A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ensino, Retenção e Evasão Ensino, Retenção e Evasão Rio de Janeiro – RJ dez / 2011 Profª. Drª. Loreine Hermida Silva e Silva.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ensino, Retenção e Evasão Ensino, Retenção e Evasão Rio de Janeiro – RJ dez / 2011 Profª. Drª. Loreine Hermida Silva e Silva."— Transcrição da apresentação:

1 Ensino, Retenção e Evasão Ensino, Retenção e Evasão Rio de Janeiro – RJ dez / 2011 Profª. Drª. Loreine Hermida Silva e Silva

2 DESAFIOS

3 PROPOSTAS E O NOVO OLHAR Unificação das vagas das IFES; Democratização das oportunidades de concorrência às vagas federais de ensino superior; Um instrumento de indução da reestruturação dos currículos do ensino médio

4 METODOLOGIA DA AVALIAÇÃO A. Matriz de Habilidades (i) Linguagens, Códigos e suas Tecnologias (incluindo redação); (ii) Ciências Humanas e suas Tecnologias; (iii)Ciências da Natureza e suas Tecnologias; e (iv) Matemática e suas Tecnologias B. Conjunto de Conteúdos associados a Matriz de Habilidades Construído em parceria com a comunidade acadêmica, logo com as IFES (?) – agora o BNI (2011) Proposto 200 itens (?) – agora 180 itens

5 As articulações ! Comitê de Governança Diretoria de Políticas e Programas de Graduação - SESu Secretaria de Ensino Superior – SESu/MEC

6 INSTRUMENTO PROPOSTO NOVO EXAME NACIONAL DO ENSINO MÉDIO

7 QUATRO POSSIBILIDADES DE UTILIZAÇÃO DO NOVO EXAME  Como fase única. Sistema de seleção unificado, informatizado e on-line (SISU);  Como primeira fase;  Combinado com o vestibular da instituição;  Como fase única para as vagas remanescentes do vestibular.

8 REGIÃO% DE OCUPAÇÃO Norte0,99% Nordeste1,89% Centro- Oeste1,70% Sudeste93,72% Sul1,70% Ocupação na UNIRIO 47 cursos de graduação vagas presenciais Fonte: SIE nov / 2011

9 OCUPAÇÃO ETÁRIA - RJ

10 EVASÃO MARCO CONCEITUAL “a uma postura ativa do aluno que decide desligar-se por sua própria responsabilidade” BUENO(1993). “não é exclusão, mas mobilidade, não é fuga, mas busca, não é desperdício mas investimento, não é fracasso – nem do aluno nem do professor, nem do curso ou da instituição – mas tentativa de buscar o sucesso ou a felicidade, aproveitando as revelações que o processo natural do crescimento dos indivíduos faz sobre suas reais potencialidades” RISTOFF(1995).

11 EVASÃO Tipos de Evasão  Macroevasão: O aluno deixa o sistema educacional brasileiro.  Mesoevasão: O aluno deixa a sua instituição.  Microevasão: O aluno deixa o seu curso de graduação Marco legal na UNIRIO O Sistema de Informações para o Ensino – SIE: “Aluno evadido é aquele que deixou o curso de graduação sem concluí-lo.”

12 Questões básicas a serem consideradas na evasão! Questões básicas a serem consideradas na evasão!  A localização geográfica dos campi.  A insatisfação com a opção do curso.  O despreparo para fazer escolhas.  A gestão da infraestrutura.  A qualidade acadêmica da docência.  O baixo desempenho da educação básica.  O aspecto financeiro.  O ingresso precoce.  O trabalhador-estudante. Total: 9

13 Alunos Matriculados 2011/2 Fonte: SIE novembro / 2011

14 EVASÃO MATRICULADOS 2011/2 INGRESSANTES 2010 Fonte: SIE novembro / 2011

15 EVASÃO GÊNERO TURNO Fonte: SIE novembro / 2011

16 Não há uma homogeneidade da evasão no conjunto dos cursos: as características são individuais. A necessidade de elementos comuns que induza a universidade a adotar ações integradoras e de sustentabilidade. CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES

17 Atuação da Secretaria de Apoio ao Estudante - SAEG, tendo em vista a orientação de trajetos curriculares. Oferta de disciplinas na modalidade semipresencial nos diversos cursos de graduação. Compatibilidade nos horários de funcionamento dos diferentes Cursos de Graduação da Universidade. Consolidação dos procedimentos de seleção discente pela COSEA. Ações integradoras e de sustentabilidade de sustentabilidade

18  Revisão dos Atos Acadêmicos.  Fortalecimento da Flexibilização Curricular.  Intensificação da Mobilidade Acadêmica.  Ampliação do Programa de Bolsa de Ensino.  Fóruns para consolidação dos cursos novos.  Inovação do Ensino.  Promoção da Reintegração Discente.  Acesso e Seleção Discente por Reingresso, Revinculação,Transferência Externa e Interna, através do ENEM. Demandas Necessárias...

19  Ampliação dos Convênios para Estágios junto a empresas, escolas, etc.  Formação de Redes de Ensino por IFES próximas.  Monitoramento das dificuldades pessoais na adaptação à vida universitária.  Melhoria das condições físicas no ambiente de ensino.  Fortalecimento da ações da Assistência Estudantil (Transporte, Permanência, Moradia, Alimentação) Mais e mais demandas...

20  Participação em Eventos Voltados à Graduação (PROPEVE);  Treinamento Tutorial Interno (PET/UNIRIO), com bolsas para os diferentes níveis;  Bolsa Mobilidade Acadêmica Brasil (ANDIFES), em parceria com a Direção de Assuntos Comunitários e Estudantis;  Internacionalização da Graduação (PROINT);  Monitoramento de Egressos (PROMOE); Programas para Graduação - UNIRIO

21  Ocupação das Vagas Ociosas e Remanescentes - POVOAR;  Atividades de Reforço e Permanência - Pró-Tutorias com ênfase nos cursos noturnos.  O Programa de Consolidação das Licenciaturas - PRODOCÊNCIA.  O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência - PIBID.  Formação de Professores para Graduação *** Programas da Graduação da UNIRIO

22  Não é um prontuário ou, muito menos, um locus onde são apresentadas soluções imediatistas e casuísticas.  Ação projetiva e emancipatória: contribuições para a definição e concretização de políticas públicas, sem abdicar da crítica e da reflexão. ENTÃO... EVASÃO

23 Muito obrigada! Consolidação: PROGRAD: COSEA/DDRA/DDRAD


Carregar ppt "Ensino, Retenção e Evasão Ensino, Retenção e Evasão Rio de Janeiro – RJ dez / 2011 Profª. Drª. Loreine Hermida Silva e Silva."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google