A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO IF – SUL – RIO - GRANDENSE CAMPUS PELOTAS - VISCONDE DA GRAÇA Curso: Técnico em Fruticultura Disciplina: Solos Prof. Dr. Corlett,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO IF – SUL – RIO - GRANDENSE CAMPUS PELOTAS - VISCONDE DA GRAÇA Curso: Técnico em Fruticultura Disciplina: Solos Prof. Dr. Corlett,"— Transcrição da apresentação:

1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO IF – SUL – RIO - GRANDENSE CAMPUS PELOTAS - VISCONDE DA GRAÇA Curso: Técnico em Fruticultura Disciplina: Solos Prof. Dr. Corlett, F.M.F Macro e micronutriente: classificação; função; fontes e perdas; Fertilidade do solo

2 POR QUE ADUBAR? NUTRIENTES:(ALIMENTOS) ÁGUA + AR = 95% Carbono (C) Oxigênio (O) Hidrogênio (H) SOLO = 5% MACRONUTRIENTES MICRONUTRIENTES PROJETO ÁGUA CERTA

3 CO2 Mn N PKCaMgS FeZnCuBMnClMo

4 MACRONUTRIENTES NITROGÊNIO (N) FÓSFORO (P) POTÁSSIO (K) CÁLCIO (Ca) MAGNÉSIO(Mg) ENXOFRE (S) N P K Ca Mg S

5 NITROGÊNIO (N) FUNÇÕES: COLORAÇÃO RÁPIDO CRESCIMENTO AUMENTO DE FOLHAGEM DECOMPOSIÇÃO DA MATÉRIA ORGÂNICA

6 NITROGÊNIO (N) FONTES: NITRATO DE CÁLCIO – 15 (N) e 19 (Ca) NITRATO DE POTÁSSIO-13(N) e 44(K2O) URÉIA – 44(N) SULFATO DE AMONIO – 20 (N) e 24 (S)

7 DESEQUILÍBRIO DE NITROGÊNIO ATRASA: AUMENTA FLORESCIMENTO MATURAÇÃO DOENÇAS FRUTOS OCOS ESTIOLAMENTO

8 FÓSFORO (P) FUNÇÕES: CRESCIMENTO DE RAÍZES ARRANCADA VIGOROSA ANTECIPA A MATURAÇÃO ESTIMULA O FLORESCIMENTO FORMAÇÃO DE SEMENTES

9 FÓSFORO (P) FONTES: MAP – 9 (N) e 48 (P 2 O5) ÁCIDO FOSFÓRICO – 64 (P) FÓRMULAS PRONTAS

10 POTÁSSIO FUNÇÕES: MAIOR VIGOR MAIOR RESISTÊNCIA À DOENÇAS DIMINUIÇÃO DE FRUTOS OCOS MELHORA DA QUALIDADE DOS FRUTOS FORMAÇÃO DA PAREDE DOS FRUTOS

11 Potássio  É um elemento muito móvel nas plantas, tanto dentro da célula individual, como dentro de tecidos;  O potássio não é constituinte de nenhuma molécula orgânica no vegetal, entretanto contribui em varias atividades bioquímicas:  sendo um ativador de grande número de enzimas;  regulador da pressão osmótica (entrada e saída de água da célula), abertura e fechamento dos estômatos;  O potássio é importante na fotossíntese, na formação de frutos, resistência ao frio e às doenças.

12 CÁLCIO Elemento importante da parede celular, sendo fixado na planta dessa forma. Fortalece e dá resistência aos tecidos. Fundamental para a divisão foliar, ativação dos processos enzimáticos e atua como Ca2+ nas membranas celulares. Sua falta pode provocar doenças fisiológicas como a podridão apical no tomate, bitter pit em maçãs, etc...

13 MAGNÉSIO Componente da molécula de clorofila. Auxilia na absorção e translocação de fósforo na planta e ativa reações enzimáticas. Sua ausência provoca um decréscimo na absorção, principalmente em plantas com frutos no inicio da maturação. As deficiências geralmente se acentuam quando diminuem as chuvas.

14 ENXOFRE Essencial para a atividade de proteínas Promove o aproveitamento do nitrogênio: cada 9 partes de nitrogênio exige 1 parte de enxofre. Estimula a formação de sementes e favorece o crescimento vigoroso das plantas.

15 MICRONUTRIENTES

16 BORO (B) CLORO (Cl) COBRE (Cu) MANGANÊS (Mn) MOLIBDÊNIO (Mo) ZINCO (Zn) FERRO (Fe) Fe B Cl Cu Mn Mo Zn

17 FUNÇÃO DOS MICRONUTRIENTES NAS PLANTAS FERRO a)atua na formação da clorofila e como ativador de enzimas; b)Essencial ao metabolismo energético, atua na fixação do nitrogênio e desenvolvimento do tronco e raízes; c)Sintomas de deficiência são presença do verde muito claro nas folhas, com estreita faixa verde ao redor das nervuras, inicialmente nas folhas mais novas; d)Folhas com aparência de vidro, transparentes e retorcidas (vitrificação).

18 BORO Responsável pelo transporte de açucares, formação das paredes celulares, germinação do pólen e formação da semente. Fundamental no processo de florescimento, pegamento das flores e efetiva maturação. Durante estas fases iniciais, pode ser aplicado numa calda neutra ou levemente alcalina. A calda Viçosa ou mesmo a Bordalesa podem ser preparadas com pequenas doses do Acido Bórico, melhorando o efeito protetor da solução cúprica.

19 MANGANÊS Essencial nos processos de respiração, fotossíntese, formação de proteínas, síntese de hormônios, germinação e maturação. Melhora o aproveitamento de cálcio, magnésio e fósforo. Pode aumentar a resistência da planta às doenças, devido ao aumento no nível de ligninas e compostos fenólicos.

20 COBRE Importante nos mecanismos de defesa da planta às doenças, principalmente com relação a sua participação na síntese de lignina que fortalece e promove a formação da parede celular. Ativador do metabolismo, retardando, por exemplo, a queda de folhas. Essencial nos processos de fotossíntese, respiração, metabolismo do nitrogênio e síntese de proteínas.

21 ZINCO Essencial para a síntese de hormônios reguladores do crescimento. Muitas das reações enzimáticas e metabólicas dependem da sua presença. Indispensável para boas produções (é um dos elementos que apresentam maior deficiência nas plantas.)

22 MACRONUTRIENTES – FUNÇÕES E DEFICIÊNCIAS

23

24 MICRONUTRIENTES - FUNÇOES E DEFICIÊNCIAS

25


Carregar ppt "MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO IF – SUL – RIO - GRANDENSE CAMPUS PELOTAS - VISCONDE DA GRAÇA Curso: Técnico em Fruticultura Disciplina: Solos Prof. Dr. Corlett,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google