A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Pesquisa em Serviço Social  O que é pesquisa?  Por que fazer pesquisa?  O que é necessário para fazer uma pesquisa?  Por que elaborar um projeto de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Pesquisa em Serviço Social  O que é pesquisa?  Por que fazer pesquisa?  O que é necessário para fazer uma pesquisa?  Por que elaborar um projeto de."— Transcrição da apresentação:

1 Pesquisa em Serviço Social  O que é pesquisa?  Por que fazer pesquisa?  O que é necessário para fazer uma pesquisa?  Por que elaborar um projeto de pesquisa?  Quais os elementos de um projeto de pesquisa?  Como formular um problema de pesquisa?  O que são hipóteses?  Como podem ser classificadas as hipóteses?  Como chegar a uma hipótese?  Como classificar uma pesquisa?

2 O que é pesquisa?  “Procedimento racional e sistemático que tem como objetivo proporcionar respostas aos problemas ” (Gil).  Pesquisar é procurar respostas para inquietações, ou para um problema;  “Atividade básica das ciências na sua indagação e descoberta da realidade. É uma atitude e uma prática de constante busca que define um processo intrinsecamente inacabado e permanente” (Minayo);

3 Por que fazer pesquisa?  Razões de ordem intelectual – pesquisas acadêmicas. Gerar conhecimentos novos úteis para o avanço da ciência sem aplicação prática prevista. Envolve verdades e interesses universais.  Razões de ordem prática – pesquisas elaboradas para a solução de problemas práticos. Gerar conhecimentos para aplicação prática dirigidos à solução de problemas específicos. Envolve verdades e interesses locais

4 O que é necessário para fazer uma pesquisa?  Qualidades pessoais do pesquisador 1 – conhecimento do assunto a ser pesquisado 2 – curiosidade 3 – criatividade 4 – integridade intelectual 5 – atitude autocorretiva 6 – sensibilidade social 7 – imaginação disciplinada 8 – perseverança e paciência 9 – confiança na experiência  Recursos humanos, materiais e financeiros

5 Por que elaborar um projeto de pesquisa?  Por que toda a atividade racional e sistemática – a pesquisa – exige que as ações desenvolvidas ao longo do processo sejam efetivamente planejadas.  Planejamento: é a primeira fase da pesquisa.  O projeto é o documento que irá explicitar as ações a serem desenvolvidas ao longo do processo de pesquisa. Esclarece acerca do que será pesquisado. Um projeto só pode ser definitivamente elaborado quando se tem o problema claramente formulado, os objetivos bem determinados, assim como o plano de coleta de análise dos dados.

6 Quais os elementos de um projeto de pesquisa?  1 – Formulação do problema  2 – construção de hipóteses ou especificação dos objetivos  3 – identificação do tipo de pesquisa  4 – operacionalização das variáveis  5 – elaboração dos instrumentos e determinação da estratégia de coleta de dados  6 – determinação do plano de análise dos dados  7 – previsão da forma de apresentação dos resultados  8 – cronograma da execução da pesquisa  9 – definição dos recursos humanos, materiais e financeiros a serem alocados.

7 Como formular um problema de pesquisa?  Segundo o dicionário Aurélio problema significa: - questão matemática proposta para que se lhe dê a solução; - questão não solvida e que é objeto de discussão, em qualquer domínio do conhecimento; - proposta duvidosa que pode ter numerosas soluções; - qualquer questão que dá margem à hesitação ou perplexidade, por ser difícil de explicar ou resolver; - conflito afetivo que impede ou afeta o equilíbrio psicológico do indivíduo.

