A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Enterprise 2.0 The Dawn of Emergent Colaboration Andrew P. McAfee (associate professor with the Technology and Operations Management Unit at Harvard Business.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Enterprise 2.0 The Dawn of Emergent Colaboration Andrew P. McAfee (associate professor with the Technology and Operations Management Unit at Harvard Business."— Transcrição da apresentação:

1 Enterprise 2.0 The Dawn of Emergent Colaboration Andrew P. McAfee (associate professor with the Technology and Operations Management Unit at Harvard Business School. Contact him at His blog is Disciplina: Gestão da Informação e do Conhecimento Professor: Ricardo Rodrigues Barbosa Grupo: Ana Paula, Maria Cristina, Vladimir Brito

2 Tecnologias Corporativas 2.0 Tecnologias utilizadas pelos profissionais do conhecimento: Canais - e_mails e mensagens instatâneas (msn) Informação digital pode ser criada e distribuída por qualquer um. Baixo grau de visibilidade (commonality) Plataformas – intranets, sites e portais corporativos Informação é produzida por um grupo. Alto grau de visibilidade.

3 Tecnologias Corporativas 2.0 Pesquisa: Comunications Technologies used by Knowledge Workers. (Davenport, 2005) Todos os profissionais que participaram da pesquisa utilizam e_mail 26% consideram o sobreutilizado na empresa 21% se sentem sobrecarregados pelo uso do 15% sentem que o diminui a produtividade Pesquisa da Forrester Research (Morris, 2005): 44% dos entrevistados não encontram o que querem na intranet

4 Tecnologias Corporativas 2.0

5 As tecnologias atuais disponíveis para os profissionais do conhecimento não estão capturando o conhecimento. Os canais não possuem alto grau de visibilidade e as plataformas não deixam ”rastros” do que foi produzido. Apenas uma parte do conhecimento produzido pelas pessoas (outputs) vai para uma plataforma comum. A maioria das práticas e produções do trabalho do conhecimento ficam invisíveis para a maioria das pessoas. Surgimento de novas tecnologias focadas nas práticas e produções dos profissionais do conhecimento e não na captura do conhecimento por si só.

6 Tecnologias Corporativas 2.0 Enterprise 2.0 Plataformas que as empresas podem comprar ou construir para tornar visíveis as práticas e produções do conhecimento dos trabalhadores O caso do Banco europeu de investimentos - Dresdner Klein-wort Wasserstein (DrKW) Fragmentos retirados de blogs registram as interações, as produções e a identidade de três pessoas. As entradas dos blogs vão para uma plataforma que torna um episódio do conhecimento amplamente disponível e permanentemente visível.

7 SLATES - Acrônimo que indica os seis componentes das tecnologias corporativas 2.0 (Search) Busca preferência de busca por palavra chave (modelo da Internet) versus páginas estruturadas da intranet Pesquisa Forrester – menos da metade dos respondentes acham fácil encontrar o que precisam nas páginas da intranet Pesquisa Pew Internet & American Life Project (2005) – 87% dos usuários reportaram que a maioria das buscas na Internet eram bem sucedidas Tecnologias Corporativas 2.0

8 SLATES - Acrônimo que indica os seis componentes das tecnologias corporativas 2.0 (Links) Conexões Google – salto de qualidade no processo de busca na Internet tirando vantagem das informações contidas nos links entre as páginas WEB. Links são excelentes guias para o que é importante e oferecem uma estrutura para o conteúdo on-line Nesta estrutura as melhores páginas são aquelas frequentemente acessadas Densa estrutura de conexões que muda constantemente refletindo a opinião de muitas pessoas Intranet – estrutura de conexões construída por uma pequena equipe de desenvolvimento para WEB Tecnologias Corporativas 2.0

9 SLATES (Acrônimo)‏ (Authoring) Assinatura Ward Cunningham inventor da wiki: a maioria das pessoas tem algo a contribuir: conhecimento, insight, experiência, comentário, fato, link, edição Autoria – uma forma de elicitar o conhecimento Blogs – conteúdo cumulativo (postagens acumuladas através do tempo – autoria individual)‏ Wiki – conteúdo iterativo (feito e refeito várias vezes por pessoas)‏ Autoria de grupo pode levar a conteúdos de alta qualidade Tecnologias Corporativas 2.0 Convergência e qualidade na Wikipedia Conteúdos fracos podem ser deletados facilmente Conteúdos de qualidade tendem a permanecer Engenharia social busca a criação de cultura de colaboração Colaboradores que são muito radicais são corrigidos por seus pares Colaboradores são barrados se violam as normas repedidas vezes Revista Nature comparou 42 entradas das ciências com a Enciclopédia Britânica on-line: 162 erros menores na Wikipedia x 123 na Enciclopédia Britânica

10 SLATES (Acrônimo)‏ (Tags) Rótulos Pesquisa Forrester: Respondentes desejam melhor categorização de conteúdos Anexar rótulos e descrições simples (Technorati, del.icou.us)‏ Taxonomia - categorização desenvolvida por especialistas Folksonomia (del.iciou.us)‏ Maneira colaborativa de indexar informações Desvantagens: redundância; não é de múltiplos níveis Vantagens: refletem estruturas e relacionamentos de informações que as pessoas utilizam na prática e não planejadas antecipadamente Tecnologias Corporativas 2.0 del.iciou.us Permite uma identificação pessoal de sites, blogs etc Permite identificações de outros usuários Permite ver o que está agrupado sob um rótulo Permite uma visão antecipada de uma categorização na WEB

11 Tecnologias Corporativas 2.0 SLATES (Acrônimo)‏ (Extensions) Extensões Computadores ”inteligentes”- combinação de preferências de usuários e envio de sugestões Recomendações da Amazon e ”stumbleupon.com” (Signals) Sinais Sinais enviados por s versus RRS (Really Simple Syndication) – aviso quando o conteúdo é atualizado (short notice)‏ Agregators – conjunto de programas que verificam o que há de novo nos sites, organizam e disponibilizam as manchetes dos novos conteúdos.

12 Tecnologias Corporativas 2.0 As regras do jogo da Enterprise 2.0 Facilidade de uso. Web browser, conexões, rótulos, autoria, alguma digitação e alguns clicks Não são impostas ao usuário noções pré- concebidas sobre como trabalhar ou como estruturar e categorizar as produções do conhecimento. O papel dos administradores e o caso DrKW Cultura receptiva – relação de confiança, incentivo a práticas colaborativas, revisão de desempenho de 360 graus

13 Tecnologias Corporativas 2.0 Plataforma comum para toda a empresa Implantação informal – incentivo à utilização de blogs e páginas wiki Suporte gerencial – apresentação de um ponto de partida que motive uma reação Desafios e Oportunidades Ameaças – profissionais muito ocupados que só usarão as tecnologias corporativas 2.0 mediante treinamento. (São usuários mas não são produtores)‏ Resultados decorrentes da utilização das tecnologias corporativas 2.0 serão bem vindos?

14 Tecnologias Corporativas 2.0 Plataforma comum para toda a empresa Implantação informal – incentivo à utilização de blogs e páginas wiki Suporte gerencial – apresentação de um ponto de partida que motive uma reação Desafios e Oportunidades Ameaças profissionais muito ocupados que só usarão as tecnologias corporativas 2.0 mediante treinamento. (São usuários mas não são produtores)‏ risco de perda do controle unilateral

15 Tecnologias Corporativas 2.0


Carregar ppt "Enterprise 2.0 The Dawn of Emergent Colaboration Andrew P. McAfee (associate professor with the Technology and Operations Management Unit at Harvard Business."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google