A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Critérios para Determinação de Idade Equivalente em Embarcações de Navegação Interior com ênfase nas que Transportam Produtos Perigosos II – Rodada Temática.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Critérios para Determinação de Idade Equivalente em Embarcações de Navegação Interior com ênfase nas que Transportam Produtos Perigosos II – Rodada Temática."— Transcrição da apresentação:

1 Critérios para Determinação de Idade Equivalente em Embarcações de Navegação Interior com ênfase nas que Transportam Produtos Perigosos II – Rodada Temática Setorial NAVEGAÇÃO INTERIOR NA BACIA DO SUDESTE

2 Critérios para Determinação de Idade Equivalente em Embarcações de Navegação Interior com ênfase nas que Transportam Produtos Perigosos PROGRAMA: Início - 14hs TEMA I – NTGUARITA: Relato a respeito dos critérios para determinação da idade equivalente/ vida útil residual de uma embarcação de navegação interior Debatedores: Engº MsC André Schaan Casagrande (GMAp/UFRGS) (20min) Engº Francisco Miguel Pires (Synthesis) (20min) Debates: perguntas e discussões (30min) TEMA II - RISCOVIAS : Discutir resposta para a pergunta: “De que vale uma embarcação intrinsecamente segura se navega em um cenário crivado de riscos?” Debatedores: Engª MsC Mirela Garaventta (GMAp/UFRGS) (20min) Engº Dr Carlos Daher Padovezi (IPT) (20min) Debates: perguntas e discussões (30min) Coffe-Break (30min) TEMA III – QUALIVIAS : Demonstrar a importância para o Sistema Hidroviário Interior da garantia de qualidade e eficácia de todos os componentes do conjunto, sejam eles elementos físicos ou funcionais. Debatedores: Engº.Alexander Bispo – (Germanischer Lloyd/RJ) (20min) Engº Francisco Miguel Pires (Synthesis) (20min) Debates: perguntas e discussões (30min) Encerramento-18hs APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA

3 •Introdução •Objetivos •Desenvolv. •Conclusões Critérios para Determinação de Idade Equivalente em Embarcações de Navegação Interior com ênfase nas que Transportam Produtos Perigosos Introdução Projeto FINEP : pesquisa financiada pelo governo federal para desenvolvimento tecnológico com as seguintes partícipes: GMAp / UFRGS – Executora FAURGS – Proponente Navegação GUARITA S.A. – Interveniente •Coordenador do Projeto: Prof. Dr. Ignacio Iturrioz •Equipe atual: •Pessoal vinculado à Navegação Guarita S.A. •Engenheiros especialistas consultores

4 •Introdução •Objetivos •Desenvolv. •Conclusões Critérios para Determinação de Idade Equivalente em Embarcações de Navegação Interior com ênfase nas que Transportam Produtos Perigosos Objetivo Geral:  Criar critérios de análises dos sistemas constituintes das embarcações para avaliação do estado e determinação da vida útil potencial dos mesmos.  Aplicar critérios ao N/T Guarita como objeto de estudo

5 •Introdução •Objetivos •Desenvolv. •Conclusões Critérios para Determinação de Idade Equivalente em Embarcações de Navegação Interior com ênfase nas que Transportam Produtos Perigosos •Motivação •Oportunidade de fomento para pesquisa na área naval regional; •Crise do sistema de transporte e Importância da navegação interior no Brasil; •Restrição para utilização de navios por mais do que 20 anos (mar aberto em geral); •Falta de critérios específicos para inspeção direcionadas a navegação interior;

6 •Introdução •Objetivos •Desenvolv. •Conclusões Critérios para Determinação de Idade Equivalente em Embarcações de Navegação Interior com ênfase nas que Transportam Produtos Perigosos •Por que é válida a idéia de renovação tecnicamente “ilimitada” da embarcação? → Características construtivas das embarcações de navegação interior: - porte: dimensões da hidrovia; - sistemas renováveis; → Tecnologia permite intervenções confiáveis tornando as embarcações intrinsecamente seguras;

