A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MBA em Gestão de Empreendimentos Turísticos Gestão de Operações I

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MBA em Gestão de Empreendimentos Turísticos Gestão de Operações I"— Transcrição da apresentação:

1 MBA em Gestão de Empreendimentos Turísticos Gestão de Operações I

2 Módulo Gestão de Operações I : Ênfase em Meios de Hospedagem O mercado Hoteleiro do séc. XXI Manoela Carrillo Valduga Mestre em Turismo

3 Breve Histórico dos Meios de Hospedagem

4 Pré-Turismo (Pré-história)

5 Pré-Turismo (Idade Antiga) Na Roma e na Grécia antigas, estabelecimentos surgiram para receber os espectadores e participantes dos jogos de atletismo e dos festivais de teatro.

6 Pré-Turismo (Idade Antiga)

7 Entre os romanos, a primeira segmentação nesta área foi a criação das diversoria, lugar que recebia militares e autoridades governamentais, assim como das tabernas e cauponae, que ofereciam acomodações para o público em geral.

8 Pré-Turismo (Idade Antiga)

9 Pré –Turismo (Idade Média)

10 Com a oficialização do Cristianismo, as viagens com fins religiosos se intensificaram, surgindo assim a figura do peregrino, com suas mensagens de amor e paz. Esse pode ter sido o verdadeiro início da criação das pousadas, que serviam para abrigar esses homens.

11 Pré –Turismo (Idade Média)

12 Nesta época, foi criada a Ordem dos Cavalheiros Hospitalares, que organizavam a hospedagem nos castelos dos nobres feudais, assim movimentando o comércio hoteleiro.

13 Século XV Na Inglaterra, foi criada uma lei, para os innkeepers (operadores de meios de hospedagem), que proibia a discriminação entre os hóspedes, ou seja, nenhum poderia ser recusado, exceto por razão maior.

14 Século XV Por volta de 1480, na Renascença, mais de seis mil inns foram inaugurados, no período Tudor.

15 Séculos XVII e XVIII Grand Tour Deslocamentos que ocorriam em barcos à vela, a pé, a cavalo ou no lombo dos burros e significavam a aquisição de experiência, para a preparação de uma nova classe de estadistas profissionais e embaixadores.

16 Emil Brack ( ) “Planning the Grand Tour”

17 A partir de 1650, houve o incremento dos meios de transporte, que na época eram constituídos por carruagens e diligências puxadas a cavalo, fato que contribuiu com a expansão da hotelaria europeia.

18 Século XVIII Revolução Industrial

19 Thomas Cook, em 1841, andou 15 milhas para um encontro contra o alcoolismo e então teve a ideia de, no próximo, alugar um trem e revender os bilhetes a outros colegas.

20 Ritz Paris 1898, 15, Place Vendôme,

21 No Brasil 1808 – Vinda da Corte Portuguesa 1838 – Hotel Pharoux, RJ Grande Hotel, de Glete, em SP 1887 – Hospedaria dos Imigrantes, em SP No Brasil, primeira lei de incentivo à construção de hotéis 1904 – Primeira Lei de Incentivos para a implantação de Hotéis no Rio de Janeiro 1908 – Hotel Avenida, RJ

22 1838 – Hotel Pharoux, RJ Aquarela de Adolphe d'Hastrel

23 Hotel Avenida

24 Século XX – Turismo Moderno

25

26 1920 – Legalização dos cassinos (até 1946) 1922 – Glória, RJ 1923 – Copacabana Palace, RJ 1923 – Hotel Esplanada, SP VARIG/LUFTHANSA 1928 – Hotel Reinales Plaza, em SP

27 Hotel Glória

28 Copacabana Palace 1923

29 Copacabana Palace Desde 1989 pertence ao grupo Orient-Express

30 1929- PanAir & Touring Club do Brasil 1930 – Air France 1936 – ABIH – 70 Hoteleiros Objetivos: –Desenvolver o setor hoteleiro no país –Incrementar o turismo nacional –Defender o interesse e promover a hotelaria –Temas dos congressos: liberação do jogo e formação e qualificação dos profissionais na hotelaria e do turismo

31 Quitandinha (1938) Construído por Joaquim Rolla para ser o maior rococó hollywoodiano (internamente) e normando-francês (externamente), este último bastante presente na arquitetura de Petrópolis devido à colonização alemã.

