A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

GEOGRAFIA I – 3º BIMESTRE PROFA. LUIZA BARREIRA Climatologia II.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "GEOGRAFIA I – 3º BIMESTRE PROFA. LUIZA BARREIRA Climatologia II."— Transcrição da apresentação:

1 GEOGRAFIA I – 3º BIMESTRE PROFA. LUIZA BARREIRA Climatologia II

2 OS FENÔMENOS CLIMÁTICOS E A INTEFERÊNCIA HUMANA Filipinas, 2009

3 Desde a origem da Terra mudanças climáticas • Glaciações (último há 11 mil anos); • El Niño (a dinâmica das massas de ar é alterada); • Erupções vulcânicas partículas sólidas na atmosfera; Ação Humana • A poluição atmosférica que provoca o aquecimento global, redução da camada de ozonio e eocorrencia de chuvas ácidas; • Expansão urbana => ilhas de calor; • Desmatamento => altera sistema climático(aumento da temperatura e redução da umidade)

4 Derretimento da camada de gelo polar => Aumenta a absorção de calor;

5 POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA São Paulo, 2008

6 Poluição atmosférica: • Fontes estacionárias => indústrias e usinas termelétricas; • Fontes móveis => caminhões, ônibus e automóveis; • Grande problema de saúde pública; • Na zona rural => queimadas (canaviais e áreas nativas).

7 • Gases que compõem a atmosfera – Dióxido de carbono • Gases estranhos – Dióxido de enxofre, óxido de nitrogênio e monóxido de carbono. • Outros que não aparecem na composição – Chumbo, poeiras industriais, aerossóis, fumaças negras, hidrocarbonetos, solventes etc.

8 Efeito em humanos: Monóxido de carbono – Dores de cabeça, vertigem, perturbações sensoriais; – Em altas doses: morte por asfixia. Dióxido de enxofre e óxidos de nitrogênio – Causam e/ou agravam problemas respiratórios (Asma, bronquite, pneumonia, etc.); – *chuvas ácidas! Poluição Irritação nos olhos e gargantas e problemas respiratórios

9 Aumento de concentração de poluentes => • Inversão térmica • Longos períodos de estiagem • Configuração do relevo

10 O EFEITO ESTUFA E O AQUECIMENTO GLOBAL • Uma estufa! • Exemplo: automóvel • Características: – Fenômeno natural e fundamental para a vida; – Retenção do calor irradiado pela superfície terrestre nas partículas de gases e água na atmosfera => manutenção do equilíbrio térmico e a sobrevivência das várias espécies.

11 • Metano, CFC (Clorofluorcarboneto) e dióxido de carbono => atmosfera reter mais calor. • Queima de comb. fósseis e florestas => acúmulo de dióxido de carbono desde a Rev. Indústrial.

12 O problema está na intensificação do efeito estufa, causada pelo desequilíbrio da composição atmosférica

13 Consequências do aquecimento global de 1990 a 2100 • Aumento da temperatura entre 1,4 e 5,8 ºC; • Aumento do nível do mar de 10 a 90 cm; • Alteração dos climas e plantas

14

15 Está comprovado... • Existem períodos de aquecimento e resfriamento global naturais (interglaciais e glaciais)! • Não há consenso se estamos no período interglacial ou se as causas desse aquecimento são antrópicas.

16 1997 – Protocolo de Quioto - Japão • 16/02/2005 – vigor • Convenção da ONU • Acordo de redução de gases do efeito estufa – Meta 5,2% em 2012; – 8% para EU – 7% EUA (2001 EUA se nega oficialmente) – 6% Japão – Países em desenvolvimento sem redução!

