A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Unidade 3- Administração na Idade Média. 1- Introdução A Idade Média se estende desde a queda do Império Romano em 476 d.C. até a queda de Constantinopla.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Unidade 3- Administração na Idade Média. 1- Introdução A Idade Média se estende desde a queda do Império Romano em 476 d.C. até a queda de Constantinopla."— Transcrição da apresentação:

1 Unidade 3- Administração na Idade Média

2 1- Introdução A Idade Média se estende desde a queda do Império Romano em 476 d.C. até a queda de Constantinopla pelos turcos otomanos em 1453 d.C. A Idade média Européia divide-se em duas etapas bem distintas: a Alta Idade Média e a Baixa Idade Média.

3 2- Alta Idade Média A Alta Idade Média vai da formação dos reinos germânicos a partir do século V, até a consolidação do feudalismo, entre os séculos IX e XI. Quando desapareceu o poder do Império Romano do Ocidente, a Igreja Católica arrogou-se a supremacia universal. O papa foi reconhecido como a autoridade máxima a quem deveriam ser submetidos os poderes temporais. A progressiva conversão dos bárbaros ao cristianismo fez da Igreja a instituição mais importante da Idade Média.

4 2- Alta Idade Média Surgiu o feudalismo, que caracterizou-se pela estruturação da sociedade com base na relação jurídica denominada vassalagem, estabelecida entre o senhor feudal e o vassalo ou servo. Do ponto de vista econômico e social, o feudalismo acarretou a divisão da sociedade em duas classes: a nobreza e o campesinato, cuja subordinação foi se transformando em relação de servidão.

5 3- Baixa Idade Média A Baixa Idade Média vai desde a consolidação do feudalismo, entre os séculos IX e XI até o século XV. Essa etapa é caracterizada pelo crescimento das cidades, pela expansão territorial e pelo florescimento do comércio. A partir do século XI a organização feudal da sociedade passou a dar lugar a uma nova ordem, onde o papel econômico passou para a burguesia urbana.

6 3- Baixa Idade Média O crescimento demográfico e econômico propiciou a expansão territorial dos reinos cristãos, principalmente na Península Ibérica. Também se abriram ao comércio grandes horizontes marítimos, com o Mar Mediterrâneo. Todavia, as guerras, a fome e a peste reduziram a um terço o total da população européia. A tomada de Constantinopla pelos turcos selou o fim do comércio pelo Mediterrâneo. Desta forma a burguesia européia se obrigada a buscar novas rotas comerciais, que levou ao progresso das técnicas de navegação e possibilitou os grandes descobrimentos.

7 4- Religiosidade Uma das mais fortes características da Idade Média é sua intensa religiosidade. Para o homem medieval, o fator religioso e a esfera do sagrado faziam parte da vida cotidiana. O forte apelo da religião levou as pessoas de todas as regiões da Europa a formarem a consciência de um povo único em função da ordem celeste para construir uma cristandade.

8 5- Trabalho Na Idade Média o trabalho era realizado pelo servo. Na servidão os servos são ligeiramente mais livres que os escravos. O servo podia sair das terras do senhor quando quisesse, desde não tivesse dívidas.

9 6- Igreja Católica Pelo fato de ter sido a única que resistiu às grandes invasões dos bárbaros, mantendo a sua organização e servindo de apoio às populações amedrontadas, a Igreja Católica Romana tornou-se rapidamente a instituição mais importante da Idade Média. A Igreja herdou muitas tradições administrativas dos romanos, a administração dos territórios foi uma dessas heranças.

10 6- Igreja Católica Assim, a Igreja Católica tornou-se a organização formal mais velha do mundo. Com sua simplicidade e eficiência, essa estrutura permitiu à Igreja se espalhar pelo mundo todo, quase sem concorrência, que só viria com a Reforma Protestante.

11 7- Sistema Feudal O feudalismo tem origem na desintegração da escravidão romana e na formação dos reinos bárbaros. As principais características do feudalismo são: - Declínio das atividades comerciais, artesanais e urbanas. - Hierarquização social por meio dos estamentos. - Descentralização do poder político em torno dos senhores feudais. - Trabalho dos servos, que suportavam todos os serviços de subsistência da sociedade.

12 7- Sistema Feudal Dois aspectos permitiram o surgimento do feudalismo: - A auto-suficiência da cidade quanto as suas necessidades; - A necessidade de proteção contra possíveis inimigos ou assaltantes.

13 7- Sistema Feudal A feudalização foi um processo de distribuição de terras entre os senhores e a simultânea transformação dos trabalhadores rurais em servos. Em seus momentos iniciais, o feudalismo promoveu grande desenvolvimento das técnicas e dos instrumentos de produção. O aparecimento do arado de ferro, ao lado de outras realizações materiais, assinalaram esse progresso na produção agrícola.

14 8- Artesanato Doméstico O feudalismo passou a ceder espaço cada vez maior para o artesanato doméstico, a primeira forma de produção industrial. Sua característica principal era a produção independente e de caráter familiar. O artesão passou a ser o produtor e tornou-se proprietário de todos os meios de produção, como instalações, ferramentas, equipamentos e matéria-prima.

15 8- Artesanato Doméstico Não havia divisão do trabalho ou especialização para a confecção de algum produto. Nesse período, a produção artesanal estava sob controle das corporações de ofício. Um mestre artesão produzia e controlava diaristas e aprendizes.

16 9- Manufatura A segunda forma de produção industrial foi a manufatura, como resultado da ampliação do consumo, o que levou o artesão a aumentar consideravelmente sua produção. Mas, para dedicar-se inteiramente à produção, o artesão passou a depender do comerciante.

17 9- Manufatura Para atender ao gradativo aumento das vendas, o comerciante passou a contratar vários artesãos para distribuir a matéria- prima entre eles e realizar a produção necessária para suas vendas. Aos poucos, o comerciante transformou-se em manufatureiro (de intermediário a proprietário) e passou a aumentar seu capital e ampliar gradativamente a atividade dos artesãos, como dar acabamento dos tecidos, tingir, tecer, fiar...

18 9- Manufatura Ao longo do tempo, cada trabalhador foi aos poucos realizando uma específica etapa da produção. Essa divisão social do trabalho aumentou significativamente a produtividade. A produção por meio da manufatura foi responsável pela ampliação do mercado consumidor e pelo desenvolvimento do comércio monetário.


Carregar ppt "Unidade 3- Administração na Idade Média. 1- Introdução A Idade Média se estende desde a queda do Império Romano em 476 d.C. até a queda de Constantinopla."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google