A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

BIBLIOTECAS ESCOLARES A Biblioteca Escolar deve ser concebida como um verdadeiro “centro de recursos educativos” multimédia (livros, programas informáticos,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "BIBLIOTECAS ESCOLARES A Biblioteca Escolar deve ser concebida como um verdadeiro “centro de recursos educativos” multimédia (livros, programas informáticos,"— Transcrição da apresentação:

1 BIBLIOTECAS ESCOLARES A Biblioteca Escolar deve ser concebida como um verdadeiro “centro de recursos educativos” multimédia (livros, programas informáticos, periódicos, registos vídeo e áudio, diapositivos, filmes, CD-ROM, etc) ao dispor de alunos, de professores e, em condições específicas, de outros ao dispor de alunos, de professores e, em condições específicas, de outros elementos da sociedade

2 BIBLIOTECA ESCOLAR /CENTRO RECURSOS BE / CRE O novo conceito de biblioteca escolar enquadra-se num processo gradual de mudança da escola, favorecendo a afirmação de novos paradigmas e modalidades de acção educativa e reclamando a adesão e envolvimento da comunidade educativa, em ligação com o Projecto Educativo do estabelecimento de ensino. A Biblioteca: •Deve ser um espaço privilegiado da vivência da comunidade escolar •Deve constituir um instrumento essencial do desenvolvimento do currículo •Não deve ser vista como um simples serviço de apoio à actividade lectiva •Não deve ser, apenas, um espaço autónomo de aprendizagem •Não deve ser, apenas, um espaço para ocupação de tempos livres •Deve ser um centro cultural e de desenvolvimento de competências

3 BE / CRE Competências de informação tais como: •Aprender a definir •Saber localizar e usar recursos informativos em múltiplas fontes •Saber aceder, avaliar e usar a informação com origem em múltiplas fontes (seleccionar) •Saber organizar a informação para a produção de um novo conhecimento •Saber comunicar a informação produzida e avaliar a informação.

4 BE / CRE Existem estudos que demonstram que a “confrontação tardia da criança com o escrito é o principal responsável pelo insucesso, na aprendizagem e no desenvolvimento de competências linguísticas, sobretudo no quadro dos objectivos da escolaridade.” Figueiredo, R. (2001) (…) estudos demonstram que as competências básicas ou se adquirem precocemente, nas primeiras etapas da vida, ou dão lugar a dificuldades que progressivamente se acumulam, se multiplicam e transformam em obstáculos quase intransponíveis. Alçada, I., Calçada, T., Martins, T., Madureira, A., Lorena, A. (2006)

5 BE / CRE BE / CRE Equipa Responsável 1.Equipa nuclear da biblioteca  Equipa 3 / 4 elementos (deve incluir um educador ou um professor 1ºciclo)  Docentes com formação adequada às áreas de trabalho da gestão, organização e dinamização das bibliotecas escolares  Número de horas suficiente para desenvolver um trabalho consistente.  Continuidade dos elementos – professores do quadro da escola, períodos mínimos de 2 anos, visando viabilizar projectos sequenciais. 2.Colaboradores de acordo com as necessidades específicas da biblioteca de cada escola e com as competências de cada um (Professores colaboradores - Funcionários auxiliares)

6 BE / CRE BE / CREFunções 1.Atendimento e apoio regular e informal junto dos utilizadores oencaminhamento dos alunos oinformação sobre os recursos oorganização e serviços da biblioteca - respostas a perguntas pontuais oaconselhamento na selecção de leituras oesclarecimento de pequenas dúvidas 2.Apoio à organização da documentação em todos os suportes 3.Recolha e catalogação de artigos de interesse integrados em publicações periódicas

7 Funções 4.Difusão de informação oprodução de bibliografias temáticas de suporte às diferentes disciplinas e projectos em curso oguias de leitura omontras de novidades olistas de apontadores oboletins de informação opágina Web da biblioteca oetc. BE / CRE

8 Funções 5.Produção de materiais educativos oguiões de trabalho omaletas pedagógicas odossiês temáticos 6.Ensino em articulação com o trabalho disciplinar e a Área de Projecto, de competências de informação ometodologia do trabalho de pesquisa opesquisa bibliográfica nos diversos suportes omanipulação do hardware e do software oapresentação de trabalhos

