A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MBA em Gestão de Empreendimentos Turísticos PLANEJAMENTO PÚBLICO DO TURISMO 1ª aula Prof. Dr. Aguinaldo Cesar Fratucci.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MBA em Gestão de Empreendimentos Turísticos PLANEJAMENTO PÚBLICO DO TURISMO 1ª aula Prof. Dr. Aguinaldo Cesar Fratucci."— Transcrição da apresentação:

1 MBA em Gestão de Empreendimentos Turísticos PLANEJAMENTO PÚBLICO DO TURISMO 1ª aula Prof. Dr. Aguinaldo Cesar Fratucci

2 Planejamento Público do Turismo Prof. Dr. Aguinaldo Cesar Fratucci Disciplina: PLANEJAMENTO PÚBLICO DO TURISMO PLANO DE AULA – 7ª TURMA (2013) Niterói (*) As referências grafadas em vermelho são consideradas leituras obrigatórias e estão disponibilizadas em pdf. DATA TEMA TÓPICOSREFERÊNCIAS 19/out Apresentação do conteúdo e critérios de avaliação Turismo: fenômeno socioespacial contemporâneo O papel do Estado na gestão e no planejamento do setor turístico Revisão de conceitos e teorias sobre o fenômeno turístico: organização espacial do turismo; espaço turístico. Contexto atual do turismo mundial e brasileiro. O modo de produção neoliberal e a gestão do turismo A cadeia produtiva do turismo A gestão pública e o ambiente do turismo HALL, C. Michael. Planejamento Turístico: políticas, processos e relacionamentos. São Paulo: Contexto, P

3 Planejamento Público do Turismo Prof. Dr. Aguinaldo Cesar Fratucci 26/out Evolução das políticas públicas de turismo no mundo e no Brasil Diferentes enfoques da gestão pública aplicados ao setor turístico Aspectos técnicos e operacionais do planejamento público do turismo A evolução das políticas de turismo: Brasil e mundo Enfoques: fomento, econômico, fisicoespacial, comunitário/participativo, sustentável. O enfoque da atual política nacional de turismo. Sistema turístico brasileiro Estrutura política administrativa brasileira Órgãos municipais de turismo: estrutura, competências e articulações. FRATUCCI, Aguinaldo César. A dimensão espacial nas políticas públicas brasileiras de turismo: as possibilidades das redes regionais de turismo. Tese (Doutorado em Geografia )–Universidade Federal Fluminense, 2008.– Niterói: UFF, Cap. 4. p HALL, C. Michael. Planejamento Turístico: políticas, processos e relacionamentos. São Paulo: Contexto, P. 37—68

4 Planejamento Público do Turismo Prof. Dr. Aguinaldo Cesar Fratucci 09/nov Tendências na gestão pública do turismo Os agentes sociais produtores do turismo: características, funções, competências e demandas. Novas instâncias de governança: conceitos: Municipalização X regionalização Conselhos, Fóruns e Consórcios Regionais; Produtos regionais e roteiros regionais FRATUCCI, Aguinaldo César. Refletindo a dimensão espacial do turismo a partir das lógicas de apropriação dos espaços dos seus agentes sociais. In: V SEMINÁRIO ANPTUR, 2008, Belo Horizonte. Turismo e Hospitalidade em Destinos Urbanos. São Paulo: ALEPH, FRATUCCI, Aguinaldo César. Refletindo sobre a gestão dos espaços turísticos: perspectivas para as redes regionais de turismo. Turismo em Análise. São Paulo, v.20, n.3, dez2009. p FRATUCCI, Aguinaldo César. Análise do processo de formação da rede regional da Região Turística das Agulhas Negras – RJ. IN Anais do SIT 2009, Curitiba, 2009.

5 Planejamento Público do Turismo Prof. Dr. Aguinaldo Cesar Fratucci 23/nov Gestão de destinos turísticos Conceitos e classificações de destinos turísticos. Funções dos destinos turísticos Plano diretor de turismo: metodologia, etapas, estrutura. VALLS, Josep-Francesc. Gestão integral de destinos sustentáveis. Rio de Janeiro: Editora FGV, P PETROCCHI, Mário. Marketing para destinos turísticos. São Paulo: Futura, ___.Turismo: planejamento e gestão. São 30/nov Política Nacional de Turismo Atual Lei Geral do Turismo Plano Nacional de Turismo Lei nº /2008 Decreto 7.381/2010 Decreto 7.994/2013 Documento Referencial: Turismo no Brasil , CNTur (disponível no site do Ministério do Turismo)

6 Planejamento Público do Turismo Prof. Dr. Aguinaldo Cesar Fratucci 07/dez Consolidação: gestão pública de turismo atual Tendências atuais na gestão e no planejamento público do turismo: Questões ainda sem respostas:  O vácuo jurídico: Estado X novas instâncias de governança A (dês) articulação dos agentes sociais do turismo KNAFOU, Remy. Turismo e Território: por uma abordagem científica do turismo. IN: RODRIGUES, Adyr A.B. Turismo e geografia: reflexões teóricas e enfoques regionais. São Paulo: Ed. HUCITEC, P ZAPATA, Tânia (org.) Desenvolvimento local e a nova governança. Recife, IADH, HALL, C. Michael. Planejamento Turístico: políticas, processos e relacionamentos. São Paulo: Contexto, 2001, p