7 •Introdução •Objetivos •Desenvolv. •Conclusões Critérios para Determinação de Idade Equivalente em Embarcações de Navegação Interior com ênfase nas que Transportam Produtos Perigosos •Condições para a aplicação do CRITÉRIO : →Passar por uma intervenção significativa de reforma e modernização; →Ser uma embarcação PARA navegação interior; →Estar Classificada; →Submeter-se às regras e normas atuais com os devidos abrandamentos;

8 •Introdução •Objetivos •Desenvolv. •Conclusões Critérios para Determinação de Idade Equivalente em Embarcações de Navegação Interior com ênfase nas que Transportam Produtos Perigosos •Critérios: Nota 1: 5 anos Nota 2: 10 anos Nota 3: 15 anos Nota 4: 20 anos Superior Bom Aceitável Ruim Critério CAP (IACS) Fonte: Anexo VI – Harmonised Condition Assessment Programme – NI 465 DNS R00 E (1999) 0% 25% 50% 75% 100% BV PCASBV HCAP % de sobre- espessura de corrosão perdida

9 •Introdução •Objetivos •Desenvolv. •Conclusões Critérios para Determinação de Idade Equivalente em Embarcações de Navegação Interior com ênfase nas que Transportam Produtos Perigosos •Passos: →1º- Verificar o enquadramento normativo segundo as Leis, Normas e Regras definindo nível de intervenção segundo estes; - A intervenção parte de uma base legal -Definir em que categoria se encontra a embarcação em função do seu histórico, projeto, classificação, etc.; CATEGORIA A – Vida Básica de 20 ANOS CATEGORIA B – Vida Básica de 15 ANOS CATEGORIA C – Vida Básica de 10 ANOS →2º- Revalidar o projeto original;

10 •Introdução •Objetivos •Desenvolv. •Conclusões Critérios para Determinação de Idade Equivalente em Embarcações de Navegação Interior com ênfase nas que Transportam Produtos Perigosos •…Passos: →3º- Definir sistemas constituintes e, através de uma APR, determinar sistemas essenciais; →4º- Aplicar programa de avaliação para sistemas essenciais com metodologia semelhante ao CAP; NAVIO Estrutura Máquinas Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4

11 •Introdução •Objetivos •Desenvolv. •Conclusões Critérios para Determinação de Idade Equivalente em Embarcações de Navegação Interior com ênfase nas que Transportam Produtos Perigosos •…Passos: →5º- Definir termo de referência da intervenção significativa Obs:- o uso dos recursos regionais deve ser priorizado frente aos importados. - é obrigatória a reciclagem da tripulação. →6º- Acompanhar e validar a intervenção;

12 •Introdução •Objetivos •Desenvolv. •Conclusões Critérios para Determinação de Idade Equivalente em Embarcações de Navegação Interior com ênfase nas que Transportam Produtos Perigosos •…Passos: →7º- Atribui-se a IDADE EQUIVALENTE a 5 ANOS se todos os critérios dos diferentes sistemas essenciais ficarem com nota 1. Idade Equivalente [anos] Vida útil Potencial [anos] Vida Básica 20 anos 1 Porquê?

13 •Introdução •Objetivos •Desenvolv. •Conclusões Critérios para Determinação de Idade Equivalente em Embarcações de Navegação Interior com ênfase nas que Transportam Produtos Perigosos •Resultados Propostos: →Para navios classe A, com vida básica de 20 anos, que retornem aos 5 anos equivalentes, extende-se para mais 15 anos sua vida útil potencial de forma ilimitada. →Aos navios que não atingirem índices suficientes não serão atribuídos indicadores de idade equivalente; (Futuramente pode-se propor estudos para retorno à idades intermediárias) Pergunta: Qual é a viabilidade e coerência deste raciocínio?

