A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Surge a ideia... “Sorrindo no Ônibus” Uma estratégia coletiva de educação em saúde bucal – Pelotas/RS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Surge a ideia... “Sorrindo no Ônibus” Uma estratégia coletiva de educação em saúde bucal – Pelotas/RS."— Transcrição da apresentação:

1

2

3

4

5

6 Surge a ideia... “Sorrindo no Ônibus” Uma estratégia coletiva de educação em saúde bucal – Pelotas/RS

7 Introdução A educação em saúde bucal implica na conscientização das pessoas para se alcançar a saúde plena sendo, portanto, focada em oportunidades de aprendizagem. Mesquini, 2006

8 Introdução É um instrumento importante para melhoria das condições de saúde da população e pode ser classificada em duas categorias: micro e macro. Abegg, 1999

9 Micro – Realizada em consultórios dentários Macro – Realizada em escolas ou locais coletivos

10 Proposta do projeto “Sorrindo no Ônibus” Disseminar informações buscando atingir a coletividade, através da colagem de adesivos, contendo informações sobre saúde bucal no interior dos ônibus de transporte público de Pelotas.

11

12

13 Lançamento da campanha Largo Edmar Fetter em 22.05.2012. Com a presença da imprensa, autoridades e empresas de ônibus

14 Repercussão do projeto na mídia • Rádios locais • TV Cidade, RBS entre outras • Jornais escritos locais

15 Críticas Políticas

16 • Custo dos adesivos: R$ 5.000,00 Custo por adesivo R$ 7,00 • Foram investidos no mês de outubro aproximadamente R$ 225.000,00 com honorários dos profissionais cirurgiões-dentistas da rede pública.

17 Mas, qual o impacto? O impacto do método educativo foi avaliado através de questionários elaborados em parceria com a Faculdade de Odontologia da UFPel.

18 Avaliação Objetivos • Identificar a percepção do material informativo pela população no interior dos ônibus • Verificar se a linguagem dos adesivos foi considerada simples e objetiva

19 Avaliação • Observar o relato de aprendizado/lembrança por parte dos entrevistados sobre o conteúdo informativo dos adesivos • Modificação dos hábitos

20 Metodologia Tipo de estudo Trata-se de um estudo transversal descritivo. Frazão, 2003

21 População de estudo Usuários de transporte coletivo de Pelotas, estimada 100 mil usuários/dia. Sec. Transportes, 2012

22 Tamanho da amostra 460 questionários contendo perguntas fechadas e abertas.

23 Local do estudo O estudo foi conduzido em paradas de ônibus de Pelotas, no período de 25/07/2012 a 28/09/2012.

24 ResultadoseDiscussão

25 • Boa participação • Nº de perdas (31) e nº recusas (13) foram Inferiores ao esperado!

26

27 Sexo Cor da Pele

28

29 Resultados/Discussão 388 usuários perceberam a existência de adesivos 343 perceberam o tema saúde bucal - Demonstra que a campanha atingiu seus objetivos quanto a visibilidade

30 Todos os adesivos foram lembrados – escolha certa dos temas 60% dos entrevistados lembraram até 2 tipos de adesivos 31% lembraram de 3 ou + 9% não lembraram nenhum tipo de adesivo embora tenham lembrado da campanha.

31 Frequência de citações dos adesivos por tema

32 Os adesivos mais lembrados foram aparelhos ortodônticos e o tipo de escova ideal

33 Dos que perceberam o tema, 74% relataram que aprenderam/relembraram algo Escovação correta/escova macia Importância do fio dental Como higienizar a prótese Cuidados com aparelhos ortodônticos Sobre bruxismo Evitar açúcar na mamadeira

34 Dos participantes que perceberam os adesivos, 44% relataram ter modificado algum hábito 33 mil usuários modificaram algum hábito!

35 Modificações mais citadas : • Começaram a escovar mais/melhor • Começaram a usar fio dental • Colocaram menos dentifrício (pasta de dente) • Comentaram/ensinaram alguém próximo (efeito multiplicador)

36 Efeito multiplicador À medida que as pessoas aprendem, elas também ensinam, tornando-se multiplicadoras de ações educativas e promovem a saúde A mulher é a principal multiplicadora dessas ações! • 71% dos entrevistados! Fuscella, 1999

37 Efetividade 33% do total de entrevistados relataram ter modificado algum hábito • Demonstra a efetividade da campanha

38 “Pequenas modificações no comportamento das pessoas são usualmente suficientes para reduzir a ocorrência de doença ”. Pilot, 1997

39 Eficiência

40 Comparando... Últimas eleições municipais... • São Lourenço - R$ 10,23 por voto conquistado • Porto Alegre - R$ 19,00 por voto conquistado Jornal O Lourenciano 14/11/12

41

42 96% (308) Fácil de entender 2,8% (9) Razoável para entender 1,2% (3) Difícil de entender

43 “O profissional deve desenvolver a capacidade de ‘traduzir` os termos científicos para a linguagem popular”. Pfeutzenreiter, 2005 • Fácil Compreensão

44 98,5% (324) Sim 1,5% Indiferente 0% Não

45 Drogas (cigarros, crack, álcool) DSTs Hipertensão e diabetes Implantes Demonstra o interesse da população na continuidade da campanha.

46 As notas variaram de 5 a 10. Média 9,18

47 Limitações Limitações projeto • Algumas empresas não foi possível aplicar os adesivos em toda a frota • Adesivos encobertos pelas cortinas Limitações avaliação • O estudo baseia-se apenas no relato da população.

48 Conclusão • O Projeto atingiu um impacto significativo pois promoveu saúde • A linguagem dos adesivos foi considerada clara e objetiva • O projeto proposto se mostrou eficiente e efetivo • Avaliação do projeto feita pelos entrevistados foi positiva

49 2ª Edição do Projeto “Nutrição no Ônibus”

50 • “Os meios de comunicação de massa, quando usados a favor da saúde tem um enorme valor”. • Pinto, 1996

51 Supervisão de Saúde Bucal de Pelotas/RS e-mail: saudebucal_pelotas@yahoo.com.br


Carregar ppt "Surge a ideia... “Sorrindo no Ônibus” Uma estratégia coletiva de educação em saúde bucal – Pelotas/RS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google