A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sistema de RSU. Engenharia Ambiental 2 Sistema de RSU  Um sistema é formado por um conjunto de elementos que interagem entre si para atingir um objetivo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sistema de RSU. Engenharia Ambiental 2 Sistema de RSU  Um sistema é formado por um conjunto de elementos que interagem entre si para atingir um objetivo."— Transcrição da apresentação:

1 Sistema de RSU

2 Engenharia Ambiental 2 Sistema de RSU  Um sistema é formado por um conjunto de elementos que interagem entre si para atingir um objetivo específico.  No campo do saneamento básico existem quatro sistemas que são os de esgotamento sanitário, abastecimento de água, drenagem urbana e RSU.  Os componentes básicos normalmente encontrados em um sistema de RSU são: geração, acondicionamento, coleta, transporte, tratamento e disposição final.

3 Engenharia Ambiental 3 Geração  O sistema de RSU inicia-se na geração dos resíduos. Esta é uma das etapas mais importantes do processo, pois quando sofre alterações todo o sistema é impactado.  As atividades responsáveis pela geração dos RSU dependem dos tipos de resíduos analisados.  A construção civil, por exemplo, gera resíduos cuja composição é bastante diferente dos gerados pelas demais atividades urbanas.  A quantidade e a composição dos RSU gerados em um centro urbano dependem principalmente de fatores demográficos e socioeconômicos.

4 Engenharia Ambiental 4 Geração  Esta é a etapa ideal para investimentos na implementação de medidas preventivas que visem à minimização ou até, em alguns casos, a eliminação da geração de resíduos.  O sucesso de ações que evitem a geração excessiva contribui enormemente para a redução dos custos de todo o serviço de limpeza urbana.

5 Engenharia Ambiental 5 Acondicionamento  A etapa de acondicionamento inicia-se imediatamente após a geração dos resíduos sólidos.  O acondicionamento adequado dos resíduos sólidos proporciona tem como principais benefícios: –Facilitar a coleta e o transporte; –Evitar acidentes; –Evitar a atração de animais e a proliferação de vetores de doenças; –Minimizar o impacto visual e o mau-cheiro.

6 Engenharia Ambiental 6 Acondicionamento  Existe uma gama bastante variada de recipientes para o acondicionamento de resíduos sólidos.  Os sacos plásticos devem seguir algumas especificações regulamentadas pela norma NBR da ABNT. A norma especifica a resistência, o volume (20, 30, 50 ou 100 litros).  A capacidade dos contêineres de plástico varia de 120 a 360 litros e a dos metálicos vai de 760 a 1100 litros.

7 Engenharia Ambiental 7 Acondicionamento Fonte:

8 Engenharia Ambiental 8 Coleta e transporte  Após as etapas de geração e acondicionamento os resíduos sólidos devem ser coletados e transportados até uma estação de transferência, um local onde passará por um tratamento ou a uma área de disposição final.  A responsabilidade por essa fase do sistema de RSU é das prefeituras, com exceção dos grandes geradores. Nesses casos, o próprio gerador deve responsabilizar-se, ou contratar uma empresa especializada para manejar adequadamente os seus resíduos.

9 Engenharia Ambiental 9 Coleta e transporte  Na coleta de RSD são utilizados normalmente caminhões que podem ser de dois tipos, compactadores ou não-compactadores.  Um tipo de coleta que apresenta algumas diferenças em relação à coleta comum é a seletiva. Esta visa à recuperação de materiais recicláveis.  O modelo mais empregado no Brasil é a coleta seletiva porta-a- porta. Geralmente essa coleta é feita uma vez por semana, e utilizam-se veículos com mistura ou sem mistura dos resíduos diferentes.

