A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

INFORMATIVO. INFORMATIVO NÚCLEO DE INFORMÁTICA E INFORMAÇÕES COMPETE AO NÚCLEO: ● Elaboração do Plano de Ação de Informática; ● Elaboração dos projetos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "INFORMATIVO. INFORMATIVO NÚCLEO DE INFORMÁTICA E INFORMAÇÕES COMPETE AO NÚCLEO: ● Elaboração do Plano de Ação de Informática; ● Elaboração dos projetos."— Transcrição da apresentação:

1 INFORMATIVO

2 INFORMATIVO NÚCLEO DE INFORMÁTICA E INFORMAÇÕES COMPETE AO NÚCLEO: ● Elaboração do Plano de Ação de Informática; ● Elaboração dos projetos de informatização; ● Encaminhamento dos projetos de informatização à Diretoria Técnica da CELEPAR para análise técnica e à Comissão de Sistemas de Informação e Telecomunicações do Estado – COSIT; ● Disponibilização de Dados; ● Manutenção e ampliação da rede de informática na SESA; ● Apoio aos sistemas de informação do Ministério da Saúde; ● Apoio à rede na elaboração de solicitações de materiais e equipamentos da área e parecer prévio ao processo para encaminhamento ao órgão competente;

3 ● Suporte técnico e Manutenção; ● Apoio logístico, desenvolvimento e criação de material gráfico dos eventos da SESA; ● Desenvolvimentos pelo NII de pequenos e médios sistemas para as unidades da SESA; ● Administração e manutenção do site da SESA; ● Acompanhamentos dos grandes sistemas desenvolvidos pela CELEPAR; ● Estamos subordinados diretamente à Diretoria Geral – DG; INFORMATIVO NÚCLEO DE INFORMÁTICA E INFORMAÇÕES

4 PROCESSOS DE AQUISIÇÃO ATRAVÉS DE PROCESSO NORMAL AGUARDANDO ENTREGA SERVIDORES DE REDE: RECEBIMENTO DE 30 SERVIDORES DE REDE,QUE SERÃO CONFIGURADOS E PADRONIZADOS, E DISTRIBUÍDOS AS UNIDADES DA REDE SESA. INFORMATIVO NÚCLEO DE INFORMÁTICA E INFORMAÇÕES

5 REGISTRO DE PREÇO: EM FASE DE ENTREGA DOS EQUIPAMENTOS ADQUIRIDOS ATRAVÉS DO REGISTRO DE PREÇO: ● HOSPITAL CAMPO LARGO ● HOSPITAL DO LITORAL ● HOSPITAL FRANCISCO BELTRÃO ● HOSPITAL REABILITAÇÃO ● CONVÊNIO DST/AIDS ● CONVÊNIO PAN SPP INFORMATIVO NÚCLEO DE INFORMÁTICA E INFORMAÇÕES

6 REGISTRO DE PREÇO EM ANDAMENTO AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO: ● AQUISIÇÕES PARA REDE SESA ● HOSPITAL OSWALDO CRUZ ● CPPI ● LACEN INFORMATIVO NÚCLEO DE INFORMÁTICA E INFORMAÇÕES

7 REGISTRO DE PREÇOS CONCLUÍDOS/EQUIPAMENTOS DISTRIBUÍDOS: ● HEMEPAR REDE HEMOVIDA (CONVÊNIO 1221) ● VIGILÂNCIA SANITÁRIA (CONVÊNIO MACVISA) ● HEMEPAR REDE HEMOVIDA (CONVÊNIO 3028) ● SGS REGULAÇÃO ( CONVÊNIO MINISTÉRIO SAÚDE) ● GRHS (CONVÊNIO PROGESUS) INFORMATIVO NÚCLEO DE INFORMÁTICA E INFORMAÇÕES

8 PROCESSOS EM TRAMITES NORMAIS: MANUTENÇÃO EM EQUIPAMENTOS DE INFORMÁTICA - EM AVALIAÇÃO NO DEAM. INFORMATIVO NÚCLEO DE INFORMÁTICA E INFORMAÇÕES

9 INFRA ESTRUTURA LÓGICA E ELÉTRICA: ● PRÉDIO CENTRAL ● 2ª REGIONAL METROPOLITANA ● 9ª REGIONAL ● 3ª REGIONAL ● CPPI INFORMATIVO NÚCLEO DE INFORMÁTICA E INFORMAÇÕES

