A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

GRUPO DE TRABALHO PARA O CONTROLE DA TUBERCULOSE CAMAÇARI-BA GRUPO DE TRABALHO PARA O CONTROLE DA TUBERCULOSE CAMAÇARI-BA Camaçari – Ba Ana Iara C Santana.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "GRUPO DE TRABALHO PARA O CONTROLE DA TUBERCULOSE CAMAÇARI-BA GRUPO DE TRABALHO PARA O CONTROLE DA TUBERCULOSE CAMAÇARI-BA Camaçari – Ba Ana Iara C Santana."— Transcrição da apresentação:

1 GRUPO DE TRABALHO PARA O CONTROLE DA TUBERCULOSE CAMAÇARI-BA GRUPO DE TRABALHO PARA O CONTROLE DA TUBERCULOSE CAMAÇARI-BA Camaçari – Ba Ana Iara C Santana SESAU/DAB/PCT

2 O MUNICÍPIO DE CAMAÇARI

3 População hab (estimativa IBGE 2013) 95 % reside em área urbana. Extensão - 760km 2 Cobertura de PACS - 31,53 % Cobertura de PSF - 55,42 % PMCT totalmente descentralizado ( descentralização implementada anualmente) Coordenação do Programa/DAB Área Técnica do Programa /DEVISA CAMAÇARI

4 A TUBERCULOSE EM CAMAÇARI Incidência de TB TF em ,74 / hab Incidência TB Pulmonar Positivo em ,4/ hab Áreas de maior vulnerabilidade para Tuberculose - População em situação de rua 99 pessoas cadastradas - 03 Delegacias - + de 12 casas de abrigamento (Centros de Recuperação) para dependentes químicos – sem convênio com o município.

5 REDE DE ATENÇÃO A TUBERCULOSE 08 Unidades Básicas de Saúde 30 Unidades de Saúde da Família – 41 equipes 02 Laboratórios da rede pública Uma Referência Secundária com pneumologia adulto e pediátrica e equipe de enfermagem. CRES – atendimento de infectologia para co- infectados TB/HIV Hospitais: 01 público - HGC 01 privado – Santa Helena  05 UPAs  01 CAPS II

6 O MOVIMENTO SOCIAL NO CONTROLE DA TUBERCULOSE EM CAMACARI Iniciou em 2008 COMISSÃO MUNICIPAL PARA O CONTROLE DA TUBERCULOSE Finalidade da Comissão Colocar em prática no âmbito do município as experiências vivenciadas no Comitê Metropolitano. Membros 04 do Governo (DAB/PCT, DEVISA/VIEPI, DEMAC/DST/HIV e SEDES) 04 da Sociedade Civil (CMS, Representante do Segmento Religioso, ONGs – UOSCC e Grupo Anti Aids.

7 Reunião da Comissão

8 Atividades desenvolvidas pela Comissão Identificação de novos parceiros – a quem no município a situação da TB poderia incomodar? Qualificação da Comissão – identificação de perfis. Diagnóstico da situação da TB no município. Construção de uma planilha de trabalho. Participação em reunião do CMS. Apoio ao PCT na realização de oficinas para ACS e lideranças comunitárias.

9 Atividade de Campo Panfletagem em bares do Centro

10

11

12 Grupo de Trabalho para o Controle da Tuberculose Criado em 2009

13 Reunião do GT/TB

14 Grupo de Trabalho para o Controle da Tuberculose Missão Ser um articulador entre governo e sociedade civil, buscando integração e contribuição para as políticas públicas do controle da tuberculose no município, dando visibilidade, executando e apoiando as ações CAMS (Comunicação, Advocacy, Mobilização Social) para o controle da Tuberculose. Membros efetivos (atualmente) 06 do Governo (SESAU-DAB/PCT, DEVISA/VIEPI, DEMAC/ DST/HIV/UPAS/Referencia Secundária do PCT e SEDES/CREAS) 08 da Sociedade Civil (Representante do Segmento Religioso/Pastoral Carcerária, ONGs – UOSCC, Associação dos Aposentados e Voluntários(ACS, estudantes de enfermagem e outros.

15 Membros colaboradores Todos que já passaram pelo GT/TB: CMS, CLS, artistas da terra, pessoal de mídia, educadores sociais, vereadores e outros. Funcionamento do GT/TB Regimento Interno Temos uma planilha de trabalho anual Reuniões ordinárias mensais Sem sede própria Contamos com material de mídia próprio.

