A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

© JCVF A internacionalização da Pós-Graduação José Celso Freire Junior Assessor de Relações Externas da Unesp Presidente do FAUBAI 02.12.2011 XXVII ENPROP.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "© JCVF A internacionalização da Pós-Graduação José Celso Freire Junior Assessor de Relações Externas da Unesp Presidente do FAUBAI 02.12.2011 XXVII ENPROP."— Transcrição da apresentação:

1 © JCVF A internacionalização da Pós-Graduação José Celso Freire Junior Assessor de Relações Externas da Unesp Presidente do FAUBAI XXVII ENPROP

2 © JCVF FAUBAI • Fundada em 1988 • Aproximadamente 180 Membros – Diretores de Relações Internacionais • Associação sem fins lucrativos • Promoção da integração e qualificação de envolvidos com a internacionalização das IES brasileiras através de seminários e workshops em nível regional e nacional • Promoção das potencialidades e diversidade das IES brasileiras junto a agências nacionais e internacionais e serviços diplomáticos XXVII ENPROP 2 Associação de Assessorias de Instituições de Ensino Superior Brasileiras para Assuntos Internacionais

3 © JCVF FAUBAI • Organização: XXVII ENPROP 3 Associação de Assessorias de Instituições de Ensino Superior Brasileiras para Assuntos Internacionais Regional: • Norte • Nordeste • Centro-oeste • Sudeste • Sul Setorial: • Público: Federal • Público: Estadual e Municipal • Comunitário • Privado Próxima reunião anual: 23 a 25 abril de 2012 Rio de Janeiro – Organização UFRJ

4 © JCVF Desenvolvimento das universidades XXVII ENPROP Obtenção de conhecimento no estrangeiro Organização Pós com professores convidados Cooperação internacional assimétrica Educação/Treina- mento em países desenvolvidos Recursos para laboratórios e infraestrutura Desenvolvimento da pesquisa em temas diversos Cooperação na- cional com indús- trias/empresas Formação de futuros professores Absorção jovens pesquisadores na universidade Envolvimento de pesquisadores com a inovação Cooperação internacional simétrica Políticas permanentes do estado nacional Avaliação e acreditação Imigração de pesquisadores e especialistas Políticas institucionais e marco legal AntesDuranteConsolidação © Sandoval Carneiro, Lachec 2011 – Cali, Colômbia 4

5 © JCVF Desenvolvimento das universidades XXVII ENPROP Obtenção de conhecimento no estrangeiro Organização Pós com professores convidados Educação/Treina- mento em países desenvolvidos Recursos para laboratórios e infraestrutura Desenvolvimento da pesquisa em temas diversos Cooperação na- cional com indús- trias/empresas Formação de futuros professores Absorção jovens pesquisadores na universidades Envolvimento de pesquisadores com a inovação Cooperação internacional simétrica Políticas permanentes do estado nacional Avaliação e acreditação Imigração de pesquisadores e especialistas Políticas institucionais e marco legal AntesDuranteConsolidação © Sandoval Carneiro, Lachec 2011 – Cali, Colômbia 5 Cooperação internacional assimétrica COMO?

6 © JCVF COMPREHENSIVE INTERNATIONALIZATION XXVII ENPROP 6 © Prof. J. K. Hudzik Michigan State University, Lachec 2011 – Cali, Colômbia Default.aspx?id=24045 “Internacionalização Extensiva”

7 © JCVF O que é CI? • Compromisso traduzido em ações para introduzir de forma comparativa, perspectivas internacionais nas atividades de ensino, pesquisa e extensão das IES • Ação que molde o espírito institucional e os valores da instituição e envolva toda a educação superior • É essencial que ela seja adotada pela liderança institucional, professores, estudantes, acadêmicos e todos os serviços e unidades de apoio XXVII ENPROP 7 © Prof. J. K. Hudzik Michigan State University, Lachec 2011 – Cali, Colômbia A CI deve se tornar um imperativo institucional e não uma possibilidade desejada