10 Engenharia Ambiental 10 Coleta e Transporte Fonte:

11 Engenharia Ambiental 11 Coleta e transporte  Os resíduos recicláveis podem ainda ser coletados em Pontos de Entrega Voluntária (PEV’s). Nesses locais a população deposita os seus resíduos previamente separados obedecendo ao código de cores estabelecido pela resolução do CONAMA nº 275 de 25 de abril de Fonte:

12 Engenharia Ambiental 12 Coleta e transporte

13 Engenharia Ambiental 13 Tratamento  De modo geral a etapa de tratamento dos resíduos sólidos tem por objetivo reduzir o volume ou o potencial poluidor, ou ainda, promover a recuperação dos materiais.  No caso dos RSU as formas de tratamento mais comuns são a reciclagem, a compostagem e os tratamentos térmicos.  A reciclagem pode ser considerada um processo de beneficiamento dos resíduos pelas indústrias especializadas que promove o seu retorno ao ciclo produtivo, como matéria-prima para processos diversos.  As principais vantagens desse tipo de tratamento são: preservação dos recursos naturais, economia de energia, economia no transporte dos resíduos até a disposição final, geração de empregos e renda e conscientização da população sobre questões ambientais.

14 Engenharia Ambiental 14 Tratamento Fonte: Vista geral de uma usina de reciclagem de RCD, em Belo Horizonte (MG). Fonte:

15 Engenharia Ambiental 15 Tratamento  Normalmente os materiais recicláveis são segregados da seguinte maneira: –Papel e papelão –Plástico duro (PVC, PEAD, PET) –Plástico filme (PEBD) –Garrafas inteiras –Vidro claro, escuro e misto –Metal ferroso (latas, chapas) –Metal não-ferroso (alumínio, cobre,chumbo)

16 Engenharia Ambiental 16 Compostagem  A compostagem é utilizada para tratar a porção orgânica dos resíduos. O produto final desse processo é um material estabilizado chamado de composto orgânico.  A compostagem pode ser dividida em duas fases distintas. –A bioestabilização onde a massa de resíduos pode chegar a cerca de 65°C, e posteriormente estabiliza-se na temperatura ambiente. (60 dias) –Na maturação ocorre a mineralização da matéria orgânica (30 dias).

17 Engenharia Ambiental 17 Tratamento térmico  Incineração: –Degradação térmica com excesso de oxigênio e temperaturas variando de 800°C 1400°C;  Pirólise: –Degradação térmica com ausência de oxigênio e temperaturas de 600°C a 1200°C;  Auto clavagem: –Esterilização em condições de temperatura e pressão altas;  Microondas: –Esterilização a altas temperaturas em grandes fornos de microondas;  Radiação ionizante: –Esterilização por incidência de raios gama.  As principais desvantagens desse tipo de tratamento são o seu alto custo e o potencial poluidor pela emissão de gases tóxicos, em alguns casos.

18 Engenharia Ambiental 18 Disposição Final  Nessa fase os resíduos coletados devem ser depositados em locais apropriadamente preparados para recebê-los evitando impactos negativos ao meio ambiente e a saúde pública.  Os lixões apresentam grande potencial poluidor do solo, do ar e das águas superficiais e subterrâneas. Além disso, acarretam problemas sociais devido à atração de catadores.

19 Engenharia Ambiental 19 Disposição final  As formas mais adequadas são os aterros que podem ser controlado ou sanitário  Nos aterros controlados os resíduos são depositados diretamente sobre o solo, que raramente é impermeabilizado, e recobertos periodicamente com camadas de terra.  Os aterros sanitários os resíduos são dispostos sobre o solo previamente impermeabilizado e recobertos com camadas de material inerte, geralmente solo.

20 Engenharia Ambiental 20 Disposição final Esquema de um aterro sanitário. Fonte:

21 Engenharia Ambiental 21 Disposição final Aterro sanitário. Fonte:

22 Engenharia Ambiental 22 Disposição final Aterro sanitário. Fonte:

23 Engenharia Ambiental 23 Disposição final  Além dos aterros, existem outras duas formas comuns de disposição de RSI. A primeira é conhecida como landfarming.  Utilizada para derivados de petróleo e compostos químicos orgânicos que são misturados a uma camada superficial do solo (15 a 20 cm) e decompostos por microrganismos do próprio solo.

24 Engenharia Ambiental 24 Disposição final  Barragem de rejeitos é utilizada para dispor resíduos líquidos e pastosos, cujas características impedem que sejam tratados como efluentes líquidos. Nesse caso, são lançados sobre o solo devidamente impermeabilizado.


Carregar ppt "Sistema de RSU. Engenharia Ambiental 2 Sistema de RSU  Um sistema é formado por um conjunto de elementos que interagem entre si para atingir um objetivo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google