A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Alfredo Fuchs MORADIA ECOLÓGICA, VISÃO SISTÊMICA E SUSTENTABILIDADE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Alfredo Fuchs MORADIA ECOLÓGICA, VISÃO SISTÊMICA E SUSTENTABILIDADE."— Transcrição da apresentação:

1 Alfredo Fuchs MORADIA ECOLÓGICA, VISÃO SISTÊMICA E SUSTENTABILIDADE

2 Neste momento de acirramento das crises no mundo – crises de valores, econômica, política, educacional, urbana, agrária, ambiental, guerras, etc. – encaminha-se uma proposta de mudança, uma visão que abraça filosofias e iniciativas dos mais diversos assuntos e origens. Neste momento de acirramento das crises no mundo – crises de valores, econômica, política, educacional, urbana, agrária, ambiental, guerras, etc. – encaminha-se uma proposta de mudança, uma visão que abraça filosofias e iniciativas dos mais diversos assuntos e origens. Essa visão é abrangente, holística e ainda assim íntima: olhemos com mais atenção os sistemas que dirigem nosso ambiente – corporal, corporativo e, em máxima instância, o mundo. Porque este, assim como nosso corpo, é a nossa casa. Essa visão é abrangente, holística e ainda assim íntima: olhemos com mais atenção os sistemas que dirigem nosso ambiente – corporal, corporativo e, em máxima instância, o mundo. Porque este, assim como nosso corpo, é a nossa casa.

3 A visão sistêmica tem como um dos expoentes Fritjof Capra, físico austríaco e autor de livros como O ponto de mutação e A teia da vida. A visão sistêmica tem como um dos expoentes Fritjof Capra, físico austríaco e autor de livros como O ponto de mutação e A teia da vida. A visão sistêmica coloca em xeque o modelo cartesiano-newtoniano de estruturação da ciência e da sociedade atual. A visão sistêmica coloca em xeque o modelo cartesiano-newtoniano de estruturação da ciência e da sociedade atual. Exemplos: os sistemas são vistos como máquinas, engrenagens, divididas em peças que dão sentido ao todo; estruturação hierárquica dos sistemas; ser humano como dono do mundo, tornado todo o resto simples objeto dos seus interesses. Exemplos: os sistemas são vistos como máquinas, engrenagens, divididas em peças que dão sentido ao todo; estruturação hierárquica dos sistemas; ser humano como dono do mundo, tornado todo o resto simples objeto dos seus interesses.

4 O modo como vemos as doenças (desequilíbrios ambientais do nosso organismo) pode ser usado para entender os demais problemas por que passamos, inclusive os problemas ambientais planetário. O modo como vemos as doenças (desequilíbrios ambientais do nosso organismo) pode ser usado para entender os demais problemas por que passamos, inclusive os problemas ambientais planetário. No âmbito profissional, já há algum tempo, empresas no mundo todo buscam implantar a visão sistêmica nas suas estratégias. No âmbito profissional, já há algum tempo, empresas no mundo todo buscam implantar a visão sistêmica nas suas estratégias.

5 Assim, quando chega a semana do meio ambiente, pensamos em plantar uma árvore. Pense novamente. Será que plantar uma árvore por ano nos exime das outras responsabilidades para com o ambiente? Assim, quando chega a semana do meio ambiente, pensamos em plantar uma árvore. Pense novamente. Será que plantar uma árvore por ano nos exime das outras responsabilidades para com o ambiente? O pensamento sistêmico nos dá a oportunidade de questionar nossas ações e nos alerta para que a perigosa e até irresponsável expressão o problema não é meu talvez possa ser trocada por uma mais ecológica, como pense globalmente, aja localmente... O pensamento sistêmico nos dá a oportunidade de questionar nossas ações e nos alerta para que a perigosa e até irresponsável expressão o problema não é meu talvez possa ser trocada por uma mais ecológica, como pense globalmente, aja localmente...

6 Ser sustentável é pensar no futuro e na manutenção do status ambiental em função das nossas ações. Ser sustentável é pensar no futuro e na manutenção do status ambiental em função das nossas ações. Ser sustentável é reduzir a quantidade e implementar qualidade no consumo. Ser sustentável é reduzir a quantidade e implementar qualidade no consumo. Ser sustentável é compreender de forma mais ampla as relações entre os sistemas da nossa sociedade e assumir responsabilidade sobre nossas ações ambientais. Ser sustentável é compreender de forma mais ampla as relações entre os sistemas da nossa sociedade e assumir responsabilidade sobre nossas ações ambientais.

7 Ser sustentável é ser ecologicamente correto, economicamente viável, socialmente justo e culturalmente aceito (conceito do Relatório Brundtland). Ser sustentável é ser ecologicamente correto, economicamente viável, socialmente justo e culturalmente aceito (conceito do Relatório Brundtland). Ser sustentável é comprar com comedimento, analisar preço, qualidade, componentes e ciclo de vida do produto. Ser sustentável é comprar com comedimento, analisar preço, qualidade, componentes e ciclo de vida do produto. Ser sustentável é ser permacultural. Ser sustentável é ser permacultural.

