A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Produto, Processo, Gestão e Informação. Sumário  Introdução Introdução  Tecnologia do Processo Tecnologia do Processo  Tecnologia de Gestão Tecnologia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Produto, Processo, Gestão e Informação. Sumário  Introdução Introdução  Tecnologia do Processo Tecnologia do Processo  Tecnologia de Gestão Tecnologia."— Transcrição da apresentação:

1 Produto, Processo, Gestão e Informação

2 Sumário  Introdução Introdução  Tecnologia do Processo Tecnologia do Processo  Tecnologia de Gestão Tecnologia de Gestão  Sistemática de Trabalho da Engenharia de Valor. Sistemática de Trabalho da Engenharia de Valor.

3 Introdução  Quando falamos em produtos, pensamos logo em bens materiais, físicos e tangíveis utilizados para consumo ou reprodução de outros bens.  Quando o assunto são serviços, imaginamos algo difícil de mensurar, algo intangível.  Um produto é o resultado de um processo de transformação algo a que se agrega valor.

4  Podemos definir tecnologia como a comercialização da ciência; a evolução cientifica que é colocada em cada produto ou serviço.  O desenvolvimento ou aprimoramento de uma tecnologia, só se da quando necessário. Tecnologia do Produto

5 Metodologia PRP (Processo de Realização do Produto)  O fluxo de uma empresa pode ser representado como um conjunto de entradas, que são processadas gerando um conjunto de saídas, ligado por uma realimentação, ou feedback.

6  A missão da empresa é o que ela se propõe ser dentro da estratégia de atuação que gerou sua formação.  O desejo do consumidor é aquilo que o cliente deseja receber como resultado de uma transação com a empresa.  Quanto ao time de desenvolvimento, a empresa deve pensar, como irá formar uma equipe para gerir o desenvolvimento do novo produto Primeira Fase do PRP – por onde começar?

7 Na falta desse processo... Ou mal realizado...

8 Segunda Fase do PRP e o Desenvolvimento Conceitual do Produto  No inicio da segunda fase, temos a definição dos requisitos funcionais do produto, dado como exemplo, os conceitos de engenharia de valor.  Ex: A função principal do carro pode ser transportar pessoas. Tanto um Rolls-Royce quanto um Fusca estão cumprindo sua função. Só que o Rolls-Royce, existe também a função de status agregada. Há uma grande diferença entre os carros, quanto ao valor agregado.

9  No desenvolvimento de um produto, é necessário que haja a geração de múltiplos conceitos.  A técnica do brainstorming foi desenvolvida para que sejam obtidas soluções de problemas que não estejam presas aos paradigmas vigentes. Terceira Fase do PRP e o Desenvolvimento Conceitual do Produto Alex Osborn

10  Tecnicamente o projeto já se encontra definido.  Os materiais já se encontram definidos na seleção de matérias, o que permite o suprimento.  A determinação do método de produção.  Ao fim desta fase deveremos ser capazer de responder se o conceito desenvolvido atende às necessidades do cliente. Quarta Fase do PRP e o Desenvolvimento Conceitual do Produto

11  Executar análises de engenharia. Devem ser utilizadas técnicas modernas e melhores práticas, por exemplo: Novas formas de encarar um projeto.  Executar análises de desempenho. Quinta Fase do PRP e o Desenvolvimento Conceitual do Produto  Nas análises dos processos de manufatura atuais utilizam-se simulações de sistemas produtivos, na maioria das simulações, são feitas por softwares.

12  Na análise detalhada de custos é feita a preparação dos padrões de custo.  Muito utilizada para essa análise é a técnica dos custos por atividade, também conhecido como Custo ABC.

13  Na manufatura e teste dos protótipos, as empresas líderes de mercado, fazem essa fase de pré-produção a mais curta possível.  Quando terminamos a manufatura dos protótipos, devemos ser capazes de responder à seguinte pergunta para passar a próxima fase:  “O projeto conseguiu atender às necessidades do cliente?”  E a pergunta final do consumidor é:  “O produto é aquilo que eu quero?”  É por isso que no diagrama PRP existe a ligação constante “respostas dos clientes e mercado”. Últimas Fases do PRP e Feedback

14  Em uma organização voltada para processos, o bom entendimento de todos reflete em bons resultados, pois eles são cuidadosamente projetados.  Processo: É uma reunião de tarefas ou atividades isoladas para alcançar certos resultados.  Existem categorias para os processos dependendo de sua função. Tecnologia do Processo

15  Processos produtivos: Quando deles resulta um produto final ou um componente dele.  Processos administrativos: Cujo objetivo é a geração de informações ou decisões que influenciam a gestão da empresa.  Processos comerciais: É aquele cujo resultado é a ação do consumidor, dando-lhe acesso a um bem ou serviço. Categoria de Processos

16 Noções da Teoria Geral de Sistemas  Na teoria geral dos sistemas (TGS), o sistema necessita de três elementos para funcionar: a entrada (input), um processo e uma saída (output).

17 Classificações e Características dos Sistemas  Sistemas abertos: É quando é dependente de outros sistemas (TV, Poluição,tomada de decisão).  Sistemas fechados: São aqueles que não necessitam nem de entrada e nem de saída.  Sistemas de resultados indiretos: É aquele em que o produto deve se tornar o melhor possível.  Sistema de Resultado desconhecido: É quando podemos prever o resultado, porém podem ocorrer inúmeros fatores que modificam o resultado.