7 Planejamento Público do Turismo Prof. Dr. Aguinaldo Cesar Fratucci Disciplina: PLANEJAMENTO PÚBLICO DO TURISMO AVALIAÇÃO: Grupo de 2 ou 3 alunos Estudo de Caso: A gestão pública do turismo no Brasil na atualidade: coerências e conflitos (abrangência: nacional, estadual ou municipal) Mínimo de 8 páginas ENTREGA: Enviar arquivo para o indicando no Assunto: AVALIAÇÃO MBA UFF + Os trabalhos deverão seguir as normas de apresentação da ABNT e incluir: Resumo, palavras chaves, introdução, desenvolvimento, conclusão e referencias bibliográficas. PRAZO: até o dia 31 de janeiro de 2014 (após essa data os s encaminhados serão desconsiderados)

8 Planejamento Público do Turismo Prof. Dr. Aguinaldo Cesar Fratucci REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS BOULLÓN, Robert C. Planificación del espacio turístico. México: Trillas, CHIAS, Josep. Turismo, o negócio da felicidade: desenvolvimento, e marketing turístico de países, regiões, lugares e cidades. São Paulo: Editora Senac SP, 2007 FRATUCCI, Aguinaldo César. Refletindo sobre a gestão dos espaços turísticos: perspectivas para as redes regionais de turismo. Turismo em Análise. São Paulo, v.20, n.3, dez2009. P Disponível em acesso em 04/04/2010.http:// /ojs/index.php/turismo/issue/current ___. A dimensão espacial nas políticas públicas brasileiras de turismo: as possibilidades das redes regionais de turismo f. Tese (doutorado em geografia). Instituto de Geociências, Universidade Federal Fluminense, Niterói-RJ. ___. Refletindo a dimensão espacial do turismo a partir das lógicas de apropriação dos espaços dos seus agentes sociais. In: V SEMINÁRIO ANPTUR, 2008, Belo Horizonte. Turismo e Hospitalidade em Destinos Urbanos. São Paulo : ALEPH, HALL, G. Michael. Planejamento turístico: políticas, processos e relacionamentos. São Paulo: Contexto, MTUR, Ministério do Turismo. Plano Nacional de Turismo Disponível em ___ Plano Nacional de Turismo Disponível em ___. Documento Referencial - Turismo no Brasil: Brasília, Disponível em PETROCCHI, Mário. Marketing para destinos turísticos. São Paulo: Futura, ___.Turismo: planejamento e gestão. São Paulo: Pearson Prentice Hall, VALLS, Josep-Francesc. Gestão integral de destinos sustentáveis. Rio de Janeiro: Editora FGV, ZAPATA, Tânia (org.) Desenvolvimento local e a nova governança. Recife, IADH, 2009.

9 Planejamento Público do Turismo Prof. Dr. Aguinaldo Cesar Fratucci O fenômeno turístico surge de encontros aleatórios – intencionais ou não – entre os diversos agentes sociais que, dentro de uma aparente desordem inicial, articulam um feixe de ações, relações e interações modificadoras do comportamento e da natureza dos elementos, corpos, objetos ou territórios envolvidos (FRATUCCI, 2008) Turismo: fenômeno socioespacial contemporâneo

10 Planejamento Público do Turismo Prof. Dr. Aguinaldo Cesar Fratucci O modo de produção neoliberal dominante e o setor turístico Modelo de produção neoliberal: sistema atual de produção, predominante na maioria dos países ocidentais, baseado no entendimento de que o Estado deve ter uma atuação mais limitada (Estado mínimo), enquanto o mercado passa a ser o regulador e definidor das diretrizes e regras que orientam o funcionamento da economia mundial. A atividade econômica do turismo é essencialmente privada, no entanto, precisa ser regulada pois a maioria dos bens que são “consumidos” pelos visitantes são bens públicos que precisam ser preservados tanto para atender à novas demandas, como também, para atender às populações residentes nos centros receptores (destinos turísticos).

