A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Relacionamento de Bases de Dados na ANS SIB ? AIH SIM SINASC Florianópolis, Maio de 2007.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Relacionamento de Bases de Dados na ANS SIB ? AIH SIM SINASC Florianópolis, Maio de 2007."— Transcrição da apresentação:

1 Relacionamento de Bases de Dados na ANS SIB ? AIH SIM SINASC Florianópolis, Maio de 2007

2 2 Estrutura da Apresentação Origem dos dados utilizados no Relacionamento de Bases de Dados Objetivo do Relacionamento Metodologia de relacionamento das bases Limitações do método Alguns resultados do processamento de dados de 2004 Usos das informações resultantes do processo de Relacionamento de Bases de Dados na ANS Considerações finais

3 3 Origem dos dados utilizados no Relacionamento de Bases de Dados Sistema de Informações de Beneficiários - SIB/ANS Cadastro de vínculos, o mesmo indivíduo pode ser beneficiário de mais de um plano ou operadora e, portanto, constar no sistema tantas vezes quantos forem seus contratos, sem limites para atualizações no sistema. A evolução da sua consistência vem ocorrendo como conseqüência da introdução de um processo de críticas aos dados, melhor preenchimento pelas operadoras, comparações com outros sistemas de informação e validação do conteúdo do cadastro e das estatísticas dele resultantes.

4 4 Sistemas de Informações Nacionais SINASC (Sistema de Informações de Nascidos Vivos): Preenchido a partir da Declaração de Nascimento (DN) com dados de sexo, local do nascimento, tipo de parto e peso ao nascer, entre outros, coletados desde SIM (Sistema de Informações de Mortalidade): A Declaração de Óbito (DO) fornece informações sobre sexo, local de nascimento e morte, causa do óbito, entre outros, para a inclusão na base de dados. SIH-SUS (Sistema de Informações Hospitalares do SUS): Compila dados das Autorizações de Internação Hospitalar - AIH. Dispõe de informações sobre recursos destinados a cada hospital da rede SUS, principais causas de internação e dados sobre morbidade hospitalar no Brasil. Origem dos dados utilizados no Relacionamento de Bases de Dados

5 5 Objetivo do Relacionamento de Bases Encontrar no Cadastro de Beneficiários de Planos de Saúde um indivíduo registrado em uma Base Nacional de Informações Objetivos da identificação em algumas Bases de Dados Nacionais: 1) SINASC  Identificar partos de nascidos-vivos em beneficiárias; 2) SIM  Identificar óbitos de beneficiários; 3) AIH  Identificar internações de beneficiários no SUS.

6 6 Metodologia de Relacionamento das Bases SIB x SIM Etapa 1 - Limpeza dos dados do SIM, com exclusão de registros duplicados ou com campo nome “ignorado” e Padronização dos atributos. Etapa 2 – Pareamento a partir das primeiras 7 letras do nome fonético do beneficiário, data de nascimento e sexo iguais aos dados do SIM. Etapa 3 – Pontuação dos candidatos a identificação selecionados na fase anterior, considerando a possibilidade de homônimos. Compara nome fonético completo, nome da mãe e UF para atribuir nota aos possíveis pares. Exclui pares com nota menor que 80. Etapa 4 – Modelo de Decisão aplicado aos pares com nota  80, mas com mais de um beneficiário ligado a 1 só óbito, ou com mais de 1 óbito ligado a 1 só beneficiário. Considera a nota, a UF, a data de adesão e a segmentação do plano.

7 7 Alguns resultados do processamento de dados SIMxSIB de 2004 Óbitos identificados em Beneficiários de Planos Privados de Saúde: óbitos de beneficiários de planos de saúde identificados para o ano de 2004, o que corresponde a aproximadamente 10% do total de óbitos registrados no Brasil em Operadoras com Beneficiários identificados 190 operadoras com 1 óbito identificado 123 operadoras com 2 óbitos identificados 1 operadora com quase óbitos identificados Curva ABC da distribuição dos óbitos de beneficiários de planos de assistência médica entre as operadoras - Brasil

8 8 Alguns resultados do processamento de dados SIMxSIB de 2004 Mortalidade proporcional por grupos de causa de morte segundo população - Brasil, 2004

9 9 Alguns resultados do processamento de dados SIMxSIB de 2004 Mortalidade Proporcional segundo faixa etária - Brasil, 2004

10 10 Usos das informações resultantes do processo de Relacionamento de Bases de Dados na ANS Obtenção de informações epidemiológicas sobre a população de beneficiários de planos de saúde, possibilitando comparações com a população brasileira a respeito de:  Mortalidade (SIM);  Natalidade (SINASC);  Morbidade hospitalar (SIH); Outras informações disponíveis em sistemas nacionais que possuam nome do indivíduo (em saúde ou não); Identificação unívoca dos beneficiários.

11 11 Considerações finais As metodologias de relacionamento de bases de dados são de grande importância para a gestão de recursos, ao possibilitarem um olhar integrado sobre as informações disponíveis em um país ou localidade; Na Saúde Suplementar, o Linkage vem sendo aplicado em diversas situações, com resultados que permitem análises sobre a beneficiários que não seriam viáveis apenas usando os sistemas institucionais da ANS; Ainda diante da necessidade de ajustes, os resultados atualmente obtidos têm se mostrado bastante representativos da realidade; A análise do perfil de mortalidade em 2004 a partir dos dados obtidos com o linkage SIM x SIB aponta diferenças importantes entre beneficiários e a população brasileira, que devem ser investigadas quanto aos seus fatores determinantes.

12


Carregar ppt "Relacionamento de Bases de Dados na ANS SIB ? AIH SIM SINASC Florianópolis, Maio de 2007."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google