A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

No dia 16 de Fevereiro de 2005 entrou em vigor o protocolo de Quioto ratificado pela União Europeia a 31 de Maio de 2002. Pretende levar os países que.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "No dia 16 de Fevereiro de 2005 entrou em vigor o protocolo de Quioto ratificado pela União Europeia a 31 de Maio de 2002. Pretende levar os países que."— Transcrição da apresentação:

1

2 No dia 16 de Fevereiro de 2005 entrou em vigor o protocolo de Quioto ratificado pela União Europeia a 31 de Maio de Pretende levar os países que o assinaram (ficou de fora o país mais poluidor – USA!) a controlar a emissão de seis gases com efeito de estufa: dióxido de carbono (CO 2 ); metano (CH 4 ); hemióxido de azoto (N 2 O); hidrofluorocarbonetos (HFC); hidrocarbonetos perfluorados (PFC); hexafluoreto de enxofre (SF 6 ).

3 Os países aderentes comprometem-se a reduzir as emissões dos gases com efeito de estufa em pelo menos 5% em relação aos níveis de 1990 entre os anos 2008 a Durante este período os estados membros da União Europeia teriam que reduzir as emissões destes gases em 8% De entre as várias medidas, referidas no Protocolo, para reduzir estas emissões salienta-se: o desenvolvimento de fontes renováveis de energia

4 Energias Fósseis Carvão Gás natural Petróleo Energias Não Renováveis Energia Nuclear Energias Renováveis Biomassa Eólica Solar Ondas Marés Geotérmica Hídrica

5 Como vai Portugal em termos de energia? Consumos energéticos em Portugal, por setor, em 1990 e em 2004

6 Cerca de 90% da energia que utilizamos é importada. Apenas produzimos 10%! Que energia produzimos? Combustíveis de origem fóssil, não renováveis: Petróleo Gás natural Carvão Que fontes de energia importamos?

7 Utilização de fontes de energia em Portugal, em 2003

8 Será que, com a utilização destes combustíveis Portugal vai cumprir os objectivos que se propôs atingir? Até 2010 só podíamos ter aumentado em 27% a emissão de CO 2, relativamente a A Quercus (Associação Nacional de Conservação da Natureza) estima que até 2004 já houve um aumento de 50%! A maior parte da energia eléctrica que utilizamos é produzida em centrais termoeléctricas que utilizam como fonte de energia os combustíveis fósseis.

9

10 Que energias renováveis poderão ser implantadas no nosso país para inverter a situação? Solar – Portugal é um país com muitas horas anuais de Sol. Tem grandes possibilidades de aproveitamento da energia solar para aquecimento de água e produção de electricidade. ENERGIA SOLAR: UMA GARANTIA PARA OS PRÓXIMOS DE ANOS Na Amareleja, concelho de Moura, foi construída a maior central fotovoltaica do Mundo (2.520 seguidores solares, com módulos fotovoltaicos) que entrou em funcionamento na última semana de 2008!

11 Que energias renováveis poderão ser implantadas no nosso país para inverter a situação? Na altura em que estavam a ser construídos os 10 estádios para o Euro 2004, o então secretário de estado Carlos Pimenta propôs que usassem energia solar devido às grandes áreas cobertas que todos iam ter ( m 2 no total). Os m 2 da cobertura do estádio da luz podiam ter sido transformados numa central de energia solar. Efeitos ambientais Mínimos

12 Eólica – há zonas do país muito ventosas. Está previsto um grande aumento do parque eólico para produção de energia eléctrica. Que energias renováveis poderão ser implantadas no nosso país para inverter a situação? Efeitos ambientais Abandono da agricultura em terras férteis. Nível de ruído elevado. Alteração da beleza da paisagem

13 Que energias renováveis poderão ser implantadas no nosso país para inverter a situação? Hídrica – a construção de grandes barragens é contestada pelos ambientalistas devido ao impacto negativo que pode ter no meio ambiente. No nosso país 25% da energia eléctrica provém de centrais hídricas. Barragem do Alqueva Foi construída uma réplica da antiga que ficou submersa na albufeira do Alqueva Efeitos ambientais Desaparecimento de comunidades e vales. Pode afectar a irrigação dos terrenos vizinhos Aldeia da Luz

14 Que energias renováveis poderão ser implantadas no nosso país para inverter a situação? Biomassa – incentivando as culturas de beterraba, milho e sorgo a partir dos quais é possível produzir bioetanol (álcool etílico puro) que pode ser adicionado aos combustíveis tradicionais (gasolina e gasóleo) sem necessidade de fazer alterações nos motores. Efeitos ambientais Emissão de CO 2, SO 2 e NO x (como os do petróleo)

15 Que energias renováveis poderão ser implantadas no nosso país para inverter a situação? Geotérmica – nos Açores a energia geotérmica é utilizada para cozinhar. Lá existe uma central instalada em S. Miguel para produção de energia eléctrica. Efeitos ambientais Não há

16 Que energias renováveis poderão ser implantadas no nosso país para inverter a situação? Energia das ondas do mar – há vários estudos e projectos para obter energia eléctrica a partir das ondas do mar em Portugal (Aveiro e foz do rio Douro). No verão de 2006 foi instalada frente à praia da Aguçadoura (Póvoa do Varzim) a primeira central maremotriz do Mundo. Efeitos ambientais Pode interferir com a pesca e com a navegação Central do Pico – Açores (1999)

17 Que energias renováveis poderão ser implantadas no nosso país para inverter a situação? Energia das marés – exige uma amplitude de maré de pelo menos 5 metros. O número de locais no Mundo em que esta situação ocorre é muito reduzido. Para além deste requisito é ainda necessário que o local permita a construção dum dique adequado. Rio Rance em França Efeitos ambientais Alteração dos estuários. Pode afectar a fauna e a flora existentes

18 Que outras energias poderão ser implantadas no nosso país para inverter a situação? Hidrogénio – a sua combustão apenas origina vapor de água. No Porto já circul(ar)am 3 autocarros que utilizam o hidrogénio como combustível. Efeitos ambientais Mínimos Célula de combustível

19 Que outras energias poderão ser implantadas no nosso país para inverter a situação? Nuclear – embora não emita dióxido de carbono para a atmosfera, há o problema de saber o que fazer com os resíduos radioactivos. Portugal não usa energia nuclear para produzir energia eléctrica.

20 Chernobyl Dezembro de 1999 Efeitos ambientais Problemas no armazenamento dos resíduos radioactivos. Não existência de controlo seguro na central.

21

22 Degradação da energia Num automóvel a energia útil (energia aproveitada para o movimentar) é apenas 20% da energia total que lhe é fornecida. Diagrama de SANKEY

23 Degradação da energia Podemos dizer que 80% da energia fornecida ao automóvel é energia degradada, mas a energia total mantém-se constante = 100 Diagrama de SANKEY E total = E útil + E diss

24 Degradação da energia O rendimento deste processo foi: Diagrama de SANKEY

25 A largura das setas representa, a quantidade de energia envolvida no processo. Diagrama de SANKEY

26 Uso racional da energia

27  APSA pág. 16 Exercícios 1 a 7, pág. 24 e 25


Carregar ppt "No dia 16 de Fevereiro de 2005 entrou em vigor o protocolo de Quioto ratificado pela União Europeia a 31 de Maio de 2002. Pretende levar os países que."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google