17 Como reduzir? • Reforma dos setores de energia e transportes; • Aumento de fontes de energias renováveis; • Limitação de emissão de metano no tratamento e destino final do Lixo; • Proteção de florestas

18 IPCC – Painel intergovenamental de mudanças climáticas • ONU e OMM; • 130 países, 2500 cientístas; • 3 grupos de trabalho: – Estudo do clima – Estudo dos impactos e opções de ações para evitá-los – Ocupa-se das dimensões econômicas e social do problema

19 • 3 relatórios inconclusivos (1990 a 2011) • 4º relatório diz que a origem é antrópica (2007) IPCC – Painel intergovenamental de mudanças climáticas

20 Projeções para o aquecimento global

21 MECANISMO DE DESENVOLVIMENTO LIMPO (MDL) • Proposto pelo Brasil • Mecanismo de compensação • Uma empresa estadunidense poluidora paga para uma brasileira investir em retirada desses gases da atmosfera • Duplo MDL – Mamona • Agricultura energética (álcool e bagaço da cana)

22 • Fenômeno climático • Ocorre em períodos de 2 a 7 anos • Aquecimento de 3 a 7 ºC acima da média • Águas do pacífico nas proximidades do equador! • Mudanças no ventos e massas de ar • Evaporação mais intensa => aumento de chuvas em alguns lugares e estiagem em outras; EL NIÑO

23

24 Efeitos do El Niño

25 Efeitos no Brasil • Enchentes no Brasil Meridional (Sul); • Seca no semi-árido Nordestino e estremo Norte do Brasil (RR); • Desvio da Massa Polar Atlântica para o oceano atlântico antes de atingir a região Sudeste => que atenua a queda normal de temperatura no inverno;

26 La Niña • Resfriamento das águas superficiais do Pacífico na costa Peruana; • Altera zonas de alta e baixa pressão; • Provoca mudanças na direção dos ventos e das massas de ar; • Causas do El Niño e da La Niña : DESCONHECIDAS • Pode ser previsto com 6 a 9 meses de antecedência (bóias no Pacífico monitoram a T)

27 Senado: criou uma comissão • No campo, cidade e no ambiente: – Assistência para evitar a desestruturação da produção agrícola provocada por estiagens NE e enchentes no S; – Medidas emergenciais para minimizar o êxodo rural e suas consequências; – Medidas contra incêndios em áreas de preservação ambiental; – Medidas de prevenção e assistência ao povo do S, em áreas de enchentes; – Fornecimento de água e cestas básicas para o NE;

28 • 45% luz visível • 45% radiação infravermelha • 10% raios ultravioletas – Aumento de intensidade comprometeria a vida no Planeta – Ozônio • Acima de 15km de altitude concentração de Ozônio • Espécie de escudo ou filtro natural • 30km de espessura Radiação solar

29 Satélites desde 1980 registram • CFC (Clorofluorcarbono) – Fluido de refrigeração em geladeiras, aparelhos de ar condicionado, solvente nas embalagens de aerossóis e nas espumas plásticas; • 1986 Protocolo de Montreal – 120 países assinaram – Acordo de redução do uso de CFC – Até 1996 todos artigos deveriam ter sua utilização e produção interrompidas. E substituídas.

30 Buracos • Antártida (grande) • Pólo Norte (miniburaco)

31 INVERSÃO TÉRMICA

32 • Fenômeno natural nos meses de inverno e períodos de penetração de ar frio; • Escala local; • Por algumas hora; • Mais comuns no final da madrugada início da manhã; – Pico da perda de calor do solo por irradiação. INVERSÃO TÉRMICA

33 • Temperatura de solo baixa • Temperatura de atmosfera baixa • Quando a temperatura próxima ao solo cai abaixo de 4 ºC, o ar frio e pesado retido em baixas altitudes (Fundo de vale); • Camadas superior acumulam ar quente que não conseguem descer, pois o ar frio está retido próximo ao solo => inversão térmica! INVERSÃO TÉRMICA

34 • Grandes Cidades – grandes áreas construída, desmatada e impermeabilizada (cimento e asfalto) => absorvem muito calor e a noite perdem rapidamente. POLUIÇÃO + INVERSÃO TÉRMICA = PROBLEMAS! INVERSÃO TÉRMICA