8 © JCVF A cultura da CI • Definir missões e valores institucionais em termos globais, nacionais e locais • Ampliar o acesso e a participação dos envolvidos na internacionalização, ampliando o conjunto dos que contribuem para sua realização e sucesso • Levar toda a instituição a aceitar a necessidade da internacionalização XXVII ENPROP 8 © Prof. J. K. Hudzik Michigan State University, Lachec 2011 – Cali, Colômbia

9 © JCVF Como implantar com sucesso • Liderança clara e consistente a partir do topo da cadeia de comando • Professores e unidades acadêmicas engajadas internacionalmente • Persistência e adaptabilidade • Objetivos claros e mensuráveis XXVII ENPROP 9 © Prof. J. K. Hudzik Michigan State University, Lachec 2011 – Cali, Colômbia Prioridade = $ $ $ $ $

10 © JCVF TODAS AS INSTITUIÇÕES PRECISAM BUSCAR A CI OU UM MODELO SIMILAR? SIM E NÃO… XXVII ENPROP 10 © Prof. J. K. Hudzik Michigan State University, Lachec 2011 – Cali, Colômbia

11 © JCVF Caminhos diferentes... • As instituições são diferentes e cada uma deve ter seu foco para a CI com modos próprios para persegui-la • Diferenças em função da missões e prioridades de cada instituição • Pontos de partida diferentes • O que é possível de ser realizado no momento • Não há um modelo ou caminho "melhor", mas todos os modelos partilham compromissos comuns XXVII ENPROP 11 © Prof. J. K. Hudzik Michigan State University, Lachec 2011 – Cali, Colômbia

12 © JCVF Compromissos comuns na CI • Ampliar o envolvimento dos corpos discente e docente da instituição no processo • Integrar o conceito de CI no ensino, pesquisa e extensão • Expandir papéis e responsabilidades associados a internacionalização para além do escritório de relações internacionais • Fazer com que o impacto sobre poucos possa tocar a muitos XXVII ENPROP 12 © Prof. J. K. Hudzik Michigan State University, Lachec 2011 – Cali, Colômbia

13 © JCVF Possíveis atividades a serem desenvolvidas • Seminários de conscientização e formação na cultura da CI • Atividades de Mobilidade: • Intercâmbio de alunos de graduação e pós-graduação • Intercâmbio de professores • Atração de alunos e professores estrangeiros • Cursos em Inglês (ou outro idioma) • Trabalhos de conclusão (Dissertações de Mestrado e Teses de Doutorado) em inglês • Etc XXVII ENPROP 13

14 © JCVF Atividades na Pós/Pesquisa (Unesp) • Mobilidade de discentes • Legislação para a co-tutela de tese • Bolsas para alunos de todos os programas de pós- graduação da Unesp • Bolsa para recepção de alunos de universidades associadas a AUGM • Bolsa para recepção de alunos (docentes) de universidades membros da AUIP (programas 5-7) • Bolsa para recepção de alunos de universidades relacionadas a OEA (programas 5-7) XXVII ENPROP 14

15 © JCVF Atividades na Pós/Pesquisa (Unesp) • Mobilidade de docentes • Pesquisador visitante do exterior • Apoio a mobilidade internacional de professores para estágios de curta/média duração (todos 118 prog.) • Complementação para a participação em eventos científicos no exterior • Programas de cátedras internacionais • Participação em projetos institucionais, Erasmus, Probral, Cofecub, etc XXVII ENPROP 15

16 © JCVF Atividades na Pós/Pesquisa (Unesp) • Auxílio a inserção internacional • Auxílio a publicação em revistas de impacto • Versão de artigos para línguas estrangeiras • Apoio às revistas da instituição para sua inserção em bases de dados reconhecidas XXVII ENPROP 16