10 BLADES (AGUARDANDO ENTREGA) SERVIDORES - SOLUÇÕES DE PROCESSAMENTO CENTRAL, QUE SERÁ ALOCADO EM AMBIENTE NO DATACENTER DO ESTADO (CELEPAR) PARA ARMAZENAMENTO DOS SISTEMAS DA SESA. INFORMATIVO NÚCLEO DE INFORMÁTICA E INFORMAÇÕES

11 LINKS (ALGUMAS UNIDADES JÁ CONCLUÍDAS) EM 2008 FOI ASSINADO PELO GOVERNADOR O DECRETO QUE VIABILIZOU A INTEGRAÇÃO DOS SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES, O QUE PROPORCIONOU À SESA AS MUNDANÇAS E O AUMENTO DOS TÃO SONHADOS LINKS. INFORMATIVO NÚCLEO DE INFORMÁTICA E INFORMAÇÕES

12 ATENDIMENTO TÉCNICO UNIDADES CELEPAR INFORMATIVO NÚCLEO DE INFORMÁTICA E INFORMAÇÕES

13 SUPORTE TÉCNICO: Ano de 2008 INFORMATIVO NÚCLEO DE INFORMÁTICA E INFORMAÇÕES TOTAL 5.854

14 PROJETOS ACOMPANHADOS PELO NII: ● GSUS; ● REGULAÇÃO; ● BUSCA ATIVA; ● PROGRAMA DO LEITE DAS CRIANÇAS; ● ÓBITOS; ● HEMOVIDA; ● AUTOMATIZAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS DOS SERVIÇOS PARA PAGAMENTO PELA SGS/HOSPITALAR; ● IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DESCENTRALIZADO DE PROTOCO NAS UNIDADES. INFORMATIVO NÚCLEO DE INFORMÁTICA E INFORMAÇÕES

15 SISTEMAS DISPONÍVEIS NA INTRANET DA SESA VÁRIOS SISTEMAS DESENVOLVIDOS PELO NII QUE SÃO UTILIZADOS DIRARIAMENTE PELAS UNIDADES SESA. DESTAQUE: ● CONTROLE DE PROCESSOS ● CONTROLE DE RAMAIS

16 INFORMATIVO NÚCLEO DE INFORMÁTICA E INFORMAÇÕES SALA DE SITUAÇÃO: ● UMA SOLUÇÃO PARA SISTEMATIZAR OS PROCESSOS DE ANÁLISES GERENCIAL SOBRE INFORMAÇÕES DA SAÚDE,O PRIMEIRO MÓDULO SERÁ DISPONIBILIZADO EM ABRIL - MORMATER: SISTEMA DE INFORMAÇÃO DE INVESTIGAÇÃO DE MORTALIDADE INFANTIL.

17 INFORMATIVO NÚCLEO DE INFORMÁTICA E INFORMAÇÕES PROCEDIMENTOS PARA MONTAR PROCESSOS PARA AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE INFORMÁTICA VIA LICITAÇÃO: ● VERBA DE CONVÊNIO,VERIFICAR A DATA DO ENCERRAMENTO DO CONVÊNIO.(UNIDADE) ● FAZER A INDICAÇÃO DO RECURSO(UNIDADE) ● FAZER JUSTIFICATICA TÉCNICA E DE USO COM DISTRIBUIÇÃO DOS EQUIPAMENTOS.(UNIDADE) ● SOLICITAÇÃO DO OBJETO TÉCNICO PARA CELEPAR ( NII) ● COTAÇÕES DE PREÇO(NII) ● ENCAMINHAMENTOS PARA OS TRAMITES NORMAIS E ADMINISTRATIVOS DA SESA(NII) ● ENCAMINHAMENTO PARA A COSIT COM O OFÍCIO DO SECRETÁRIO(GABINETE) ● RETORNANDO A SESA APROVADO E ENCAMINHADO COM OFÍCIO DO GABINETE PARA O SR. GOVERNADOR PARA APROVAÇÃO ● QUANDO APROVADO É ENVIADO À LICITAÇÃO PARA ABERTURA DO PREGÃO.

