A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Universidade Santa Cecília – Santos / SP Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Contabilidade de Custos MATERIAIS DIRETOS Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Universidade Santa Cecília – Santos / SP Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Contabilidade de Custos MATERIAIS DIRETOS Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes."— Transcrição da apresentação:

1 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Contabilidade de Custos MATERIAIS DIRETOS Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes

2 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes CONCEITOS Material Direto é o custo de qualquer material diretamente identificável com o produto e que se torne parte integrante deste. Exemplos:- matéria-prima, material secundário, embalagens. Tipos de Material Direto Matéria-prima é o principal material que entra na composição do produto final. Ela sofre transformação no processo de fabricação. É o material que, do ponto de vista de quantidade, é o mais empregado na produção. As matérias-primas em estoque serão aplicadas diretamente no produto, e ao serem transferidas do estoque para o processo produtivo se transformam em custos de produção. Exemplo:- o tecido na fabricação de roupas e a madeira na fabricação de mesas de madeira. Material secundário é o material direto, de caráter secundário; não é o componente básico na composição do produto, mas é perfeitamente identificável ao produto. Exemplo:- parafusos ( se houver controle de consumo, se não houver, eles podem ser tratados como Custos Indiretos ) na mesa de madeira, botão nas roupas, etc. Embalagens são materiais utilizados para embalagem do produto ou seu acondicionamento para remessa. São materiais diretos devido à fácil identificação com o produto. Exemplo:- papelão onde é acondicionada a mesa, saco plástico onde é colocada a roupa.

3 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Custo do Material Direto Adquirido Todos os gastos incorridos no sentido de colocar o Material Direto disponível para o uso na produção fazem parte do seu custo. Por exemplo:- se o comprador tem que retirar o material no fornecedor e arcar com os gastos de transportes e seguro, esses gastos devem ser incorporados ao custo do material. Assim, como os gastos com armazenagem, recepção, vigilância, também deve ser incorporados aos custos dos materiais. Quando a empresa adquire um material direto, a ser usado na fabricação de produtos, se os impostos ( I.P.I. e I.C.M.S. ) forem recuperáveis, na escrita fiscal, eles serão deduzidos do Valor Total da Nota Fiscal de compra. Se não forem recuperáveis, passarão a fazer parte do custo do material. Exemplo:- No caso da compra de 10.000 kgs de matéria-prima, os dados constantes da Nota Fiscal são os seguintes:- Total da Nota Fiscal ( compra a prazo, venct’. 30 dias )..... $ 308.000 Frete e Seguro......................................................................$ 10.000 Valor do I.P.I......................................................................$ 28.000 Valor do I.C.M.S.................................................................$ 50.000 (valores dos impostos hipotéticos )

4 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Se os impostos ( I.P.I. e I.C.M.S. ) forem recuperáveis, o valor do material será o seguinte:- Total da Nota Fiscal.............................................................$ 308.000 ( - ) I.P.I.......................................................................................... $ 28.000 ( - ) I.C.M.S.................................................................................... $ 50.000 ( + ) Frete e Seguro....................................................................... $ 10.000 Custo do Material........................................................................ $ 240.000 Se, por exemplo, o I.P.I. não for recuperável, o valor do material será o seguinte:- Total da Nota Fiscal..............................................................$ 308.000 ( - ) I.C.M.S..........................................................................$ 50.000 ( + ) Frete e Seguro...............................................................$ 10.000 Custo do material............................................................... $ 268.000 Os mesmos procedimentos são aplicáveis à compra de material secundário e embalagens.

5 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Como a empresa compra várias unidades em períodos diferentes com preços diferentes, e não os consome na mesma proporção, elas acabam se misturando no almoxarifado. Para atribuir custo às unidades consumidas, usamos os mesmos critérios utilizados pela Contabilidade Financeira, o Sistema de Inventário Permanente e Periódico e os Métodos de Avaliação de Estoques: - P.E.P.S. ( Primeiro a Entrar e Primeiro a Sair ), - Custo Médio e - U.E.P.S. ( Último a Entrar e Primeiro a Sair ). Avaliação de Estoques

6 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Avaliação de Estoques Inventário Periódico A empresa não mantém um controle contínuo dos estoques através de fichas de estoque. O consumo só pode ser obtido após contagem física dos estoques, em geral no Balanço, e posterior avaliação de acordo com os critérios legais. O consumo é calculado pela fórmula:- Consumo de Material Direto = Estoque Inicial + Entradas Líquidas – Estoque Final Fórmula válida também para qualquer item do estoque. Inventário Permanente No inventário permanente temos o controle contínuo dos estoques por meio de fichas de estoque. Os estoques ( e o CPV – Custo dos Produtos Vendidos ) são calculados a qualquer momento pela Contabilidade. A contagem física é feita, mas por questões de auditoria e controle interno. O controle físico e contábil é feito pela ficha de estoque ( tanto no Almoxarifado como na Contabilidade ).

7 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes MÉTODOS DE AVALIAÇÃO DOS ESTOQUES  PEPS (FIFO)  Primeiro que Entra, será o Primeiro a Sair.  UEPS (LIFO)  Último que Entra, será o Primeiro a Sair.  CUSTO MÉDIO  Média ponderada móvel dos vários preços de compras.

