A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Marketing Político Estratégico. Marketing Político Estratégico na era da informação e da inteligência. Palavra de ordem: “engajamento”! O resultado das.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Marketing Político Estratégico. Marketing Político Estratégico na era da informação e da inteligência. Palavra de ordem: “engajamento”! O resultado das."— Transcrição da apresentação:

1 Marketing Político Estratégico

2 Marketing Político Estratégico na era da informação e da inteligência. Palavra de ordem: “engajamento”! O resultado das urnas mostra a assertividade e a pertinência da comunicação com o público segmentado e a eficácia de uma campanha, nem sempre a eficiência. Nesse sentido, conhecer bem o público, criar seguidores e formar evangelizadores, faz toda a diferença.

3 Regras básicas para a campanha Atenção às midias sociais para buscar participação e engajamento. (Twitter, Orkut, Ning, Facebook, Youtube, etc.). 2 - Engajamento ocorre quando á co-responsabilidade. 3 - Abuse dos blogueiros e twitteiros, os verdadeiros formadores de opinião da nova comunicação digital marketing gera seguidores, formadores de opinião, e muita informação sobre o comportamento deles. A ferramenta foi a responsável por 2/3 da arrecadação da campanha de Obama. 5 - Seja objetivo. Mensagens curtas e claras são melhor absorvidas.

4 Estrutura do Marketing Político Estratégico DeepMind.

5 - Análise do Cenário - Levantamento de DADOS e Informações. - Análise crítica dos fatos. - Desenvolvimento dos processos de contra-inteligência. - Desenvolvimento dos processos retroalimentados.

6 Estrutura do Marketing Político Estratégico DeepMind. - Desenvolvimento do Mapa de Informações. - Alinhamento estratégico da campanha. - Quais ações serão realizadas e como? - Através de que meios engajaremos nosso eleitorado?

7 Estrutura do Marketing Político Estratégico DeepMind. - Psicodinâmica das cores e das formas. - Desenvolvimento das ações via: - Marketing. - Twitter. - Google e buscadores (SEO) - Demais mídias sociais.

8 Estrutura do Marketing Político Estratégico DeepMind. Análise e Mapeamento dos dados e informações Geração de Indicadores e INFORMAÇÕES Diferentes Interpretações Análise de mídia Alinhamento Estratégico Criatividade Desenvolvimento do Mapa de Informações Ações Estratégicas Retroalimentação Dados sobre Os Candidatos Dados sobre O Público Desenvolvimento criativo de cada ação em cada meio. Análise de Resultados

9 Análise de cenário: Situação Política: - Quem é o nosso candidato? - Como descrevê-lo pessoal e politicamente? - Quais projetos deram destaque ao nosso candidato? - Quais projetos geraram polêmica? - O que pode ser divulgado para fortalecer a plataforma? - O que precisa de continuidade e como será feita? - O que deu certo e o que deu errado em campanhas anteriores?

10 Análise de cenário: Alianças: - Quem são os principais aliados do nosso candidato? - Quais os interesses políticos e particulares de cada um deles? - O que os motiva? - O que depõe contra ou a favor? - Como engajá-los na campanha? - Quem são os principais aliados dos oponentes? - O que depõe contra ou a favor? - O que podemos fazer para anular o peso das principais alianças dos oponentes? Outras alianças ou construção de imagem semelhante?

11 Análise de cenário: Grade de Qualidades: - Quais as qualidades de cada candidato concorrente? - Quais qualidades lhes favorecem no processo? - Quais qualidades dos oponentes geram riscos ao nosso candidato, e qual o grau de importância desses riscos? - Quais qualidades podem ser projetadas em nosso candidato? - Como projetá-las caso não sejam características dele? - Como comunicar a projeção de forma positiva, anulando as vantagens dos oponentes? - Que riscos podem ser gerados e como evitá-los?

12 Análise de cenário: Grade de Defeitos: - Quais os defeitos de cada candidato? - Quais defeitos geram riscos para cada candidato? - Quais defeitos dos oponentes geram oportunidades ao nosso candidato, e como devemos torná-los públicos de forma positiva? - Quais defeitos do nosso candidato devem ser abafados? - Como abafá-los de forma positiva? - Como transformar defeitos em qualidades? - Que riscos corremos e como evitá-los?

13 Análise de cenário: Situação transformada em dados: - Qual a posição do nosso candidato? Baseado em que? - Quem está na frente? Baseado em que? - Há fatos concretos, especulações ou apenas impressões? - O que pode ser feito para melhorar ou reverter a situação? - O que os oponentes estão fazendo? - O que se sabe que planejam fazer? - O que pode ser descoberto e através de que meios? - O que oferece riscos, o que pode ser anulado e o que pode ser usado em nosso favor como alavanca?

14 Análise de cenário: Público: - Qual o perfil do público? - Qual o nível de acesso à comunicação digital? - Qual o nível de engajamento em ações digitais? - Como comprometê-los com o resultado da campanha? - Quais são os seus interesses? - É possível criar segmentos? - Como agrupá-los nesses segmentos? - Que tipo de comunicação deve ser usada, e como? - Qual a frequência aceitável de comunicação para cada segmento?