8 A permacultura ou cultura permanente foi desenvolvida pelos australianos Bill Mollison e David Holmgren. Consiste, resumidamente, em planejar e desenvolver atitudes assumindo a responsabilidade por si e por seus filhos, aproveitando os meios disponíveis e a dinâmica natural e garantindo que estes meios não se esgotarão.

9 Ser permacultural é compreender o os sistemas naturais (tempo, clima, relevo, seres vivos) do seu ambiente e viver em equilíbrio com eles. Ser permacultural é compreender o os sistemas naturais (tempo, clima, relevo, seres vivos) do seu ambiente e viver em equilíbrio com eles. Ser permacultural é aproveitar métodos milenares de construção e uso da terra juntamente com o que há de mais moderno e ecológico. Exemplo: tijolos de adobe e placas solares, aproveitamento da água da chuva e lâmpadas LED. Ser permacultural é aproveitar métodos milenares de construção e uso da terra juntamente com o que há de mais moderno e ecológico. Exemplo: tijolos de adobe e placas solares, aproveitamento da água da chuva e lâmpadas LED. Ser permacultural é usar o lixo orgânico como adubo, plantas como repelentes de insetos e insetos como reguladores de pragas. Ser permacultural é usar o lixo orgânico como adubo, plantas como repelentes de insetos e insetos como reguladores de pragas.

10

11 Design: estudo do terreno, do clima e dos sistemas naturais; estudo dos materiais e das técnicas a serem empregados. Design: estudo do terreno, do clima e dos sistemas naturais; estudo dos materiais e das técnicas a serem empregados. Projetos: permacultural, arquitetônico, estrutural, luminotécnico, etc. Projetos: permacultural, arquitetônico, estrutural, luminotécnico, etc. Coleta de materiais: aproveitamento de materiais de demolição, ferro-velho, pontas de estoque, aproveitamentos, etc. Coleta de materiais: aproveitamento de materiais de demolição, ferro-velho, pontas de estoque, aproveitamentos, etc. Execução: inclusão de todos os profissionais e fornecedores no projeto, treinamentos especiais, cuidado com segurança, com economia de materiais e com os resíduos. Execução: inclusão de todos os profissionais e fornecedores no projeto, treinamentos especiais, cuidado com segurança, com economia de materiais e com os resíduos.

12 Coleta da chuva em cisternas (preferencialmente de ferrocimento), distribuição por canos de PPR ou PE, tratamento das águas: Coleta da chuva em cisternas (preferencialmente de ferrocimento), distribuição por canos de PPR ou PE, tratamento das águas: - negra: filtros anaeróbico, aeróbico, por raízes e finalmente círculo de bananeiras ou de tomateiro; - cinza: filtro aeróbico, por raízes, plantas aquáticas e lago com peixes;

13 Produção de energia: solar, eólica, biomassa. Produção de energia: solar, eólica, biomassa. Isolação térmica: posição solar, aberturas, tijolos, paredes duplas, estufa, aquecimento solar, geração de energia, árvores especiais, projeto luminotécnico, lâmpadas de baixo consumo (LED), equipamentos de baixo consumo e feitos com materiais reciclados (ACV), fios sem chumbo e PVC, disposição de fogão e lareira, etc. Isolação térmica: posição solar, aberturas, tijolos, paredes duplas, estufa, aquecimento solar, geração de energia, árvores especiais, projeto luminotécnico, lâmpadas de baixo consumo (LED), equipamentos de baixo consumo e feitos com materiais reciclados (ACV), fios sem chumbo e PVC, disposição de fogão e lareira, etc.

14

15 Horta, pomar, jardim comestível (zona 1), plantações, animais domésticos, peixes, reserva natural (RPPN). Horta, pomar, jardim comestível (zona 1), plantações, animais domésticos, peixes, reserva natural (RPPN). Evitar uso de agrotóxicos e corretores químicos do solo – produção orgânica. Evitar uso de agrotóxicos e corretores químicos do solo – produção orgânica. Área de educação e integração ambiental. Área de educação e integração ambiental. Os resíduos retornam à terra para compostagem. Os resíduos retornam à terra para compostagem.

16

17 Uma moradia sustentável, ou ecológica, é confortável, econômica, saudável e mais barata do que as construções tradicionais. Uma moradia sustentável, ou ecológica, é confortável, econômica, saudável e mais barata do que as construções tradicionais. Pode ser feita em qualquer lugar e em qualquer estilo: do simples e rústico ao sofisticado e moderno. Pode ser feita em qualquer lugar e em qualquer estilo: do simples e rústico ao sofisticado e moderno. Revela um grande prazer participar da construção e viver numa moradia viva e funcional. Revela um grande prazer participar da construção e viver numa moradia viva e funcional. É um exemplo excelente e necessário para a comunidade. É um exemplo excelente e necessário para a comunidade.


Carregar ppt "Alfredo Fuchs MORADIA ECOLÓGICA, VISÃO SISTÊMICA E SUSTENTABILIDADE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google