18 Características em comum:  1° - Eles trabalham harmoniosamente entre si formando um todo.  2° - O sistema não é a soma das partes, ele tem propriedades próprias definidas por sua organização.  3° - Um componente defeituoso afeta o sistema inteiro.  4° - Os sistemas funcionam em relação a seu meio ambiente, do qual eles dependem para sua manutenção e afetam com o que produzem.  Equilíbrio Dinâmico  Sistemas progressivos

19 Administração de Sistemas  É a aplicação dos conhecimentos administrativos ao projeto e à criação integral de um sistema complexo.  O segredo na utilização é o administrador evitar a chamada subotimização, aonde você não coloca nem detalhes com exageros para mais ou para menos, pois pode comprometer o resultado.

20  O processo é um conjunto de atividades que muitas vezes não pertencem a uma só área, para facilitar a análise, deve ser feita a criação de grupos multifuncionais de trabalho, com representantes de todas as áreas envolvidas.  Processos Operacionais  Processos Gerenciais e Suporte Administração de Processos

21 Metodologia de OSBORN  Outra forma de análise do processo pelos grupos de trabalho é a metodologia de OSBORN.  Ela é dividida nas seguintes fases:  Orientação  Preparação  Análise  Criação de Alternativas  Seleção  Venda da Solução

22  A empresa moderna por assim, dizer, da era da informação, procura constantemente novas formas de se auto administrar  Gestão ou Administração é o processo de conseguir que as atividades sejam feitas de forma eficiente e eficaz sendo assim por meio de outras pessoas, lembrando que as funções do administrador e planejar, organização, direção e controle. Tecnologia de Gestão

23 Evolução Histórica das Tecnologias de Gestão  Taylor utilizava métodos científicos para determinar o melhor modo de executar cada tarefa.  Selecionar a pessoa mais adequada para cada trabalho, treinar o trabalhador para executar o trabalho corretamente

24 Evolução Histórica das Tecnologias de Gestão  Fayol baseava se em 14 princípios que ele julgava universais e que podiam ser ensinada a todos os administradores.  As funções de todos os gerentes eram cinco: planejar, organizar, comandar, coordenar e controlar.

25 Evolução Histórica das Tecnologias de Gestão  Max Weber descreve a burocracia, teoria de administração baseada em sistemas racionais legais de autoridade, divisão do trabalho, autoridade hierarquia, seleção formal, regras e regulamentos formais, impessoalidade e careiras orientadas.  Durante a década de 1930 teve inicio o movimento de relações humanas sendo com teóricas formas Elton Mayo e Maslow.

26  Aplicação da pesquisa operacional, tendo a teoria dos sistemas, portanto começa a se destacar á medida que as empresa passam a ser vistas e estudadas como sistemas aberto. Tecnologia de Gestão Atual

27 Tecnologia de gestão  O trabalho em grupos autônomos ou semi- autônomos, com os trabalhadores se auto planejando e se responsabilizando pelo cumprimento das metas da empresa teve com isso o surgimento da era do conhecimento.  As empresas da era do conhecimento terão uma estrutura organizacional influenciada pela competição global, entretanto as empresas não poderão trabalhar como fazem as empresas atualmente dentro de uma hierarquia de conhecimento.

28 Tecnologia da Informação  A evolução dos computadores decorrente do desenvolvimento de microprocessadores cada vez mais potentes colocou-nos numa fase em que a gestão do fluxo de informação de bens intangíveis passa a ser mais importante que a gestão dos bens tangíveis como estoque e instalações.  Os recursos de informação incluem mais do que a informação em si que é mesmo tempo entrada e saída do sistema.

29 Dados  Com o aumento constante de sua capacidade de processamento, os computadores passaram a usar base de dados cada vez maiores. A quantidade de dados disponíveis cresce exponencialmente.

30 Especialista de Informações  O aparecimento de uma tecnologia traz sempre consigo o surgimento de especialistas que ou são seus criadores, ou formam treinados e desenvolvidos para fazê-la funcionar.  Hoje temos os especialistas em hardware, pessoal que projeta, constrói.  E os especialistas em software são os que definem os modelos matemáticas que serão transformados em linguagem que o computador possa entender.

31 Usuários da Informação  O verdadeiro Impacto da revolução da informação é medido pela extensão que esta ocupada na vida do cidadão comum, que passa cada vez mais a ser ele próprio, um usuário da informação.  Nas empresas surge o colaborador do conhecimento com domínio sobre as novas formas de obtenção dos objetivos organizacionais principalmente a partir da tecnologia de informação.

32 Sistemática de Trabalho da Engenharia de Valor  As técnicas mais comuns para desenvolvimento da criatividade (ou melhor reencontro com elas) são:  Métodos Heurísticos (Osborn)  1° serie de perguntas: Que, Quem, Por que, Quando, Onde, Como.  2° serie de perguntas: Destinar a outros fins, Adaptar, Modificar, Ampliar, Reduzir, Substituir, Recompor, Inverter.

33  Técnica de Grupo de Gordon  Brainstorm (Osborn)  Brainstorm Individual  Fase de Avaliação  Estabeleça o custo de cada idéia  Desenvolva alternativas de Funções  Fase de investigação  Consulte especialistas  Fase de Recomendação

34 Componentes do Grupo Andrei Carreira de Souza Vitor Carvalho Leite Ronaldo Vicente Pavan Sergio Junior Klippel


Carregar ppt "Produto, Processo, Gestão e Informação. Sumário  Introdução Introdução  Tecnologia do Processo Tecnologia do Processo  Tecnologia de Gestão Tecnologia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google