15 Inteligência e contra-estratégia: Ataques são comuns à quem está na dianteira. - O público de bom nível cultural não é suscetível à acusações, mas retém questionamentos. Por outro lado, a grande massa é altamente sugestionável, o que demanda cuidados. - Como usar ações de ataquem ou de questionamentos em favor do nosso candidato, sem contra-atacar? - Como colocar os pontos fracos dos oponentes em cheque, sem ataque explícito, usando contra-características? - Como interpretar impressões e transformá-las em dados úteis? - Como projetar a vitória, sem cantá-la antes da hora?

16 Comunicação: Resultado de pesquisas sobre interesse em comunicação: Dados consolidados através de pesquisas com público, baseado em princípios psicológicos de comunicação (DeepMind 2009).

17 Comunicação: Como comunicar para cada perfil de interesse: - Informações detalhadas atingem apenas 5% do público. - Material com informações em demasia, são consumidos por apenas 5% do público. Desses, aproximadamente ¼ são oponentes ativos. - Para este público, toda a informação é absorvida. - Votam de forma consciente e baseados em interesses públicos. - Costumam se engajar e multiplicar votos.

18 Comunicação: Como comunicar para cada perfil de interesse: - Para atingir a fatia dos 15% que lêem tópicos, a comunicação deve marcar fortemente os subtítulos e usar um símbolo forte para a chapa, para que façam a associação: Título + Tópico = Candidato X. - Para este público, Slogans surtem efeito, porém, o plataforma não é tão marcante, apesar de ser lembrada. - Buscam votar conforme seus interesses pessoais. - Acompanham e participam, mas não multiplicam votos.

19 Comunicação: Como comunicar para cada perfil de interesse: - Para atingir a fatia dos 60% que lêem apenas os títulos, deve-se somar à comunicação, CORES FORTES, que caracterizem a chapa. Cor + Título do Projeto = Candidato X (+Cor + número). - Este público não lembra e não associa a plataforma, mas projetos pontuais, e está sensível às cores e números. - São os mais sensíveis à projeção de vitória (votam em quem está ganhando)... - Numa eleição livre, em parte se abstém para evitar perdas psicológicas. Num processo obrigatório, escolhem quem está se projetando como vencedor.

20 Comunicação: Como comunicar para cada perfil de interesse: - O público de 20%, que normalmente descarta a comunicação, não lê sequer o título, porém, faz associação de CORES e NÚMEROS, gravando apenas a existência de uma chapa com tais características. - Se esta chapa se destaca das demais no impacto da comunicação, leva os votos desse público. - Não é sensível ao conteúdo, e num processo com voto livre normalmente se abstém. Num processo obrigatório anula o voto, vota em quem está ganhando, ou pode ser facilmente influenciável por amigos e por interesses próximos.

21 Comunicação: Como comunicar para cada perfil de interesse: - Algumas técnicas de comunicação podem colocar, num mesmo material, o conteúdo de consumo para cada perfil de público, através de elementos associativos. - Imagens falam mais que palavras. - Gerar proximidade de interesses traz resultado. - Mensagens curtas e objetivas, mesmo que em maior quantidade, são melhor absorvidas por todos. - Ao invés de 1 folder com 10 propostas, deve-se programar 10 folders com um tema em cada.

22 Principais Ferramentas Marketing Inteligente Dados: - Tratamento da base de dados. - Desenvolvimento de projetos para captação de base. Infra: - Ferramenta de ponta para gestão e envio. (Easymailing) Criação: - Desenvolvimento e gestão do cronograma de comunicação. - Desenvolvimento do conceito visual. - Desenvolvimento da estrutura html anti-anti-spam. Inteligência - Desenvolvimento do fluxo dos processos retroalimentados. - Apresentação dos relatórios sobre formadores de opinião e próximos passos.

23 Principais Ferramentas Twitter Dados: - Desenvolvimento de projetos para campanhas de captação de “Followers”. Criação: - Desenvolvimento do conceito visual. Inteligência - Monitoração da imagem. (Comentários positivos vs. comentários negativos.) - Gestão da imagem. (O que deve ser dito, quando e sob quais condições.) - Gestão dos formadores de opinião. (Quem são e como gerir sua participação.)

24 Principais Ferramentas Comunidade Ning + Blog Dados: - Desenvolvimento de projetos para campanhas de captação de “participantes”. Criação: - Desenvolvimento do conceito visual. - Criação e gestão do ambiente da comunidade no Ning. - Gestão do conteúdo para cada etapa da campanha. (Fotos, vídeos, e textos.) Inteligência - Gestão da imagem do candidato em outras comunidades no ambiente. - Gestão dos formadores de opinião. (Quem são e como gerir sua participação.)

25 Ações criadas sobre dados e fatos, surtem efeitos previsíveis. Ações criadas sobre impressões, geram riscos imprevisíveis.

26 DeepMind – A Inteligência por trás da tecnologia. Atendimento em todo o Brasil: Fone: (11)


Carregar ppt "Marketing Político Estratégico. Marketing Político Estratégico na era da informação e da inteligência. Palavra de ordem: “engajamento”! O resultado das."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google