilíbrio ecológico do solo, contaminação do solo e dos lençóis de água. De acordo com a jornalista, o uso da soja Roundup Ready, muito utilizada no Brasil e na Argentina, provocou o aumento do uso do herbicida Roundup. Na era pré-RR, a Argentina consumia 1 milhão de litros de glifosato, volume que saltou para 150 milhões em 2005.

12 - Surgimento de superpragas (resistentes a herbicidas), - Desaparecimento de espécies benéficas; - Contaminação genética (cruzamento de OGMs com plantas convencionais); Em relação á saúde humana: - Aumento de casos de alergia; - Aumento da resistência a antibióticos; além disso, as plantas transgénicas podem produzir substâncias novas e desconhecidas, tóxicas ao homem.

13 “Os resultados da utilização de transgénicos são imprevisíveis, incontroláveis e desnecessários” Greenpeace Ver o filme: ir ao Youtube e procurar por « transgénicos »

14 Nós, consumidores podemos agir: O consumo responsável é uma ferramenta poderosa para qualquer pessoa que deseja contribuir para a conservação da natureza. Ao evitar o consumo de transgénicos, estamos a evitar que sejam plantados, e assim ajudará a proteger o meio ambiente e a biodiversidade.

15 Exige Saber! Não te desculpes com a ignorância

16 Tranbalho realizado por: Amanda Schwalm Sara Galvão 12°A 2007/2008 Disciplina: Biologia Professor: Mario Correia


Carregar ppt "Trabalho sobre Biotecnologia Sementes do poder - a história obscura da Monsanto."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google