A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Uretra Epidídimo Testículo Escroto Vesícula Seminal Próstata Pênis Canal Deferente Escroto Pênis Orifício da Uretra.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Uretra Epidídimo Testículo Escroto Vesícula Seminal Próstata Pênis Canal Deferente Escroto Pênis Orifício da Uretra."— Transcrição da apresentação:

1

2

3 Uretra Epidídimo Testículo Escroto Vesícula Seminal Próstata Pênis Canal Deferente Escroto Pênis Orifício da Uretra

4 Vesícula Seminal Próstata Escroto Testículo Epidídimo Uretra Pênis Canal Deferente

5 TipoÓrgãosCaracterização e funções Gónodas ou Glândulas Sexuais Testículos Produzem os espermatozóides e estão situados no escroto; Vias Genitais Epidídimos Responsáveis pelo armazenamento e maturação dos espermatozóides; Canais Deferentes São muito delgados e conduzem os espermatozóides dos testículos às vesículas seminais. Uretra Canal de condução da urina e do esperma para o exterior;

6 TipoÓrgãosCaracterização e funções Glândulas Anexas Vesículas Seminais Produzem uma secreção nutritiva para a sobrevivência dos espermatozóides; Próstata Produz o líquido prostático - secreção que facilita o movimento dos espermatozóides; Juntamente com a secreção das vesículas seminais formam o esperma. Órgãos Sexuais Externos Pênis Órgão Sexual responsável pela expulsão do esperma e da urina. Escroto Espécie de bolsa cuja função é a de proteger os testículos que se encontram no seu interior;

7

8

9 Ovário Vagina Útero Trompa de Falópio

10 Ovário Útero Uretra Vagina

11 TipoÓrgãosCaracterização e Funções Gónodas ou Glândulas Sexuais Ovários São do tamanho de uma amêndoa e neles se produzem os óvulos. Vias Genitais Trompas de Falópio São ovidutos, ou seja, conduzem os óvulos ao útero. Nas Trompas de Falópio ocorre a Fecundação. Útero É do tamanho de uma pêra, oco, de paredes muito musculadas e elásticas. Tem como função o acolhimento do novo ser durante o tempo de gestação. Vagina Tem como função receber o pênis durante a penetração, onde é depositado o esperma. Permite a passagem do fluxo menstrual para o exterior e permite o nascimento.

12 TipoÓrgãosCaracterização e Funções Órgãos Sexuais Externos Vulva Orifício Genital - Conexão da vagina para o exterior por onde é libertado o fluxo menstrual e a saída da criança durante o parto; Orifício Urinário – por onde é expulsa a urina; Clitóris – proporciona à mulher prazer sexual; Lábios superiores e inferiores – protegem a vagina de infecções bacterianas e ajudam na lubrificação;

13

14 OVULAÇÃO  A ovulação ocorre quando um óvulo maduro é libertado do ovário e lançado pela trompa de Falópio, encontrando-se assim disponível para ser fertilizado. A parede do útero fica mais espessa e coberta com uma mucosa protetora para se preparar para fertilizar o óvulo. Se não existir fecundação a mucosa da parede uterina irá ser expulsa.

15 MENSTRUAÇÃO  Depois da ovulação, os hormônios transformam o endométrio ("forro" do útero) que se torna mais espesso, com muitos vasos sanguíneos. Estas transformações têm como objetivo preparar o útero para receber o ovo (óvulo fertilizado). Esta é a fase da "preparação do ninho" para o início de uma gravidez.  Se não houver uma gravidez, rompem-se e soltam-se os vasos sanguíneos do endométrio, começa a hemorragia e ocorre a menstruação. Pode durar entre 2 e 7 dias.

16 FECUNDAÇÃO  Dos cerca de 90 milhões de espermatozóides que se encontram numa ejaculação, entre 300 a 500 chegam às trompas e apenas um deles irá fecundar o óvulo. Os espermatozóides chegam ao óvulo em menos de 15 minutos.  Se durante a relação sexual um espermatozóide encontra um óvulo nas trompas de Falópio e se une a ele, produz-se a fecundação.

17 NIDAÇÃO  O ovo desloca-se ao longo da trompa de Falópio demorando entre 5 a 7 dias a atingir a parede uterina. Neste trajeto podem observar-se vários estados apresentados pelo embrião nesse período de tempo que decorre desde o estado de ovo até à implantação no endométrio – nidação.

18 EVOLUÇÃO DO OVO  O ovo ao desenvolver-se, não dá somente origem ao embrião. O endométrio fica mais espesso e origina os anexos embrionários indispensáveis para o crescimento e desenvolvimento de um novo ser ao longo dos nove meses seguintes - gravidez.  Tem a duração de cerca de 280 dias ou 40 semanas, podendo variar de mulher para mulher.

19 EVOLUÇÃO DO OVO  Ao longo da gravidez, o único ponto de contacto entre mãe e filho é a placenta, que é uma espécie de placa muito irrigada onde terminam os vasos sanguíneos do cordão umbilical. É através da placenta e do cordão umbilical que o embrião recebe nutrientes mas também liberta os seus produtos de excreção.  A protecção contra os choques e dissecação é assegurada pelo âmnio e líquido amniótico.

20 Desenvolvimento do embrião  O desenvolvimento do embrião evolui ao longo de várias fases:  durante os primeiros dois meses começa a esboçar-se a formação dos diversos órgãos.  ao fim do 2º mês o embrião mede cerca de 3 cm e só pesa algumas dezenas de gramas); 4 semanas 8 semanas

21 Desenvolvimento do feto  por volta do 3º mês apresenta membros e órgãos já definidos e aparenta mesmo forma humana. Nessa altura, o embrião passa a designar-se por feto. O seu crescimento de 1,5 mm por dia é muito rápido, de tal modo, que se continuasse a crescer a esse ritmo após o nascimento atingiria, aos cinco anos de idade, os 3 metros de altura;

22 Desenvolvimento do feto  do 3º ao 6º mês os órgãos completam a sua formação e o feto adquire proporções mais regulares, mantendo, contudo, a cabeça bastante volumosa. Os seus movimentos começam a ser sentidos pela mãe. Feto com 5 meses

23 O parto  por volta dos nove meses, o bebê, já totalmente formado, está pronto para nascer.  Tem lugar o parto.

24 Fases do parto  Na primeira fase do parto o colo do útero alarga-se e, geralmente, dá-se a saída do líquido amniótico – é aquilo a que vulgarmente se chama o “rebentar das águas”.

25 Fases do parto - nascimento  Em seguida, as paredes do útero começam a contrair-se cada vez com mais força, a frequência das contracções aumenta, o colo do útero e a vagina dilatam-se até que o feto, é expulso para o exterior.

26


Carregar ppt "Uretra Epidídimo Testículo Escroto Vesícula Seminal Próstata Pênis Canal Deferente Escroto Pênis Orifício da Uretra."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google