18 PROJETOS DG\NII\CELEPAR: ● Criação de páginas para as Regionais e Hospitais no site da SESA onde será divulgado os trabalhos realizados em sua respectiva região. ● Implantação das Políticas de Segurança para a Rede da SESA. ● Extinção do Notes VIDEO CONFERÊNCIA: ● Temos um estudo conjunto com a CELEPAR que está em andamento para a implantação de salas de vídeo conferência nos auditórios das Regionais de Saúde, DELS e Prédio Central. INFORMATIVO NÚCLEO DE INFORMÁTICA E INFORMAÇÕES

19 LEMBRETE: CRIAÇÃO DE LOGIN PARA ACESSO A REDE; CRIAÇÃO DE (EXPRESSO); CRIAÇÃO DE CHAVES PARA ACESSO AOS SISTEMAS DE DECENTRALIZADOS – AAX - SIAF; ALTERAÇÕES DE SENHA; SOMENTE COM DOCUMENTAÇÃO ENCAMINHADA PELA CHEFIA DA UNIDADE OS ARQUIVOS APRESENTADOS NESSA REUNIÃO ESTÁ DISPONÍVEL EM NOSSO SITE NO ENDEREÇO: INFORMATIVO NÚCLEO DE INFORMÁTICA E INFORMAÇÕES

20 Critérios utilizados na COSIT para análise de processos de aquisição.

21 Para atender as necessidades de análise da COSIT, em razão do disposto no Decreto de 18/07/2003, Artigo 6°, Inciso II e Parágrafo Único, os processos de aquisição de bens e serviços de informática e telecomunicações remetidos pelos órgãos interessados, deverão observar os aspectos elencados adiante. Os processos de aquisição a serem submetidos à COSIT já deverão ter cumprida toda a tramitação no órgão de origem, ou seja, estarem em estágio imediatamente anterior à execução ou encaminhamento para aprovação governamental. 1. Todo processo de aquisição a ser analisado pela COSIT deverá vir na forma de um protocolado, seguindo o padrão em uso no Governo do Estado. O processo de aquisição, como qualquer outro processo formal do Governo, é uma peça com existência permanente, podendo ser acessado a qualquer tempo para a obtenção de informações e auditorias, inclusive do Tribunal de Contas. Assim, o conjunto dos documentos presentes no processo deve ser suficiente para permitir o entendimento de seu objetivo, tramitação e conclusão. Suas folhas devem estar numeradas sequencialmente e ordenadas em ordem cronológica (segundo recomendação da Secretaria de Estado da Administração, cada órgão deve sempre numerar e rubricar todas as folhas que inseriu no processo). A tramitação entre órgãos ou unidades deve ser registrada no processo (e não apenas na capa) através de documento específico (ofício, memorando, etc), ou de despacho na última folha existente até então ou em folha própria. 2. O processo de aquisição a ser analisado deverá ser encaminhado ao Presidente da COSIT e Secretário para Assuntos Estratégicos, através de Ofício do principal mandatário do órgão (excepcionalmente, por um outro membro da alta administração do órgão solicitante). O objetivo é evidenciar o conhecimento e autorização dos níveis dirigentes do órgão para a realização da aquisição 3. Em aquisições de maior porte ou complexidade o processo de aquisição deve incluir um projeto de solução (por solução deve ser entendido o conjunto de metodologias, bens e serviços a serem adquiridos/contratados e inclusive outros recursos, já desenvolvidos ou contratados anteriormente, ou internos do órgão, que serão utilizados/envolvidos). 4. O processo de aquisição deverá conter justificativas para a aquisição pretendida. Essas justificativas se dividem em duas partes, a justificativa de uso e a justificativa técnica da solução:

22 justificativa de uso: é onde o órgão demonstra a necessidade da aquisição pretendida, descrevendo o problema ou situação em foco e o que a aquisição irá proporcionar de melhoria. justificativa técnica: é a representação da análise técnica da solução a ser adotada. Devem ser observadas as alternativas estudadas e os motivos da opção pela solução que se pretende adquirir. Nesse aspecto, ao identificar e avaliar as alternativas tecnológicas e de mercado, considerar as políticas de Governo para a área de informática, que orientam para a redução dos custos, adoção preferencial de software livre, compartilhamento e otimização do uso dos recursos, restrição à contratação de terceiros, etc. Na elaboração das justificativas o solicitante não deve supor que o assunto seja conhecido da COSIT ou de outras instâncias envolvidas, ou seja, as justificativas apresentadas no processo de aquisição devem ser suficientes para um claro entendimento da necessidade a ser atendida, bem como das alternativas de atendimento analisadas e daquela escolhida. 5. O processo de aquisição deverá conter, se a compra for por licitação, a minuta do respectivo edital e seus anexos, inclusive as condições de fornecimento e a minuta do contrato. Um dos anexos deverá ser o objeto técnico, com as especificações dos bens e/ou serviços a adquirir ou contratar. Se o órgão solicitante precisar do apoio da CELEPAR para a elaboração dessas especificações, isso deve ser contratado diretamente com o respectivo Coordenador de Atendimento da CELEPAR, antes do processo de aquisição ser encaminhado à COSIT para análise. 6. A definição do preço máximo para a aquisição deverá ser baseada em referências atuais de mercado. Nos processos que dependem da autorização do Sr Governador, são obrigatórios pelo menos quatro orçamentos prévios, válidos para as especificações aprovadas e a definição do preço com base no menor preço cotado (Dec 3471/01 e Resolução 21/2004 da Casa Civil). 7. Deverá constar no processo o parecer jurídico do órgão, atestando a regularidade do processo e da legalidade da minuta de edital e dos procedimentos de aquisição pretendidos.

23 8. Foram desenvolvidas pela CELEPAR, por demanda da COSIT, especificações padronizadas de equipamentos de informática, para serem utilizadas preferencialmente nas aquisições do Governo do Estado. Essas especificações são dos equipamentos usados com maior frequência, como: estações de trabalho, notebooks, impressoras, servidores de rede e diversos outros. Elas foram definidas em função de alguns critérios, como ampla possibilidade de fornecimento por revendas e fabricantes, uma boa relação custo x benefício e capacidade de atendimento a uma grande parcela dos casos de uso. Especificações propostas nos processos de aquisição que extrapolem esses padrões são admissíveis, desde que suportadas legalmente e se a necessidade de uso estiver justificada de forma consistente. As políticas do Governo Estadual para a área de informática serão sempre outro elemento balizador para a análise de tais especificações. 9. No caso de aquisição de software proprietário, o processo deverá demonstrar consistentemente que não é possível a utilização de software livre. Também deverá demonstrar que não é possível o remanejamento de licenças dentro do próprio órgão ou da Secretaria Vinculante, se for o caso. Se não existirem essas possibilidades, devem ser apresentadas as alternativas de software proprietário pesquisadas e os motivos da escolha pelo produto indicado. 10. Deve-se sempre levar em consideração que a Lei de Licitações (Lei 8.666/93) diz textualmente o seguinte: "A preferência de determinada marca, fornecedor ou fabricante nas aquisições do Governo só é admissível em casos excepcionais, quando a administração deve tecnicamente justificá-la, eliminando qualquer nota de arbitrariedade ou de favorecimento a terceiro fabricante ou fornecedor". 11. O processo de aquisição deverá conter informação clara sobre os locais (órgãos, setor, cidade) que serão atendidos com o objeto da aquisição. 12. O processo de aquisição deverá conter informação sobre a origem e a disponibilidade dos recursos orçamentários/financeioros necessários para sua execução (Fonte, Dotação,...), indicar também se o recurso é originário de Convênio, Capital Próprio, Financiamento, etc. estações de trabalhonotebooksimpressorasservidores de redediversos

24 Observação: Aqui estão descritos os critérios utilizados atualmente pela COSIT na análise dos processos de aquisição ou contratação de bens e serviços de informática e de telecomunicações que lhe são submetidos. Esses critérios não são exaustivos e podem ser ampliados ou ajustados a qualquer momento e também não impedem que situações especiais sejam consideradas. Revisado em 16/10/2006. Fonte:

25 FIM


Carregar ppt "INFORMATIVO. INFORMATIVO NÚCLEO DE INFORMÁTICA E INFORMAÇÕES COMPETE AO NÚCLEO: ● Elaboração do Plano de Ação de Informática; ● Elaboração dos projetos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google