9 BE / CRE Funções 7.Auxilio aos alunos, em ligação com a Área de Estudo Acompanhado, em métodos e técnicas de estudo orecolha de informação em obras de referência, monografias, periódicos, sites e outros suportes otomada de apontamentos oelaboração de fichas de leitura e de resumos, etc. PLANO NACIONAL DA LEITURA) 8.Ajuda na implementação de programas de promoção da leitura previamente definidos pela equipa (PLANO NACIONAL DA LEITURA) 9.Participação no desenvolvimento das actividades de animação pedagógica e cultural constantes no PAE

10 BE / CRE Funções 10.Conservação e restauro de materiais 11.Ajuda no tratamento estatístico regular dos dados de avaliação do desempenho da BEOutros  Prevê-se a ocupação dos alunos na situação de ausência do respectivo docente em actividades educativas oLeitura orientada oPesquisa bibliográfica orientada EVITAR  O funcionamento da biblioteca deve ser orientado para a aprendizagem e o trabalho autónomo e individual, a pares ou em pequenos grupos – EVITAR que se converta em mais um espaço de sala de aula.

11 BE / CRE Zona de Trabalho Técnico/Acolhimento •Destinada ao atendimento e ao serviço de empréstimo •Área específica para tarefas de organização técnica (registo, catalogação, classificação,...) •Deve ter, ainda, um espaço anexo para cabides e depósito de mochilas. Espaço / zonas funcionais

12 BE / CRE •Zona para leitura informal de revistas, jornais e álbuns •Poderá incluir espaço contíguo para utilização de materiais manipuláveis e lúdicos (jogos educativos). Espaço / zonas funcionais Zona de leitura informal

13 BE / CRE •Área de trabalho de grupo •Área de leitura individual •Área para consulta de documentação Espaço / zonas funcionais Zona de Leitura/Pesquisa

14 BE / CRE Zona Audiovisual/Multimédia •Área de visualização/montagem de vídeos •Área de audição de CDs áudio •Área de utilização de computador/Internet •Área de produção/utilização do Scanner Espaço / zonas funcionais

15 BE / CRE •Esta zona deve ser organizada de modo a permitir a produção de cartazes, jornais, desdobráveis, maquetes, dossiers temáticos, acetatos, encadernação... Zona de produção gráfica Espaço / zonas funcionais

16 BE / CRE Gestão e Organização da BE  Frequência de acções de formação no âmbito da Animação à Leitura, Dinamização de Bibliotecas Escolares, etc.  Visita a Bibliotecas Escolares  Elaboração do Regimento da Biblioteca  Actualização do Regulamento Interno  Elaboração do Plano de Actividades Actividades Professores da equipa e colaboradores, estagiária e funcionários auxiliares

17 BE / CRE Gestão e Organização da BE  Elaboração de inquéritos e/ou outros processos de recolha de informações, tendo por objectivo melhorar as ofertas educativas de acordo com as necessidades e preferências da comunidade escolar  Criação do logótipo da biblioteca  Criação do cartão de utilizador da biblioteca Actividades Professores da equipa e colaboradores (preferencialmente professores do departamento de expressões) estagiária

18 BE / CRE Organização do Espaço  Organização das diferentes zonas  Elaboração da sinalética da BE  Organização de uma planta da BE que permita relacionar as estantes com os conteúdos  Produção de um guia sobre a BE para os utilizadores Actividades Proposta: Departamento de Expressões

19 BE / CRE Tratamento documental  Gestão do Fundo Documental  Selecção, Aquisição, Registo, Carimbagem  Tratamento/classificação do fundo documental (com base nas regras gerais de Catalogação e na Classificação Decimal Universal (CDU):  suporte escrito  software educativo  fundo multimédia: Vídeo, DVD, Cd-Rom, Cd-audio, Diapositivos,Acetatos  Informatização do fundo documental Actividades Professora bibliotecária, coordenadora e professores colaboradores

20 BE / CRE Tratamento documental  Organização de Dossiers Temáticos  Manutenção do material informático  Permanente organização dos fundos documentais  Aquisição de fundos documentais que funcionem como suporte ao desenvolvimento curricular, a actividades extra curriculares e projectos interdisciplinares Actividades Coordenadora e professores colaboradores