8 Como formular um problema de pesquisa?  1 – Complexidade da questão A formulação de um problema está relacionada à criatividade do pesquisador. Não exige que esse adote procedimentos rígidos e sistemáticos. Por outro lado, a imersão sistemática no objeto, o estudo da literatura existente e a discussão com pessoas que acumulam significativa experiência prática no campo de estudo ajudam muito.  2 – O problema deve ser formulado como pergunta A escolha do tema por si só não constitui um problema. Ao formular perguntas sobre o tema, provoca-se sua problematização.  3 – O problema deve ser claro e preciso Um problema não pode ser solucionado se não for apresentado de maneira clara e precisa. Ex.: “Como funciona a mente?” – Esse problema não pode ser proposto para pesquisa porque não está claro a que se refere. “Que mecanismos psicológicos podem ser identificados no processo de memorização?” – reformulação da pergunta anterior.

9 Como formular um problema de pesquisa?  4 – O problema deve ser empírico Um problema científico não deve referir-se a valores pois conduzem a julgamentos morais e a considerações subjetivas, invalidando os propósitos da investigação científica, que tem a objetividade como uma das mais importantes características.  5 – O problema deve ser suscetível de solução Para formular adequadamente um problema, é preciso ter domínio dos instrumentos adequados a sua solução. Caso contrário, o melhor será proceder a uma investigação acerca dos métodos de pesquisa necessários.  6 – O problema deve ser delimitado a uma dimensão variável A delimitação do problema guarda estreita relação com os meios disponíveis para investigação.

10 Tipos de problemas: exemplificações  1 – “Como fazer para melhorar os transportes urbanos?” “O que pode ser feito para melhorar a distribuição de renda?” “Como aumentar a produtividade no trabalho?”  2 – “Qual a melhor técnica psicoterapêutica?” “É bom adotar jogos e simulações como técnicas didáticas?” “Os pais devem dar palmadas nos filhos?”  3 – “Em que medida a escolaridade determina a preferência político-partidária?” “A desnutrição determina o rebaixamento intelectual?”

11 Tipos de problemas: exemplificações  1 - “Como fazer para melhorar os transportes urbanos?” “O que pode ser feito para melhorar a distribuição de renda?” “Como aumentar a produtividade no trabalho?” Nenhum destes constitui rigorosamente um problema científico, pois, sob a forma em que são propostos, não possibilitam a investigação segundo os métodos próprios da ciência.  Kerlinger – define os problemas acima como “problemas de engenharia”. Refere-se a como fazer algo de maneira eficiente.

12 Tipos de problemas: exemplificações  2 - “Qual a melhor técnica psicoterapêutica?” “É bom adotar jogos e simulações como técnicas didáticas?” “Os pais devem dar palmadas nos filhos?” Também não são problemas científicos e sim “problemas de valor”, uma vez que indagam se uma coisa é boa, má, desejável, indesejável, certa ou errada.  A pesquisa científica não pode dar respostas a questões de “engenharia” e de valor, porque sua correção ou incorreção não é passível de verificação empírica.

13 Tipos de problemas: exemplificações  3 - “Em que medida a escolaridade determina a preferência político-partidária?” “A desnutrição determina o rebaixamento intelectual?” Todos esses problemas envolvem variáveis suscetíveis de observação e de manipulação.  Um problema é de natureza científica quando envolve variáveis que podem ser tidas como testáveis.  O problema de pesquisa pode ser determinado por razões de ordem prática ou de ordem intelectual.

14 Exercícios 1) Indique a relevância teórica e prática de uma pesquisa que tenha por objetivo investigar a predisposição que as pessoas possam ter para sofrer acidentes no trabalho. 2) Analise em que medida as atitudes enunciadas abaixo podem ser prejudiciais ao desenvolvimento de pesquisas científicas:  Dogmatismo  Desinteresse por problemas sociais  Impaciência 3) Localize um relatório de pesquisa e identifique as fases seguidas em seu desenvolvimento 4) Estima-se que cerca de 95% das verbas destinadas à pesquisa nos países desenvolvidos são aplicados no campo das ciências naturais. Analise as implicações sociais dessa situação. 5) Desenvolva uma pesquisa que possa ser classificada como pura ou aplicada.


Carregar ppt "Pesquisa em Serviço Social  O que é pesquisa?  Por que fazer pesquisa?  O que é necessário para fazer uma pesquisa?  Por que elaborar um projeto de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google