35 ILHAS DE CALOR • ELEVAÇÃO DAS TEMPERATURAS MÉDIAS NAS ÁREAS URBANIZADAS DAS GRANDES CIDADES; • A diferença pode chegar até 7 ºC; • Causas: • Impermeabilização (casas, prédios, etc.) • Desmatamento • Concentração de gases e materiais particulados no centros • Calor emitidos pelos motores de automóveis • Podem ocorrer várias ilhas de calor • ar quente => forma zona de baixa pressão • ar sopra para essas áreas trazendo mais poluentes

36 • As chuvas são ligeiramente ácidas; • Água + gás carbônico = ácido carbônico (pequena acidez as chuvas); • Elevação anormal dos níveis da acidez da atmosfera, por emissões urbano-industriais; • Escala local e regional; • Causados pela emissão de poluentes de das industrias e dos meios de transportes e de outras fontes de combustão; CHUVAS ÁCIDAS

37 • Causadores: – Dióxido de nitrogênio; – 90% de dióxido de enxofre vem da queima de carvão de petróleo; – Diminuindo; – Trióxido de enxofre (dóxido de enxofre emitido pela queima de combustíveis fósseis e do O já presente na atmosfera); – 70% do Dióxido de nitrogênio vem dos veículos automotores – Aumentando; CHUVAS ÁCIDAS

38

39 Como ocorre? • Trióxido de enxofre e dóxido de nitrogênio + água em suspensão = ácido sulfúrico, ácido nítrico e nitroso • Elevado nível de corrosão • Detectado no século XVIII • Causam: • Corrosão em metais e deterioração de monumentos históricos; • Impactos a centenas de km da fonte poluidora; • Acidificação das águas está matando as formas de vida nos lagos (Canadenses e da Escandinávia) • Destruição da cobertura vegetal (Floresta Negra na Alemanha)

40 • RM de SP; • Cidades de MG que produzem aço; • RS – Termelétricas movidas a carvão, poluição até o Uruguai; • CUBATÃO (80 e 90) – o caso mais grave! – Vegetação de pequeno e médio porte desapareceu; – Solo exposto e deslizamento; – Agravou o desmatamento das encostas; – Diminuição gerou a reconstituição;

41 CHUVAS ÁCIDAS

42 Consequências Para a Saúde • libera metais tóxicos que estavam no solo. Esses metais contaminam os rios e utilizados pelo homem causando sérios problemas de saúde (doenças respiratórias). Nas Casas, Prédios e demais edifícios • ajuda a corroer alguns dos materiais utilizados nas construções, danificando algumas estruturas, como as barragens, as turbinas de geração de energia, etc. Para o meio ambiente • Lagos podem ficar totalmente acidificados perdendo toda a sua vida. • provoca clareiras, matando algumas árvores de cada vez. Podemos imaginar uma floresta, que vai sendo progressivamente dizimada, podendo eventualmente ser até destruída. Agricultura • afeta as plantações quase da mesma forma que as florestas, no entanto a destruição é mais rápida, uma vez que as plantas são todas do mesmo tamanho e assim, igualmente atingidas pelas chuvas ácidas.

43 Atividade II 1.COMO SE FORMA O FENÔMENO EL NIÑO? QUE CONSEQUÊNCIAS ELE PROVOCA NO BRASIL? 2.O QUE É INVERSÃO TÉRMICA? POR QUE ESSE FENÔMENO AGRAVA O PROBLEMA DA POLUIÇÃO EM ÁREAS URBANAS? 1.DEFINA ILHAS DE CALOR E EFEITO ESTUFA. 2.EXPLIQUE O QUE É CHUVA ÁCIDA E QUAIS SÃO SUAS CONSEQUÊNCIAS.

44 Atividade para entregar • Ver os 8 episódios de “A grande farsa do aquecimento global” no youtube. • Fazer uma resenha para entregar na próxima semana.


Carregar ppt "GEOGRAFIA I – 3º BIMESTRE PROFA. LUIZA BARREIRA Climatologia II."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google