14 •Introdução •Objetivos •Desenvolv. •Conclusões Critérios para Determinação de Idade Equivalente em Embarcações de Navegação Interior com ênfase nas que Transportam Produtos Perigosos •Considerações Finais: Objetivos Alcançados: →Esqueleto da Metodologia e posterior formalização do critério; →Curso de Extensão para aplicação e disseminação do conhecimento adquirido; →Programa Linguagem LabVIEW; →Aplicação do método ao N/T Guarita; → Capacitação para negociar a implementação e posterior homologação nos órgãos competentes;

15 •Introdução •Objetivos •Desenvolv. •Conclusões Critérios para Determinação de Idade Equivalente em Embarcações de Navegação Interior com ênfase nas que Transportam Produtos Perigosos •... Considerações Finais: Resultados Indiretos Alcançados: →Massa crítica para assuntos e tecnologias aquaviárias: Terminologias, regras, normas, procedimentos, equipamentos; →Diversas publicações: artigos, trabalhos de conclusão, apostilas; →Agente integrador de outros “saberes”: •História da navegação no RS; •Outros grupos de estudos aplicados(CECO, IPH, FURG, UFPEL); •Diferentes órgãos (SEINFRA-SPH, Assembléia Legislativa, Marinha, AHSul, •Empresas de diversas naturezas (Aliança, Sorenav, Heromaio, CTMC, Intecnial, TMSA, Stemac, Braskem, Aracruz, Refap, …; →Atividades de Extensão: cursos de extensão, seminários, Rodadas Temáticas, viagens instrumentadas a bordo, GMAp Offshore, …; →Outros Projetos FINEP, participação no CTBS,...;

16 •Introdução •Objetivos •Desenvolv. •Conclusões Critérios para Determinação de Idade Equivalente em Embarcações de Navegação Interior com ênfase nas que Transportam Produtos Perigosos •Agradecimentos •Todos presentes; •Equipe do projeto e ao GMAp; •Pessoal da Navegação Guarita SA; •Engenheiros e Especialistas Consultores; •Órgãos de Fomento;

17 •Introdução •Objetivos •Desenvolv. •Conclusões Critérios para Determinação de Idade Equivalente em Embarcações de Navegação Interior com ênfase nas que Transportam Produtos Perigosos TEMA I – NTGUARITA: Relato a respeito dos critérios para determinação da idade equivalente/ vida útil residual de uma embarcação de navegação interior Debatedores: Engº MsC André Schaan Casagrande (GMAp/UFRGS) (20min) Engº Francisco Miguel Pires (Synthesis) (20min) TEMA II - RISCOVIAS : Discutir resposta para a pergunta: “De que vale uma embarcação intrinsecamente segura se navega em um cenário crivado de riscos?” Debatedores: Engª MsC Mirela Garaventta (GMAp/UFRGS) (20min) Engº Dr Carlos Daher Padovezi (IPT) (20min) Debates: perguntas e discussões (30min) Coffe-Break (30min) TEMA III – QUALIVIAS : Demonstrar a importância para o Sistema Hidroviário Interior da garantia de qualidade e eficácia de todos os componentes do conjunto, sejam eles elementos físicos ou funcionais. Debatedores: Engº.Alexander Bispo – (Germanischer Lloyd/RJ) (20min) Engº Francisco Miguel Pires (Synthesis) (20min) Debates: perguntas e discussões (30min) Encerramento-18hs

18 •Introdução •Objetivos •Desenvolv. •Conclusões Critérios para Determinação de Idade Equivalente em Embarcações de Navegação Interior com ênfase nas que Transportam Produtos Perigosos →3º- Definir sistemas constituintes e através de uma APR determinar sistemas essenciais; NAVIO Estrutura Máquinas Popa. Praça Máquinas Zona de carga Super- estrutura Tanques de lastro Proa. Chapeamento Elementos Estruturais Acessórios......

19 •Introdução •Objetivos •Desenvolv. •Conclusões Critérios para Determinação de Idade Equivalente em Embarcações de Navegação Interior com ênfase nas que Transportam Produtos Perigosos →3º- Definir sistemas constituintes e através de uma APR determinar sistemas essenciais; NAVIO Estrutura Máquinas Propulsão Governo Carga e Descarga Navegação e comunicação Amarração e Fundeio Água e Esgoto Sist. Vitais / Essenciais Sist. Complementares / acessórios Combate a Emergências Salvatagem Para a avaliação, seguir mesmo critério das notas de 1 a 4 segundo metodologia CAP. Hidráulico Ventilação e exaustão Ger. e Distr. Energia eletr.


Carregar ppt "Critérios para Determinação de Idade Equivalente em Embarcações de Navegação Interior com ênfase nas que Transportam Produtos Perigosos II – Rodada Temática."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google