8 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes APLICAÇÃO PRÁTICA DOS MÉTODOS DE AVALIAÇÃO Considere que a Empresa NRM só comercializa um produto X e teve este movimento no mês Estoque Inicial 50 pares a $ 17,00 cada= Total $ 850 Comprou 250 pares a $ 20,00 cada = Total $ 5.000 Vendeu 150 pares a $ 28,00 cada = Total $ 4.200 Comprou 80 pares a $ 21,80 cada = Total $ 1.744 Vendeu 200 pares a $ 29,50 cada = Total $ 5.900

9 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Histórico ENTRADAS Quant p.unit Total SAÍDAS quant p.unit Total SALDOS(R$) quant p.unit Total est.inic5017,00 850 compra250 20,05.000 50 250 17,00 20,00 850 5.000 Venda50 100 17,00 20,00 850 2.000 0 150 17,00 20,00 0 3.000 compra80 21,81.744 150 80 20,00 21,80 3.000 1.744 Venda150 50 20,00 21,80 3.000 1.090 0 30 20,00 21,80 0 654 Totais330 Compra 6.744 350CMV6.940E.F. Empresa NRM - Ficha de Estoque – produto: X *PEPS

10 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Custo das Vendas – Empresa NRM *Custo: PEPS CUSTO DAS MERCADORIAS VENDIDAS = CMV R$ 6.940 = R$ 850 + R$ 6.744 – R$ 654 RESULTADO DAS VENDAS * Empresa NRM Primeiro devemos somar as 2 vendas: 4.200 + 5.900 = 10.100 RV (Lucro Bruto)= Vendas (valor real) – CMV R$ 3.160 = R$ 10.100 – R$ 6.940 CMV = Estoque Inicial + Compras - Estoque Final

11 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Histórico ENTRADAS Quant p.unit Total SAÍDAS quant p.unit Total SALDOS(R$) quant p.unit Total est.inic 5017,00 850 compra250 20,05.000 50 250 17,00 20,00 850 5.000 Venda 150 20,00 3.00050 100 17,00 20,00 850 2.000 compra 80 21,81.744 50 100 80 17,00 20,00 21,80 850 2.000 1.744 Venda80 100 20 21,80 20,00 17,00 1.744 2.000 340 3017,00510 Totais330 Compra 6.744 350CMV7.084E.F. Empresa NRM - Ficha de Estoque – produto: X *UEPS

12 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Custo das Vendas – Empresa NRM *Custo: UEPS CUSTO DAS MERCADORIAS VENDIDAS = CMV R$ 7.084 = R$ 850 + R$ 6.744 – R$ 510 RESULTADO DAS VENDAS * Cia.Delta Primeiro devemos somar as 2 vendas: 4.200 + 5.900 = 10.100 RV ou Lucro Bruto = Vendas (valor real) – CMV R$ 3.016 = R$ 10.100 – R$ 7.084 CMV = Estoque Inicial + Compras - Estoque Final

13 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes CUSTO MÉDIO MÓVEL  Média ponderada móvel dos vários preços de compras 1ª Regra: O custo médio é obtido pela divisão do estoque financeiro (saldo R$) pelo estoque físico (quantidade). 2ª Regra: a cada nova compra, com valor unitário diferente, o custo médio irá variar. 3ª Regra: o preço unitário na saída (venda) será o último custo médio encontrado.

14 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Histórico ENTRADAS Quant p.unit Total SAÍDAS quant p.unit Total SALDOS(R$) quant p.unit Total est.inic 5017,00 850 compra 250 20,05.000 30019,505.850 Venda150 19,50 2.92515019,502.925 compra 80 21,81.744 23020,304.669 Venda200 20,30 4.0603020,30 609 Totais330 Compra 6.744 350CMV6.985E.F. Empresa NRM - Ficha de Estoque – produto: X *UEPS

15 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Custo das Vendas – Empresa NRM *Custo Médio CUSTO DAS MERCADORIAS VENDIDAS = CMV R$ 6.985 = R$ 850 + R$ 6.744 – R$ 609 RESULTADO DAS VENDAS * Cia.Delta Primeiro devemos somar as 2 vendas: 4.200 + 5.900 = 10.100 RV ou Lucro Bruto = Vendas (valor real) – CMV R$ 3.115 = R$ 10.100 – R$ 6.985 CMV = Estoque Inicial + Compras - Estoque Final

16 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes COMPARAÇÃO DOS MÉTODOS DE AVALIAÇÃO DO ESTOQUE Método Estoque Final Custo Mercadoria LUCRO P E P S R$ 654 R$ 6.940 R$ 3.160 U E P S R$ 510 R$ 7.084 R$ 3.016 Custo Médio R$ 609 R$ 6.985 R$ 3.115

17 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes EXERCÍCIOS

18 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Numa determinada empresa industrial, o fluxo de matérias-primas durante o ano foi o seguinte:- I – Saldo inicial ItemUnidadesCusto Unitário 1 5.000 $ 1,00 2 8.000 $ 0,75 3 4.000 $ 2,75 II – Compras ItemUnidadesCusto Unitário 1 12.000 $ 1,00 3 6.000 $ 2,75 III – Entregas à Produção ItemUnidades 13.500 22.000 33.000 IV – Matérias-primas defeituosas, devolvidas aos fornecedores. Item 1 – 200 unidades V – Matérias-primas excedentes, devolvidas ao almoxarifado pela fábrica:- Item 2 – 50 unidades Pede-se : -Qual o custo da Matéria-Prima de cada produto para os 3 métodos de avaliação de estoque; - Qual o estoque final de cada produto para os 3 métodos de avaliação de estoque;


Carregar ppt "Universidade Santa Cecília – Santos / SP Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Contabilidade de Custos MATERIAIS DIRETOS Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google