32

33

34 Incentivos – déc e – Primeiro guia hoteleiro do Brasil (Ed. Cierone) 1953 – ABAV 1955 – Criação da Federação Nacional de Hotéis, Bares, Restaurantes e Similares 1958 – Combratur 1954 – Lei de incentivo à Instalação Hoteleira (isenção de impostos até 1962) 1966 – EMBRATUR e Guia 4 Rodas

35 Déc e – GH São Pedro, SP 1971 – Hilton, SP 1971 – Hotel Nacional, RJ 1973 – Eldorado Boulevard, SP; Tropical Santarém; Hotel do Frade, RJ; Bourbon Foz do Iguaçu Primeira classificação de hotéis de cinco estrelas pela Embratur – apenas São Paulo Hilton e Caesar Park São Paulo

36 Ed. Itália, a esquerda, 45 andares. Copan, no centro, com 36 andares, é a maior estrutura de concreto vertical já construída Antigo Hilton, a direita, por muitos anos o hotel mais alto do país.

37 DEC – Apart-hoteis/flats 1980 – Hotel Parque Balneário, Santos 1981 – Jatiúca Resort, Maceió; Sofitel Salvador; Marina Palace, RJ 1982 – Novotel Uberaba; Hotel do Frade, RJ 1983 – Parthenon St. Patrick (FLAT), SP; Nas Rocas Island, RJ 1984 – Hilton Belém; Fazenda Mazzaropi, Taubaté 1985 – Transamérica SP; Spa Sete Voltas, Itatiba; Bourbon Curitiba 1986 – TCS SP; Sheraton Mofarrej, SP; APAJ 1987 – Meliá Maceió; Club Med Rio das Pedras; Le Canton, RJ 1988 – Pan Americano, SP; Pousada Saco da Capela, Ilhabela; Rosa dos Ventos, Teresópolis 1989 – Transamérica Comandatuba, Ilhéus; Naoum, Brasília; Eldorado Cuiabá

38 DEC 1990 – Retorno do capital estrangeiro Expansão da Rede Accor 1991 – Costão do Santinho – Florianópolis Expansão da Rede Blue Tree Expansão da Rede Sheraton 1997 – Sofitel SP; Renaissance SP; Blue Tree Park Cabo de Santo Agostinho Hotéis Deville, Atlântica.

39 Renaissance, SP.

40 Costão do Santinho, SC

41 Séc XXI – Pós-Turismo

42 Anos 2000 Desenvolvimento de produtos com novas configurações Desenvolvimento de novos mercados Novas alianças entre os mercados hoteleiro e imobiliário Inovações, tecnologia, design e serviços diferenciados Estabelecimento de novas estratégias de rede Importância dos serviços de intermediação e distribuição Uso de SIG para estabelecimento de estratégia de posicionamento geográfico e mercadológico

43 Anos Brasil Questão Ambiental GJP Expansão e Segmentação da ACCOR Golden Tulip Hospitality Group Louvre Hotels Group

44 Hotel Fasano, RJ

45 Relais et Chateaux Santa Teresa

46 Hotel Fasano, SP

47

48 Dados atuais da Hotelaria no Brasil O Brasil possui, de acordo com dados atualizados em 2011, a partir da base de informações do CADASTUR, meios de hospedagem legalmente registrados no país – o que corresponde a uma oferta total de UHs (Unidades Habitacionais) e leitos.

49

50

51

52

53

54 Próxima aula: Sistema Brasileiro de Classificação Hoteleira

55 CAMPOS, José Ruy Veloso. Introdução ao Universo da Hospitalidade. Campinas: Papirus, CÂNDIDO, Índio, VIEIRA, Elenara Vieira de. Gestão de Hotéis: técnicas, operações e serviços. Caxias do Sul: Educs, CASTELLI, Geraldo. Hospitalidade: na perspectiva da gastronomia e da hotelaria. São Paulo: Saraviva, CHON, Kye-Sung (Kaye); SPARROWE, Raymond T. Hospitalidade: conceitos e aplicações. Tradução Ana Beatriz de Miranda e Silva Ferreira. São Paulo: Pioneira Thomson Learning,


Carregar ppt "MBA em Gestão de Empreendimentos Turísticos Gestão de Operações I"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google