A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

EXCLUSÃO DIGITAL Édipo, Katryne, Lidiana, Milton e Paulo Filho Sérgio Amadeu da Silveira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "EXCLUSÃO DIGITAL Édipo, Katryne, Lidiana, Milton e Paulo Filho Sérgio Amadeu da Silveira."— Transcrição da apresentação:

1 EXCLUSÃO DIGITAL Édipo, Katryne, Lidiana, Milton e Paulo Filho Sérgio Amadeu da Silveira

2 Revolução Tecnológica  Após a 2º guerra mundial inicia-se o dilúvio informacional no mundo.  ENIAC – O 1º computador eletrônico Possuindo 30 toneladas, ocupava 100m², possuía 18 mil válvulas e realizava com seu clock era de 100KHz.

3 UNIVAC Primeiro a processar dados numéricos e alfa-numéricos Clock de 1MHz e capacidade para 1024 palavras de 44 bits

4  IBM  Entra nesse mercado em 1953 com o Defense Calculator ou BIM 701. Esse tinha 4 vezes mais capacidade que o UNIVAC.  O computador como veículo de comunicação  Somente em 1971, Ted Hoff, com a invenção do microprocessador multiplica em inúmeras vezes a capacidade atual e velocidade dos até então existentes.  A grande Rede  Nascida basicamente durante a guerra fria para permitir o trafego secreto e seguro de informações militares.  A ARPANET que inicialmente ligava apenas universidades aos poucos se torna o que conhecemos por internet quando vai integrando outros pontos do planeta.  A Revolução informacional  O computador como ícone dessa revolução visivelmente alterou a relação de tempo e espaço entre as pessoas. Além disso ampliou também a mente do ser humano em sua capacidade de pensar.

5 Novos excluídos?  O custo de se conectar  As consequências para os que vivem o apartheid digital  O crescimento da comunicação via computador não abrange todas as camadas sociais

6 Por que a infoinclusão é estratégica?  Por que a inclusão digital é importante para um país como o Brasil?  A informação ocupa uma posição privilegiada na sociedade  A economia no mundo rico será cada vez mais mediada pelo computador  O incentivo à proficiência digital pode gerar sinergia essencial para o desenvolvimento do país

7 Em busca da riqueza  O conhecimento é a nova riqueza, diminui a miséria e estimula a inteligência coletiva  A própria economia evolui com o aumento da participação: exemplo do grupo Silvio Santos  “O computador conectado à internet já é para as famílias uma esperança de um futuro melhor para seus filhos” (pag 23)  Externalidades negativas: a inclusão digital não será uma obra de uma mão invisível

8 O duplo combate à pobreza do conhecimento e a necessidade da alfabetização tecnológica  Exclusão Digital  Analfabetismo Digital e Funcional  Inclusão digital e transação de conhecimento  Educação e Tecnologias Intelectuais

9 O direito de acesso é a nova face da liberdade de expressão  Apherteid digital  Democracia na Sociedade da Informação

10 As propostas da inclusão digital  Primeiro passo  Não basta levar o computador  Abertura dos laboratórios à população não-acadêmica.  Tótens de acesso a internet.  Telecentos  O que são?  Como Funciona?  Como se sustentam?  Equipamentos subsidiados  Atenção aos deficientes

11 Inclusão Digital: Liberdade, independência tecnológica e democratização da sociedade  O software livre  Definição de software livre  Vantagem software livre  Desvantagem

12 Conclusão  Revolução Tecnológica III: A vingança do pensamento  Informação = matéria-prima  Reconfiguração da Sociedade  Morfologia Social baseada em redes  Inclusão Digital como instrumento de cidadania  Findar o analfabetismo digital e funcional  Capacitar profissionalmente os repassadores de conhecimento  Possibilitar o acesso

13 Video  Link:


Carregar ppt "EXCLUSÃO DIGITAL Édipo, Katryne, Lidiana, Milton e Paulo Filho Sérgio Amadeu da Silveira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google