A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

INDICAÇÃO MAMOGRAFIA - ULTRA-SONOGRAFIA CAPACITAÇÃO EM MAMOGRAFIA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "INDICAÇÃO MAMOGRAFIA - ULTRA-SONOGRAFIA CAPACITAÇÃO EM MAMOGRAFIA."— Transcrição da apresentação:

1 INDICAÇÃO MAMOGRAFIA - ULTRA-SONOGRAFIA CAPACITAÇÃO EM MAMOGRAFIA

2 OBJETIVOS Reconhecer as indicações da mamografia e da ultra-sonografia mamária Identificar as situações em que há indicação de complementar a mamografia com a ultra-sonografia

3 MAMOGRAFIA DE ALTA RESOLUÇÃO Vantagens ─ Tecnologia bem conhecida, amplamente utilizada e testada ─ Real capacidade de detectar lesões não palpáveis ─ S = 93,1%, E = 94,2% - Radiology 1990; 175: ─ S = 68 a 88%, E = 82 a 98% - Radiology 2002; 225: ─ Custo - $ a $ Desvantagem ─ Utiliza radiação ionizante

4 MAMOGRAFIA DE ALTA RESOLUÇÃO Requisitos técnicos - Portaria 453 MS ─ Gerador de alta freqüência ─ Anódio - molibdênio e/ou ródio ─ Filtro - molibdênio e/ou ródio ─ Controle automático de exposição ─ Foco 0,3 e 0,1 mm (para ampliação) ─ Dispositivos para compressão Processadora, filme, écran Técnica radiológica

5 MAMÓGRAFO DE ALTA RESOLUÇÃO HC III 1994 HC III 2000

6 INDICAÇÕES Mamografia para rastreamento ─R─Realizada de rotina em mulheres assintomáticas ─O─Outras situações de rotina ▪P▪Pré TRH ▪P▪Pré-operatório de mastoplastia ▪S▪Seguimento - cirurgia conservadora e mastectomia

7 Literatura, American College of Radiology, Sociedade Brasileira de Mastologia ─ Mamografia anual, para mulheres a partir de 40 anos Literatura, Consenso MS-INCA ─ Mamografia com intervalo máximo de dois anos, para mulheres entre 50 e 69 anos PERIODICIDADE DA MAMOGRAFIA

8

9 Ações recomendadas para rastreamento em mulheres assintomáticas ─ Exame clínico das mamas a partir de 40 anos ─ Mamografia para mulheres entre 50 a 69 anos, com intervalo máximo de dois anos ─ Exame clínico das mamas e mamografia anual, a partir de 35 anos, para mulheres do grupo de risco MS - INCA - CONSENSO - Abril 2004

10 INDICAÇÕES Mamografia diagnóstica ─P─Pacientes com sinais e sintomas para câncer de mama (nódulo, espessamento, descarga papilar) ─O─Outras situações diagnósticas ▪C▪Controle radiológico de lesão Categoria 3 ▪M▪Mama masculina

11 ULTRA-SONOGRAFIA Vantagens – Não utiliza radiação ionizante – Tecnologia bem conhecida, amplamente utilizada e testada Custo - $ a $ (realiza outros exames) Desvantagem – Não detecta microcalcificações

12 ULTRA-SONOGRAFIA MAMÁRIA Requisitos técnicos ─ Sonda linear ─ Alta freqüência - 7,5 a 13 MHz ─ Multifreqüencial ─ Multifocal

13 HC III 2005

14 Rastreamento Não existem ensaios clínicos comprovando a eficácia da ultra-sonografia como método de rastreamento do câncer de mama ULTRA-SONOGRAFIA MAMÁRIA - INDICAÇÕES

15 Diagnóstica –Cisto x sólido –Nódulo palpável sem expressão mamográfica (mama densa, localização em “áreas cegas”) –Paciente jovem com nódulo palpável –Doença inflamatória - abscesso –Coleções líquidas - hematoma - seroma –Avaliação de implantes –Alterações na mama no ciclo grávido-puerperal ULTRA-SONOGRAFIA MAMÁRIA - INDICAÇÕES

16 ULTRA-SONOGRAFIA - LESÕES Lesões ─ Nódulo sólido ─ Nódulo cístico ─ Nódulo misto ─ Coleções

17 ULTRA-SONOGRAFIA - LESÕES Características ultra-sonográficas de malignidade ─ Nódulo sólido, hipoecóico ─ Ecotextura heterogênea ─ Parede irregular ou microlobulada ─ Atenuação posterior ─ Eixo anteroposterior > eixo tranverso (mais alto que largo) ─ Hipervascular

18

19

20

21

22

23

24 COMPLEMENTAÇÃO MAMOGRAFIA - ULTRA-SONOGRAFIA Complementação adequada ─ Nódulo palpável não identificado na mamografia (alta densidade do parênquima mamário ou localização em zonas “cegas”) ─ Nódulo que pode ser um cisto (palpável ou não palpável) ─ Assimetria difusa ou área densa difusa que pode representar parênquima mamário, lesão sólida ou lesão cística

25 Nódulo palpável sem expressão na mamografia

26 Nódulo que pode ser cisto

27

28 Área densa

29 Assimetria difusa

30 Complementação inadequada ─ Nódulos Categoria 2 e Categoria 5 ─ Microcalcificações ─ Distorção focal ─ Pequenos nódulos de aspecto benigno, em mamas adiposas ─ Mama densa em paciente assintomática (*) COMPLEMENTAÇÃO MAMOGRAFIA - ULTRA-SONOGRAFIA

31 Categoria 2

32 Categoria 5 Distorção focal

33 Cedido pelo CMRJ Microcalcificações

34 Nódulos pequenos em mama adiposa

35 Mama densa - paciente assintomática

36

37 Complementação obrigatória ─ Para todas as mulheres com mamas densas? ─ Somente para as mulheres do grupo de alto risco? Problemas a considerar ─ Grande número de exames ─ Diferença entre aparelhos e operadores ─ Aumento de procedimentos de biópsia ─ Grande número de falso positivos COMPLEMENTAÇÃO MAMOGRAFIA - ULTRA-SONOGRAFIA

38 Autor / anoUSGLesões Câncer (%) Taxa detecção prevalência Tamanho mm Idade anos Gordon / (2,8)0,34%1051 Maestro / (1,2)0,60% Kolb / (0,4)0,30%11,953,4 Buchberger / (6,5)0,38%9,148 Buchberger / (8,8)0,40%9,147,6 Kaplan / (6,6)0,30% Kolb / (9,7)0,27%-- Crystal / (18,4)0,46%-- Leconte / ,38%--


Carregar ppt "INDICAÇÃO MAMOGRAFIA - ULTRA-SONOGRAFIA CAPACITAÇÃO EM MAMOGRAFIA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google