21 BE / CRE Difusão da Informação  Elaboração periódica de um boletim informativo, divulgando o material entrado na biblioteca e informando sobre as mais diversas actividades  A Biblioteca na Net Actividades Coordenadora e professores colaboradores

22 BE / CRE PLANO NACIONAL DA LEITURA (programas de promoção da leitura) Constitui uma resposta institucional à preocupação pelos níveis de literacia da população em geral e em particular dos jovens, significativamente inferiores à média europeia Aprovado em Conselho de Ministros a 1 de Junho de 2006, determina a inserção de actividades de leitura orientada na sala de aula para todos os alunos do 1º Ciclo, do 2º Ciclo e do Jardim de Infância. Concretiza-se num conjunto de medidas destinadas a promover o desenvolvimento de competências nos domínios da leitura e da escrita, bem como o alargamento e aprofundamento dos hábitos de leitura, designadamente entre a população escolar

23 BE / CRE Programas em contextos escolares Área de intervenção Nome do programa ActividadesApoio Jardim de Infância Está na Hora dos Livros Leitura diária na aula Actividades de expressão com livros Encontros com autores Jogos, concursos, prémios Envolvimento de Pais Feiras de livro Recomendação de listas de livros organizadas por níveis de dificuldade Orientações para Actividades (Site) Formação 1ºciclo Está na Hora da Leitura IDEM 2ºcicloQuantos Mais Livros Melhor Um tempo lectivo por semana para leitura de livros Encontros com autores Jogos, concursos, prémios Feiras de livro IDEM JI - 1º e 2º ciclo lançamento em 2006/2007

24 BE / CRE Área de intervenção Nome do programa ActividadesApoio 3ºciclo Navegar na Leitura Prémios de Leitura com apoio da Comunicação Social Tempo lectivo dedicado à realização de actividades de leitura Utilização nas aulas dos recursos disponíveis nas Bibliotecas Escolares Feiras do livro, concursos, jogos Animadores de leitura Serviço de empréstimo domiciliário centrado na BE Tempos Livres 3ºciclo Ler.com Tempo lectivo dedicado à realização de actividades de leitura Comunidades de leitores Apoio a blogs e chat- rooms sobre livros, jornais e e revistas e sobre leitura Disponibilização de apoio na BE 3ºciclo a partir de 2008 Programas em contextos escolares

25 BE / CRE Programas para contexto familiar Área de intervenção Nome do programa ActividadesApoio Famílias (com crianças no JI e no 1º e 2º ano) Leitura a Par Actividades de leitura entre pais e filhos Empréstimo domiciliário, centrado na BE Listas de livros recomendadas para leitura familiar, organizadas por nível de dificuldade Orientações para actividades Famílias (com crianças entre o 3º e o 6º ano) Há sempre tempo para ler Incentivo à leitura em tempo livre Empréstimo domiciliário, centrado na BE Concursos e jogos on-line e presenciais, que tomem como base a leitura domiciliária Idem

26 BE / CRE ”é essencial que as escolas se empenhem numa boa organização a todos os níveis da biblioteca escolar, e a sua consequente interferência positiva na vida da escola e na persecução da finalidade mais importante que a move - a construção do sucesso educativo. (...) Entre os professores e a Biblioteca Escolar será importante que se estabeleça um relacionamento estreito e directo. (...) Para isso é preciso alterar mentalidades e comportamentos, é preciso que os professores das várias disciplinas vão por sua vez à biblioteca escolar, se encontrem informados sobre o que lá existe, mantenham um relacionamento cooperante com o professor bibliotecário e o funcionário da biblioteca e os informem das suas necessidades, para que aí canalizem informação acerca de consultas/investigações criteriosamente realizadas, por si mesmos ou pelos alunos. (...) Isto implicará uma «revolução» (no seu melhor sentido) no pensamento e práticas de muitos professores e no funcionamento do próprio sistema de ensino. Será uma revolução liderada pela biblioteca (...)”. Silva (2002)

27 BE / CRE Colegas proponham e colaborem! FIM Obrigada !


Carregar ppt "BIBLIOTECAS ESCOLARES A Biblioteca Escolar deve ser concebida como um verdadeiro “centro de recursos educativos” multimédia (livros, programas informáticos,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google