17 © JCVF Atividades na Pós/Pesquisa (Unesp) • Atividades transversais • Oferecimento de cursos em inglês • Bolsas para alunos estrangeiros • Bolsas para professores estrangeiros • Apoio financeiro aos docentes envolvidos • Integração entre diferentes programas • Participação em eventos e feiras internacionais XXVII ENPROP 17

18 © JCVF Atividades na Pós/Pesquisa • Participação em projetos internacionais • Financiamento nacional: Probral, Cofecub, etc. • Financiamento internacional: XXVII ENPROP 18 FP7: Cordis fp7/home_en.html ERC

19 © JCVF Atividades na Pós/Pesquisa • O programa Erasmus Mundus • Melhorar a qualidade do ensino superior através da cooperação internacional • Aumentar a atratividade do ensino superior europeu • Melhorar as perspectivas professionais de alunos e professores • Contribuir para a compreensão intercultural • Contribuir para a capacitação de atores diversos nos países parceiros XXVII ENPROP 19 © José Gutiérrez Fernández, Lachec 2011 – Cali, Colômbia

20 © JCVF Atividades na Pós/Pesquisa • Erasmus Mundus (EM) – Três ações XXVII ENPROP 20 © José Gutiérrez Fernández, Lachec 2011 – Cali, Colômbia AÇÃO 1: Mestrados Conjuntos Erasmus Mundus Doutorados Conjuntos Erasmus Mundus AÇÃO 2: Parcerias Erasmus Mundus AÇÃO 3: Projetos para promover a cooperação em educação superior entre a Europa e o resto do mundo Bolsas para estudantes (graduação até pós-doc) e acadêmicos (professores e funcionários)

21 © JCVF Atividades na Pós/Pesquisa • EM – Ação 1 – Programas conjuntos • Diplomas conjuntos fornecidos por um consórcio de IES • Possibilidade de participação de universidades não europeias • Mobilidade dos alunos obrigatória em ao menos dois países diferentes • Bolsas para alunos de mestrado, doutorado e professores • Apoio financeiro (funcionamento + bolsas por 5 anos) • +/- 3,5 milhões de euros para um Mestrado Conjunto • +/- 5 milhões de euros para um Doutorado Conjunto XXVII ENPROP 21 © José Gutiérrez Fernández, Lachec 2011 – Cali, Colômbia

22 © JCVF Atividades na Pós/Pesquisa • EM – Editais • Uma chamada para as três ações – Próxima: Dez/2011 • Data limite para apresentação de proposta: • Seleção finalizada até Jul/2012 • Objetivos • Ação 1: até 30 mestrados e 10 doutorados • Ação 2: 50 projetos (6 com América Latina) • Ação 3: 6 projetos • Instituições Latino Americanas podem participar como full partners mas a proposta deve ser submetida por uma instituição europeia XXVII ENPROP 22 © José Gutiérrez Fernández, Lachec 2011 – Cali, Colômbia

23 © JCVF Atividades na Pós/Pesquisa • EM – Links importantes • EACEA website – Erasmus Mundus: • Erasmus Mundus partner search facility: • Calls for proposals page: XXVII ENPROP 23 © José Gutiérrez Fernández, Lachec 2011 – Cali, Colômbia en.php g/higher_education_institutions_en.php

24 © JCVF XXVII ENPROP 24 As naçôes todas são mystérios. Cada uma é todo o mundo a sós. Obrigado José Celso Freire Junior

25 © JCVF Importância da Internacionalização • Globalização é o fluxo de tecnologia, dinheiro, conhecimento, trabalho e ideias entre fornteiras internacionais • Internacionalização é a resposta da educação superior à globalização • Fundamentos da internacionalização: • Acadêmico, Político, Econômico e Sócio Cultural XXVII ENPROP 25


Carregar ppt "© JCVF A internacionalização da Pós-Graduação José Celso Freire Junior Assessor de Relações Externas da Unesp Presidente do FAUBAI 02.12.2011 XXVII ENPROP."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google