16 Anuncicleta convidando a população para oficina sobre Tuberculose

17 Oficina para Comunidades

18 Camelô Informativo em Associações de Bairros

19 Camelô Informativo em Bairros Carentes

20 Busca ativa de sintomáticos respiratórios em áreas de difícil acesso

21

22

23 Panfletagem com orientação

24

25 Apoio a salas de espera em unidades silenciosas

26 Atividades lúdicas em feiras de saúde

27 Membro do GT fantasiada de bacilo - BK

28 Pesque e responda

29 Ex-prefeito Luiz Caetano participando do pesque e responda na Feira de Saúde de Vilas

30 Atual prefeito Ademar Delgado participando do pesque e responda na Feira de Saúde de Vilas

31 Grupo do Samba do Roda apoiando a mobilização do GT/TB na Praça Montenegro.

32 Grupo de capoeira apoiando a mobilização do GT/TB na Praça Montenegro.

33 Repentista Bule-Bule apoiando o GT/TB com uma apresentação sobre Tuberculose.

34 2ª Caminhada de Apoio ao Controle da Tuberculose – 2013.

35

36

37 Participação do GT numa Feira de Saúde promovida pela F José Silveira

38 Escoteiros participando do pesque e responda

39 Panfletagem na Feira do Empreendedor com representantes do Comitê Metropolitano

40 Reunião na Câmara de Vereadores

41 Condecoração de Representante do GT/TB na Câmara de Vereadores

42 Atividades educativas no Centro de Recuperação Missão Vida

43 3ª Caminhada de Apoio ao Controle da Tuberculose – 2014.

44

45 Camelô Informativo sobre TB e Hanseníase na festa de aniversário do Centro de Referência a Mulher

46

47

48 Avanços do GT/TB Deu visibilidade ao problema da tuberculose no município; Técnicos e sociedade civil trabalhando de forma articulada; Reconhecimento social do trabalho desenvolvido; Implementação das ações CAMS; Identificação de novos casos em comunidades de difícil acesso e novas áreas de vulnerabilidade; Implementação da articulação com os segmentos do governo e da sociedade civil; Inclusão da Hanseníase a partir de 2014: GT/TB e Hanseníase.

49 Desafios enfrentados na criação e manutenção do GT/TB Membros efetivos com reduzida disponibilidade para as ações; Constante inclusão de novos representantes; Sobrecarga de trabalho para equipe do PCT; Reduzida habilidade do governo em trabalhar com a participação da sociedade civil no controle da Tuberculose; Não previsão orçamentária municipal para execução das ações do GT/TB.

50 Por que incluir o movimento social no controle da Tuberculose? Por que a TB é uma doença diretamente relacionada as questões de vulnerabilidade social e a saúde só, não dá conta do seu controle; A participação da comunidade tem fundamento legal na Constituição Federal de 88; Participação social não é só opção política, mas direito de todo cidadão.

51 Para refletir Se deseja o controle da tuberculose precisa refletir sobre o que tem feito para isso até aqui! Quem efetivamente responde pelo controle da Tuberculose no seu município? Muita coisa não está sob nossa governabilidade, isso é fato, mas precisamos dar visibilidade ao problema, somos nós que convivemos com ele! É preciso dar um passo mais ousado!

52 ONDE QUEREMOS CHEGAR? Queremos menor número de pessoas doentes por causa da tuberculose; Queremos HUMANIZAÇÃO no atendimento - acolhimento com resolutividade; Queremos rapidez na concessão de benefícios sociais para o paciente; QUEREMOS A INCLUSÃO DO MOVIMENTO SOCIAL NO CONTROLE DA TUBERCULOSE EM TODOS OS MUNICÍPIO!!!

53 Nossos contatos Ana Iara C Santana Área Técnica da Tuberculose e Hanseníase Departamento de Atenção Básica-DAB Secretaria Municipal de Saúde - SESAU Camaçari-Ba Tel/Fax: e Cel: Facebook: GTTb de Camaçari-Ba


Carregar ppt "GRUPO DE TRABALHO PARA O CONTROLE DA TUBERCULOSE CAMAÇARI-BA GRUPO DE TRABALHO PARA O CONTROLE DA TUBERCULOSE CAMAÇARI-BA Camaçari – Ba Ana Iara C Santana."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google