11 Planejamento Público do Turismo Prof. Dr. Aguinaldo Cesar Fratucci TURISMO: Fenômeno socioespacial contemporâneo O ESPAÇO TURÍSTICO É A CONSEQUENCIA DA PRESENÇA E DA DISTRIBUIÇÃO TERRITORIAL DOS ATRATIVOS TURÍSTICOS, ACRESCIDOS DA INFRA-ESTRUTURA TURÍSTICA E DOS EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS TURISTICOS ESPAÇO TURÍSTICO = ATRATIVOS TURÍSTICOS + EQUIPAMENTOS E INSTALAÇÕES TURÍSTICAS + INFRA-ESTRUTURA DE APOIO

12 Planejamento Público do Turismo Prof. Dr. Aguinaldo Cesar Fratucci

13 hospedagem, alimentação, lazer, agenciamento, guias, recreação, eventos, transportes, outros serviços próprios do turismo INDÚSTRIA DO TURISMO ECONOMIA DO TURISMO comércio, gráficas, publicidade, veículos de comunicação, cabelereiros, padarias, açougue, supermercado, serviços públicos, água, energia, telefonia, recolhimento de lixo, limpeza de ruas, segurança pública, saúde e outros, fornecedores de mobiliários e equipamentos, seguradoras, administração de transportes, alimentos, fornecedores de bebidas, construção naval, indústria aeronáutica, construção civil produção de vidros, siderurgia, computadores, concreto, mineração, fornecimento de combustíveis, comércio em geral, indústria de plásticos, indústria têxtil, indústria mecânica, madeiras, setores educacionais, etc fonte - WTTC

14 Planejamento Público do Turismo Prof. Dr. Aguinaldo Cesar Fratucci TRANS- PORTE GESTÃO AGENCIAMENTO PROMOÇÃO SERVIÇOS PÚBLICOS BANCOS CÂMBIO FORMAÇÃO PROFIS- SIONAL MEIO AMBIENTE HOSPE- DAGEM HISTÓRIA PRÉDIOS HISTORICOS GASTRO- NOMIA ESTRA- DAS PARQUES PRAIAS LAGOAS Cadeia Produtiva do Turismo

15 Planejamento Público do Turismo Prof. Dr. Aguinaldo Cesar Fratucci CADEIA PRODUTIVA DO TURISMO Composta por muitas empresas, serviços, equipamentos e infraestruturas urbanas que não se relacionam diretamente, mas que atendem ao mesmo cliente, o turista; Grande parte dos componentes da cadeia produtiva não se sentem parte dela por não terem contato direto com o negócio turístico, mas são fundamentais para o sucesso da qualidade e para a competitividade do destino turístico, pois atendem indiretamente o turista. ex: taxista, o produtor de hortifrutigranjeiros, as gráficas, etc.; Dada a independência de cada um dos componentes da cadeia produtiva do turismo, é praticamente impossível estabelecer algum tipo de controle de qualidade para o produto turístico; O Estado, através dos seus órgãos deve assumir esse papel de controle e monitoramento do funcionamento da cadeia produtiva do turismo.

16 Planejamento Público do Turismo Prof. Dr. Aguinaldo Cesar Fratucci

17 Turismo de massa, caracterizado por crescimento ilimitado, indiferença ao meio ambiente, padronização, rigidez nos pacotes e produtos comercializados Turismo sustentável, social e ambientalmente responsável; caracterizado por flexibilidade e escolhas nos pacotes Turismo de experiência desaparecendo  emergindo  maior escolaridade, experiência, independência, preservacionista, respeitador de outras culturas e buscando valor por seu dinheiro Ansioso por novas experiências durante suas viagens O novo perfil do turista Tendências do mercado do turismo

18 Planejamento Público do Turismo Prof. Dr. Aguinaldo Cesar Fratucci A SUPRAESTRUTURA TURÍSTICA, instância composta pelos órgãos públicos e pelas entidades de classe do setor turístico e pelos demais segmentos da sociedade civil organizada, deve assumir a gestão e o planejamento dos destinos turísticos, através do estabelecimento de planos diretores, códigos de ética e de relacionamento, normas, legislações e outros instrumentos públicos e privados que possam estabelecer as “regras do jogo” para o setor turístico. A supraestrutura turística pode se organizar através de fóruns, comitês, câmaras e conselhos de turismo, grupos gestores, nas diferentes escalas: local, regional, estadual e nacional. Quem deve assumir a gestão e o planejamento dos destinos turísticos e, portanto, dos produtos turísticos colocados no mercado?

19 Planejamento Público do Turismo Prof. Dr. Aguinaldo Cesar Fratucci E o Estado / Governo, que papel assume nesse processo ? Cabe ao Estado, através dos seus órgãos estabelecer a articulação entre todos os agentes sociais envolvidos com o turismo, incentivando a sinergia entre todos eles, de modo a conseguir a manutenção de um processo de desenvolvimento turístico sustentável, que atenda às demandas e necessidades de todos eles. Além disso, cabe ao Estado, Regular o funcionamento do mercado através de mecanismos legais amplamente discutidos no âmbito da supraestrutura turística; Promover a divulgação dos seus destinos turísticos juntos aos mercados emissores identificados como prioritários; Oferecer e apoiar as ações destinadas à capacitação e a formação da mão de obra do setor; Oferecer o suprimento de infraestrutura urbana básica para o desenvolvimento dos destinos turísticos: segurança, redes de transportes, saneamento básico, etc.


Carregar ppt "MBA em Gestão de Empreendimentos Turísticos PLANEJAMENTO PÚBLICO DO TURISMO 1ª aula Prof. Dr. Aguinaldo Cesar Fratucci."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google