A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Casos Especiais (continuação) 1. Verbo parecer + infinitivo Quando tivermos esta construção se ligando a um sujeito no plural, um dos dois verbos precisa.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Casos Especiais (continuação) 1. Verbo parecer + infinitivo Quando tivermos esta construção se ligando a um sujeito no plural, um dos dois verbos precisa."— Transcrição da apresentação:

1

2 Casos Especiais (continuação) 1. Verbo parecer + infinitivo Quando tivermos esta construção se ligando a um sujeito no plural, um dos dois verbos precisa concordar em número, vejamos: Os atletas pareciam voar nas piscinas Os atletas parecia voarem nas piscinas

3 Casos Especiais 2. Partitivo Quando a frase tiver um partitivo, ou seja, aquelas palavras que indicam parte de um conjunto ou grupo, a concordância se faz tanto com o partitivo (singular) quanto com o número do sujeito. Metade dos políticos desviando verbas. desviou desviaram

4 Casos Especiais 3. Sujeito composto anteposto O sujeito com mais de um núcleo, quando vem antes do verbo, o verbo fica no plural. O treinador e os atletas reclamaram pênalti

5 Casos Especiais 3. Sujeito composto anteposto Entretanto, quando temos uma gradação ou os sujeitos têm condição semântica semelhante, o verbo admite singularidade. A raiva e o rancor uma amizade destrói destroem

6 4. Sujeito composto posposto Quando o nosso sujeito vem depois do verbo, ele pode se flexionar no plural ou concordar em número por atração com o sujeito mais próximo. o bolo Marcos, Aline e Tiago. Casos Especiais Comeu Comeram

7 5. Infinitivo como núcleo do sujeito Se não há determinante antes de cada infinitivo, o verbo fica no singular, entretanto, se eles vierem com determinante ou formarem oposição entre si, o verbo se flexiona no plural. Comer, rezar e amar faz bem à alma. O comer, o rezar e o amar fazem bem à alma. Viver e morrer ainda causam medo ao homem. Casos Especiais

8 6. Pron. indefinido resumindo suj. composto. Quando isso acontece, o verbo concorda em número com o pronome indefinido. Lateral, zagueiro, goleiro, nenhum viu a bola. Lateral, zagueiro, goleiro, todos deixaram a bola. Casos Especiais

9 7. Suj. composto de pessoas diferentes Neste caso, o verbo se flexiona no plural e concorda em pessoa com aquele de menor número. Eu, tu e ele comeremos o bolo. Casos Especiais 1ª p. 2ª p.3ª p. 1ª pessoa plural

10 7. Suj. composto de pessoas diferentes Quando tivermos a 2ª ou a 3ª pessoas, o verbo pode se flexionar em qualquer uma destas pessoas. Tu e ele comereis o bolo?. Tu e ele comerão o bolo. Casos Especiais 2ª p.3ª p. 2ª pessoa plural 3ª pessoa plural

11 8. Núcleos do sujeito ligados por “ou”. Quando o “ou” indicar exclusão ou equivalência, o verbo fica obrigatoriamente no singular. Espanha ou Alemanha ganhará a Eurocopa. O Brasil ou nossa pátria merece respeito. Casos Especiais

12 8. Núcleos do sujeito ligados por “ou”. Entretanto, quando o “ou” indicar inclusão ou oposição, o verbo fica obrigatoriamente no plural. A alegria ou a tristeza são marcas do homem. A água salgada ou a da piscina ressecam o cabelo. Casos Especiais

13 8. Núcleos do sujeito ligados por “com”. Neste caso, a flexão do verbo em número é facultativa, salvo se o primeiro núcleo seja isolado por vírgula. O rapaz com o grupo chegou/chegaram cedo. O rapaz, com o grupo, chegou cedo.. Casos Especiais

14 8. Núcleos do sujeito ligados por “tanto... como” e “não só... mas também”. Tanto o treinador como os jogadores estavam nervosos. Não só Larissa, mas também Jéssica estavam cansadas. Casos Especiais

15 9. Fração ou porcentagem como sujeito. Quando uma fração funciona como sujeito da oração, o verbo concorda obrigatoriamente com o numerador. Um terço da população votou no partido. Dois terços da população votaram no partido. Casos Especiais

16 9. Fração ou porcentagem como sujeito. Quando temos um número percentual como sujeito da oração, o verbo concorda com o numeral ou com seu adjunto, exceto se houver determinante, quando fica obrigatoriamente no plural. 50% da população no Partido. Casos Especiais votou votaram

17 10. Verbo “ser”. Esse verbo, quando tem um pronome neutro (sem indicação de pessoa) como sujeito, concordará preferencialmente com o pred. do sujeito. Tudo são flores. Casos Especiais Pred. plural

18 10. Verbo “ser”. Quando indica data, hora ou distância, o verbo concorda com o numeral. Minha nossa! Já são vinte horas. Minha nossa! Já é uma hora. Casos Especiais

19 10. Verbo “ser”. Quando está anteposto a termos que indiquem valor, distância ou peso, o verbo concorda em número com tal termo. Dez litros são suficientes. Dez litros é suficiente. Casos Especiais

20 10. Verbo “ser”. Quando o sujeito for nome de pessoa, o verbo concordará em número com esse nome. Larissa é as alegrias da casa. As alegrias da casa é Larissa. Casos Especiais


Carregar ppt "Casos Especiais (continuação) 1. Verbo parecer + infinitivo Quando tivermos esta construção se ligando a um sujeito no plural, um dos dois verbos precisa."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google