A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Parte 1 − A CVX Feita por Jovens Maduros Trimestre de Inverno-2009.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Parte 1 − A CVX Feita por Jovens Maduros Trimestre de Inverno-2009."— Transcrição da apresentação:

1 Parte 1 − A CVX Feita por Jovens Maduros Trimestre de Inverno-2009

2

3 Pontificium Consilium Pro Laicis 1630/90/AIC-50 “Muito aproveita entrar em algo com grande ânimo e generosidade” (EE EE 5) “Muito aproveita entrar em algo com grande ânimo e generosidade” (EE EE 5) “  Os “Princípios Gerais da Comunidade de Vida Cristã”, aprovados pela Assembléia Mundial desta associação de fiéis em Guadalajara (México) no dia 7 de setembro de Presente também as “Normas Gerais da Comunidade de Vida Cristã”.  Recordamos que a outrora Federação Mundial de Comunidades de Vida Cristã foi reconhecida como Organização Internacional Católica e seus Estatutos aprovados pela Santa Sé, com data de 31 de maio de  O Pontifício Conselho para Leigos confirma a Comunidade de Vida Cristã como Associação Internacional Pública de Fiéis.

4 Princípios Gerais da Comunidade de Vida Cristã − CVX Preâmbulo 1.Deus nos ama e nos salva Jesus foi corajoso, antes de ser obediente à Deus-Pai. Maria foi corajosa, e quis participar do Plano Trinitário de Salvação. Ela não é uma marionete de Deus. Nós também, Jovens CVX, como Maria, cooperamos neste plano junto com Deus. Também não somos Marionetes. Ao contrario, Deus está esperando ansiosamente nossa espontânea contribuição para este plano. O que temos em comum?

5 2.Guiados pelo Espírito

6 3.Uma graça histórica  Nosso centro executivo se encontra atualmente em Roma.  Somos a continuação associativa das Congregações Marianas, iniciadas por Jean Leunis, Sj, que ainda encontram suas origens “naqueles grupos de leigos que se desenvolveram a partir de 1540 em diferentes partes do mundo através da iniciativa de Santo Inácio de Loyola “.

7 Formada por Cristãos  Homens e Mulheres  Adultos e Jovens  De todas Condições Sociais “Para a construção do Reino” Nosso objetivo  Estar comprometidos dando testemunho, na Igreja e na Sociedade  Trabalhar pela Justiça  Opção pelos pobres  Estilo de vida simples, expressando nossa liberdade e nossa solidariedade com eles “Em resposta ao chamado de cristo a partir do mundo em que vivemos.” 4.Finalidade

8 5.Fontes

9 6.Sentido de Igreja União com Cristo União com a Igreja Reino de Deus

10  Estamos vinculados por nosso compromisso comum, nosso estilo de vida comum e nosso reconhecimento e nosso amor por Maria como nossa Mãe.  Nossa responsabilidade em desenvolver os vínculos da comunidade não se detém em nossa comunidade local, mas estende-se às comunidades de Vida Cristã Nacional e Mundial, às comunidades eclesiais (paróquias, diocese) das quais fazemos parte, a toda a Igreja e todas as pessoas de boa vontade. 7.Laços Comunitários

11 8.Vida apostólica Apostolado pessoal Chamado Membros em organizações e esforços seculares e religiosos Apostolado Corporativo Urgente e Universal Revisão de Vida Discernimento pessoal e comunitário Compromisso apostólico Vítimas de Discriminação Abolir as diferenças entre ricos e pobres Evangelizar as culturas a partir de Dentro. Espírito ecumênico Reforma das estruturas da Sociedade

12 9.União com Maria “Ela é o modelo de nossa própria colaboração com a missão de Cristo.” Mistério da Anunciação- Encarnação SIM Visita a Isavel Serviço Efetivo No Magnificat Solidariedade

13 O candidato é introduzido no estilo de vida próprio à CVX Durante um tempo que permite o candidato e à Comunidade maior discernirem sua vocação. Tomada a decisão e aprovada pela Comunidade maior, o membro assume um compromisso temporário. Com o auxílio da Comunidade, testa sua aptidão para viver de acordo com o fim e o espírito da CVX Depois de um período de tempo conveniente, determinado pelas Normas Gerias, assume-se o Compromisso Permanente. 10.Membros

14 11.Laços Comunitários Comunidade Mundial Comunidade Nacional Comunidade Regional Comunidade Local Se reúnem regulamente em uma Comunidade local estável. A fim de assegurar uma partilha mais profunda de sua vida humana de fé. Uma verdadeira atmosfera comunitária e um decidido compromisso com a missão e o serviço.

15 12.Estilo de Vida Contínuo Crescimento pessoal e social Participação na Eucaristia se possível. Intensa vida sacramental Prática diária de oração pessoal. Discernimento por meio de uma revisão diária da própria vida. Direção espiritual regular Renovação interior anual conforme nossa espiritualidade. Amor à Mãe de Deus. Instauração do Reino de Deus Discernimento apostólico. Disposição de participar da vida social e política. Simplicidade em todos os aspectos da vida Participação Participar das reuniões e outras atividades da comunidade. De ajudar e encorajar os outros membros a realizar sua vocação pessoal. Sempre prontos a dar e receber conselhos e ajuda como amigos no Senhor.

16 Assembléia Geral Determina as políticas e normas. Conselho Executivo, responsável por sua implementação ordinária. Assembléia Nacional Conselho executivo Seus objetivos são assegurar as estruturas e os programas de formação. Comunidades ou centro regionais ou diocesanos Compreende as comunidades locais de determinada região, diocese, cidade ou instituição. 13.Governo

17 14.Assistente Eclesiástico Assistente Direitos1Toma parte da vida da comunidade em seus vários níveis Poderes1Trabalha em colaboração com outros lideres da comunidade 2É autoridade Deveres1O desenvolvimento cristão de toda a comunidade é sua principal responsabilidade 2Tem responsabilidade especial pelas questões doutrinarias e pastorais e pela harmonia própria de uma comunidade cristã

18 15.Propriedade A CVX em cada nível pode, se for útil, possuir e administrar bens.

19 16.Modificação dos Princípios Gerais

20 17.Suspensão e exclusão


Carregar ppt "Parte 1 − A CVX Feita por Jovens Maduros Trimestre de Inverno-2009."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google